×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 331

Segunda, 14 Dezembro 2015 17:48

Aparato médico para proteger os atletas é destaque nos Jasc Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)
Aparato médico montado para atender vítimas de acidentes ou casos clínicos durante as competições. Aparato médico montado para atender vítimas de acidentes ou casos clínicos durante as competições. Pablo Gomes (SDR Lages)

Se ninguém está livre de sofrer um acidente até mesmo dentro de casa, em uma disputa esportiva de alto nível os riscos são maiores. Por isso, oferecer a melhor estrutura possível para um rápido socorro é essencial para garantir a integridade física, a saúde e a vida dos atletas.

E um dos destaques dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc), que ocorrem até a próxima sexta-feira, dia 18, em Joaçaba, Herval D’Oeste e Luzerna, é justamente o aparato médico montado para atender vítimas de acidentes ou casos clínicos durante as competições.

É comum, principalmente nesta época quente do ano, os atletas terem desidratação, queda de pressão e desmaio devido ao forte calor e ao intenso esforço físico. Outros sofrem contusões, distensões musculares, rompimentos de tendão, cortes e até fraturas, especialmente em disputas de muito contato e alta velocidade. E há ainda os que têm reações alérgicas a insetos, comuns em lugares a céu aberto e com vegetação.

Não à toa é exigida a presença de médico, enfermeiro e ambulância em modalidades como atletismo, ciclismo, ginástica artística e judô. E ainda que a competição não ofereça tantos riscos, como o xadrez, sempre há pelo menos um técnico em enfermagem à disposição.

Estrutura conta com profissionais, postos de saúde e hospitais

Nos Jasc 2015, cerca de 25 profissionais da saúde se revezam nos locais das disputas. As equipes têm o suporte do Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), e a região conta com postos de saúde, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Herval D’Oeste e o Hospital Universitário Santa Terezinha, em Joaçaba.

“A maioria dos casos é atendida no próprio local da competição, mas havendo a necessidade, os atletas contam com toda essa estrutura. Não é negado atendimento a ninguém, e fazemos o que for preciso para garantir o melhor a todos”, diz a coordenadora das equipes médicas, a enfermeira Angela Signori.

“A estrutura de primeiros socorros é obrigatória nos locais de competição dos Jasc, e isso nos dá mais segurança e tranquilidade”, elogia Margit Weise, técnica e coordenadora da equipe de atletismo de Joinville e que viu uma atleta da sua equipe ser prontamente atendida depois de não se sentir bem durante uma prova forte e sob calor intenso.

Os atletas sabem o que fazer para evitar problemas, tendo uma boa noite de sono, alimentação adequada e hidratação não apenas à base de água, mas também de líquidos isotônicos. E os pais, que acompanham ansiosos de casa, podem ficar sossegados, pois se algo acontecer com seus filhos durante as competições, o que não falta são profissionais e estruturas devidamente preparadas para prestar o melhor atendimento.

Com 4,6 mil atletas de 78 municípios catarinenses, a 55ª edição dos Jasc é uma realização do Governo de Santa Catarina, por meio da Secretaria de Estado do Turismo, Cultura e Esporte e da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte).

A competição, uma das maiores e mais tradicionais do Brasil, ocorrerá até o próximo dia 18 nos municípios de Joaçaba, Herval D’Oeste e Luzerna, com apoio de Erval Velho, Lacerdópolis e Ibicaré.

 

Texto: Pablo Gomes

Lido 2479 vezes