A atleta Poliana Silva de Souza tem apenas 13 anos, mas um currículo esportivo de gente grande. Ela acaba de sagrar-se tricampeã catarinense de Taekwondo, categoria cadete feminino até 37kg em Chapecó. Além dos treinamentos, um dos fatores importantes para a conquista foi o apoio da bolsa atleta que a competidora recebeu do Governo de Santa Catarina, por intermédio da Fesporte.

Natural de Canelinha, Poliana representará o Brasil no Pan-Americano na Costa Rica, entre os dias 1 a 3 de junho, e, no Mundial da modalidade que será na Bulgária entre 28 a 31 de julho.

A competição em Chapecó reuniu mais de 400 atletas, sendo uma oportunidade para os atletas pontuarem no ranking estadual e comporem a Seleção Catarinense de Taekwondo. As disputas se deram em várias categorias: Kyorugui – categorias de faixa preta; Kyorugui – categorias de faixa colorida; Poomsae – faixa preta e Poomsae – faixa colorida. 

Após mais um título, Poliana ressaltou a importância do Projeto Bolsa Atleta para ela. “Essa bolsa é muito importante, pois os gastos sempre foram muito altos, devido a grande quantidade de campeonato que temos que participar. Muitos abandonam o esporte por não terem condições de seguir uma carreira no esporte”. 

Presidente da Fesporte, Kelvin Soares, e Poliana (Foto: Delamare de Oliveira Filho)

Ao participar da cerimônia de abertura da competição, Kelvin Soares, presidente da Fesporte, teceu elogios ao governador Carlos Moisés sobre a sanção desse projeto e parabenizou os 28 atletas do Taekwondo agraciados com tal benefício. “São mais de 480 atletas, que terão no futuro, um apoio do Estado na sua carreira esportiva”, reforçou Soares. 

Para Erickson Busatto, técnico do município de São José e da Seleção Brasileira Júnior, essa seletiva é muito importante, pois definirá quem fará parte da Seleção Catarinense, que acontecerá em São José no mês de julho. “Além de ser um evento classificatório, é uma festa do Taekwondo de Santa Catarina”, destacou Busatto. 

Desenvolvido pela Fesporte em conjunto com as Secretarias de Estado da Fazenda, Educação e Casa Civil, o Projeto Bolsa Atleta tem investimento previsto de R$ 8,4 milhões ao ano, em bolsas que variam de R$ 350,00 a R$ 1.500,00. E visa atender mais de 1.000 atletas cujo objetivo é criar uma situação mais confortável – especialmente os que estão em idade escolar –, como uma contrapartida importante para subsídio das despesas esportivas. 

 

No sábado, 14, foi realizada a cerimônia de lançamento do Projeto de Iniciação Desportiva Escolar (Pide) em Chapecó. O evento contou com a presença do presidente da Fesporte, Kelvin Soares e dos professores Celso Paulo Costa, diretor acadêmico da Unoesc, Campus Chapecó; Felipe Corbellini, Coordenador do Curso de Educação Física da Unochapecó, representando as instituições parceiras da Fesporte na implantação do Pide. 

Os representantes receberam da Fesporte materiais esportivos para o início do projeto como tatames, redes, bolas de futebol, futsal, basquete, vôlei, handebol, entre outros.

O Pide é um projeto do Governo Estadual, por intermédio da Fesporte, que desenvolve práticas desportivas para crianças de na faixa etária de 10 a 16 anos, matriculadas nas redes de ensino pública estadual e municipal, a fim de desenvolver e promover para essas crianças uma formação integral. As modalidades serão ministradas por acadêmicos de educação física das universidades parceiras da Fesporte no Pide, que receberão bolsa estudantil pela atividade pedagógica.

Na cerimônia, Kelvin Soares enfatizou que o Pide é um dos projetos que sempre esteve em seus sonhos e agora está se tornando realidade. “O Estado de Santa Catarina é o maior formador de atletas de nosso país e o Pide irá contribuir para desenvolver ainda mais esse cenário”, destacou. 

Projeto ajudará na formação de acadêmicos, crianças, jovens e adolescentes

Celso Paulo Costa, da Unoesc, agradeceu ao Governo do Estado e a Fesporte pela parceria elogiando que “esse projeto ajudará na formação dos estudantes e as comunidades em situações de vulnerabilidade por meio do Pide”. E acrescentou: “Esse espaço será muito importante para o desenvolvimento de pesquisa e extensão. Por meio do esporte, queremos transformar vidas”, elogiou. 

Para Felipe Corbellini, da Unochapecó, “o esporte é uma excelente ferramenta de inclusão social e cidadania para os participantes e o Pide é uma possibilidade excelente de transformação social, tanto para as crianças quanto para os acadêmicos envolvidos.

O evento contou com a presença de autoridades locais, professores e acadêmicos do curso de Educação Física da Unoesc e dirigentes desportivos do estado e municípios da região. Dentre eles: Aspirante Viero, representando o 2º Batalhão da Polícia Militar de Santa Catarina e Jefferson Ramos Batista, Gerente de Políticas Públicas da Fesporte e Coordenador do Pide.

O Pide será lançado também nos municípios de Xanxerê, Xaxim, Catanduvas, Lacerdópolis, Treviso, Abelardo Luz, Fraiburgo, São João do Oeste, Guaraciaba, Lebon Régis e Anchieta. Desde o dia 11 o Pide já foi lançado nos municípios de Criciúma, Joaçaba, Videira, São Miguel do Oeste e agora em Chapecó.

 

No total serão R$ 2,3 milhões só em material esportivo e uniformes. O investimento global em bolsas acadêmicas será de R$ 5,6 milhões para dois anos de projeto. Ao todo, cerca de 20 mil alunos de escolas públicas serão beneficiados pelo Pide.

 

 

Na última, sexta-feira, 13, o Presidente da Fesporte, Kelvin Soares, participou do lançamento do Projeto de Iniciação Desportiva Escolar (Pide) na Unoesc, campus São Miguel do Oeste, com a presença do diretor acadêmico, Eduardo Ottobelli Chielle. 

O Pide é um projeto do Governo Estadual, por intermédio da Fesporte, que tem por objetivo ofertar práticas esportivas para crianças na faixa etária de 10 a 16 anos que estejam regularmente matriculadas na Rede de Ensino Pública Estadual e Municipal, objetivando a promoção da prática desportiva educacional e a formação integral dos adolescentes e jovens envolvidos. 

O projeto também proporcionará a extensão universitária das Instituições de Ensino Superior (IES) no Estado, a partir da participação dos acadêmicos como monitores esportivos nas unidades executoras.

O Presidente da Fesporte, com bastante entusiasmo, mencionou que “o esporte só nos traz boas notícias. Como foi no ano passado, trouxemos a boa notícia: um dos primeiros setores que durante a pandemia retomou suas atividades foi a área esportiva. No dia de hoje estamos aqui em São Miguel do Oeste para lançar o Pide a todo vapor para que as nossas crianças e jovens tenham maior acesso ao esporte e com isso haja uma transformação social”. 

O presidente da Fesporte, Kelvin Soares, durante a cerimônia do Pide em São Miguel do Oeste (Foto: Delamare de Oliveira Filho)

Eduardo Chielle ressaltou a importância dessa parceria da Fesporte com a Unoesc. “O Pide irá levar políticas públicas de esporte a todo estado de Santa Catarina. Nós, da Unoesc, estamos muito felizes de participar desse projeto. Sem dúvida alguma, é algo que fará a diferença na vida de inúmeras crianças e adolescentes”.  

Para a acadêmica Oriele Maria Meurer, 7ª fase do Curso de Educação Física e que será monitora desse projeto, “o Pide vai ao encontro ao que se trabalha em sala de aula e promove a prática. É muito importante aliar conteúdo e prática, criando um ambiente mais favorável ao aprendizado”, destacou Meurer. 

A iniciativa ocorrerá também nas cidades de Criciúma, Joaçaba, Videira, Xanxerê, Xaxim, Chapecó, São Miguel do Oeste, Catanduvas, Lacerdópolis, Treviso, Abelardo Luz, Fraiburgo, São João do Oeste, Guaraciaba, Lebon Régis e Anchieta. 

O evento contou com a presença de autoridades locais, professores e acadêmicos do Curso de Educação Física da Unoesc. Dentre elas: Jefferson Ramos Batista, Gerente de Políticas Públicas da Fesporte e Coordenador do Pide. 

 

 

 

Depois de Criciúma, o Projeto de Iniciação Desportiva Escolar (Pide) do Governo De Santa Catarina, por intermédio da Fesporte, chegou à Unoesc nos municípios de Joaçaba e Videira. As cerimônias de lançamento, dia 11, contaram com a presença de Kelvin Soares, Presidente da Fesporte e Aristides Cimadon, reitor da Unoesc. 

O Pide é um projeto que tem por objetivo ofertar práticas esportivas para crianças e adolescentes  na faixa etária de 10 a 16 anos que estejam regulamente matriculadas na Rede de Ensino Pública Estadual e Municipal, objetivando a promoção da prática desportiva educacional e a formação integral dos adolescentes e jovens envolvidos. As modalidades serão ministradas por acadêmicos de educação física das universidades parceiras da Fesporte no Pide, que receberão bolsa estudantil pela atividade pedagógica.

No total serão R$ 2,3 milhões só em material esportivo e uniformes. O investimento global em bolsas acadêmicas será de R$ 5,6 milhões para dois anos de projeto. Ao todo, cerca de 20 mil alunos de escolas públicas serão beneficiados pelo projeto.

No ato de assinatura da parceria entre Unesc e Fesporte Kelvin Soares destacou que o Pide é um dos projetos que sempre esteve em seus sonhos e agora está se tornando realidade. “O estado de Santa Catarina é o maior formador de atletas de nosso país e o Pide contribuirá para desenvolver ainda mais esse cenário”, concluiu Soares. 

Presidente da Fesporte, Kelvin Soares (ao centro) na cerimônia do Pide em Videira (Foto: Delamare de Oliveira Filho)

Aristides Cimadon, por sua vez, teceu elogios ao Pide, à Fesporte e ao Governo do Estado. “Quero parabenizar ao Governador e ao Presidente da Fesporte, pela forma com que vêm priorizando as bolsas de estudos nas nossas universidades comunitárias em Santa Catarina e por esse excepcional projeto que estamos lançando hoje na Unoesc”.

Para o Prof. Renan Souza, coordenador do curso de Educação Física, Campus da Unoesc de Joaçaba, o Pide vem a agregar os três pilares que a universidade é constituída: ensino, pesquisa e extensão, e em especial, a extensão, uma vez que “promove o esporte, junto à comunidade e proporciona aos nossos acadêmicos, a vivência da prática esportiva desde as primeiras fases do curso”.

Nos eventos de assinaturas do Pide estiveram acadêmicos do curso de Educação Física da Unoesc e professores, além de autoridades, entre as quais Jefferson Ramos Batista, Gerente de Políticas Públicas da Fesporte e Coordenador do Pide; Profa. Carla Fabiana Zanella, Diretora da Unoesc, Campus Videira;  Professores Renan Souza e Ederlei Zago, Coordenadores do Curso de Educação Física, Campus Joaçaba e Videira, respectivamente; Paulo Roberto Balestrin,  Fundação Municipal de Fraiburgo. 

 

O presidente da Fesporte Kelvin Nunes Soares esteve nesta quarta-feira, 11, na Unesc, em Criciúma, para a cerimônia de lançamento oficial do Projeto de Iniciação Desportiva Escolar (Pide). A cerimônia contou com a participação da reitora da Unesc , Luciane Bisognin Ceretta, além de estudantes e autoridades locais. 

O Pide é um projeto do Governo Estadual, por intermédio da Fesporte, que tem por objetivo ofertar práticas esportivas para crianças na faixa etária de 10 a 16 anos que estejam regulamente matriculadas na Rede de Ensino Pública Estadual e Municipal, objetivando a promoção da prática desportiva educacional e a formação integral dos adolescentes e jovens envolvidos. 

Kelvin Soares enfatizou a importância desse projeto. “Com investimentos do Governo do Estado, que ultrapassam 5,6 milhões de reais, o Pide é um projeto de transformação social e que faz parte de uma política pública e transparente, direcionado para as crianças que vão receber esse incentivo”.  

Transformação social e econômica 

Luciane Ceretta, em sua fala, ressaltou o apoio irretocável do Governo do Estado na educação no segmento das universidades comunitárias. Tudo isso é sinônimo de investimento na transformação social e econômica de um estado e seguramente do nosso país”, destacou. 

Luciane Bisognin Ceretta, reitora da Unesc e Kelvin Soares, no termo de assinatura do Pide (Foto: Daniela Savi/Unesc) 

Prestigiaram o evento várias autoridades, dentre elas: Jefferson Ramos Batista, Gerente de Políticas Públicas da Fesporte e Coordenador do Pide; Neto Ugioni, Presidente da FME de Criciúma, representando o prefeito municipal, Clésio Salvaro;  o professor Jhoni Márcio de Farias, Coordenador do Curso de Educação Física da Unesc. 

Na Unesc serão atendidas pelo Pide, cerca de 500 crianças dentro das escolinhas de futebol, futsal, voleibol, basquetebol, handebol, e nas modalidades individuais, como tênis de mesa, ginástica, natação, judô, dança, atletismo e karatê. A Fesporte já repassou para a instituição kits que contém o material necessário para dar início ao Programa conforme as atividades previamente cadastradas.  São itens como: tatames, redes, bolas de futebol, futsal, basquete, vôlei, handebol, entre outros.

Acadêmicos como monitores esportivos 

O projeto também proporcionará a extensão universitária das Instituições de Ensino Superior (IES) no Estado, a partir da participação dos acadêmicos como monitores esportivos nas unidades executores, como pontuou o professor. Segundo ele, a atividade pedagógica será realizada por 20 acadêmicos do curso de Educação Física da Universidade que receberão bolsa de estudos do Pide.

Nesta quinta-feira, 12, integrantes da Fesporte estarão na Unoesc de Joaçaba e Videira para o termo de assinatura do Pide. A iniciativa ocorrerá também nas cidades de Xanxerê, Xaxim, Chapecó, São Miguel do Oeste, Catanduvas, Lacerdópolis, Treviso, Abelardo Luz, Fraiburgo, São João do Oeste, Guaraciaba, Lebon Régis e Anchieta. 

 

Uma das principais competições escolares do planeta será disputada em 2022 na região da Normandia, na França, entre 14 e 22 de maio. A Gymnasiade vai reunir cerca de 3,4 mil atletas-estudantes de 69 países, todos na faixa etária de 16 a 18 anos. O Brasil terá 230 representantes, de 22 Unidades Federativas. É a maior delegação do país na história da competição, que pela primeira vez terá também esportes paralímpicos. O Time Brasil vai atuar em 20 modalidades.

Amparada por um Termo de Fomento de R$ 5,5 milhões do Ministério da Cidadania destinado à Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE), a delegação embarca nesta quinta-feira (12.05) com destino à Europa. São 118 homens e 112 mulheres entre os atletas. Ao todo, a delegação terá 346 integrantes. O Brasil ficará sediado na cidade de Deauville, a 200 quilômetros de Paris.

33 catarinenses na delegação brasileira

Na delegação brasileira há 33 catarinenses  sendo 27 atletas-estudantes, seis treinadores e uma árbitra. Entre  os atletas, muitos foram campeões ou revelados em competições escolares promovidas pelo Governo de Santa Catarina por intermédio da Fesporte como Jogos Escolares de Santa Catarina (Jesc) e Jogos Escolares Paradesportivos de Santa Catarina (Parajesc). Os catarinenses começaram a viajar nesta quarta-feira, 11, pela manhã, a partir de Florianópolis com destino a São Paulo onde ficam concentrados  até o dia 13, quando embarcam às 22h00:00 para a França em um voo fretado direto.

Os estudantes-atletas catarinenses competirão na França nas modalidades de atletismo, basquete 3x3, boxe, ginástica artística, ginástica rítmica, judô, natação, tênis de mesa, taekwodo, wrestling, atletismo paralímpico e natação paralímpica. Ganharam vaga após vencerem a seletiva nacional da Gymnasiade nas cidades de Aracajú e Macapá em março e na primeira quinzena de abril.  

O Brasil competirá no atletismo (olímpico e paralímpico), badminton, basquete 3 x 3, boxe, dança esportiva (break dance), esgrima, ginástica artística, ginástica rítmica, judô (olímpico e paralímpico), natação (olímpica e paralímpica), orientação, rúgbi 7, taekwondo, tênis de mesa, tiro com arco, vôlei de praia e wrestling.

Confira os catarinenses que fazem parte da delegação brasileira

 

ESTADO

MODALIDADE

PROVA / CATEGORIA

FUNÇÃO

NOME COMPLETO

SC

Atletismo

Arremesso de Peso

Atleta

Camila Flach

SC

Atletismo

Salto em Altura

Atleta

Luísa Lummertz Colares Lopes

SC

Atletismo

100 metros sobre barreiras

Atleta

Lays Cristina Rodrigues Silva

SC

Atletismo

100 metros

Atleta

Tainara Mees

SC

Atletismo

Revezamento

Atleta

Natália Campreger

SC

Atletismo

Lançamento do Martelo

Atleta

Dauan da Silva Oliveira

SC

Atletismo

2.000 com Obstáculos

Atleta

Bryan Nikson Reis Alves

SC

Atletismo

100 metros

Atleta

Lucas Gabriel Fernandes Antunes

SC

Atletismo

Lançamento do Disco

Atleta

Juan Anding

SC

Atletismo

400 metros sobre barreiras

Atleta

Leonardo Felipe Mendes

SC

Atletismo

Técnico

Alceu Boska Cavalett

 

SC

Atletismo

Técnico

Jeberton Luís Fermino

 

SC

Basquete 3x3

Atleta

Brenda Gabrieli da Silva Souza

 

SC

Basquete 3x3

Atleta

Ana Cristina Vieira

 

SC

Basquete 3x3

Atleta

Raíssa Espindola da Silva

 

SC

Basquete 3x3

Atleta

Paula Bernardo Carvalho

 

SC

Basquete 3x3

Técnico

Deise Bernardo da Silva

 

SC

Boxe

54 kg

Atleta

Nicole Vitória de Oliveira

SC

GA

Técnico

Antonio Paulo Fernandes Zitkuewisz

 

SC

GR

Árbitro

Ana Claudia Hasse

 

SC

Judô

73 kg

Atleta

Wesley Leonardo Niels

SC

Natação

Atleta

Vinicius Oliveira da Cruz

 

SC

Natação

Atleta

Guilherme Gustavo Kanzler

 

SC

Natação

Atleta

Leonardo Venturini Corrêa

 

SC

Natação

Atleta

Pedro de Medeiros Fernandes

 

SC

Natação

Técnico

Marcos de Aragão Veiga

 

SC

Tênis de Mesa

Atleta

Maria Eduarda Magagnin

 

SC

Tênis de Mesa

Atleta

Eduardo de Oliveira Fragoso

 

SC

Taekwondo

KyorIgui - 63

Atleta

Maria Eduarda Casagrande Trajano

SC

Wrestling

Freestyle - 110kg

Atleta

Bryan Gabriel Santos

SC

PARA ATLETISMO

-

Técnico

FELIPE LUCIO MENDES

SC

PARA NATAÇÃO

50 Livre-S3 / 50 Borboleta-S3 / 200 Livre-S3

Atleta

LARISSA RODRIGUES

SC

PARA NATAÇÃO

50 Livre-S11 / 50 Peito-SB11 / 200 Livre-S11

   
Pagina 1 de 286