Terça, 06 Novembro 2018 17:30

A importância do esporte escolar Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)
Mariany Miyamoto, ginasta de Joinville e da seleção brasileira, revelada pelos Jogos Escolares de Santa Catarina Mariany Miyamoto, ginasta de Joinville e da seleção brasileira, revelada pelos Jogos Escolares de Santa Catarina Foto: Antonio Prado/Fesporte

ARTIGO

Profª Natália Lúcia Petry, presidente da Fesporte

Dimensionar a importância do esporte escolar na vida de nossos estudantes sugere uma ampla análise que passa, fundamentalmente, pela prevenção à saúde que queremos para o futuro das próximas gerações. E é na escola que nasce a cultura esportiva que, em resumo, almejamos com o reflexo direto na qualidade de vida daqueles que estão e ainda desembarcarão nesse mundo. 

O papel do Estado na adoção de políticas públicas que possam resguardar nossos jovens de eventuais descaminhos surge como instrumento fundamental nesse processo. Soma-se a isso, a importância da valorização e capacitação do profissional de Educação Física. É pela sua intervenção, de forma lúdica ou participativa, que alimentamos o elo do desejo em ver o esporte na escola cada vez mais em evidência.

Enquanto gestores públicos e com as condições que nos são oferecidas pelo governo de Santa Catarina, a Fundação Catarinense de Esporte, a Fesporte, muito se orgulha em contribuir com significativa parcela para suprir essa vacância que notadamente vivenciamos, mas que através da união de forças temos tudo para superar. 

Já avançamos muito a ponto de sermos considerados referência nacional na promoção e realização de eventos destinados aos nossos escolares. A Fesporte, pela sua organização e participação de técnicos e profissionais da área que a dirigem, além da relevante parceria dos municípios fazem contemplar o seu calendário anual com uma série de eventos no segmento.

Os escolares promovidos pela Fesporte compreendem a participação de aproximadamente 674 mil alunos. Nesse universo, estão todas as fases dos Jogos Escolares (JESC) nas faixas dos 12 a 14 e 15 a 17 anos. Trata-se da competição classificatória à disputa Nacional, que este ano acontece em Natal-RN e lá estaremos representados por aproximadamente 300 atletas. 

O Campeonato Escolar de Futebol Moleque Bom de Bola, o Festival Escolar Dança Catarina, os Jogos Escolares Paradesportivos, que incluem alunos especiais na faixa dos 12 aos 17 anos, nos dois gêneros e ainda a Olimpíada Estudantil de Santa Catarina (OLESC), competição entre municípios, mas que tem no seu bojo a matrícula como obrigatoriedade na participação, estão entre as referências de prática esportiva escolar nos diferentes níveis estudantis. 

O esporte escolar traz vivência, fortalece o desenvolvimento da capacidade psicomotora e amplia os laços de cidadania e socialização dos jovens que nele estão incluídos. Em resumo: o esporte escolar é a base de tudo. Nele estamos a construir um alicerce, oxalá, para um futuro promissor no segmento esportivo, mas principalmente para uma geração saudável e produtiva.

Lido 106 vezes
Mais nesta categoria: « Nota de pesar

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.