Terça, 10 Setembro 2019 20:29

Mais de 2.700 atletas disputam a 19ª da Olesc em Videira Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)
Joinville foi campeão na natação feminina, organizada antecipadamente em Palhoça Joinville foi campeão na natação feminina, organizada antecipadamente em Palhoça Foto: Divulgação

Está se aproximando a tão aguardada etapa estadual da 19ª edição da Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc). A partir da quinta-feira, 12, Videira recebe 2.800 atletas com idades de 8 a 17 anos vindos de 82 municípios. Até sábado, dia 21, a luta será pelos títulos de 12 modalidades: atletismo, basquetebol, caratê, ciclismo, futsal, ginástica rítmica, handebol, judô, tênis, tênis de mesa, voleibol e xadrez.

Por questões de logísticas duas modalidades foram disputadas antecipadamente, a natação e a ginástica artística realizadas recentemente em Palhoça e Blumenau respectivamente.

Jaraguá do Sul foi campeã geral na natação masculina e Joinville no gênero feminino. Já na ginástica artística o título ficou com São Bento do Sul, entre os homens, e Florianópolis entre as mulheres.

O cerimonial de abertura em Videira está previsto para esta quinta-feira, dia 12, às 20 horas no Complexo Esportivo Sérgio Luiz Marafon (Av. Constantino Crestani, 825, Cidade Alta). 

A etapa estadual da Olesc é uma promoção do Governo de Santa Catarina, por intermédio da Fesporte, em parceria com a prefeitura de Videira. 

Para a disputa da etapa estadual da Olesc os municípios participantes das modalidades coletivas (basquete, handebol, vôlei e futsal) passaram por uma série de disputas classificatórias como microrregionais e regionais. Nas provas individuais os municípios montam suas seleções com atletas mais bem ranqueados para disputar a etapa estadual sem necessidade de passar pelas regionais. 

Nesta Olesc, pela primeira vez será usado o sistema Braille nas medalhas e nos troféus, com os dizeres “primeiro”, “segundo” e “terceiro” para os participantes que conquistarem ouro, prata e bronze respectivamente. A novidade fará com que pessoas com deficiência visual leiam o tão cobiçado objeto de desejo dos atletas e fomenta o processo de inclusão social adotado pela Fesporte este ano, que iniciou em julho com a implantação do pódio adaptado, já utilizado nos Jogos Escolares Paradesportivos de Santa Catarina (Parajesc) e no 1º Brasileiro de Jiu-Jitsu Paradesportivo.    

O sistema Braille é um processo de escrita e leitura baseado em 64 símbolos em relevo, resultantes da combinação de até seis pontos dispostos em duas colunas de três pontos cada. Pode-se fazer a representação tanto de letras, como algarismos e sinais de pontuação. Ele é utilizado por pessoas cegas ou com baixa visão, e a leitura é feita da esquerda para a direita, ao toque de uma ou duas mãos ao mesmo tempo.

Na edição 2019 da Olesc foram inscritos um total de 9.960 atletas de 210 municípios. Para o presidente da Fesporte, Rui Godinho, participar da Olesc é ser ator de um dos eventos esportivos mais importantes do Estado de Santa Catarina. “Uma competição que nos últimos anos tem sido referência para muitos estados brasileiros. Ela é muito mais que gols e pontos. Por isso, vivenciar a Olesc em sua plenitude é poder vivenciar experiências, além-quadra, únicas, com benefícios para a vida”, destaca o Godinho.

Texto: Antonio Prado/Ascom Fesporte

Lido 1796 vezes

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.