Sábado, 03 Abril 2021 16:09

Esporte catarinense perde João Kiyoshi Otuki Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(1 Voto)
Kiyoshi presidiu a Fesporte entre 1993 a 1994 sendo o segundo presidente da entidade Kiyoshi presidiu a Fesporte entre 1993 a 1994 sendo o segundo presidente da entidade Foto Arquivo: Heron Queiroz

A Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte) manifesta o mais profundo pesar pelo falecimento de seu ex-presidente e comendador do esporte catarinense João Kiyoshi Otuki, ocorrido na madrugada desta sexta para sábado, 3 no Hospital da Unimed, em São José,  aos 73 anos. Santa Catarina perde um de seus grandes nomes. Exemplo de empenho e a dedicação. Com sua morte fica uma lacuna, mais a certeza de um grande legado deixado para as futuras gerações.

Kiyoshi foi o segundo presidente da Fesporte e dirigiu a entidade no período de 1993 a 1994. Nasceu em São Paulo, em 20 de julho de 1948. Era licenciado em Educação Física pela Universidade Federal do Paraná e pós-graduado na Universidade Federal de Santa Catarina. Iniciou sua carreira como atleta em 1962, representando o Colégio Estadual de Cambará, na modalidade de natação, nos primeiros Jogos Escolares do Paraná. 

Em 2002 recebeu a Comenda do Mérito Desportivo do Conselho Estadual de Esporte, tornando-se comendador do esporte de Santa Catarina, a maior honraria do setor esportivo. Em 2019, em Brusque, a Fesporte o homenageou na cerimônia do Acendimento do Fogo Simbólico dos Jasc pelos grandes serviços prestados ao esporte catarinense.

Iniciou sua atividade profissional em Santa Catarina, em 1971, como docente da Escola Superior de Educação Física e Desporto de Joinville, sendo também professor de prática esportiva na Faculdade de Engenharia de Joinville da Udesc. Em 1989, assumiu a Divisão de Esportes de Joinvile e, em 1990, criou a Fundação Municipal de Esportes, da qual foi presidente até 1992, ano que venceu os Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc), quebrando a hegemonia de 24 anos de Blumenau.

Em 1993, trabalhou no setor de planejamento de Diretoria de Desportos do Governo de Santa Catarina, sendo coordenador da equipe que elaborou o primeiro documento da Política Estadual de Desporto. Em 1995, voltou às atividades docentes no Cefid/Udesc. De 1996 a 2001 foi comentarista esportivo na TVBV, SBT e TV Cultura, atuando também como professor e coordenador do curso de Educação Física e Esporte da Unisul.

Como professor aposentado Kiyoshi não abandonou o esporte, dedicando-se à prática da natação, sua modalidade preferida. Professor aposentado, virou um supercampeão nas competições master de natação no estado e pelo país, conquistando várias medalhas e troféus. 

Entrou para a história dos Jasc como o atleta mais velho a disputar o torneio da natação. Foi em 2010, nos 50 anos da competição, em Brusque. João Kiyoshi, então com 62 anos, realizou um sonho de participar da competição como atleta. Nadou por Biguaçu, na prova dos 200 metros lado livre.

Em 12 anos como atleta máster da natação Kiyoshi conquistou mais de 500 medalhas e em 2018 foi considerado o melhor atleta brasileiro na sua categoria. “O esporte catarinense perdeu um de seus grandes protagonistas. João Kiyoshi deixa um legado imensurável para toda a sociedade. Exemplo de amor ao esporte seja como dirigente ou atleta. Vai deixar saudade”, destaca o presidente da Fesporte Kelvin Soares.

Texto: Antonio Prado

Ascom Fesporte

 

Lido 480 vezes Última modificação em Sábado, 03 Abril 2021 19:52

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.