Heron Queiroz

Aos 65 anos João Carlos Maba é um dos grandes nomes da história do judô catarinense, seja como atleta, técnico ou árbitro da modalidade. Ele soma, na história dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) 28 medalhas, das quais, 23 são de ouro. 

As primeiras conquistas nos Jasc aconteceram em 1972, em Itajaí, com ouro no meio-pesado e no absoluto. A última aconteceu na edição de 1995, em Rio do Sul, na categoria peso pesado, quando já tinha 45 anos de idade.

Maba foi pentacampeão brasileiro de judô das Forças Armadas, de 1973 a 1978, nas categorias de meio pesado e absoluto, além de campeão brasileiro universitário na modalidade em 1980. Nesse mesmo ano, foi atleta da seleção brasileira de judô com estágio realizado no Japão.

No final da década de 70, o blumenauense Maba começou a atuar como árbitro. Hoje comanda um projeto social de judô em Gaspar que envolve 75 crianças, e sustenta o título de kodansha, com o sétimo grau de judô.

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

 

Encerrado o penúltimo dia de competições na 19ª edição Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc), em Videira. Sete modalidades voltam às praças esportivas neste sábado, 20, em busca de medalhas, troféus e pontuação no quadro geral, até o momento liderado por Joinville, com 100 pontos.

O tênis feminino chegou ao final, com Itajaí em primeiro, Criciúma em segundo e Florianópolis em terceiro.

Nove títulos ainda estão em disputa: o basquete, o futsal, o vôlei e o tênis masculinos; o handebol feminino; o judô e o tênis de mesa, estes no masculino e no feminino. No tênis masculino, Itajaí e Joinville decidirão o título, na manhã deste sábado.

As modalidades coletivas, em dia de semifinais, definiram os finalistas. No basquetebol masculino, Jaraguá do Sul e Chapecó brigarão pelo título. A equipe do Norte do estado derrotou a de Florianópolis por 82 a 70, No outro jogo, Chapecó passou por Itajaí, pelo placar de 72 a 48.

No futsal masculino, Criciúma e Jaraguá do Sul decidirão o título. Criciúma fez 5 a 2 sobre São José, e Jaraguá do Sul venceu Içara por 4 a 3. 

No vôlei masculino, deu Balneário Camboriú e Brusque. Na primeira semifinal, Balneário Camboriú fez 3 a 0 em Gaspar (27/25, 25/15 e 25/20); na outra, Brusque aplicou 3 a 2 sobre Jaraguá do Sul (24/26, 23/25, 25/22, 25/22 e 15/10). 

No handebol feminino, Criciúma e Blumenau fazem a final. A equipe da Capital do Carvão passou por Concórdia, pelo placar de 14 a 13; enquanto as meninas de Blumenau venceram as de Balneário Camboriú por 24 a 14.

Tanto o tênis de mesa quanto o judô fazem as disputas por equipe neste sábado. As disputas em duplas encerraram na manhã desta sexta. Chapecó ficou o título no masculino e Videira no feminino. 

No judô, 18 categorias por peso (nove masculinas e nove femininas) estiveram em disputa. Destaques para Itajaí, que conquistou três ouros, uma prata e dois bronzes; e Florianópolis, com dois ouros, quatro pratas e três bronzes. 

Os resultados e programação da Olesc podem ser acompanhados pelos boletins, publicados ao fim de cada dia de competição no site oficial da Fesporte (acesse aqui). 

A Olesc é um evento promovido pelo Governo de Santa Catarina – @governosc – e realizado por intermédio da Fesporte, tendo esta 19ª edição a parceria com o Município de Videira.

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

Nem as chuvas que caíram durante praticamente toda a quinta-feira, 19, diminuíram o calor das disputas da fase eliminatória no penúltimo dia de competições da Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc), na cidade de Videira. As disputas vão-se afunilando na busca de medalhas, troféus e da pontuação que definirá o campeão geral desta edição, até o momento, liderada por Joinville.

As modalidades coletivas concluíram a fase eliminatória. Dezesseis equipes fizeram as malas, outras dezesseis permanecem na competição, que chega às semifinais nesta sexta-feira, 20, pra decidirem os finalistas do basquete, futsal e vôlei masculinos e do handebol feminino. Os resultados e programação da Olesc podem ser acompanhados pelos boletins, publicados ao fim de cada dia de competição no site oficial da Fesporte (acesse aqui). 

Pela manhã, acontecem os jogos do handebol e do vôlei. No handebol feminino, os confrontos ficaram entre Criciúma e Concórdia, numa semifinal, e Balneário Camboriú e Blumenau na outra. As partidas serão realizadas respectivamente às 10h e às 11h15, no Ginásio de Esporte Sérgio Luiz Marafon.  E no vôlei, às 10h, Balneário Camboriú e Brusque decidem uma vaga na final, enquanto Gaspar e Jaraguá do Sul, às 11h30min, decidem a outra vaga. 

À tarde é a vez do basquete e do futsal. No basquete masculino, às 14h, uma semifinal acontece entre Jaraguá do Sul e Florianópolis, e, às 15h30min, entram em quadra Chapecó e Itajaí, no Ginásio Padre Bruno. No futsal masculino, Rio do Sul enfrenta São José, às 16h, e Içara joga contra Jaraguá do Sul, às 17h15min, no Ginásio de Esporte Sérgio Luiz Marafon. 

Chuvas alteram programação de competições

Em função das chuvas e das descargas elétricas, que deixaram parte do município de Videira sem energia elétrica por cerca de uma hora, algumas modalidades sofreram atraso, como o futsal, que conseguiu concluir as partidas do dia, e tênis e tênis de mesa, que tiveram a programação alterada. 

No tênis de mesa, que acontece no Ginásio do Parque da Uva, a decisão das duplas, que ocorreria na noite de quinta, 19, passou para a manhã do dia seguinte, a partir das 10h. No feminino, as duplas de Videira (Maria Eduarda Comin e Fernanda Castamann) fazem a final com a de Pouso Redondo (Laira da Silva e Érica Peters). No masculino, as partidas estão em fase semifinal. São Bento e Joinville decidem quem vai à final com Chapecó.

No tênis, a alteração se deu em função da adequação de horário à quadra coberta. No feminino, Itajaí e Criciúma jogam às 8h, e Joinville e Florianópolis, às 9h. No masculino, às 10h30min, jogam Itajaí e Florianópolis, e, às 11h30, Brusque e Joinville.

A Olesc é um evento promovido pelo Governo de Santa Catarina – @governosc – e realizado por intermédio da Fesporte, tendo esta 19ª edição a parceria com o Município de Videira.

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

 

A quarta-feira, 18, na Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc), em Videira, levou ao pódio atletas de cinco modalidades. Xadrez, basquete, vôlei, futsal e handebol distribuíram medalhas e troféus, misturados a sorrisos e lágrimas.

As premiações começaram com o xadrez, no final da manhã. Florianópolis, no masculino, e São Bento, no feminino, foram à mais elevada posição no pódio. A equipe da capital atingiu 97 pontos, seguido de Concórdia, em segundo, com 81, e Blumenau, em terceiro lugar com 73 pontos, completando o pódio masculino. São Bento do Sul somou 93 pontos, com Criciúma ficando em segundo lugar, com 84 pontos, e Concórdia em terceiro, com 77, fechando o pódio feminino.

No voleibol feminino, Saudades ficou conquistou o quinto título na competição ao vencer Balneário Camboriú por 3 a 0 (19/25, 16/25 e 21/25). O terceiro lugar ficou com Jaraguá do Sul, que derrotou Blumenau por 3 a 0 (25/20, 28/26 e 25/16).

O basquetebol feminino fechou com Joinville levantando o troféu de campeão, depois de vencer Blumenau por 45 a 39. Joinville soma oito títulos na modalidade disputada na Olesc. Na decisão do terceiro, São José levou a melhor sobre Jaraguá do Sul, com o placar de 60 a 53.

Outra modalidade que entregou troféus nesta tarde foi o futsal feminino, que teve como campeão. Num jogo muito disputado e um 0 a 0 teimoso, com dezenas de chances criadas pelas equipes, Arvoredo definiu o placar de 1 a 0 sobre Concórdia a 57 segundos para o fim da partida. Pela primeira vez, Arvoredo conquista o título da modalidade na Olesc. O troféu de terceiro ficou com as meninas de Tubarão, que passaram pelas de Guaraciaba com o placar de 5 a 3.

E os resultados do dia só fecharam depois das 23 horas. Isso porque o resultado ficou sob júdice em decorrência de um recurso homologado por Blumenau, que perdeu em segunda instância, mantendo os confrontos definidos em quadra. Em função disso, as partidas foram transferidas para a noite. Às 20 horas, teve início a disputa de terceiro lugar. São José conquistou lugar no pódio ao vencer Blumenau por 34 a 21. Em seguida, às 21h15, a batalha foi pelo troféu de campeão, que foi conquistado por Itajaí, em mais uma final disputadíssima e um placar apertado de 23 a 22.

Com os resultados, a ordem dos primeiros classificados não se altera. Joinville mantém-se na primeira colocação no quadro geral de pontuação, com 100 pontos, seguido de Florianópolis, com 67, e Jaraguá do Sul, com 55.

                                                    Confira momentos da final de handebol entre Itajaí 23 x 22 Criciúma

Acompanhe toda a programação e resultados da Olesc pelos boletins publicados no site da Fesporte ao fim de cada dia de competição (acesse aqui).

A Olesc é um evento promovido pelo Governo de Santa Catarina – @governosc – e realizado por intermédio da Fesporte, tendo esta 19ª edição a parceria com o Município de Videira.

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

Quatro modalidades chegam à reta final da Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc), promovendo uma segunda-feira, 17, cheia de emoções, pois o momento foi de definição dos que disputarão o ouro e os que brigarão pelo bronze, no basquete, futsal e vôlei femininos e no handebol masculino.

A terça-feira, 18, promete agitar a classificação geral no quadro de pontuação, já que são quatro títulos em disputa. No basquetebol feminino, Joinville derrotou Jaraguá do Sul por 43 a 38, no Ginásio de Esportes Padre Bruno. O jogo seguinte, entre São José e Blumenau, o time do vale venceu por um ponto de diferença: 42 a 41.

No futsal feminino, Ginásio de Esportes Vermelhinho (SERBRF), Arvoredo garantiu vaga na final ao vencer a equipe de Tubarão por 6 a 1, e terá como adversária Concórdia, que bateu Guaraciaba por 6 a 3.

No handebol masculino, no Ginásio de Esportes Sérgio Luiz Marafon, Criciúma e Itajaí credenciaram-se para a final. A equipe do Sul do estado venceu a de São José por 33 a 28, e os itajaienses superaram os de Blumenau por 23 a 20.

E no voleibol feminino, no Ginásio de Esportes da SERBRF, Balneário Camboriú passou por Jaraguá do Sul, pelo placar de 3 a 1, parciais de 29/27, 25/16, 19/25 e 25/23. Na outra semifinal, Saudades venceu a equipe de Blumenau por 3 sets a 0, parciais de 25/15, 25/12 e 25/16. A equipe chega pela quarta vez na história da Olesc à decisão do vôlei feminino, tendo conquistado três títulos.

As decisões acontecerão na tarde desta terça, 18, sempre iniciando com a disputa de terceiro, seguida da decisão de campeão. No basquete, as decisões acontecem às 13h e às 14h30min, no Ginásio Padre Bruno; no futsal, às 16h30min e às 18h, no Vermelhinho; No handebol, às 13h30min e às 14h45min, no Medalhão; e no vôlei, às 16h30 e às 18h, no SERBRF.

Acompanhe toda a programação e resultados da Olesc pelos boletins publicados no site da Fesporte ao fim de cada dia de competição (acesse aqui).

A Olesc é um evento promovido pelo Governo de Santa Catarina – @governosc – e realizado por intermédio da Fesporte, tendo esta 19ª edição a parceria com o Município de Videira.

O esporte apareceu naturalmente na vida de Stephany Caroline Gonçalves. Aos 11, a joinvilense começou a participar da Fundação Padre Luiz Facchini. Das várias atividades oferecidas, ela se apaixonou pelo basquetebol, e bastaram três anos para ela chegar à seleção brasileira.

Atuando pela equipe de Joinville, na Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc), em Videira, aos 14 anos de idade, Stephany vem traçando uma carreira promissora no basquete. A armadora conquistou, representando a equipe do Norte do estado, o terceiro lugar no estadual catarinense sub-12 em 2016 e o título de campeã do estadual sub-15 em 2017. Nesse mesmo ano, o de vice-campeã no brasileiro de seleções, defendendo Santa Catarina, em Brusque. 

Em 2018, Stephany foi para São Paulo, para defender o Santo André. A participação nas competições paulistas deu visibilidade à jovem catarinense, não somente pela conquista do título de campeã paulista sub-15 de 2018, mas também porque foi cestinha e destaque da competição. Isso a levou, aos 13 anos de idade, à primeira convocação para a seleção brasileira, que obteve o terceiro lugar no Campeonato Sul-Americano Sub-15, no Chile. Em 2019, voltou a ser convocada, desta vez para a sub-16.

Por dois anos seguidos, Stephany foi convocada para a seleção brasileira, nas categorias sub-15 e sub-16                                              (Foto: Heron Queiroz)

Perto de completar 15 anos, no próximo dia 22 de setembro, ela já tem objetivos bastante claros. Estudante do nono ano, Stephany quer construir sua carreira como jogadora de basquete e também se formar em Direito e em Educação Física, podendo atuar talvez na área do direito esportivo ou qualquer outra.

Orgulhosa por vestir a camisa da seleção brasileira, Stephany destaca a importância do foco e dedicação para quem quer atingir seus sonhos e vê o esporte como fundamental para a formação dos jovens. “Num evento como a Olesc, todos querem vencer, mas isso só se consegue com força, garra e determinação, além de respeito, dentro e fora de quadra”, observou ela.

O basquete feminino encerrou nesta segunda a etapa eliminatória. Joinville classificou-se para as semifinais ao vencer Xaxim por 69 a 30. O confronto será com Jaraguá do Sul, às 13 horas, no Ginásio de Esportes Padre Bruno. A outra semifinal será entre São José e Blumenau, às 14h30min. Os vencedores fazem a final na quarta, 18, às 14h30min, no mesmo ginásio.

A Olesc é um evento promovido pelo Governo de Santa Catarina – @governosc – e realizado por intermédio da Fesporte, tendo esta 19ª edição a parceria com o Município de Videira.

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

 

Pagina 1 de 68