O presidente da Fesporte, Kelvin Soares, esteve nesta sexta-feira(11/02) em Xanxerê, para validar duas pautas importantes do esporte. Primeiro, acompanhou a vistoria da CBF nas instalações do município que irão receber um torneio internacional de Futsal feminino, programado para agosto. Na foto, o ex goleiro e diretor de futsal da CBF, Lavoisier Martins, entrega a camisa da seleção brasileira para Kelvin e o prefeito de Xanxerê Oscar Martarello.

Em seguida, a visita foi à Unoesc,  recepcionado por Sandro Claro Pedroso, coordenador da Universidade e  Cláudio Luiz Orço, diretor acadêmico. Também participou do encontro, o secretário de esportes de Xanxerê Luiz Vicente Paglia Junior. O PIDE(Programa de Iniciação Desportiva Escolar) terá a UNOESC como uma das universidades parceiras do programa. O programa irá proporcionar iniciação esportiva para mais de 20 mil crianças em parceria com Universidades de Santa Catarina, ainda este ano. 

Da esquerda para direita, Cláudio,Kelvin,Sandro e Luiz Vicente.

Faleceu nesta manhã(26/01/2022), em Florianópolis, aos 72 anos, Joaquim Mires Villarinho Jr .

Paranaense de nascimento, veio para Santa Catarina no início dos anos 70, quando formou-se em Educação Física pela Univille, onde iniciou sua trajetória esportiva.

Homenageado com o título de Comendador do Esporte Catarinense, Vilarinho, como era conhecido, foi diretor administrativo e Financeiro da Fesporte. Atuou como árbitro, técnico e atleta de basquetebol. Também foi Presidente da Federação de Ciclismo, AD Colegial.

Fesporte define novos valores para arbitragem, TJD e prestadores de serviço nos eventos. 

Uma resolução da Fesporte, assinada pelo presidente da Fundação, Kelvin Soares, traz novas diretrizes e valores para o pagamento a título de pró labore aos prestadores de serviço nos eventos esportivos promovidos pela entidade. A intenção é corrigir a defasagem nos valores e promover a qualificação na prestação destes serviços. A resolução número 001/2022, assinada em 18 de janeiro, revoga a resolução 003/2017.

Ela estabelece valores de acordo com a função de cada prestador de serviço e competições onde o serviço será prestado. A resolução ainda traz normas para pagamento célere destas remunerações e algumas exigências que precisam ser cumpridas pelos prestadores de serviço. 

Os novos valores contemplam: árbitros, coordenadores, Justiça Desportiva,  jurados técnicos, Comissão Pedagógica Esportiva, secretários de evento e comissão disciplinar, entre outros.

“A resolução corrige uma defasagem que, em alguns casos, chega há quase uma década. Certamente trará mais qualidade aos nossos eventos. São profissionais de alto nível e que merecem receber uma remuneração adequada ao serviço prestado. Também mostra o comprometimento do atual governo com a qualidade dos serviços oferecidos a população”, destaca o Presidente da Fesporte Kelvin Soares.

A publicação desta resolução foi publicada no diário oficial do estado nesta quinta-feira, 20/01, e já está em vigor.

Confira a tabela com os novos valores:

Função 

Valor/Dia 

• Oficial de mesa / Árbitro Estadual 

R$ 360,00 (trezentos e sessenta reais) 

  • Oficial de mesa / Árbitro Nacional 
  • Secretaria de evento 
  • Secretaria da Comissão Disciplinar 

R$ 396,00 (trezentos e noventa e seis reais) 

  • Árbitro coordenador de modalidade
  • Árbitro classificador funcional (paralímpico)
  • Jurado de Dança
  • Oficial de mesa / Árbitro Internacional Auditor, Procurador e membro da Comissão 
  • Pedagógica Esportiva (CD/TJD) 

R$ 435,60 (quatrocentos e trinta e cinco reais e sessenta centavos) 

II – Etapa Estadual: 

Função 

Valor / Dia 

• Oficial de mesa / Árbitro Estadual 

R$ 378,00 (trezentos e setenta e oito reais) 

• Oficial de mesa / Árbitro Nacional 

R$ 415,80 (quatrocentos e quinze reais e oitenta centavos) 

  • Coordenador de modalidade 
  • Árbitro classificador funcional (paralímpico) 
  • Jurado de Dança 
  • Oficial de mesa / Árbitro Internacional 
  • Secretaria da Comissão Disciplinar 
  • Auditor, Procurador e membro da Comissão 

Pedagógica Esportiva (CD/TJD) 

R$ 457,38 (quatrocentos e cinquenta e sete reais e trinta e oito centavos) 

Governo do Estado e Fesporte entregam as Arenas de Verão

O final de semana(15 e 16/01) foi de entregas das Arenas de Verão no litoral catarinense. Esportes, lazer e muita diversão marcaram o início das atividades nas Arenas. O cerimonial de Laguna, programado para sexta-feira(14) não aconteceu em função de um grave acidente náutico ocorrido nas proximidades da praia do Mar Grosso, onde está localizada a Arena. Já no Sábado a Arena Laguna foi aberta ao público. Também foram entregues neste final de semana as Arenas de São Francisco do Sul, Piçarras, Navegantes, Penha, Barra Velha, Laguna, Araranguá e Arroio do Silva. A gestão de cada Arena está sendo realizada pelas prefeituras parceiras do projeto. Já as competições terão a organização das Federações de Vôlebol(FCV) e Beach Tênis(FCT). O Governo do Estado, por meio da Fesporte, está investindo cerca de R$ 5 milhões nas arenas. Além do estímulo a prática de atividades físicas nas comunidades, as Arenas passam a ser um atrativo turístico importante nos 12 municípios durante a temporada de verão. “Feliz pela entrega e por ver as Arenas em atividade. Muito legal ver as comunidades e turistas aproveitando as Arenas. Também sou muito grato ao Governo do Estado e aos prefeitos que acreditaram na idéia e que trabalharam muito com a gente para que tudo isso virasse realidade. A resposta dada por todos os Municípios parceiro foi sensacional”, destacou Kelvin Soares, presidente da Fesporte.

Além das oito arenas inauguradas, ainda serão entregues outras 4 arenas durante o mês de Janeiro. A Arena de Balneário Rincão será entregue esta semana em função do calendário de outros eventos do Município, já a Arena Palhoça, inaugura na praia da Pinheira nesta sexta-feira(21/1).

As montagens das Arenas de Balneário Barra do Sul e Imbituba estão programadas para a próxima semana. A primeira etapa do Circuito Aberto de Vôlei de Praia acontece já no próximo final de semana(22 e 23/01), simultaneamente nos municípios de São Francisco do Sul e Araranguá. As inscrições podem ser realizadas no site: voleidepraiafcv.com

As Arenas de Verão ficarão montadas até o dia 6 de março. A programação e horários de funcionamento das Arenas estão sendo divulgados nos canais de comunicação(Site e redes sociais) dos municípios parceiros.

Os modelos de arena comportam de 300 a 500 pessoas, onde serão respeitados os protocolos de prevenção à transmissão de gripes e doenças respiratórias.

As Arenas: Contêiner com paredes de vidro com uma vista panorâmica da Arena. Contêiner com banheiros, Tendas para sombra, Tenda “Espaço Relax” com redes, puffs e sofás, Tenda “Espaço Kids” com brinquedos infantis, Pergolados para descanso Academia ao ar livre equipada com aparelhos e objetos para prática de exercícios, Quadras de vôlei de praia e beach tênis, Palco e Ombrelones.

Municípios: Araranguá, Arroio do Silva, Balneário Rincão, Imbituba, Laguna, Palhoça, Navegantes, Penha, Balneário Piçarras, Barra Velha, Barra do Sul e São Francisco do Sul.  

Governo do Estado, por meio da Fesporte, irá inaugurar nesta sexta-feira(14/01), 18h, na praia do Mar Grosso, em Laguna, a primeira unidade do projeto “Arena de Verão”. Ao todo, 12 arenas estão sendo instaladas no litoral catarinense, duas a mais que as 10 inicialmente previstas. São espaços destinados a atividades esportivas e lazer em praias de Santa Catarina.

As ações estão sendo executadas em parceria com os seguintes municípios catarinenses, onde serão instaladas as Arenas: Araranguá, Arroio do Silva, Balneário Rincão, Imbituba, Laguna, Palhoça, Navegantes, Penha, Balneário Piçarras, Barra Velha, Barra do Sul e São Francisco do Sul.

Toda a estrutura física será disponibilizada pelo Governo do estado, além da Coordenação do projeto por meio da Fesporte. O investimento nas estruturas será de aproximadamente R$ 5 milhões. 

Além das prefeituras, são parceiros do projetos as Federações de Voleibol(Vôlei de praia) e Tênis(Beach Tênis). As arenas irão receber competições destas duas modalidades durante a temporada de verão. Além das atividades esportivas, o projeto irá proporcionar lazer e bem estar. O projeto contempla a instalação de quadras, arquibancadas, palco, Espaço Kids, Espaço Relax, pergolados, ombrelones e Academia ao ar livre com equipamentos. As arenas também terão banheiros e outros espaços de sombra. “O projeto Arena de Verão irá proporcionar esporte e lazer para a comunidade e turistas. Um investimento na saúde por meio do esporte, qualidade de vida e no desenvolvimento do turismo”, destaca Kelvin Soares, Presidente da Fesporte.

Os modelos de arena comportam de 300 a 500 pessoas, onde serão respeitados os protocolos de prevenção em relação a pandemia.

Os limites de participantes ficam condicionados ao resultado do potencial de risco do evento, obtido através dos indicadores contidos na matriz de avaliação de risco sanitário.

As Arenas estarão montadas entre os dias 14 de Janeiro e 06 de Março.

ARENAS DE VERÃO:

Rincão

Em frente à R. Rita Dal Bó Benedet, 1530 - Centro, Içara - SC, 88820-000

 

Laguna:

Em frente à Av. Rio Grande do Sul, 1297-1187 - Mar Grosso, Laguna - SC, 88790-000

 

Araranguá:

Em frente à R. Badejo, 16 - Balneário Morro dos Conventos, Araranguá - SC, 88900-000

 

Arroio do Silva:

Em frente à Av. Beira Mar, 425, Balneário Arroio do Silva - SC, 88914-000

 

Barra Velha:

Próximo a Av. Avelino José Borges - Beira Mar, 43-1 - Itingá I, Barra Velha - SC, 88390-000

 

São Francisco do Sul:

Av. Atlântica, 1354 - Praia da Enseada, São Francisco do Sul - SC, 89240-000

 

Piçarras:

Em frente à Av. José Temistócles de Macedo, 1975, Balneário Piçarras - SC, 88380-000

 

Navegantes:

Em frente à Av. Prefeito Cirino Adolfo Cabral, 495 - São Pedro, Navegantes - SC, 88370-053

 

Penha

R. Ivo Silveira, 273 - Centro Penha - SC, 88385-000

 

Palhoça:

Próximo a R. 504 - Mar Azul (Ens Brito), Palhoça - SC

Bolsa Atleta já é lei e atenderá mais de mil atletas em Santa Catarina 

O Governador Carlos Moisés sancionou na última sexta-feira (07) o projeto que cria o Bolsa Atleta em Santa Catarina. O programa é uma antiga reivindicação da comunidade esportiva catarinense, e vai beneficiar mais de 1.000 atletas e paratletas do Estado.

Com a sanção, as equipes técnica e jurídica da Fesporte já começam a preparar o edital de seleção dos atletas e paratletas a serem contemplados com o benefício. Desenvolvido pela Federação em conjunto com as Secretarias de Estado da Fazenda, Educação e Casa Civil, o Bolsa Atleta tem investimento previsto de R$ 8,4 milhões ao ano, em bolsas que variam de R$ 350,00 a R$ 1.500,00.

O objetivo é criar uma situação mais confortável para os atletas – especialmente os que estão em idade escolar –, como uma contrapartida importante para subsídio das despesas esportivas. 

O projeto de lei estabelece como público prioritário os atletas e paratletas praticantes do esporte educacional, que comprovarem estar matriculados e cursando o sistema educacional público ou privado de ensino fundamental, médio ou superior. 

“Além de incentivar a pratica desportiva, a bolsa será importante para que os atletas se mantenham regulares e com bom desempenho no ensino”, afirma o presidente da Fesporte, Kelvin Soares.  

Mas o programa também beneficiará atletas de alto rendimento, com o objetivo de estimular a permanência do vínculo destes esportistas com clubes e entidades catarinenses. Foram criadas sete categorias que poderão ser pleiteadas.

 

CategoriaValor mensal
12(doze) parcelas (em R$)
Valor anual (em R$) 
 Atleta Escolar Nacional  350,00  4.200,00
 Atleta Escolar Internacional  600,00  7.200,00
 Atleta Nacional Sub-18  700,00  8.400,00
 Atleta Nacional 18+  700,00  8.400,00
 Atleta Internacional Continental  1.000,00  12.000,00
 Atleta Internacional Mundial  1.250,00  15.000,00
 Atleta Olímpico ou Paralímpico  1.500,00  18.000,00

 

 Como forma de incentivar boas condutas, a nova lei ainda estabelece que o atleta não pode estar cumprindo pena definitiva imposta pelos órgãos oficiais ou pela Justiça Desportiva.

O valor da Bolsa-Atleta terá um acréscimo de 20% em duas situações específicas. A primeira será nas modalidades do paradesporto em que são exigidos equipamentos esportivos específicos, adaptados para a competição. A segunda, para atletas acima de 18 anos ou de alto rendimento que comprovarem estar matriculados e frequentando o sistema educacional.

O atleta beneficiado pelo Programa Bolsa Atleta de SC não será impedido de receber benefício similar no âmbito do Governo Federal ou governos municipais.

Pagina 1 de 5