Sexta, 30 Novembro 2018 23:01

Mikaely e Ryan são os mais rápidos da Olesc Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)
Ryan Carlos Ottomeyer, 16 anos, de São José (à direita) venceu os 100m Ryan Carlos Ottomeyer, 16 anos, de São José (à direita) venceu os 100m Foto: Antonio Prado/Fesporte

Edenilson Leandro/Especial para a Fesporte

São de Nova Veneza e de São José os atletas mais rápidos do atletismo da Olimpíada Estudantil Catarinense, a Olesc 2018, que começou neste sexta-feira (30) em Indaial e Timbó, no Médio Vale do Itajaí.

As provas dos 100 metros rasos foram realizadas na tarde desta sexta na pista de atletismo de Timbó.

No feminino, Mikaely Michels Demo, 17 anos, de Nova Veneza, consagrou-se bicampeã estudantil ao terminar a prova em 12s75. Alana Amorim, de Rio do Sul, ficou em segundo lugar e Nicole Bertipalha de Carvalho, de São José, foi a terceira colocada.

"Não foi um tempo bom, a pista ficou muito fofa por causa da chuva. Mas eu era favorita e deu para confirmar esta condição, estou feliz", disse Mikaely, que ficou em terceiro no Brasileiro escolar, há duas semanas, em Natal (RN).

Mikaely Michels Demo, de Nova Veneza, foi ouro nos 100m (Foto: Antonio Prado)

Nos 100 metros masculino, a medalha de ouro ficou com Ryan Carlos Ottomeyer, 16 anos, de São José, com tempo de 11s30. Ele deixou a pista chorando.

"É a sensação do dever cumprido", justificou Ryan, em prantos ao caminhar pela pista abraçado ao companheiro de equipe Vinícius Ludke. A medalha de prata ficou com Eduardo Malczevski da Silva, de Blumenau; e a de bronze com Arthur Ruckl Corrêa, de Jaraguá do Sul.

O primeiro dos três dias de atletismo da Olesc 2018 teve a etapa da tarde desta sexta ameaçada pelas chuvas. Dois aguaceiros chegaram a atrasar por 30 minutos o início da programação da tarde em Timbó. No entanto, todas as provas foram cumpridas, com a pista exigindo maior esforço dos jovens atletas - a idade máxima dos participantes da Olesc é 17 anos.

Douglas da Silva, de Balneário Camboriú, marcou 50s21 e bateu o recorde dos 400m (Foto: Antonio Prado/Fesporte) 

O dia terminou com apenas um recorde da Olesc batido. Douglas Hernandes da Silva, de Balneário Camboriú, marcou 50s21 nos 400 metros na semifinal - até então, a melhor marca da prova era de Fábio de Oliveira, de São José, com 50s35 em 2014. Na final, ele foi campeão com tempo de 50s83.

O atletismo da Olesc 2018 prossegue neste sábado e domingo em Timbó.

A Olesc 2018 é uma promoção do governo de Santa Catarina, por intermédio da Fesporte, em parceria com as prefeituras de Timbó e Indaial.

Lido 1150 vezes Última modificação em Sexta, 30 Novembro 2018 23:27