×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 317

Domingo, 04 Agosto 2013 00:00

Bocha paralímpica encerra os 4º Parajesc em Itajaí Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)
Paratletas receberam as medalhas no centreventos, palco do encerramento Paratletas receberam as medalhas no centreventos, palco do encerramento Antonio Prado

Itajaí - Foram quatro dias de intensas disputas e muito esforço para superar os limites físicos. Neste domingo (4), chegou ao fim a 4ª edição dos Jogos Escolares Paradesportivos de Santa Catarina (Parajesc), realizados desde o dia 1º em Itajaí. No período, 416 paratletas representando 59 municípios e 215 escolas disputaram modalidades como atletismo, bocha paralímpica, futebol sete, goaball, natação, tênis de cadeira de rodas, tênis de mesa e vôlei sentado. Neste domingo, a competição distribuiu as últimas medalhas na bocha paralímpica. A chuva no inicio da manhã cancelou a última prova do atletismo: o lançamento da pelota no feminino.

Entre os medalhistas do último dia, Gabriel Rodrigues de Andrade, ouro na bocha paralímpica BC 3, de Balneário Camboríú, era só felicidade. Aluno da 5ª série da Escola Municipal Arariba e integrante da Seleção Brasileira, ele disse que o título até que foi fácil. “Na Seleção o treino é puxado e quando chegamos aqui tudo fica mais tranqüilo”, enfatizou. O interessante é que é a primeira medalha de ouro de Gabriel na etapa estadual, já que na nacional é bicampeão. Nos dois Parajesc que participou, foi medalha de prata.

Quem estava feliz também era Daniel Veras Silvestre, 16 anos, aluno da Fundação Catarinense de Educação Especial (FCEE) de São José. Daniel foi ouro na bocha paralímpica BC3, destinada a paratletas que têm paralisia quase total. A bola é empurrada com uma ponteira fixada à cabeça do atleta e desliza sobre uma calha com auxilio de uma pessoa denominada de calheira. “Ele está muito feliz, pois é a primeira conquista dele nos Parajesc”, dizia a orgulhosa mãe e calheira Josiane Silvestre.

Outro que debutou nos Parajesc foi Leonardo da Silva, 14 anos, da Escola Estadual Druziana Sartori, de Chapecó. O município veio apenas com quatro atletas e só Leonardo ganhou três medalhas de ouro para atletas com deficiência auditiva: no lançamento da pelota, nos 1.500 metros e no salto em distância. “No início, antes da competição, eu estava nervoso, mas quando eu entrei na pista esqueci tudo. Foi sensacional”, empolga-se, para em seguida mandar um recado: “gostaria de dizer que todos aqui são vencedores, mesmo aqueles que não ganharam medalhas”.

Ao fazer uma análise dos Parajesc 2013, o coordenador geral da competição, João Cascaes, disse que a edição deste ano foi positiva. “Pelo pouco tempo que Itajaí teve para preparar o evento estão todos de parabéns e olhando os resultados que os paratletas conquistaram tenho certeza que Santa Catarina vai brigar para estar entre os três primeiros lugares nas Paralimpíadas Escolares, a serem realizadas de 25 de novembro a 1º de dezembro, em São Paulo”. Os Parajesc são uma promoção do Governo de Santa Catarina por meio da Fesporte e em parceria com as Secretarias de Desenvolvimento Regional e Prefeitura de Itajaí.

 

Informações adicionais:

Antonio Prado

 

(48) 9696-3045

Lido 2537 vezes