×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 320

Sábado, 23 Novembro 2013 17:56

Ana Moser fala sobre esportes e cidadania em Blumenau Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)
A ex-jogadora de vôlei destacou a importância de investir no esporte e tratá-lo como prioridade em programas educacionais A ex-jogadora de vôlei destacou a importância de investir no esporte e tratá-lo como prioridade em programas educacionais Caio Santos

“O brasileiro gosta muito de esporte, mas assiste mais na TV do que pratica de fato”. A declaração é da ex-jogadora de vôlei Ana Moser, que foi uma das palestrantes da 53ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina. A blumenauense falou sobre o trabalho que desenvolve há 13 anos no Instituto Esporte & Educação, criado para incentivar o esporte no Brasil – especialmente entre crianças e adolescentes de comunidades carentes.

 

 

Durante a palestra, Ana Moser enfatizou que no Sul do Brasil, e especialmente em Santa Catarina, a cultura da prática de esportes é muito forte, diferentemente do que acontece em outras regiões. “Eu cresci numa família que praticava esportes e tive oportunidades. Hoje eu trabalho para garantir que crianças e adolescentes também tenham essas oportunidades”, afirmou.

 

A ex-jogadora de vôlei destacou ainda a importância de investir no esporte e tratá-lo como prioridade em programas educacionais. “Trabalhando políticas públicas para o desporto, diminui-se a obesidade e a criminalidade, por exemplo, e reduz os gastos com tratamentos para inativos e com combate às drogas”, enfatizou.

 

Segundo Ana Moser, o trabalho do Instituto Esporte e Educação baseia as atividades em cinco princípios: inclusão de todos, respeito à diversidade, construção coletiva, educação integral e autonomia. “É preciso achar um sentido para cada criança e assim, despertar o interesse para o esporte”, destacou. Além disso, explicou que a formação dos profissionais foca em metodologias inclusivas. “É muito fácil olhar para os melhores atletas. No entanto, o que procuramos fazer no Instituto Esporte e Educação é olhar para todos”, afirmou.

 

 

Por fim, a blumenauense enfatizou que espera que a realização de grandes eventos no Brasil (Copa do Mundo e Olimpíadas) deixe um grande legado: uma reestruturação na forma de pensar os esportes e que as atividades físicas sejam prioridade nos programas educacionais de todo o Brasil.

 

Informações Adicionais:
Raquel Santi 
Assessoria de Imprensa
J
asc 2013/Fesporte 
(47) - 3326-9636

Lido 3534 vezes Última modificação em Sábado, 23 Novembro 2013 18:13