Quarta, 28 Abril 2021 13:07

Em coletiva, Fesporte e SES explicam retomada esportiva Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)
Kelvin Soares, presidente da Fesporte e Eduardo Macário, superintendente de Vigilância em Saúde da SES Kelvin Soares, presidente da Fesporte e Eduardo Macário, superintendente de Vigilância em Saúde da SES Foto: Antonio Prado

Coronavírus em SC: Governo do Estado publica portaria com retomada das atividades esportivas

 O Governo do Estado de Santa Catarina, por meio de portaria conjunta entre a Secretaria de Estado da Saúde (SES) e a Federação Catarinense de Esporte (Fesporte), regulamentou a retomada das atividades de competição e práticas esportivas. A portaria 441 aperfeiçoa o texto da portaria 386, desta forma, a retomada das atividades pode ser realizada de imediato. 

Clique aqui e leia a portaria na íntegra

 A governadora Daniela Reinehr destacou a importância da retomada segura da prática esportiva para a saúde dos catarinenses. “É mais um passo que damos. É importante que todos compreendam a importância das medidas para seguirmos nessa retomada”, destacou.

Em coletiva realizada na manhã desta quarta-feira, 28 os detalhes do documento foram abordados.  O Superintendente de Vigilância em Saúde, Eduardo Macário, destacou que foi de extrema importância a participação da Fesporte na construção desses regramentos. “A elaboração conjunta permitiu a abrangência e um entendimento melhor das modalidades esportivas, um olhar técnico. Esse é mais passo que damos para essa nova normalidade, em que respeitando os regramentos impostos podemos retomar nossas atividades”, ressalta Macário. 

                                         Kelvin Soares e Eduardo Macário falam sobre a portaria

O presidente da Fesporte, Kelvin Soares, ressaltou que o desenvolvimento desse documento se deu ao longo de três meses de trabalho, tendo como um dos principais ganhos a classificação entre os esportes indoor e outdoor. “Vemos esse trabalho de forma extremamente positiva, conseguimos construir um diálogo. Nos baseamos em protocolos já existentes e construímos um documento único para Santa Catarina, mas entendemos que temos ainda a questão do inverno, em razão disso nosso calendário será condensado a partir de agosto em quatro meses”, reforça.

Macário complementou que não se trata de uma liberação ampla e irrestrita das práticas. “ É importante que todos saibam que temos uma grande preocupação com os meses de inverno que estão por vir. Estamos vivendo um momento de melhora nos números da pandemia, mas que que sigamos dessa forma é importante que os regramentos sejam cumpridos”, destacou.

Clique aqui e baixe vídeo e entrevistas sobre a portaria

Clique aqui e baixe mais fotos

 Texto: Karla Lobato - Ascom Secretaria de Estado da Saúde

Lido 1659 vezes Última modificação em Quarta, 07 Dezembro 2022 16:50