Publicado em Jesc15-17
Escrito por

Termina nesta sexta prazo de envio do termo de compromisso

A Fesporte anuncia que o prazo para envio do termo de compromisso para participação na etapa microrregional dos Jogos Escolares de Santa Catarina (Jesc), para as duas faixas etárias (de 12 a 14 anos e de 15 a 17 anos), e do Moleque Bom de Bola, encerra nesta sexta-feira (12).

Os dirigentes têm deste último dia do prazo para preencher documento, cujo modelo está disponível na página oficial da Fesporte, no link "Inscrições (modalidades e provas)" e enviá-lo, até as 23h59, à O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou ao coordenador esportivo (integrador) da sua microrregião.

Os eventos da microrregional dos Jesc 15-17 serão realizados entre 17 e 30 de abril; dos Jesc 12-14, entre 1º de maio a 12 de junho; e do Moleque Bom de Bola, entre 1º a 30 de setembro.

Clique aqui para acessar o documento

  • Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte
Publicado em Jesc15-17
Escrito por

COB escolhe SC como sede dos Jogos Escolares da Juventude

Pela primeira vez na história, Santa Catarina será sede da etapa nacional dos Jogos Escolares da Juventude (JEJs). No período de 16 a 30 de novembro mais de 3 mil alunos atletas de 14 a 17 anos de todo o Brasil  participarão, em Blumenau, da maior competição escolar do país promovido pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB).

Depois de rodar o Brasil e visitar dez cidades candidatas o COB definiu Blumenau como a sede dos JEJs. Além disso, Cascavel (PR), Natal (RN) e Palmas (TO) receberão, em setembro, as três fases classificatórias regionais da competição. Os principais critérios para a definição das sedes foram as garantias governamentais de atendimento ao caderno de encargos, sessão dos locais de competição e centro de convenções (etapa nacional) e disponibilidade e tarifa da rede hoteleira.

 Além de Blumenau, Palmas e Cascavel receberão pela primeira vez o evento.

“É um feito histórico para Santa Catarina, em especial para Blumenau, ser escolhida como  sede nacional da competição escolar mais importante do Brasil. Nos últimos anos nosso estado tem sido referência para o COB e para o Brasil e esta escolha, sem dúvida, vem corroborar com este reconhecimento”, destaca o presidente da Fesporte, Rui Godinho.

Em 2018, na edição nacional da competição, em Natal, RN, Santa Catarina ficou entre as três primeiras colocações  entre todos os estados brasileiros ao conquistar 72 medalhas sendo 13 de ouro, 36 de prata e 23 de bronze. A escola Estadual Lurdes Lago, de Chapecó, foi campeã no futsal feminino e pouco tempo depois foi campeã mundial escolar  na cidade de Rishon LeZion, em Israel.

Nos Jogos Escolares SC é referência para o Brasil (Foto: Antonio Prado/Fesporte) 

Os representantes da delegação catarinense que disputarão os Jogos em Blumenau sairão da etapa estadual, que são os Jogos Escolares de Santa Catarina (Jesc) 12 a 14 anos e 15 a 17 anos, que serão disputados de 14 a 22 de junho em São Miguel do Oeste.

Os Jesc e a delegação de Santa Catarina na etapa nacional serão gerenciados pelo Governo Estadual por intermédio da Fesporte.

 “Os Jogos Escolares 2019 serão realizados mais uma vez de Norte a Sul do país. O que é um motivo imensa satisfação para o COB e reforça nossos objetivos de aumentar a abrangência desta importante competição para a identificação de talentos para o esporte nacional. O novo formato dos Jogos Escolares vem se mostrando muito bem sucedido, além de mais atrativo e acessível para as cidades”, ressaltou Paulo Wanderley Teixeira, presidente do COB.

 Desde o ano passado, a maior competição estudantil do país é disputada em um novo formato. Agora, são três etapas regionais, destinadas a classificar as modalidades coletivas, e uma nacional, reunindo mais de seis mil atletas dos 26 estados mais o Distrito Federal. O novo formato gerou uma redução orçamentária de aproximadamente 30% em relação aos anos anteriores. Em 2018, Natal (RN), Manaus (AM) e Joinville (SC) receberam os Jogos Escolares da Juventude.

Em 2018 (foto) após ser campeã brasileira em Natal a Escola Estadual Lurdes Lago, de Chapecó, foi campeã mundial escolar (Foto: Antonio Prado)

Os Jogos Escolares da Juventude já revelaram vários atletas para o alto rendimento, como a campeã olímpica Sarah Menezes e a campeã mundial Mayra Aguiar, ambas do judô. Além delas, nomes como Hugo Calderano, Raulzinho, Ana Claudia Lemos e Leonardo de Deus, que integraram o Time Brasil nos Jogos Olímpicos Rio 2016, deram seus primeiros passos no esporte nos Jogos Escolares. Da delegação brasileira que participou dos Jogos Olímpicos da Juventude Buenos Aires 2018, 33 atletas entre 59 possíveis em 11 modalidades são oriundos da maior competição escolar do país. 

 Anualmente, os Jogos Escolares da Juventude reúnem mais de 2 milhões de jovens nas seletivas municipais e estaduais, representando cerca de 40.000 escolas públicas e privadas de quase 4 mil municípios. A fase nacional, organizada pelo COB, reúne anualmente mais de 6.000 alunos-atletas de 12 a 17 anos de todo o Brasil, que competem em 14 modalidades, em um clima de interação, respeito e amizade.

 As datas das etapas regionais e da nacional dos Jogos Escolares 2019 são as seguintes: 

 Regional Amarela (Sul/Sudeste/GO/MS): 02 a 06 de setembro

Cascavel (PR)

 Regional Verde (Norte/DF/MT): 11 a 15 de setembro

Palmas (TO)

 Regional Azul (Nordeste): 20 a 24 de setembro

Natal (RN)

 Nacional: 16 a 30 novembro

Blumenau (SC)

  • Texto: Antonio Prado/Ascom/Fesporte
  • Com informações do COB

 

Publicado em Jesc15-17
Escrito por

Fesporte realiza vistoria técnica visando Jesc e Parajesc

Por Antonio Prado

Técnicos da Fesporte estiveram nos municípios de São Miguel do Oeste e Maravilha realizando vistoria técnica para a realização das etapas estaduais dos Jogos Escolares de Santa Catarina (Jesc), 15 a 17 anos, e  dos Jogos Escolares Paradesportivos de Santa Catarina (Parajesc).

As vistorias ocorreram na quarta-feira, dia 13, em Maravilha, que será sede da 10ª edição dos Parajesc, de 4 a 7 de julho; e  nesta quinta-feira, dia 14, em São Miguel do Oeste, que sediará de 14 a 22 de junho a 11ª edição dos Jesc.

“As estruturas esportivas visitadas em Maravilha estão boas. As escolas que servirão de alojamento e as quadras têm acessibilidade satisfatória para os atletas”, destaca Luiz Bezerra, gerente de esporte de participação da Fesporte.

Quadras em São Miguel do Oeste foram aprovadas para os Jesc (Foto: Sérgio Galdino)

“Em São Miguel do Oeste a infraestrutura para os locais dos jogos são muito boas. Sugerimos alguns reparos na pista de atletismo e na quadra de vôlei de praia”, enfatiza Sérgio Galdino, técnico da gerência de esporte de base e inclusão da Fesporte.

Os Jesc e Parajesc são uma promoção do  Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte, em parceria com as prefeituras de São Miguel do Oeste e Maravilha.  

 

Publicado em Jesc15-17
Escrito por

Jogos Escolares da Juventude com mudanças para 2019

Por Antonio Prado

A gerente de esporte de base e inclusão da Fesporte, Josélia Teixeira, esteve recentemente no Rio de Janeiro, na sede do Comitê Olímpico do Brasil (COB), para uma avaliação dos Jogos Escolares da Juventude (JEJ), ocorridos em novembro em Natal. 

A reunião, organizada pelo COB, contou com a participação dos representantes estaduais, gestores escolares e representantes das confederações das modalidades disputadas nos JEJ. A competição continua dividida em duas faixas etárias: 12 a 14 anos e 15 a 17 anos em uma só sede.

No encontro houve discussão sobre regulamento e ajustes no novo formato para melhorar a participação dos estados no evento. Para a edição 2019 o COB estabeleceu algumas mudanças, principalmente no sistema de disputa. 

A gerente de esporte de base e inclusão da Fesporte, Josélia Teixeira, na reunião do COB (Foto: Divulgação)

Agora as modalidades coletivas serão compostas por três chaves com quatro equipes. Classificam-se para a próxima fase o primeiro lugar e o melhor segundo lugar entre as três chaves. As demais equipes jogam entre si para a definição de classificação geral entre 5º ao 12º lugar.

Segundo Josélia a ideia do COB é fazer com que todas as equipes continuem disputando a competição. “Antes as equipes desclassificadas não tinham mais disputas. Agora não, com este formato as escolas se manterão motivadas a continuar na competição”, destaca Josélia.

Para 2019 o COB abriu mais uma vaga para o técnico do atletismo e fisioterapeutas.  O estado será contemplado com essas vagas de acordo com o número de atletas inscritos pela delegação e participantes efetivos no evento.

Na reunião no Rio de Janeiro foi definida também a data da terceira etapa regional Sul dos JEJ, que será realizada de 2 a 6 de setembro em local ainda a ser definido pelos organizadores.

Para a etapa nacional ficou definido o período de 16 a 30 de novembro com a sede ainda a ser definida pelo COB.

Todas as mudanças no regulamento geral tratadas no encontro serão encaminhadas aos estados até dia 20 de dezembro e o regulamento técnico será divulgado em Fevereiro de 2019 após as alterações realizadas pelas confederações.

 

Publicado em Jesc15-17
Escrito por

Medalhistas são recebidos pelo Governo de SC

Por Júlio Castro

Cerca de 30 atletas catarinenses, entre medalhistas e participantes dos Jogos Escolares da Juventude (JEJs) e da Paralimpíada Escolar, foram recebidos na tarde de quinta-feira , dia 13, no gabinete do governador Eduardo Pinho Moreira. A comitiva liderada pela presidente da Fesporte professora Natália Lúcia Petry foi recepcionada pelo comandante de gabinete, o ex-secretário Miguel Ximenes que justificou a ausência do governador devido a problemas familiares. 

Nos JEJs, disputado em Natal/RN e a Paralimpíada, em São Paulo, no período de 12 a 26 de novembro, Santa Catarina esteve representada por 400 atletas nas modalidades coletivas e individuais. No uso da palavra, durante o encontro no Centro Administrativo, Natália Lúcia Petry destacou o esforço e dedicação dos atletas em busca de medalhas e fez um agradecimento especial ao governo do Estado pelo apoio dispensado à participação catarinense nas competições nacionais. 

“Fomos vice-campeões na Paralimpíada e nos Jogos Escolares ficamos entre as três principais forças do esporte amador brasileiro. Isso nos enche de muito orgulho e satisfação para sempre buscar voos mais altos. E quando falo em orgulho, reforço nosso sentimento de gratidão ao esforço que o Estado, na pessoal do Governador Eduardo Pinho Moreira, tem dispensada para o fomento do esporte em todas as regiões de Santa Catarina”, comentou Natália Petry. 

“Todos são merecedores dos nossos parabéns. Fica aqui a nossa torcida para que, em nome do governo, essa participação cresça cada vez mais e, sempre, com muitas conquistas”, comentou o comandante de gabinete Miguel Ximenes.  Na Paralimpíada, a delegação catarinense de 108 atletas conquistou 92 medalhas, sendo 45 de ouro, 26 de prata e 23 de bronze, perdendo apenas para São Paulo entre os todos os estados da Federação participantes. Nos Jogos Escolares, foram 72 medalhas, sendo 13 de ouro, 37 de prata e 22 de bronze.

Publicado em Jesc15-17
Escrito por

Estadual da Olesc terá cerca de 4 mil atletas em Timbó e Indaial

Por Antonio Prado

A partir da próxima sexta-feira, dia 30, começam as emoções estaduais da Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc) e os cerca de 4 mil atletas com idades entre 14 a 16 anos, vindos de 84 municípios dos quatros quantos de Santa Catarina, não veem a hora da competição começar. Indaial e Timbó sediarão a competição, um fato inédito nos 18 anos de história do torneio, cuja promoção é do Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte, em parceria com as prefeituras de Timbó e Indaial.

No primeiro momento, dia 30, o ponto alto será a cerimônia de abertura, programada para ocorrer às 19 horas no ginásio de esportes Sérgio Luiz Petters, em Indaial, mais já a partir de 9 horas começam as competições.

Até do dia 8 de dezembro os atletas farão de tudo para conquistar o tão cobiçado troféu de campeão. Para isso brigarão por medalhas no atletismo, basquete, ciclismo, caratê, futsal, ginástica artística, ginástica rítmica, handebol, judô, natação e tênis de mesa.

“A Olesc é uma competição que já entrou para a tradição do esporte catarinense e este ano fechará o calendário oficial da Fesporte. É um evento que tem uma representatividade muito grande entre os atletas, e nada mais significativo para nós da Fesporte fechar 2018 com uma competição tão especial como a Olesc”, destaca a presidente da Fesporte, professora Natália Lúcia Petry.

Uma das novidades para edição deste ano é o ato inicial do recém-criado Projeto Fesporte Social, que visa, durante a competição, arrecadar brinquedos que serão destinados aos serviços de assistência social dos municípios de Timbó e Indaial (CRAS, CREAS e abrigos institucionais). Eles deverão ser entregues na Comissão Central Organizadora (CCO) da Olesc, em Indaial, que está localizada na Associação Empresarial de Indaial – ACIDI (Rua: Vereador Alvin Rauh Jr., 100 – Bairro Nações). Informações sobre doações podem ser obtidas pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou (48) 98405-9656).

 

 

Publicado em Jesc15-17
Escrito por

SC fecha Jogos da Juventude com 72 medalhas conquistadas

Por Antonio Prado

Foi um saldo bastante positivo. Esta é a avaliação dos integrantes da Fesporte para a participação do Time Santa Catarina nos Jogos Escolares da Juventude (JEJs) para estudantes de 12 a 14 anos e de 15 a 17 que finalizaram neste domingo, 25, em Natal (RN). Ao fim da competição, iniciada dia 12, Santa Catarina fechou sua participação com um total de 72 medalhas, sendo 13 de ouro, 36 de prata e 23 de bronze.

No último dia de disputas, neste domingo, os catarinenses conquistaram mais duas medalhas de bronze com o judô e um quinto lugar no basquete masculino 12 a 14 anos.

As medalhas de bronze no judô vieram com Daniel Silva, da Escola Municipal Professora Elza Pacheco, na categoria pesado 15 a 17 anos, e Luiz Felipe Freitas de Mello, do Centro Educacional Promissor, de Palhoça, categoria médio, 15 a 17 anos.

 

Atletas da Escola Estadual Lurdes Lago, de Chapecó, exibem o troféu de campeão do futsal 15 a 17 anos (Foto: Antonio Prado)

Nas disputadas pelo terceiro lugar os times catarinenses não conseguiram seus objetivos,  que era a medalha de bronze, mas conseguiram ficar entre os melhores times do Brasil. Os treinadores consideraram o resultado normal por enfrentarem fortes equipes, bases da seleção do Rio de Janeiro.

O basquete feminino 12 a 14 anos do Colégio Evangélico Jaraguá, de Jaraguá do Sul, perdeu por 39 a 34 para o Santa Mônica Centro Educandário.

Já o basquete feminino 15 a 17 anos Colégio Evangélico Jaraguá, também de Jaraguá do Sul, foi derrotado por 56 a 44 para Colégio ADN Master.

E o basquete masculino 15 a 17 anos do Instituto Estadual de Educação, de Florianópolis, perdeu por 51 a 45 para Santa Mônica Centro Educacional.

Basquete masculino 12 a 14 anos garantido na etapa nacional 2019

Na disputa da quinta colocação, que garantia Santa Catarina na fase nacional dos Jogos Escolares 2019 sem a necessidade de repescagem na fase regional, o basquete masculino 12 a 14 anos do Colégio São José, de Itajaí,  venceu por 49 a 43 o Colégio Ari de Sá Cavalcante, do Ceará, e conseguiu seu objetivo.

O Handebol masculino 12 a 14 anos da Escola Estadual Rubens de Arruda Ramos, de Lages, perdeu por 26 a 22 para a Escola Municipal Dona Maria Artemir Pires, de Mato Grosso. Com o resultado a modalidade terá que disputar em 2019 e etapa  classificatória regional Sul para tentar uma vaga na etapa nacional dos JEJs.

Santa Catarina disputou os  Jogos Escolares da Juventude, em Natal, com uma  delegação composta por 305 integrantes, entre atletas (de 138 escolas de 48 municípios) e coordenadores de modalidades e foi gerenciada pelo Governo Estadual por intermédio da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte).

O Time SC disputou nas modalidades de atletismo, badminton, basquete, ciclismo, voleibol, vôlei de praia, futsal, ginástica rítmica, natação, tênis de mesa, handebol, judô, luta olímpica e xadrez.

O atletismo foi o que conquistou mais medalhas, um total de 26, sendo 4 de ouro, 13 de prata e 9 de bronze. A natação foi a segunda a conquistar mais medalhas em um total de 22,  sendo 6 de ouro, 13 prata e 3 de bronze.

A natação conquistou 22 medalhas para o Time SC (Foto: Antonio Prado)

Ao fazer uma avaliação do Time SC nos JEJs, a presidente da Fesporte, professora Natália Lúcia Petry, se disse muito orgulhosa da equipe catarinense, principalmente pelo nível técnico apresentado pelos atletas. “Comprovamos que nosso estado é referência no desenvolvimento do desporto escolar. Foram muitas medalhas conquistadas e mantivemos equipes na divisão de elite dos JEJs 2019. Agradeço toda nossa equipe técnica e de apoio”, destacou.

Em sua avaliação, Natália agradece aos profissionais de educação física pelo excelente trabalho desenvolvido e por contribuírem significativamente na formação dos atletas catarinenses.

“Parabéns aos atletas pelos excelentes resultados, mas acima de tudo, por aproveitarem essa experiência para agregar valor no seu crescimento pessoal”, finalizou a presidente da Fesporte.

Organizados pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), os JEJs, que não divulgam o campeão geral, mudaram de formato nesta edição 2019 sendo organizados em uma só sede para estudantes de 12 a 14 anos e 15 a 17 anos. Nas edições anteriores havia dois JEJs para idades específicas e em sedes diferentes.

Segundo o COB a mudança visou diminuir gastos com evento. Para esta etapa nacional,  em Natal, os estados que não ficaram nas primeiras colocações em 2017 tiveram que passar pelas etapas classificatórias regionais, outra mudança adotada pelo COB neste ano.

 

Publicado em Jesc15-17
Escrito por

SC briga pela medalha de bronze do basquete nos JEJs

Santa Catarina não disputará finais das modalidades coletivas dos Jogos Escolares da Juventude (JEJs) em Natal neste domingo, 25, já que perdeu as três semifinais do basquete mas, segundo os treinadores o saldo foi positivo já que o estado conseguiu ficar entre os quatro melhores do Brasil.

Na primeira semifinal do dia o basquete feminino 12 a 14 anos do Colégio Evangélico Jaraguá, de Jaraguá do Sul, perdeu para as paulistas do Colégio Campos Sales por 47 a 18.

O mesmo ocorreu com o basquete feminino 15 a 17 anos, também do Colégio Jaraguá, que foi derrotado pelos paranaenses do COC Semeador. Final 63 a 34.

"Nosso objetivo era ficar entre os quatros primeiros colocados e conseguimos esta meta, agora é lutar para conquistar a medalha de bronze", explicou a técnica Jéssica Drehmer, do Colégio Jaraguá 12 a 1 4 anos.

Os meninos do basquete 15 a 17 anos, do Instituto Estadual de Educação, de Florianópolis, até que começaram a partida semifinal contra o Colégio Amorim Tatuapé, de São Paulo, de forma equilibrada, mas a partir do segundo quarto os paulistas, que são a base da seleção de São Paulo, aumentaram o ritmo e conseguiram vencer por 62 a 45.

"O que fizemos nesta competição foi positivo, pois enfrentamos adversários qualificados e esses meus atletas estão de parabéns pela garra" destacou o treinador do Instituto Estadual de Educação Kenyo Nunes.

Agora os perdedores das três semifinais brigarão neste domingo pela medalha de bronze na rodada final dos JEJs.

Santa Catarina ainda está na briga pela quinta colocação no torneio com o basquete 12 a 14 anos do Colégio São José, de Itajaí, e o handebol 12 a 14 anos da Escola Estadual Rubens de Arruda Ramos, de Lages. As duas escolas venceram seus jogos neste sábado e se vencerem novamente neste domingo ficam com quinto lugar que garante vaga para a etapa nacional dos JEJs e escapam da repescagem das etapas regionais.

Neste Sábado o Colégio São José venceu por 49 a 32 o Colégio Santa Catarina de Sena, do Pará; e a Escola Rubens de Arruda Ramos passou apertado pelo Maristinha do Distrito Federal: 25 a 24.

A rodada deste sábado, em Natal, não alterou o quadro de medalhas de Santa Catarina.  Até o momento são 70 medalha conquistadas: 13 de ouro, 36 de prata e 21 de bronze.

Os Jogos Escolares da Juventude (JEJs) são uma realização do Comitê Olímpico Brasileiro (COB). A delegação catarinense, composta por 305 integrantes, entre atletas e coordenadores de modalidades, conta com o apoio do Governo de Santa Catarina por intermédio da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte).

Publicado em Jesc15-17
Escrito por

Medalha na luta e basquete na semifinal marcam o dia em Natal

Por Antonio Prado

A sexta-feira, 23, nos Jogos Escolares da Juventude (JEjs) em Natal foi  dia de carimbar a classificação para a semifinal das modalidades coletivas. Basquete feminino 12 a 14 anos e 15 a 17, além do  basquete masculino 15 a 17 anos garantiram classificação e primeiro lugar em suas respectivas chaves. O dia foi marcado também por uma medalha de bronze na luta olímpica.

Para as modalidades que não conseguiram vencer a briga será pelo quinto lugar na classificação para se garantir na fase nacional dos JEJs do ano que vem, caso contrario, terão que disputar a etapa classificatória regional.

Basquete em alta

O basquete catarinense esteve em alta nas quadras esportivas de Natal. Os meninos do Instituto Estadual de Educação, de Florianópolis, manteram os cem por cento de aproveitamento na competição e acrescentaram mais uma vitória no currículo. Venceram  por 93 a 40  o time da casa, o Colégio Salesiano (RN).  

A vitória dos meninos inspiraram o basquete feminino 15 a 17 anos do Colégio Evangélico Jaraguá, de Jaraguá do Sul, que disputou uma partida equilibradíssima contra o Colégio Marista, do Espírito Santo, mas no final conseguiu vencer por 41 a 38 e carimbar sua passagem para a semifinal.

Essa mesma energia contagiou o basquete feminino, também do Colégio Jaraguá, só que na categoria 12 a 14 anos. As jaraguaenses conseguiram uma vitória mais tranquila diante do time do Colégio Farias Brito, do Ceará: 44 a 27 e estão também na semifinal.

Já o basquete masculino 12 a 14 anos do Colégio São José, de Itajaí, não conseguiu superar a forte marcação do Colégio Santa Mônica, do Rio de Janeiro, e em uma partida eletrizante perdeu no último segundo por 45 a 44 e está fora da semifinal.

Se três equipes de basquete tiveram êxito, o mesmo não se pode dizer do handebol. Na categoria 12 a 14 anos, masculino, os alunos da Escola Estadual Rubens de Arruda Ramos, de Lages, perderam de 26 a 17 para a Escola Municipal Prof. Anna dos Reis, de São Paulo. Agora a expectativa é pelo quinto lugar para a disputa da etapa nacional 2019.

Quem também não conseguiu êxito para a semifinal  foi o handebol masculino 15 a17 anos do Colégio Industrial de Lages. Perdeu por 23 a 22 para o Colégio Abaco, de São Paulo, na partida mais equilibrada da rodada.

E para fechar a noite com uma notícia positiva, Miguel dos Santos Polla, da Escola Estadual João Teixeira Nunes, de Tubarão, conquistou a medalha de bronze na luta olímpica, 15 a 17 anos na categoria pesado. No judô 12 a 14 anos André  Kremer, do Colégio São José, de Itajaí, foi medalha de prata na categoria mais de 64kg ao perder a final para Vinícius Silva, de São Paulo. Miguel e André ajudaram o time catarinense conquistar a 70ª medalha para Santa Catarina nos Jogos Escolares da Juventude.  Agora são 13 de ouro, 36 de prata e 20 de bronze.

Os Jogos Escolares da Juventude (JEJs) são uma realização do Comitê Olímpico Brasileiro (COB). A delegação catarinense, composta por 305 integrantes, entre atletas e coordenadores de modalidades, conta com o apoio do Governo de Santa Catarina por intermédio da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte).

Publicado em Jesc15-17
Escrito por

Luta Olímpica catarinense faz história nos Jogos Escolares

Por Júlio Castro

Uma modalidade, em especial, entrou para a história catarinense nos Jogos Escolares da Juventude (JEJs) nessa quinta-feira (22), em Natal/RN. A luta olímpica, pioneira na competição por Santa Catarina conquistou duas medalhas de bronze, as únicas obtidas no primeiro dia de disputas do terceiro bloco da competição iniciada no último dia 13 de novembro. Agora já são contabilizada 68 medalhas obtidas pela delegação catarinense, sendo 13 de ouro, 36 de prata e 19 de bronze. 

De Blumenau, as lutadoras Camila Eduarda Reis da Silva, da Escola Municipal Ostermann, na categoria pesado e Mariana Mattos de Souza, da Escola Estadual Max Tavares, na categoria leve, deixaram seus nomes na história de uma modalidade que mistura a luta livre com a greco-romana. Ambas competiram na faixa dos 12 aos 14 anos. “Essa medalha é histórica, mas é só o começo. Sinto-me muito orgulhosa em estar representando Santa Catarina nessa competição”, comemorou a atleta informando que treina cerca de uma hora e meia por semana.

Já nas modalidades coletivas, o terceiro grupo de atletas catarinenses participantes nos Jogos Escolares estreou com saldo positivo.  As vitórias no basquete nas faixas dos 12 aos 14 e dos 15 aos 17, no naipe masculino, abriram a boa série. No final da manhã de quinta-feira (22), o time de basquete do Colégio São José (Itajaí) enfrentou o Colégio Salesiano (PE). Abriu o primeiro quarto em desvantagem, mas logo no segundo assumiu a liderança no placar incentivado pelos pais que viajaram mais de dois mil quilômetros para apoiar os filhos em quadra. A vitória foi por 18 pontos (53X35) numa apresentação de brilhar os olhos. 

 Colégio São José, de Itajaí (vermelho), venceu o Colégio Salesiano (PE) por 53 a 35 (Foto: Antonio Prado/Fesporte

“Essa vitória, logo na largada do torneio, nos dá mais confiança. Vamos trabalhar para ficar em primeiro no grupo”, comentou o técnico Ivan da Silva. O time volta a jogar nessa sexta-feira diante do Rio de Janeiro às 15h30. O atenuante para equipe catarinense fica por conta do desgaste que a equipe fluminense deverá acumular, já que jogará pela manhã contra Pernambuco e à tarde contra os catarinenses. 

Ainda no basquete masculino, só que na faixa dos 15 aos 17 anos, o time do Instituto Estadual de Educação (IEE) de Florianópolis fez 66 a 57 sobre a Escola Governador Milton Campos, de Minas Gerais. O técnico Kênyo Nunes qualificou a vitória como histórica, pela tradição do basquete mineiro na competição. Mateus Passos foi o cestinha do jogo com 23 pontos. Na sexta-feira, o time joga diante de do Colégio Salesiano (RN) às 9h45.  

No feminino, na faixa etária dos 12 aos 14 anos,  o Colégio Evangélico de Jaraguá Sul demorou em reagir à superioridade no placar do Colégio Santa Catarina de Senna, do Pará. O time perdeu os dois quartos, porém reagiu no terceiro e quarto finalizando a disputa com placar de cinco pontos (27X22), sendo a cestinha a ala-armadora Emilly, com 15 pontos. Nessa sexta, o time volta à quadra para enfrentar o Colégio Farias Brito, do Ceará, às 14h30. 

Já o handebol masculino teve uma vitória e uma derrota.  A vitória veio no 12 a 14 anos com o time da escola Rubens de Arruda Ramos (Lages) que venceu por 21 a 19 o Piauí. Na categoria 15 a 17 anos o Colégio Industrial de Lages foi derrotado pelo Maranhão por 24 a 19. 

 Os Jogos Escolares da Juventude (JEJs) são uma realização do Comitê Olímpico Brasileiro (COB). A delegação catarinense, composta por 305 integrantes, entre atletas e coordenadores de modalidades, conta com o apoio do Governo de Santa Catarina por intermédio da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte).

 

Publicado em Jesc15-17
Escrito por

SC fecha 2º bloco dos JEJs com 66 medalhas conquistadas

O time de Santa Catarina fechou o segundo bloco de modalidades dos Jogos Escolares da Juventude (JEJs), nesta terça-feira, 20, em Natal (RN), conquistando 31 medalhas. Agora, somadas com as 35 medalhas conquistadas no primeiro bloco da competição Santa Catarina soma 66 medalhas sendo 13 de ouro, 36 de prata e 17 de bronze.

Só no último dia de competição, nesta terça-feira, foram mais 15 medalhas. Só o atletismo acrescentou mais 10 medalhas para os catarinenses. O segundo bloco dos JEJs envolveram o atletismo,  badminton, voleibol e futsal. Já o primeiro foi caracterizado pelas disputas do ciclismo, ginástica rítmica, natação, tênis de mesa, vôlei de praia e xadrez.

A partir desta quinta-feira, 22, os Jogos Escolares da Juventude entram no terceiro e último bloco de competição com as disputas por medalhas do judô, luta olímpica, basquete e handebol.

Nesta terça-feira, último dia de disputas do segundo bloco, os principais destaques do time Santa Catarina foram as medalhas de ouro no voleibol masculino, 12 a 1 4 anos, futsal feminino 15 a 17 anos e as três medalhas de ouro no atletismo.

Voleibol de Timbó campeão

O Voleibol masculino, 12 a 14  anos, da  Escola Erwin Prade,  de Timbó, foi campeão com propriedade ao bater o Colégio Leonardo da Vinci, de São Paulo, por 3 a 0, com parciais de 25/14, 25/16 e 25/15.

Outro que fez bonito em quadra foi o futsal feminino 15 a 17 anos da Escola Estadual Lurdes Lago, de Chapecó. As atuais campeãs mundiais escolar venceram por 4x3 nos pênaltis o Colégio Senador Atílio Fontana, do Ceará, após empatar em 2 a 2 com os gols catarinenses marcados por Rafa e Manu.

Escola Estadual Lurdes Lago, de Chapecó, foi campeã no futsal 15 a 17 anos (Foto: Antonio Prado/Fesporte)

As meninas do futsal 12 a 14 anos da Escola Estadual Vidal Ramos Júnior, de Concórdia, ficaram com a medalha de prata ao perder por 3 a 2 para o Rio de Janeiro.

Quem também ficou com a prata foi vôlei feminino 12 a 14 anos do Colégio Sara Castelhanno, de Guaraciaba,  que perdeu por 3 a 2 para o Sistema Elite de Ensino (RJ) com parciais de 25/13, 16/25, 25/23, 22/25 e 12/15.

No badminton, dupla feminina, 12 a 14 anos,  Santa Catarina foi prata com Natália Stein/Colégio de Aplicação Uniarp, Caçador, e Natalya Geisler, Colégio Hamônia, de Ibirama. 

A presidente da Fesporte, professora Natália Lúcia Petry, se disse bastante feliz com o desempenho catarinense na competição até o momento. “É importante lembrar que na primeira etapa fomos plenamente exitosos o que confirma Santa Catarina como um estado de referência no esporte escolar. Agradeço e parabenizo aos atletas, equipe técnica e apoio, familiares e equipe da Fesporte. De forma destacada parabenizo e agradeço aos professores de educação física, pelo comprometimento no desenvolvimento do desporto escolar. Muito obrigada”, conclui a presidente da Fesporte.

Confira os medalhistas do atletismo desta terça

Ouro 

Arremesso de peso peso masculino 12 a 14 anos - Lucas Gabriel Gerlach, EEF SERSE Oldenburg, Palmitos  

400 metros rasos, 15 a 17 anos  - Karolina Bernardes/EEM Dite Freitas Escola Jovem/Tubarão

Revezamento 4x75 (Marcos Machado/EEB Dom Pio de Freitas, Joinville; Erick Moisés/EBM Bairro Bortolotto, Nova Veneza; Lucas Gabriel  Antunes/ Colégio Santa Terezinha, Florianópolis e Leonardo Mendes/EM Tereza Mazoli, Joinville)

Prata 

Arremesso de peso 12 a 14 anos - Juan Anding – Colégio Elias Moreira, de Joinville

250 metros rasos 12 a 14 anos - Lucas Gabriel Fernandes Antunes – Colégio Santa Terezinha, Florianópolis

800 metros 15 a 17 anos -Larissa da Silva – EEB Abílio César Borges/Nova Veneza

Bronze

1.000 rasos, 12 a 14 anos - Gabriel Ristow Tasca/Colégio Bom Jesus Divina Providência, de Jaraguá do Sul

Lançamento do dardo 12 a 14 anos  – Gabriela Jenevro – Colégio Dom Bosco/Chapecó

Arremesso do peso, 12 a 14 anos, Taniele Rodrigues/EEBM prof. Vidal Ferreira/Pomerode 

Revezamento 4x400 misto, 15 a 17 anos (Mikaely Demo/EEB Abílio César Borges, Nova Veneza; Karolina Bernardes/EEM Dite Freitas Escola Jovem/Tubarão; Gabriel Jorge Ferreira/Colégio Catarinense, Florianópolis e Oriel Proença/EEB Prof. João Widemann, Blumenau.

No bloco três  das disputas dos JEJs o basquete masculino 15 a 17 anos de Santa Catarina será representado pelo Instituto Estadual de Educação, de Florianópolis.

Basquete feminino 15 a 17 anos – Colégio Evangélico Jaraguá, Jaraguá do Sul.

Basquete masculino 12 a 14 anos – Colégio São José, Itajaí

Basquete feminino 12 a 14 anos -  Colégio Evangélico Jaraguá, de Jaraguá do Sul.

Os JEJs são promovidos pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) e o time Santa Catarina, em Natal, é gerenciado pelo Governo Estadual por intermédio da Fesporte.

Texto: Antonio Prado 

Publicado em Jesc15-17
Escrito por

Veja em vídeo o desembarque do 3º grupo de atletas em Natal

Veja em vídeo o desembarque do terceiro grupo de atletas a participar dos Jogos Escolares da Juventude, nesta quarta-feira, em Natal. São cerca de 120 atletas dos times masculinos e femininos do basquete, handebol, judô e a luta olímpica, na faixa dos 12 aos 14 e dos 15 aos 17 anos. A delegação é gerenciada pelo Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte.

Pagina 1 de 28