Segunda, 19 Dezembro 2022 19:41

Fesporte e SED iniciam acordo de cooperação ao Pide Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(1 Voto)
Representantes de Escolas de Joinville com gestores do Pide Representantes de Escolas de Joinville com gestores do Pide Foto: Antonio Prado

A Fesporte e a Secretaria Estadual de Educação (SED) deram início ao Acordo de Cooperação que possibilita que escolas estaduais atuem como unidades executoras do Programa de Iniciação Desportiva Escolar (Pide). Desde que foi lançado em maio de 2022 o Pide vem sendo executado entre Fesporte, Universidades e associações esportivas. Agora o Programa ganha o reforço das escolas estaduais.

E para celebrar acordo, representantes de oito escolas estaduais estiveram na sexta-feira, 16, na sede da Coordenadoria Regional de Educação, de Joinville, para receber, de forma simbólica, os primeiros materiais esportivos como bolas de futsal, handebol, vôlei  e  basquete. 

Esses materiais, que incluem ainda tatames e redes de voleibol, handebol e basquete,  entre outros, farão parte de atividades esportivas que serão implantadas nas escolas.

A cerimônia contou com a participação do presidente da Fesporte, Kelvin Soares; do deputado Estadual Fernando Kreling; da Coordenadora Regional de Educação de Joinville, Sônia Paul e dos representantes das escolas estaduais de Joinville Olavo Bilac, Giovani Faraco, Arnaldo Moreira Douat, Paulo Medeiros, Juraci Brosig, Jorge Lacerda, Antônia Alpaídes dos Santos e  Escola Municipal Celso Ramos.

 Práticas esportivas no contraturno escolar

Jeferson Ramos Batista, coordenador do Pide pela Fesporte, participou da cerimônia de forma online. O professor Marcos Andrigaeto, coordenador de Educação Física da Ielusc, instituição que executa o Pide desde setembro, também participou do encontro, alem de seus acadêmicos de educação física, Bruno Soares e Tainara da Silva, que já são professores do Pide.

O Pide tem como objetivo oportunizar práticas esportivas no contraturno escolar para crianças e adolescentes na faixa etária de 10 a 16 anos que estejam regularmente matriculadas na rede de ensino público estadual. Nas Unidades Executoras de ensino superior estudantes de Educação Física são selecionados por suas faculdades, por meio de bolsas, para ministrar as atividades esportivas.

 Desde que foi lançado pela Fesporte o Pide já investiu mais de 6 milhões em recursos públicos, beneficiando cerca de 7 mil alunos da rede pública em 36 municípios por meio de 51 unidades executoras. Até o momento só em material esportivo são  mais de R$ 657 mil e em material esportivo são mais de R$ 5 milhões.

Reunião ocorreu em Joinville (Foto: Antonio Prado)

Para a professora Patrícia Bandelaw Amaral, assistente de direção da Escola Antônia Alpaídes dos Santos, a inclusão do Pide nas escolas será muito importante, pois o esporte, além de promover saúde nas pessoas, desperta o senso de coletividade. “E isso é muito importante para quando a criança, no futuro, entrar no mercado de trabalho, já que ele exige cada vez mais o trabalho em equipe”, enfatizou.

Kelvin Soares disse que a inclusão de escolas no Pide é muito importante, pois muitas delas, têm infraestrutura esportivas para o desenvolvimento das atividades. “Dentro do Programa já temos parcerias como unidades executoras escolas municipais, clubes a associações esportivas, mas ainda não tínhamos o termo de cooperação com a Secretaria Estadual de Educação para o uso das escolas como unidades executoras. Agora temos isso, que ampliará o benefício do esporte para mais pessoas”. 

Empenho da Secretaria Estadual de Educação

Sônia Paul fez questão de ressaltar o empenho de Secretário Estadual de Educação, Vítor de Angelo, no processo de assinatura Acordo de Cooperação com a Fesporte. “Ficamos felizes pelo apoio da Secretaria Estadual de Educação com a Fesporte e também pelas escolas de Joinville serem pioneiras nessa implantação do Pide nas Escolas”, destacou.

Tainara da Silva, 22 anos, aluna da 5ª fase de Educação Física, pelo Ielusc, e professora de voleibol, diz que a experiência no Pide está sendo muito enriquecedora. “Leciono voleibol, modalidade que pratico há mais de 12 anos, e essa experiência está sendo gratificante porque eu ensino e aprendo com meus alunos. Colocamos nas aulas práticas de voleibol o que estamos aprendendo na faculdade e o Pide está nos proporcionando experiência como professor e isso é muito importante para nós”, concluiu.

O deputado Fernando Kreling destacou o Pide como uma oportunidade do pode público promover atividade social por meio do esporte. Tínhamos a experiência do Pide em Joinville e sempre era nossa ideia levar essa ação para outros municípios. Trabalhamos juntos para que essa ação se expandisse. E hoje isso é uma realidade importante, porque o esporte é uma ferramenta de transformação social”.  

 

Lido 339 vezes Última modificação em Segunda, 19 Dezembro 2022 19:56