Quarta, 18 Outubro 2023 21:16

Esporte e Saúde: a vida sempre em primeiro lugar Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(1 Voto)
Colaboradores da Fesporte em defesa da vida Colaboradores da Fesporte em defesa da vida Enio Parker (Ascom/Fesporte)

A Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte) integra a campanha do outubro rosa e convida a todos os funcionários a abraçarem esse movimento. 

O Outubro Rosa é um movimento internacional de conscientização para o controle do câncer de mama, criado no início da década de 1990, pela Fundação Susan G. Komen for the Cure.

Uma campanha mundial, celebrada anualmente e que encoraja mulheres, homens, empresas e institutos a participarem da luta pela prevenção do câncer de mama. 

“Uma iniciativa como esta, representa um valor maior para nós como mulheres, somos lembradas e o quão importante é, cuidar de nossa saúde. Valorizar a nossa vida, sem estar doente. Participar desse evento, me faz olhar mais para mim e ter a consciência da importância de se prevenir”, descreve Renata Santos, do núcleo de processos da Fesporte. 

Maria Aparecida Cravo Silveira, coordenadora do evento sobre o Outubro Rosa, ressalta que este é um momento muito importante. “Estamos parando para falar sobre saúde, enquanto Fesporte. A prática desportiva e atividade física são extremamente importantes para que as pessoas sejam saudáveis e felizes”.

Paulão, presidente da Fesporte, destaca a importância do outubro rosa e das mulheres: “Que o esporte consiga contribuir com muito carinho, muito empenho que tanto merece o mês e as mulheres, em especial. O outubro rosa vem para nos lembrar que o esporte tem a referência dos valores, dos cuidados, das regras. Coloquemos o outubro rosa no pódio em todos os dias”. 

É relevante ressaltar que o objetivo desta campanha é compartilhar informações e promover a conscientização sobre a doença; proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento e contribuir para a redução da mortalidade.

Dados do INCA (Instituto Nacional de Câncer) e do UICC (Union for International Cancer Control), mostram que o câncer de mama é o tipo que mais acomete mulheres em todo o mundo, tanto em países em desenvolvimento quanto em países desenvolvidos. 

As taxas de incidência variam entre as diferentes regiões do planeta, com as maiores taxas nos países desenvolvidos. Para o Brasil, foram estimados 73.610 casos novos de câncer de mama em 2023, com um risco estimado de 66,54 casos a cada 100 mil mulheres.

Texto – Delamare de Oliveira Filho (Ascom/Fesporte) – (48) 99683 5416

Lido 514 vezes Última modificação em Sexta, 20 Outubro 2023 19:38