Heron Queiroz

Em consequência do registro de casos de pessoas infectadas pelo coronavírus (Covid19) em Santa Catarina e do Decreto Estadual 507/2020, o presidente da Fesporte, Rui Godinho, emitiu na tarde desta segunda-feira (16) uma nota oficial suspendendo os eventos da Fesporte previstos para acontecer no prazo de 30 dias. 

A medida atinge a etapa microrregional dos Jogos Abertos da Terceira Idade, programada para concluir os eventos das 36 microrregiões no período de 30 de março a 17 de abril. A data para a realização da etapa ainda não foi definida pela equipe técnica da Fesporte. Consequentemente a etapa estadual, que, embora esteja agendada para o período de 25 a 30 de abril, deverá também sofrer alteração de data.

Outro evento que também está suspenso é o Campeonato Brasileiro de Futsal Escolar, que aconteceria de 24 a 30 de março, em Balneário Camboriú. A Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE), organizadora do evento, deverá se reunir ainda esta semana para uma redefinição de calendário e divulga uma nova data para o evento.

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte 

 

Encerrado na sexta-feira (6) o prazo de encaminhamento do termo de compromisso para participação dos municípios nos Jogos Abertos da Terceira Idade (Jasti), apontou-se um novo recorde de inscrições. A 13ª edição do evento na etapa microrregional terá a participação de 241 municípios, que representam 81,7% dos municípios catarinenses. O prazo de encaminhamento da relação nominal deverá ser encaminhado até o dia 27 de março. A estimativa é de que cerca de 6 mil atletas totalizem a participação na etapa microrregional. 

Mesmo sem contar mais com o handebol no quadro de modalidades, há sete municípios a mais inscritos em relação a 2019, que registrou 234 (aumento de 3%), edição que já havia superado 2018, que teve o registro de 217 municípios (73,5% de todo o estado). 

“As políticas públicas do esporte catarinense devem chegar a todos os municípios, por isso temos nos empenhado em avaliar os métodos para envolvermos os municípios nas ações da Fesporte, em especial, por intermédio dos coordenadores esportivos que atuam nas 36 microrregiões, e o sucesso tem se mostrado na elevação de participantes em praticamente todos os nossos eventos”, comentou Rui Godinho, presidente da Fesporte.

Os eventos da etapa microrregional começam a ser realizados a partir de 30 de março e têm até 17 de abril para concluir as 36 microrregiões. São nove modalidades em disputa: bocha, bolão 23, canastra, dominó, dança coreográfica livre, dança popular, dança de salão (categorias A e B), truco e voleibol adaptado à terceira idade. Nas modalidades de dança, apenas uma equipe se classifica para a etapa estadual, que acontece em Criciúma, de 25 a 30 de abril. Nas demais modalidades, classificam-se duas. 

Na última quarta-feira (4), Godinho esteve em Criciúma, onde, acompanhado do gerente de Esporte de Participação, Luiz Fernando Bezerra, e o gerente de Comunicação e Marketing, Jefferson do Amaral, para reunião com o presidente da Fundação Municipal de Esporte, Nicola Martins, para tratar de alinhamentos para a realização da etapa estadual e para vistoriar espaços de competição e de organização do evento.

Dirigentes da Fesporte e da FME de Criciúma fazem reunião de alinhamento para realização dos Jasti 2020

 

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

Representantes da Fesporte, da Federação Catarinense de Desporto Escolar (FCDE) e da Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE) reuniram-se na tarde desta terça-feira (3), na sede da Fesporte, para os ajustes de parceria visando à realização do Campeonato Brasileiro de Futsal Escolar, que acontecerá de 24 a 30 de março em Balneário Camboriú.

Representantes das 27 unidades federativas brasileiras (estados e o Distrito Federal) estarão disputando título nacional e vaga (uma no masculino e outra no feminino) para o mundial da modalidade, que acontece em junho, na França. 

Na última edição do torneio, realizada em 2017, no Rio Grande do Norte, as meninas catarinenses, representando a Escola Lourdes Lago, de Chapecó, foram campeãs brasileiras, e, no ano seguinte, conquistaram o mundial em Israel. No masculino, os mesmos feitos foram atingidos pelo Colégio Amorim, de São Paulo, que chegou pela terceira vez ao título.

O Brasileiro reunirá cerca de 730 atletas, totalizando quase mil pessoa envolvidas no evento. O estado catarinense, por ser sede, terá dois representantes em cada gênero. No masculino, a Escola Bom Pastor, de Chapecó, e o Colégio Recriarte, de Camboriú. No feminino, as Escolas Lourdes Lago, de Chapecó, e Joaquim Ramos, de Criciúma. 

No dia 23 acontece o congresso técnico. A abertura oficial acontece no dia 24, às 18h30min, no Ginásio da Barra, um dos seis palcos de competição do torneio. A CBDE está investindo cerca de 1,5 milhão de reais para cobrir os custos com cerca de 5.600 diárias de hotel e 1 milhão de reais com passagens aéreas.  

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

A diretoria da Fesporte recebeu, na tarde desta quinta-feira (27), o vice-prefeito de Xanxerê, Ivan Marques, o secretário de Esportes, Cultura e Lazer, Ademir Gasparini, e o diretor de esporte do Município, Péricles Correia, para firmar parceria na realização do Torneio Internacional de Futsal Feminino, que acontecerá de 3 a 12 de julho deste ano, na Arena Ivo Sguissardi, em Xanxerê.

O evento chega à sua sétima edição, todas vencidas pelo time brasileiro. A primeira edição aconteceu na Espanha, em 2010, e a última, na Guatemala, em 2015. Doze seleções deverão participar da competição. Até o momento, além do Brasil, já confirmaram participação Argentina, Chile, Guatemala, Paraguai e Polônia. Outros países deverão confirmar a participação até o dia 10 de março. Segundo Gasparini, a ocorrência do coronavírus tem dificultado a confirmação de países como Japão e Irã, que aguardam liberação para que as delegações possam sair do país.

Caso se confirme, a participação do Irã marcará um fato importante na história mundial do futsal feminino, pois será a primeira vez que as mulheres iranianas participam de um torneio fora de seu país.

Além da Fesporte e da Prefeitura de Xanxerê, o evento também conta com a Confederação Brasileira de Futebol de Salão, Ministério da Cidadania e Secretaria Especial de Esporte como parceiros na realização do evento.

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

Um novo Código de Justiça Desportiva (CJD) passa a vigorar neste ano em Santa Catarina, nos processos a serrem julgados pelo Tribunal de Justiça Desportiva de Santa Catarina (TJD/SC). O documento, que desde 2013 não sofria alterações, passa a ter uma nova versão, cuja aprovação pelo Conselho Estadual de Esporte (CED) aconteceu ainda em maio de 2019. 

Dentre as mudanças, destacam-se as penas dirigidas a membros de comissão técnica, que antes eram as mesmas sofridas por atletas, baseadas em número de jogos. Para os atletas, não há alteração, mas, para a comissão técnica, as penas podem ser aplicadas em número de dias a ser cumprido, que pode variar de cinco a 90 dias, como em casos de praticar atos desleal ou hostil, ou até 360 dias, a exemplo de agressão física ou prática de ato discriminatório. Além de estar suspenso de suas funções nas competições, o apenado não poderá sequer acessar a área de público dos locais de competição.

O novo CJD já está disponível no site oficial do CED. Confira o documento na íntegra com todas as alterações (clique aqui para acessá-lo).

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

A equipe de coordenadores esportivos regionais, antes denominados integradores esportivos, apresentou-se a Fesporte para reunião que acontece nesta quarta (19) e quinta (20), na sede da entidade, em Capoeiras, Florianópolis.

Muito do modelo de gestão esportiva de Santa Catarina, que tem atraído a atenção de gestores de outros estados, deve-se a figura do coordenador, ao qual cabe, entre outros objetivos, estabelecer uma ponte entre o Estado (Fesporte) e os Municípios e escolas, bem como atletas, técnicos e dirigentes. 

Dos 33 que compõem o quadro de coordenadores esportivos, 16 já estavam exercendo o cargo ou já exerciam até 2018 e a estão retomando e 17 são novatos na função.

Considerando que mais da metade está assumindo pela primeira vez as funções de coordenador esportivo regional, a diretoria da Fesporte convocou uma reunião não apenas para apresentação dos novos integrantes, mas principalmente para que sejam dadas orientações acerca do funcionamento da casa e dos eventos esportivos, sobretudo porque novidades devem ser apresentadas ainda antes dos grandes eventos estaduais, como o novo sistema esportivo informatizado, que permitirá mais agilidade nas informações, encaminhamentos de súmulas, definição de confrontos e tabelas e quadros de pontuação, troféus e medalhas.

Além do sistema, apresentado pela Gerência Técnica de Informática, outros assuntos estiveram na programação deste primeiro dia de reunião, como uso de marcas (identidade visual); prestação de contas; solicitação de diárias, veículos, passagens, premiação e material esportivo; contratos e gestão de contratos; mapeamento e catalogação dos espaços esportivos de Santa Catarina. A presidente do Conselho Estadual de Esporte (CED), Michele Souza, também esteve na reunião para falar das funções, estrutura e objetivos da entidade no Sistema Esportivo Catarinense.

Na quinta-feira, é a vez da área técnica. As gerências de rendimento, escolar e de participação apresentarão o calendário com as respectivas sedes, a estrutura organizacional de cada evento e o que cabe ao coordenador esportivo na preparação, organização e realização de cada evento. A presença do presidente do Tribunal de Justiça Desportiva de Santa Catarina (TJD/SC), Vinícius Bion, também está programada, para das funções, estrutura e objetivos da entidade, comissão disciplinar e Código de Justiça Desportiva (CJD).

“A Fesporte está em processo de transformação, dentro de um conceito moderno de gestão esportiva, fazendo mais sem provocar tantos desgastes na estrutura esportiva, na logística dos eventos e em nossos recursos humanos. Boa parte dos profissionais de Educação Física que compõem nosso quadro de coordenadores esportivos estão chegando agora. Essa reunião é fundamental para alinharmos nossos objetivos e modelo de gestão pelo qual temos trabalhado desde o início de 2019”, disse o presidente da Fesporte, Rui Godinho.

 

Conheça o novo quadro de coordenadores esportivos regionais

 

Aaron Nerrue Mazaro Leão, Curitibanos;

Amauri Giordam, Chapecó;

Artur Montes, Joinville;

Carla Luci Padilha, Videira;

Carli Luiz Michels, Maravilha e Itapiranga;

Carlos Roberto Hack, Joaçaba;

Cassiano Oliveira de Souza, Tubarão;

Clair Antonio Wathier, Rio do Sul;

Clarice de Fátima Luvison, Campos Novos;

Cristiano Largura, Timbó;

Douglas Kreiling, Canoinhas; 

Ederson Morozini, São Lourenço do Oeste e Quilombo;

Emerson Leobet, Blumenau;

Euclides Biazoto, Criciúma;

Ezequiel Pereira Amaral, Lages;

Fabio Alvarez, Jaraguá do Sul;

Geovani Oenning da Silva, Braço do Norte;

Iveti Tirelli, Palmitos;

Jaison Michels, Taio;

Juliano Graciano Vaz, Caçador;

Juliano Prá, Florianópolis;

Luci de Barros, Itajaí;

Keity Carla Beckhauser, Ibirama;

Marcelo Francisco Silva dos Santos, Laguna; 

Mauro Luiz Johann, Xanxerê;

Michele Fernandes, Araranguá;

Miriam  Carla Schlichting,  São Joaquim;

Nivaldo Pontin, Dionísio Cerqueira;

Patricia Luiza de Moraes, Ituporanga;

Paulo Roberto Dalla Valle, Seara e Concórdia;

Roberto Carlos Marangoni, São Miguel do Oeste;  

Rodrigo Batista Pereira, Brusque;

Thiago A. Costa, Mafra.

 

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

Pagina 7 de 90