“Essa conquista não é somente minha. Quero agradecer a todos que estão comigo no dia a dia, minha família, meu treinador, a Marinha do Brasil e a todos que torceram por mim. Ganhar a medalha no Pan é uma emoção imensa. Estas são oportunidades únicas na vida de um atleta”. Com estas palavras, via whatsapp, Lucas expressou um pouco o que significou para ele esta conquista. 

Representando São José, Lucas Ostapiv, de 24 anos, conquistou a medalha de bronze na categoria até 80kg, na modalidade de Taekwondo, nos  Jogos Pan Americanos, que acontecem no Chile. Atualmente no 23º lugar do ranking mundial de Taekwondo, representa a Marinha nas forças armadas do Brasil. 

Lucas é o primeiro atleta do Taekwondo, a representar de Santa Catarina numa edição dos Jogos Pan Americanos. Natural de Pato Branco, no Paraná, Lucas se mudou para São José, há pouco mais de dois anos e passou a treinar com o experiente, Erickson Busatto.

O caminho de Lucas até o bronze

A trajetória de Lucas Ostapiv no Pan 2023, em Santiago foi a seguinte: venceu por 2 a 0 o salvadorenho David Robleto. No caminho para o bronze, ele enfrentou o jamaicano Brandon Sealy e venceu por 2 a 1. 

Na sequência foi derrotado para o norte-americano Alan Nickolas nas quartas. No confronto que lhe garantiu a medalha de bronze, venceu David Chamorro, da Nicarágua, por 2 a 0.

Erickson Busatto enalteceu o feito de Lucas: “É emocionante e vem coroar todo um trabalho de uma cultura esportiva em Santa Catarina. Esta medalha tem muitas mãos, construída no dia a dia pela comissão técnica, mas também por todos que fizeram parte dessa história: o professor da iniciação, o primeiro treinador e a família que apoiou até que estivesse estabelecido para se desenvolver ao máximo e obter resultados mais expressivos”. 

Em seguida, destacou a importância dos eventos da Fesporte nessa conquista: “Os eventos da Fesporte propiciam o desenvolvimento e o fomento do esporte catarinense. Os resultados aparecem também na forma de medalhas”, finalizou. 

      Lucas Ostapiv garante a medalha de bronze ao vencer o nicaraguense, David Chamorro                         Foto: Divulgação

O Pan 2023

Os Jogos Pan Americanos 2023 acontecem em Santiago, no Chile, entre os dias 20 de outubro e 05 de novembro. Neste ano, os Jogos contam com a participação de 41 nações, com 6906 atletas, divididos em 39 modalidades. 

As modalidades presentes nos Jogos Pan-Americanos de Santiago são: Atletismo, Badminton, Basquetebol (5x5 e 3x3), Beisebol (Beisebol e Softbol), Breaking, Boliche, Boxe, Canoagem (slalom e velocidade), Caratê, Ciclismo (BMX, BMX estilo livre, de estrada, de montanha e de pista), Escalada esportiva, Esgrima, Esportes aquáticos (Maratona, Natação, Natação artística, Polo Aquático e Saltos Ornamentais), Esqui aquático (esqui e wakeboard), Futebol, Ginástica (artística, rítmica e de trampolim), Golfe, Handebol, Hipismo (adestramento, concurso completo e saltos), Hóquei sobre grama, Judô, Levantamento de peso, Lutas (livre e greco-romana), Patinação sobre rodas (artística, de velocidade em linha e skate), Pelota basca, Pentatlo moderno, Raquetebol, Remo, Rúgbi, Surfe, Taekwondo, Tênis, Tênis de mesa, Tiro com arco, Tiro esportivo, Triatlo, Vela e Voleibol (quadra e praia).

Texto – Delamare de Oliveira Filho (Ascom/Fesporte) – (48) 99683 5416 

 

A Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte) integra a campanha do outubro rosa e convida a todos os funcionários a abraçarem esse movimento. 

O Outubro Rosa é um movimento internacional de conscientização para o controle do câncer de mama, criado no início da década de 1990, pela Fundação Susan G. Komen for the Cure.

Uma campanha mundial, celebrada anualmente e que encoraja mulheres, homens, empresas e institutos a participarem da luta pela prevenção do câncer de mama. 

“Uma iniciativa como esta, representa um valor maior para nós como mulheres, somos lembradas e o quão importante é, cuidar de nossa saúde. Valorizar a nossa vida, sem estar doente. Participar desse evento, me faz olhar mais para mim e ter a consciência da importância de se prevenir”, descreve Renata Santos, do núcleo de processos da Fesporte. 

Maria Aparecida Cravo Silveira, coordenadora do evento sobre o Outubro Rosa, ressalta que este é um momento muito importante. “Estamos parando para falar sobre saúde, enquanto Fesporte. A prática desportiva e atividade física são extremamente importantes para que as pessoas sejam saudáveis e felizes”.

Paulão, presidente da Fesporte, destaca a importância do outubro rosa e das mulheres: “Que o esporte consiga contribuir com muito carinho, muito empenho que tanto merece o mês e as mulheres, em especial. O outubro rosa vem para nos lembrar que o esporte tem a referência dos valores, dos cuidados, das regras. Coloquemos o outubro rosa no pódio em todos os dias”. 

É relevante ressaltar que o objetivo desta campanha é compartilhar informações e promover a conscientização sobre a doença; proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento e contribuir para a redução da mortalidade.

Dados do INCA (Instituto Nacional de Câncer) e do UICC (Union for International Cancer Control), mostram que o câncer de mama é o tipo que mais acomete mulheres em todo o mundo, tanto em países em desenvolvimento quanto em países desenvolvidos. 

As taxas de incidência variam entre as diferentes regiões do planeta, com as maiores taxas nos países desenvolvidos. Para o Brasil, foram estimados 73.610 casos novos de câncer de mama em 2023, com um risco estimado de 66,54 casos a cada 100 mil mulheres.

Texto – Delamare de Oliveira Filho (Ascom/Fesporte) – (48) 99683 5416

As garotas da escola estadual Joaquim Ramos, de Criciúma,  representam Santa Catarina no Mundial de Futsal Sub-18, que acontece em Belgrado, na Sérvia, entre os dias 8 e 18 de outubro. 

A competição conta com atletas de 15 a 18 anos e a vaga das meninas carvoeiras foi conquistada com o título do Campeonato Brasileiro Escolar, que aconteceu em julho passado, em Balneário Camboriú. 

A primeira partida deste desafio internacional foi contra as donas da casa, na manhã de terça, 10. A equipe da Sérvia venceu as catarinenses por 3 a 1. Letícia Lima marcou o gol da equipe catarinense. 

No segundo jogo que aconteceu nesta quarta, 11, as meninas carvoeiras venceram a equipe da Ucrânia por 3 a 0, com 2 gols de Sabrina e 1 gol de Samanta. 

Direto de Belgrado, a auxiliar técnica Bina Cassol, descreveu a partida de hoje e fez um prognóstico para a partida contra a equipe de Tocantins: “Hoje tivemos um jogo bem difícil, o time da Ucrânia é muito forte fisicamente. Amanhã teremos uma partida ainda mais difícil, pois iremos enfrentar um time rápido e com bastante movimentação”. 

O próximo confronto será nesta quinta, 12, contra a equipe também brasileira do Colégio Estadual Guilherme Dourado, de Araguaína, Tocantins. A partida será transmitida ao vivo a partir das 04 horas (horário de Brasília) no canal do YouTube da Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE). 

O Campeonato Mundial Escolar de Futsal é uma competição organizadas pela ISF (International School Sport Federation), com o objetivo de promover o equilíbrio entre o esporte e a educação, conscientizando sobre o papel do esporte na apresentação de temas como o fairplay, o estilo de vida saudável e o respeito.

 

CONFIRA A LISTA DA DELEGAÇÃO CATARINENSE: 

 

Técnica: Renata Rosalino Machado 

Auxiliar técnica: Sabrina Cassol 

 

Atletas: 

Cléo Martinez Loschiavo 

Letícia Lima Moraes 

Marcele Luiza Saravia 

Luz Marina Félix Lima 

Maria Eduarda da Silva 

Mirela Oliveira 

Sabrina Moraes Vicini 

Yorrana Vitória Conceição Lopes de Souza 

Samanta Moraes Vicini 

Raissa Vieira da Silva 

Yasmin Moraes dos Santos Charão 

Caroline Benck da Conceição

 

As equipes de Futsal feminino e masculino de Tubarão são destaques neste segundo dia, na etapa regional sul, da 62ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc), que acontecem entre os dias 5 e 10 de outubro, em Tubarão.

A equipe feminina começou perdendo para Florianópolis após o gol de Rafaela. Logo em seguida, a atleta tubaronense, Lia Schlickmann teve sua cobrança defendida pela goleira da equipe da capital, Eduarda.

Eduarda foi a melhor atleta do primeiro tempo, fechando o gol de Florianópolis. Ao comentar a defesa da penalidade, Eduarda destacou: “viemos preparadas, nosso time é bem qualificado e isso é resultado de muito treino. Vamos focar, que ainda tem todo o segundo tempo”.  

No segundo tempo de jogo, restando cinco minutos para o final da partida, Lia recebeu livre e só tirou da goleira, fazendo o gol da vitória da equipe do sul do estado.

Após a partida, Lia comentou sobre os dois momentos que vivenciou nesta partida: “Tínhamos a confiança que podíamos vencer. No início da partida, tomamos o gol e em seguida perdi o pênalti. Mas não faltou confiança. E tivemos a oportunidade de vencer o jogo, e fui feliz em marcar o gol”.

E acrescentou: “A confiança vem da vida. Joguei em várias edições de Jesc, Moleque Bom de Bola, Olesc, Joguinhos. Sou muito fã do esporte, ele é a base do meu caráter e a base de quem eu sou. Sou muito feliz em poder estar aqui, contribuindo de alguma maneira”, finalizou.

 

RESULTADOS DA 1ª e 2ª RODADAS

1ª rodada – realizada na quinta, 05 de outubro:

São José 2 x 1 Imaruí

Braço do Norte 12 x 0 São Bonifácio

Tubarão 11 x 0 Santo Amaro da Imperatriz

 

2ª rodada – realizada nesta sexta, 06 de outubro:

Siderópolis 0 x 2 São José

Laguna 2 x 2 Braço do Norte

Florianópolis 1 x 2 Tubarão

 

Jogos a serem realizados neste sábado, 07 de outubro

Imaruí x Siderópollis

Santo Amaro da Imperatriz x  Florianópolis

São Bonifácio x Laguna

   

Equipe masculina de Tubarão teve partida mais tranquila

Já a equipe de futsal masculina de Tubarão teve um jogo mais tranquilo contra Bom Jardim da Serra. A equipe do sul do estado, venceu por 7 a 0, conquistando sua segunda vitória na competição, e com um saldo de 14 gols nesses dois jogos: fez 15 e sofreu 1.

Tubarão vence Bom Jardim da Serra e encaminha a classificação a próxima fase     Foto: Eduardo Schaucoski (impactofotop)

 

O diretor presidente da Fundação Municipal de Esportes, de Tubarão, Raphael Zabot e Silva, ressaltou a importância de sediar essa etapa regional dos Jesc: “estamos com expectativas muito boas em relação ao desempenho de nossas equipes e futuras classificações para o estadual dos Jasc. Estamos tentando atender da melhor maneira possível a todos os participantes. toda nossa equipe da FME de Tubarão está se empenhando muito para o evento acontecer com excelência”.

 

RESULTADOS DA 1ª e 2ª RODADAS

1ª rodada – realizada na quinta, 05 de outubro:

São José 0 x 5 Criciúma

Siderópolis 6 x 2 Sombrio

Florianópolis 3 x 0 São Bonifácio

Urubici 4 x 7 Bom Jardim da Serra

Imbituba 1 x 8 Tubarão

 

2ª rodada – realizada nesta sexta, 06 de outubro:

Imaruí 0 x 5 São José

Sombrio 4 x 5 São Bonifácio

Siderópolis 0 x 5 Florianópolis

Urubici 6 x 6 Imbituba

Bom Jardim da Serra 0 x 7 Tubarão

 

Jogos a serem realizados neste sábado, 07 de outubro:

Criciúma x Imaruí

Florianópolis x Sombrio

São Bonifácio x Siderópolis

Imbituba x Bom Jardim da Serra

Tubarão x Urubici

 

Texto – Delamare de Oliveira Filho (Ascom/Fesporte) – (48) 99683 5416

O município de Joinville é o campeão geral da 22ª edição da Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc), somando um total de 119 pontos. Jaraguá do Sul foi o segundo colocado com 117 pontos e Florianópolis ficou em terceiro com 109 pontos. 

Realizada entre os dias 25 de setembro a 3 de outubro, em Florianópolis, esta edição da etapa estadual da Olesc, contou com a participação de mais de 4800 atletas de 98 municípios catarinenses, disputando as modalidades de: atletismo, basquete, handebol, vôlei, tênis de mesa, tênis de campo, badminton, judô, karatê, taekwondo, xadrez, ginástica artística, ginástica rítmica, natação, vôlei de praia, futsal e ciclismo.

O Gerente de Esporte de Rendimento, da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte), Darcio de Saules, destaca o recorde de participantes nessa edição da Olesc, que foi criada em 2001 e teve sua primeira edição em Criciúma. “Tivemos uma participação expressiva e inédita com um recorde de mais de 4800 participantes, de 98 municípios. É importante ressaltar também que além do esporte, temos o intercâmbio com jovens de várias partes do estado e essa integração é algo muito positivo para o crescimento de cada um de nós”. 

Luiz Fernando da Rosa, Gerente Técnico da Sesporte de Joinville, destacou a participação de todos os atletas e equipes para a conquista do título: “cumprimos 100% o nosso objetivo. Nosso planejamento que era ficarmos entre os três primeiros colocados. Para mim o motivo de maior orgulho de nossa estratégia foi o aumento significativo no número de modalidades onde pontuamos. Todas as modalidades estão de parabéns e seu desempenho foram imprescindíveis para conquistarmos o título geral da Olesc”.

A Secretária de Esportes de Joinville, Carolina Antunes, enalteceu a alegria com o resultado de todo o trabalho e dedicação de treinadores e atletas. Para Carolina, “esta é mais uma conquista importantíssima para o município de Joinville, esse título da Olesc, logo depois de sermos também campeões dos Joguinhos Abertos. Estamos felizes em ver que todo o nosso trabalho com as categorias de base está surtindo efeito. Agradeço a todos que nos representaram, foram muito empenhados em conseguir essa classificação no topo do pódio”. 

A Olesc é uma competição estudantil promovida pelo Governo do Estado de Santa Catarina, por intermédio da Fesporte em parceria com a Prefeitura Municipal de Florianópolis, juntamente com a Fundação Municipal de Esportes da capital.

Texto – Delamare de Oliveira Filho (Ascom/Fesporte) – (48) 99683 5416

 

Uma das lutas mais aguardadas nas finais do Taekwondo feminino foi o confronto entre as campeoníssimas, Poliana Silva de Souza, representante do município de Itajaí, e Giulia Alves, de Blumenau. 

As duas fizeram a final da categoria cadete até 41 kg da 22ª edição da Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc). Num combate bastante disputado, Poliana venceu Giulia e conquistou a medalha de ouro para Itajaí.

Esta Olesc é muito significativa para as duas, pois marca o fim de um ciclo. É a última Olesc da dupla, que em 2024 fará parte da categoria juvenil. 

Poliana, natural de Canelinha, tem 14 anos e é tricampeã catarinense e brasileira e Giulia também com 14 anos é natural de Blumenau, foi campeã da Olesc 2022, da Copa do Brasil 2022 e é três vezes bicampeã brasileira da modalidade. 

Ao final da luta, Poliana Silva de Souza, falou de sua última participação na Olesc: “Encerro a minha participação nas Olescs [essa é sua segunda participação] como bicampeã, e acredito que essa experiência foi muito importante para eu seguir minha carreira no juvenil”.   

 Já Giulia Alves se disse bastante feliz em poder participar da Olesc: “Foi uma experiência bastante interessante, sai como vice-campeã esse ano e conquistou o ouro no ano passado”. 

E agradeceu a Fesporte e ao Governo do Estado de Santa Catarina, por oportunizar aos jovens esse momento: “Aproveito para agradecer a Fesporte e ao Governo por proporcionar eventos como a Olesc, tão importantes para os jovens”, concluiu.

 

Mestre Vandeir, Poliana, Giulia e Mestre Antônio                                  Foto: Delamare de Oliveira Filho (Ascom/Fesporte)

 

Allan Siqueira, Presidente da Federação Catarinense de Taekwondo, fez um breve balanço da competição: “A federação de Taekwondo está muito feliz e satisfeita com a organização e o desenvolvimento da competição nesta edição da Olesc. Contamos com 206 atletas, de 28 municípios”.

A Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc) em sua 22ª edição é um evento promovido pelo Governo do Estado de Santa Catarina por intermédio da Fesporte em parceria com a Prefeitura Municipal de Florianópolis. 

Texto – Delamare de Oliveira Filho (Ascom/Fesporte) – (48) 99683 5416 

Pagina 11 de 26