Quinta, 28 Novembro 2019 01:38

Seleção Brasileira de olho nas ginastas escolares Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)
Ana Carolina Souza fez 15.250 pontos no aparelho bola Ana Carolina Souza fez 15.250 pontos no aparelho bola Foto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

Que os eventos esportivos escolares têm revelado importantes nomes para o esporte brasileiro, não é novidade para ninguém, muito menos para as federações e clubes que cada vez mais buscam grandes promessas nas bases esportivas. E essa é uma realidade também para a ginástica rítmica. Por isso, a pedido do Comitê Olímpico do Brasil (COB) e da Confederação Brasileira de Ginástica (CBG), a ex-ginasta e atual auxiliar técnica e coreógrafa da seleção brasileira de ginástica rítmica, Bruna Martins, está em Blumenau para observar as competidoras dos Jogos Escolares da Juventude.

Bruna terá até sábado para observar as 101 atletas (67 entre 12 a 14 anos e 34 entre 15 a 17). O encaminhamento dos nomes à CBG possibilita uma futura integração à seleção ou participação em eventos nacionais. Esse futuro pode ser muito próximo para algumas delas, já que a idade mínima para a seleção é de 16 anos. Em meio a papéis cheios de anotações, Bruna Martins falou com a Fesporte, logo após as apresentações desta quarta-feira (27), no ginásio Galegão, onde está acontecendo a modalidade. “A competição é de extrema importância porque permite que a gente detecte os novos talentos e futuros grandes atletas  do nosso país”, observou Bruna, destacando a presença de duas catarinenses titulares na seleção brasileira de ginástica rítmica de conjuntos: Beatriz Linhares, de Florianópolis, e Maiara Candido, de Blumenau.

Bruna Martins veio a Blumenau para os JEJ como olheira da CBG e do COB                                                                                       Foto: Heron Queiroz

Apesar de paranaense de Londrina, Bruna Martins tem uma história ligada a Santa Catarina e ao esporte. É que ela é filha do jogador Moacir, meia que atuou nos anos 60 e 70 no Avaí e no Figueirense. Moacir Rosa Filho, falecido em 2014, foi considerado por Pelé como o príncipe do futebol. No início dos anos 80, foi atuar no Londrina e conheceu a primeira ginasta da cidade, Dalva Rosa, com quem se casou.

Santa Catarina terminou o dia em primeiro lugar na categoria de 12 a 14 anos e em segundo na de 15 a 17. A programação de quinta-feira (28) segue no mesmo formato deste primeiro dia, porém alternando aparelho. A categoria 12 a 14 compete com aparelhos maça e corda. As ginastas que se apresentaram com corda, voltam a se apresentar com maça e vice-versa. O mesmo acontece com a categoria de 15 a 17 anos, que compete com bola e maça. Classificam-se os oito melhores, com duas ginastas de cada estado para as finais, que acontecem na sexta-feira (29).

Confira a pontuação por atletas neste primeiro dia de ginástica rítmica

12 a 14 anos

Nathalia Nogueira – 12.250

Tayna Martins Ramos – 11.850

Amanda Picoli Mafacioli – 13.400

Nicole Rossinsk Hames – 13.000

15 a 17 anos

Ana Caroline Sandrine Souza – 15.250

Luana Franceschi de Souza – 13.000

Os Jogos Escolares da Juventude são um evento promovido pelo Comitê olímpico do Brasil, em parceria com o estado de Santa Catarina, por intermédio da Fesporte, e com a Prefeitura Municipal de Blumenau.

 

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

Lido 1235 vezes Última modificação em Quinta, 28 Novembro 2019 22:02

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.