Prado

Depois de nove dias de competições, o município de Joinville se consagrou neste sábado, 21, em Videira, como o campeão geral da 19ª edição da Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc), com 120 pontos. Florianópolis fechou em segundo lugar com 109 e Jaraguá do Sul em terceiro com 88.

Para se consagrar como os melhores da competição, os joinvilenses foram campeões no masculino e feminino do atletismo e caratê, além da natação feminina, tênis masculino. Este é o décimo título conquistado pela cidade do Norte do estado na história da Olesc. 

“É um título que vem para consolidar o trabalho. Joinville investe forte nas categorias de base por meio do Programa Iniciação Esportiva, que atende a mais de 8 mil crianças, principalmente de área de vulnerabilidade social, de onde surgem talentos para fazer parte das nossas equipes de rendimento. É um sistema muito sustentável, que valoriza os atletas da casa”, disse Estevan Cattoni, Secretário Municipal de Esporte de Joinville.

A etapa estadual da Olesc começou no dia 13 de setembro com a participação de 2.800 atletas com idades entre 8 a 17 anos vindos de 82 municípios.  Estiveram em disputa as modalidades atletismo, basquetebol, caratê, ciclismo, futsal, ginástica rítmica, ginástica artística, handebol, natação judô, tênis, tênis de mesa, voleibol e xadrez.

Neste sábado, ultimo dia de competições, foram definidos os campeões do basquete, futsal, vôlei e tênis masculinos; do handebol feminino; do judô e tênis de mesa masculinos e femininos.

No basquete masculino, Jaraguá do Sul ficou com o título, ao vencer Chapecó por 59 a 48. No futsal masculino, o troféu maior ficou com Jaraguá do Sul, que derrotou Criciúma por 3 a 1. No handebol feminino, Blumenau chegou mais alto no pódio, ao aplicar 29 a 16 no na equipe de Criciúma.

No tênis masculino, o confronto entre Florianópolis e Joinville, teve a equipe do Norte como vencedora, em dois jogos, duplo 2 a 0. O tênis de mesa feminino teve como campeões, na soma das competições individuais, duplas e equipes, os representantes de Pouso Redondo; e no masculino, Joaçaba. No vôlei masculino, Brusque fez 3 a 0 em Balneário Camboriú (25/21, 25/22 e 25/20), tornando-se campeão.

A Olesc foi uma realização do Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte, em parceria com a prefeitura de Videira. Ao fazer uma análise do evento o presidente da Fesporte, Rui Godinho, se disse satisfeito com o resultado final da competição. 

“Fizemos uma grande Olesc. Tivemos uma grande visibilidade por meio dos canais de comunicação da Fesporte, inclusive com transmissão ao vivo de vários jogos. Tivemos medalhas e troféus com o sistema braile, que facilita a inclusão do deficiente visual no processo. Por fim tivemos um nível técnico excelente de jogos. Todos estão de parabéns”, finalizou Godinho.

Por questões de logísticas duas modalidades foram disputadas antecipadamente, a natação e a ginástica artística foram realizadas recentemente em Palhoça e Blumenau respectivamente.

Jaraguá do Sul foi campeã geral na natação masculina e Joinville no gênero feminino. Já na ginástica artística o título ficou com São Bento do Sul, entre os homens, e Florianópolis entre as mulheres.

Os campeões por modalidade

Atletismo masculino – Joinville

Atletismo feminino – Joinville

Basquete masculino – Jaraguá do Sul

Basquete feminino – Jaraguá do Sul

Ciclismo – Jaraguá do Sul

Caratê masculino – Joinville

Caratê feminino – Joinville

Futsal masculino – Jaraguá do Sul

Futsal feminino – Arvoredo

Ginástica artística masculina – São Bento do Sul

Ginástica artística feminina – Florianópolis

Ginástica rítmica – Florianópolis

Handebol masculino – Itajaí

Handebol feminino – Blumenau

Natação masculina – Jaraguá do Sul

Natação feminina – Joinville

Tênis masculino – Joinville

Tênis feminino – Itajaí

Tênis de mesa masculino – Joaçaba

Tênis de mesa feminino – Pouso Redondo

Voleibol masculino – Brusque

Voleibol feminino – Saudades

Xadrez masculino – Florianópolis

Xadrez feminino – São Bento do Sul

A cerimônia de encerramento aconteceu no Complexo Esportivo Sérgio Luiz Marafon (Medalhão). Os resultados e programação da Olesc podem ser acompanhados pelos boletins, publicados ao fim de cada dia de competição no site oficial da Fesporte (acesse aqui). 

A Olesc é um evento promovido pelo Governo de Santa Catarina – @governosc – e realizado por intermédio da Fesporte, tendo esta 19ª edição a parceria com o Município de Videira.

Texto: Antonio Prado/Heron Queiroz/Ascom Fesporte

 

À tarde desta sexta-feira, 20, em Videira, foi o dia de definir os finalistas do futsal masculino da 19ª Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc). No final da rodada das semifinais os atletas de Criciúma e Jaraguá do Sul saíram comemorando da quadra do ginásio Marafon a classificação para a grande final da modalidade, que ocorre neste sábado, 21.

Na primeira partida da tarde, Criciúma e São José se enfrentaram e durante todo o jogo os criciumenses se mostraram superiores construindo um placar final de 5 a 2, com destaque para Paulista, autor de três gols, além de Gustavo e Yuri. Descontaram para São José Gabriel e Marcel, já no fim do jogo.

“Fiquei muito feliz pela vitória e pelos três gols que fiz. Nosso time veio desacreditado para esta competição e agora estamos na final e neste jogo não iremos facilitar para o nosso adversário”, destacou o artilheiro Paulista.

Criciúma (com a bola) venceu São José por 5 a 2 (Foto: Antonio Prado/Fesporte)

Na semifinal seguinte houve equilíbrio entre Jaraguá do Sul e Içara com os dois times trocando gols, mas por fim Carlinhos fechou o placar em 4 a 3 para os jaraguaenses. Carlinhos fez ainda outro gol, a exemplo de Jeferson e Wendel. Elinton e Kauan, duas vezes, anotaram os gols de Içara.

                                                      Assista aos gols de Jaraguá do Sul 4x3 sobre Içara 

“A vitória é de todo o time que se dedicou desde o início da competição, dando o máximo, fazendo bons jogos, se entregando até o final. Agora temos a final com Criciúma e se jogarmos com raça e vontade como hoje seremos campeões”, falou ao final o jaraguaense Carlos.   

A etapa estadual da Olesc é uma promoção do Governo de Santa Catarina @governosc, por meio da Fesporte, em parceria com a prefeitura de Videira.

Texto: Antonio Prado/Ascom Fesporte.

                                                       Confira a entrevista de Paulista, de Criciúma, que fez 3 gols em São José, pela semi do futsal

                                                     Entrevista de Carlos e Daivid, Futsal de Jaraguá do Sul

 

A sexta-feira, 20, foi dia de conhecer os primeiros medalhistas do tênis de mesa da Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc). E eles vieram das disputas de duplas. No masculino Chapecó sagrou-se campeão ao vencer por 3 a 2 a Joinville. No feminino Videira levou a medalha de ouro após vitória de 3 a 1 diante de Pouso Redondo.

Guilherme Marchiori e Thiago França formaram a dupla de Chapecó e enfrentaram Bruno Weber e Vinícius Magrich, de Joinville. Os Joinvilenses abriram a vantagem em 2 a 0 (com parciais de 12/10 e 11/5), mais receberam o empate e a virada de Chapecó por 3 a 2 (com parciais 11/6, 11/6 e 11/3.

“É minha primeira Olesc e é um título muito importante que marcará minha vida”, resumiu o campeão Guilherme. “É meu primeiro título de duplas e isso sempre será lembrado com carinho”,  completou o parceiro Thiago.

 Fernanda Lamb e Maria Eduarda Comin, de Videira, foram campeãs na dupla (Foto: Antonio Prado/Fesporte)

No feminino, Maria Eduarda Comin e Fernanda Lamb defenderam as cores de Videira na final contra Érica Peters e Laira da Silva, de Pouso Redondo. As videirenses saíram perdendo, sendo derrotadas no primeiro set por 11/8, mas depois reagiram e fecharam os sets seguintes com parciais de 12/10, 15/13 e 11/8.

“Era um título que temos pensado desde o início do ano e felizmente agora conseguimos atingir esta meta”, disse no pódio a campeã Maria Eduarda. “É uma medalha muito importante, pois a Olesc é uma competição muito difícil de conquistar e trabalhamos muito para conseguir este objetivo”,  enfatizou Fernanda.

As competições do tênis de mesa prosseguem nesta sexta-feira quando serão definidos os campeões individuais, no início da noite. A modalidade se encerra neste sábado, 21, com as disputas por equipes.

A etapa estadual da Olesc é uma promoção do Governo de Santa Catarina @governosc, por meio da Fesporte, em parceria com a prefeitura de Videira.

Texto: Antonio Prado/Ascom Fesporte

São cerca de 194 atletas participando do tênis de mesa da 19ª Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc) em Videira. Todos sabem que praticar a modalidade não é fácil, pois exige horas de treinamento, concentração e muita disciplina, além de equilíbrio emocional. Se para o participante competir na etapa estadual da Olesc já é difícil imagine quando se tem uma deficiência física. Neste caso, o caminho é muito mais difícil.

Allana Maschio, 13 anos, de Balneário Camboriú, está debutando na Olesc. André Luís de Jesus, 15 anos, de Pouso Redondo, participa da competição pela segunda vez. Ambos, além do amor pelo tênis de mesa, têm algo em comum: São deficientes físicos e servem de inspiração aos demais mesatenistas que disputam a Olesc.

Allana nasceu com uma deficiência congênita no pé direito que o fez entortar, tendo que usar uma prótese de apoio para poder andar.  André nasceu com paralisia cerebral espástica que lhe atrofiou os músculos, principalmente os das pernas.  A paralisia atinge a região do córtex motor do cérebro, responsável pelos movimentos. Nesse caso, os músculos possuem a sua capacidade de força reduzida e o tônus elevado, o que provoca enrijecimento.

O esporte contra o bullying

A garota de Balneário Camboriú começou a jogar tênis de mesa aos nove anos de idade, quando se apaixonou  pela modalidade. “Uns meninos da Fundação de Esporte vieram treinar na minha escola vi aquilo e gostei e fui jogar”, lembra. Aos 10 anos de idade disputou o Campeonato Brasileiro pré-mirim sendo campeã individual, disputando com atletas não deficientes.

De lá pra cá o amor pelo tênis de mesa só aumentou. Diz que o esporte lhe fez mais forte, ao ponto de não ligar pelos poucos bullyings que sofreu devido à deficiência. “Nem lembro que sou deficiente. Isso nem me atrapalha no jogo”, confessa. Em Videira, na disputa da Olesc, diz que mais que vencer o importante é participar. “Está aqui disputando a Olesc está sendo uma experiência incrível. Não dá nem para descrever”, admite.

 

 André nasceu com paralisia cerebral espástica que lhe atrofiou os músculos (Foto: Antonio Prado/Fesporte)

Para o seu treinador, Rodrigo Bozan, Alline é inspiração para todos os integrantes de Balneário Camboriu. “Allana é uma ótima atleta, tem talento e força de vontade. Eu sempre falo dela para meus alunos, principalmente para aqueles que querem desistir por preguiça de treinar. Ela é uma fonte de inspiração pra muita gente”, atesta Bozan.

Inspiração também é a palavra que se encaixa quando se conhece a trajetória de André Luis de Jesus , 15 anos. Ele revela que, ao iniciar no tênis de mesa, ainda criança, não conseguia ficar em pé, devido à severa atrofia muscular. “A cada dia que treinava sentia que meu corpo ficava mais firme. No início, para eu jogar uma partida, eu tinha que me segurar na mesa. Hoje, jogo em pé, só com minhas forças. Tudo graças ao esporte, ao tênis de mesa”.

O esporte aumentou a autoestima

André diz também que a prática esportiva aumentou sua autoestima e se ver como um vencedor. Mas, para chegar a este estágio da vida ele treina diariamente duas horas e meia por dia todos os dias da semana e ainda tem tempo para fazer fisioterapia. Nada mal para quem só pôde andar aos sete anos de idade e teve a experiência de passar por duas cirurgias (nas pernas e no estômago).

A mãe, Natália de Jesus, sempre acompanha o filho nas competições e na Olesc, em Videira, não tem sido diferente. “O esporte ajudou ao meu filho não somente no aspecto físico, mas também na parte mental. Aconselho a todos os pais que têm filhos com deficiência a colocá-los no esporte. Meu filho não andava e hoje pratica tênis de mesa”.

A etapa estadual da Olesc é uma promoção do Governo de Santa Catarina @governosc, por meio da Fesporte, em parceria com a prefeitura de Videira.

Texto: Antonio Prado/Ascom Fesporte

Um gol de Maiara faltando apenas 57 segundos para terminar a partida selou a vitória de 1 a 0 de Arvoredo  sobre Concórdia, na noite desta quarta-feira, 18, em Videira. O placar deu o título inédito para Arvoredo no futsal feminino da 19ª edição da Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc).

A final fechou em grande estilo a competição, pois além de caracterizada pelo equilíbrio, com direito a uma bola na trave de cada equipe, quem foi ao ginásio Vermelhinho assistiu a uma partida de elevado nível técnico.  

O time campeão é formado basicamente pelo pelas meninas de Chapecó, estudantes da Escola Estadual Lurdes Lago, que vai representar Santa Catarina na etapa nacional dos Jogos Escolares da Juventude, em novembro em Blumenau.

“Foi um título que viemos batalhando desde o início da competição. Jogamos com um time de alto nível, que é Concórdia. Merecemos ganhar porque jogamos Bem e um jogo bastante equilibrado”, disse ao final da partida uma aliviada Maiara, autora do gol do título. 

A etapa estadual da Olesc é uma promoção do Governo de Santa Catarina @governosc, por meio da Fesporte, em parceria com a prefeitura de Videira.

Texto: Antonio Prado/Ascom Fesporte

                                                      Assista aos melhores momentos da partida

A modalidade do xadrez da 19ª edição da Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc) encerrou-se nesta quarta-feira, 18, em Videira, com Florianópolis e São Bento do Sul se consagrando com os melhores da competição no masculino e feminino respectivamente.

A capital fechou sua participação em primeiro lugar com 97 pontos, seguido de Concórdia, em segundo, com 81, e Blumenau, em terceiro lugar com 73 pontos.  

O time campeão formou com Rafael Rodrigues, Ângelo Ferreira, Luiz Henrique Bugança, Pedro Sarda, Otávio Garcia e Joãp Sarda. 

Para o treinador da Capital, Marcelo Pomar, vencer a competição tem um significado especial. “Ganhar a Olesc é uma felicidade porque é um torneio que expressa o trabalho de base. São jovens que aprenderam a jogar xadrez em Florianópolis,  que estão treinando, participando de competições escolares desde muito novos e hoje estão chegando nos eventos de rendimento muito fortes. Inclusive com condições de disputar títulos nacionais. Esta minha equipe viaja agora para Caxambu (MG) para a disputa do Campeonato Brasileiro de Xadrez Escolar e estamos bastante confiantes em bons resultados”.

São Bento do Sul, campeão no xadrez feminino (Foto: Heron Queiroz)

Na disputa do troféu de campeão feminino São Bento do Sul Fechou em primeiro com 93 pontos, com Criciúma ficando em segundo lugar com 84 pontos. Concórdia completou o pódio em terceiro lugar com 77 pontos.

O time campeão formou com  Bruna Capagnolo, Emunauele Darcanal, Valentina Deobrochinsku, Suyane Soares e Bruna Leal. Técnico: Eduardo Sperb. A etapa estadual da Olesc é uma promoção do Governo de Santa Catarina @governosc, por meio da Fesporte, em parceria com a prefeitura de Videira.

Texto: Antonio Prado/Ascom Fesporte

Pagina 1 de 216