×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 317

Terça, 10 Setembro 2013 00:00

Atletas aproveitam folga para conhecer Natal

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)
Equipes aproveitaram a manhã de folga e foram conhecer pontos turísticos de Natal, como o maior cajueiro do mundo Equipes aproveitaram a manhã de folga e foram conhecer pontos turísticos de Natal, como o maior cajueiro do mundo Rodrigo Braga

Natal - Eles são atletas. Mas, antes de qualquer coisa, ainda são crianças, entre 12 e 14 anos. Por isso, uma preocupação dos organizadores dos Jogos Escolares da Juventude, que prossegue até sábado em Natal (RN), é que a estada deles na capital potiguar não se resuma à rotina das partidas e a volta ao hotel. Foram colocadas à disposição várias opções de lazer para a garotada nas horas vagas.

Uma das opções é passear por Natal e suas muitas atrações, gratuitamente. Um grupo da delegação de Santa Catarina aproveitou a oportunidade nesta quarta-feira (11). Com jogos apenas no fim da tarde, acordaram cedo para esperar o ônibus de turismo, com guia especializado e tudo, que os levou para conhecer pontos turísticos de uma das mais visitadas capitais do Nordeste brasileiro. Uma experiência única para muitos, e que certamente não vão esquecer jamais.

Embarcaram no ônibus, comandado pelo guia Everton, as equipes de handebol masculino (Bom Jesus Aurora/Caçador), handebol feminino (Escola Astrogildo de Aguiar/Barra Velha), futsal feminino (Colégio Rogacionista/Criciúma) e vôlei masculino (Escola Erwin Prade/Timbó).

O tour foi mais curto do que o tradicional que um turista comum faz em Natal, para não comprometer os compromissos deles nos Jogos. E terminou no almoço com todas as demais delegações, no Centro de Convivência dos Jogos Escolares. No caminho, os atletas conheceram pontos como as praias dos Artistas e da Redinha, a ponte estaiada Newton Navarro (com vista para boa parte da cidade de Natal e também das dunas de Genipabu, o Forte dos Reis Magos e o Parque das Dunas (uma das maiores reservas de Mata Atlântica preservada do Brasil).

Equipe de vôlei masculino no maior cajueiro do mundo. Foto: Rodrigo BragaMas o passeio tinha mais. Ao Sul de Natal, após cruzar a famosa Praia de Ponta Negra e avistar o Morro do Careca (cartão-postal da cidade), uma parada para visitar a Barreira do Inferno, antiga base de lançamento de foguetes do Exército brasileiro. Por fim, o momento mais aguardado pela garotada: a visita ao maior cajueiro do mundo, na praia de Pirangi do Norte. Ali, foi possível ver o semblante espantado de muitos com o gigantismo da árvore, resultado de uma anomalia genética rara e que, com 120 anos aproximadamente, não para de crescer. Hoje, ocupa uma área de quase 9 mil metros quadrados, e já avança em direção às casas e lojinhas dos arredores. Em 15 anos, no máximo, obrigará a todos a deixar o local.

 

Depois das explicações dos guias locais, e de muitas fotos, uma paradinha para compras nas lojinhas de lembranças para a família e amigos, e o retorno para a rotina de jogos e de busca por medalhas. Afinal, foi esta motivação que os trouxe até aqui, e os permitiu colocar na memória as lembranças de uma das mais belas paisagens do nosso país.

Lido 1939 vezes