×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 317

Quinta, 16 Maio 2013 00:00

Dona Norma, 88 anos, é um dos destaques dos Jasti em Itá Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)
Dona Norma é uma das melhores jogadoras do bolão 23 nos Jasti Dona Norma é uma das melhores jogadoras do bolão 23 nos Jasti Antonio Prado

Itá - Quem vê Norma Moncelini, nascida em 1925 e hoje com 88 anos de idade, transitando entre os 1.740 atletas que participam dos 6º Jogos Abertos da Terceira Idade (Jasti), em Itá, nem imagina que a simpática senhora está entre as melhores jogadoras no grupo de 125 que compõe o bolão 23 da competição. Até nesta quinta-feira (16), ela já havia participado de três rodadas e vencido as três partidas. Atleta de Seara, pratica bolão há 18 anos. “Ela é uma das melhores atletas de minha equipe feminina composta por oito jogadoras”, constata o técnico Nélson Brusamarello. “Ela é fominha, é a primeira a chegar aos treinamentos e a última a sair e se deixarmos fica até quatro horas treinando”, complementa.

Dona Norma tem um carisma especial entre os jogadores, técnicos, dirigentes e  árbitros do bolão. E este sentimento pôde ser dimensionado nesta quinta-feira, quando os árbitros pararam uma partida para que Dona Norma pudesse fazer uma sessão de fotos à imprensa. Dos quatro lançamentos, acertou todos, derrubando os nove pinos. Foi aplaudida de pé na pista de bolão do Clube Searense, em Seara, onde está sendo realizada a modalidade. Tanto talento tem uma explicação: dedicação e sentimento de perfeccionismo.

“Ela não gosta de errar. Se perde uma jogada fica brava”, confessa o técnico Brussamarello, que revela que ela é tão perfeccionista que só treina com o próprio bolão. “Ela é muito ciumenta com o bolão, não deixa quase ninguém pegar”. Mãe de seis filhos, dez netos e dois bisnetos, dona Norma revela que o bolão, para ela, funciona como uma academia. “Isso aqui meu filho (apontando para a pista do bolão) é a melhor física do mundo. Fico muito emocionada em poder participar de um evento desse”. Ela diz que quando não está jogando bolão, joga canastra e os demais jogos de carta. “Isso é esporte, né, me dá alegria e vitalidade”, diz com sua voz baixa e mansa.

Campeã dos jogos municipais e microrregionais do regional Oeste (venceu cinco oponentes), título que lhe garantiu vaga para disputar os Jasti em Ita, a searense diz que tem dom não somente no esporte, mas também na culinária. “Como descendente de alemã sei cozinhar bem, principalmente pão caseiro e cuca, mas também fui agricultora e antes de me aposentar plantava milho, arroz, feijão e tirava leite das vacas”. Agora, segundo ela, tem como passatempo ir à missa e ir aos bailões da terceira idade em Seara.

“Dona Norma é nosso maior exemplo de esportividade e dedicação entre os 25 municípios e as 125 atletas que participam dos Jasti, no bolão feminino, finaliza Nélson Brusamarello. O bolão 23 termina no sábado, juntamente com as demais competições dos Jasti. Os Jogos Abertos da Terceira Idade são uma promoção do Governo do Estado, com realização da Fesporte e apoio das secretarias de Desenvolvimento Regional (SDRs) e da prefeitura de Itá.

 

Informações adicionais

Antonio Prado

 

(48) 9696-3045

Lido 1357 vezes Última modificação em Sábado, 09 Novembro 2013 18:25

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.