Prado

Finalizamos a semana de comemorações pelos 27 anos da Fesporte, completados dia 6 de julho, com a Amandinha, eleita seis vezes a melhor atleta de futsal do mundo. Campeã mundial e da libertadores com Leoas da Serra, de Lages, finalizamos assim esta semana muito festiva para todos que fazem a Fesporte uma grande instituição.

 

Veja a segunda e última parte do vídeo - Ao completar 27 anos de fundação da Fesporte o esportista Adalir Pecos Borsatti lembra em vídeo como criou a entidade em 1993. As primeiras reuniões, a estrutura, a primeira logomarca, enfim, confira a primeira parte de uma entrevista inédita com todas as nuances da criação da Fesporte.  Natural de Presidente Castelo Branco, Pecos, aos 71 anos, foi o primeiro presidente da entidade, em 1993, e também no período de 2011 a 2013. Como atleta praticou vôlei, atletismo, handebol, basquete, punhobol e paddel. Confira a entrevista. Ela está imperdível.

Dando continuidade a semana de festejos pelo aniversário da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte), 27 anos, segunda-feira, dia 6, postamos a segunda e última parte de um vídeo em que personalidades esportivas de Santa Catarina parabenizam a instituição, que foi fundada em 1993.

Ao completar 27 anos de fundação da Fesporte o esportista Adalir Pecos Borsatti lembra em vídeo como criou a entidade em 1993. As primeiras reuniões, a estrutura, a primeira logomarca, enfim, confira a primeira parte de uma entrevista inédita com todas as nuances da criação da Fesporte.  Natural de Presidente Castelo Branco, Pecos, aos 71 anos, foi o primeiro presidente da entidade, em 1993, e também no período de 2011 a 2013. Como atleta praticou vôlei, atletismo, handebol, basquete, punhobol e paddel. Confira a entrevista. Ela está imperdível.

Dando continuidade a semana de festejos pelo aniversário da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte), 27 anos, segunda-feira, dia 6, postamos a primeira parte de um video em que personalidades esportivas de Santa Catarina parabenizam a instituição, que foi fundada em 1993.

O esporte catarinense perdeu nesta terça-feira, 7, no Hospital São Miguel, em Joaçaba, uma das grandes figuras do esporte catarinense:  morreu aos 90 anos Ruddy José Nodari, que em 1960 auxiliou Arthur Schlösser na implantação dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) em Brusque. Natural de Herval d' Oeste, seu Nodari, até terça, era última lenda viva da tríade fundamental da criação dos Jasc composta por Artur, Rubens Faccnini e ele. De acordo com familiares, Ruddy estava em casa até o meio-dia e foi ao hospital para cuidados paliativos quando passou mal.

O corpo está sendo velado  na Funerária Frei Bruno de Joaçaba e acontecerá das 08h às 15h, em função da pandemia será restrito aos familiares e amigos próximos. O enterro será no Cemitério Nossa Senhora da Glória em Herval d' Oeste, sua cidade natal.

O presidente da Fesporte, Rui Godinho, lamentou o falecimento de seu Nodari. “Perdemos uma lenda do nosso esporte. Seu Rudy deixa um grande legado ao esporte catarinense. Em vida foi um exemplo de caráter, de amor incondicional ao esporte. Vai fazer falta. Descanse em paz seu Rudy e muito obrigado por tudo”, agradece Rui Godinho.

Ruddy Nodari nos Jasc de 2018 em Caçador (Foto: Antonio Prado/Fesporte)

Em 1960, logo no início dos trabalhos da primeira edição dos Jasc, em Brusque, o criador da competição, Arthur Schlösser, estava montando sua equipe para organizar o evento e soube, por peio de seu auxiliar, Rubens Faccnini, que Nodari tinha experiência em eventos esportivos, já que em 1958 havia organizado e campeonato estadual de basquete. Assim o 'pai dos Jasc' convidou Nodari para fazer parte da equipe organizadora da primeira edição dos Jogos Abertos. E para isso Nodari largou a função de dirigente de Joaçaba para se dedicar exclusivamente aos Jasc.

"Antes de assumir como dirigente dos Jasc eu estava na competição como dirigente joaçabense comandando nossa delegação composta pelos times de basquete e voleibol, ambos no masculino, que vieram em duas kombis e uma rural, que baita delegação, hein?", relembrou Nodari, em 2014, ao blog Memória Esportiva de Santa Catarina.

Deste então seu Ruddy foi uma espécie de faz-tudo nos Jasc. Foi árbitro auxiliar de atletismo e natação, além de integrante do Tribunal de Justiça durante as competições. Foi ainda instrutor de cronometristas de basquete, atletismo, natação, entre outras modalidades e preparava os colaboradores a criar as súmulas dos jogos. 

Ruddy José Nodari nasceu em 17 de novembro de 1929 em Herval d'Oeste, SC, e formou-se em filosofia na cidade de São Paulo. Na atividade esportiva foi presidente da Liga Esportiva do Meio Oeste Catarinense (Leoc) de 1954 a 1964 e colaborador direto de Arthur Schlosser, na criação dos Jogos Abertos de Santa Catarina em 1960, tendo participado ativamente em todas as edições.

 A sua importância para os Jogos Abertos rendeu a Ruddy José Nodari uma homenagem. Em 1995 recebeu a Comenda do Mérito Esportivo, título concedido pelo Conselho Estadual de Esporte a pessoas que tenham se destacado ou prestado relevantes serviços ao esporte catarinense ou nacional.

Por 20 anos Nodari foi executivo da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), coordenador regional do Sesi da região do Vale do Rio do Peixe, com a formação de Técnico em Planejamento. Foi sócio fundador do Rotary Club em 1968.

Ruddy José Nodari foi vereador na cidade de Herval d’Oeste de 1972 a 1977 e eleito prefeito em 1976, exercendo esta função até o ano de 1983, período no qual lutou pela instalação de uma unidade de Bombeiro Militar na cidade, conseguindo em 1980. Foi presidente da Associação dos Municípios do Meio-Oeste Catarinense (Ammoc) por duas gestões.

Texto: Antonio Prado/Ascom Fesporte

Abaixo, em vídeo, Ruddy Nodari fala ao site Memória Esportiva de SC como auxiliou na implantação dos Jasc em 1960

 

Pagina 1 de 237