×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 328

Quinta, 29 Outubro 2015 17:48

Moleque é um dos maiores projetos esportivos do país Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(1 Voto)
Moleque é um dos maiores projetos esportivos do país Divulgação/Fesporte

Palhoça -O Moleque Bom de Bola comemorou 20 anos em 2014 consolidado como um dos maiores projetos sociais esportivos do país. No ano passado o projeto mobilizou 886 equipes em Santa Catarina – 56.808 estudantes de 895 escolas – 520 estaduais, 309 municipais e 66 particulares – de 268 cidades (90,8% do estado) e 1,5 mil professores.

Muito mais do que uma competição escolar que revela talentos do futebol, o projeto tem o objetivo de promover o esporte amador, a cidadania e a cultura de paz, transformando o campeonato em experiências de educação em tempo livre e prevenção de situações de risco e violência na vida de meninos e meninas de 12 a 14 anos, alunos de escolas públicas e particulares de Santa Catarina, do Paraná e do Rio Grande do Sul.

Criado em Santa Catarina em 1992 pela Fundação de Esporte do Estado de Santa Catarina (Fesporte) o Moleque Bom de Bola tem seu nome associado à Parati Alimentos a partir de 1995, quando a empresa deixou de ser patrocinadora para se tornar realizadora e idealizadora do projeto, que em 1998 foi levado para o Rio Grande do Sul e, em 1999, para o Paraná. A partir de 2001 o projeto passou a contar com equipes femininas.

Hoje é o principal braço de responsabilidade social da Parati. “Nosso objetivo, além de revelar atletas, é fazer de cada Bom de Bola um embaixador da paz na sua escola e na sua cidade, dentro e fora de campo”, considera José Paulo Teixeira, diretor-executivo do Instituto Parati e coordenador-geral do Moleque Bom de Bola.

 

 

Assessoria de comunicação Moleque Bom de Bola

 

 

 

Lido 2529 vezes Última modificação em Quinta, 29 Outubro 2015 17:52