×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 331

Domingo, 13 Dezembro 2015 16:18

Capital destaca-se no pódio do ciclismo de estrada Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)
Público acompanhou competidores nas ruas de Joaçaba Público acompanhou competidores nas ruas de Joaçaba Saul Oliveira

A prova de ciclismo estrada dos Jasc, realizada neste domingo, 13, nas ruas centrais de Joaçaba e Herval d’Oeste atraiu a atenção do público ao longo da manhã. Dois atletas de Florianópolis e um de Brusque subiram no pódio. Com os resultados da prova de hoje, Florianópolis passa a ocupar o primeiro lugar no quadro da pontuação geral, com 83 pontos. A equipe de Itajaí fica em segundo, com 66 pontos e Brusque em terceiro, com 40 pontos.

Matias Médici (Florianópolis) fez os 110 km da prova em 2h55min44s e conquistou o ouro. O atleta de Brusque, André Eduardo Gohr, levou a prata, após concluir o percurso em 2h56min11s. Éverson de Assis (Florianópolis) ficou com o bronze e chegou em 2h58min20s. Um dos criadores dos Jasc, senhor Rudi Nodari, participou da cerimônia de premiação, juntamente com o presidente do Comissão Central Organizadora (CCO) Marcos Weiss e o presidente da Fesporte, Osvaldo Juncklaus.

Médici, de Florianópolis conquistou a segunda medalha de ouro na modalidade

O atleta Matias, de 40 anos, afirma que foi uma surpresa vencer: “Eu caí na prova de ontem e machuquei a perna. Acabei arrancando mal hoje. Só depois dos 40 km é que consegui a liderança”. Ele também conquistou o ouro no contra-relógio, na sexta-feira. Competiu ainda na categoria marathon, no sábado, ficando em 18º lugar. Ele treina há mais de 20 anos e desde 2012 está na equipe da capital.

O jovem brusquense Andre Gohr, de 19 anos, conquistou sua segunda medalha nos Jasc. Ele ficou em 3º lugar na disputa contra-relógio individual. Gohr não descarta a possibilidade de conseguir vaga para as Olimpíadas em 2016 , mas trabalha com foco nas Olimpíadas de 2020. Treinando desde os 12 anos, ele voltou ao Brasil em novembro, após um intercâmbio de oito meses na Suíça, treinando no Centro Mundial de Ciclismo.

Em um dos momentos mais marcantes da competição, ele teve que parar na metade da prova, que tem 25 voltas, por conta de um furo no pneu traseiro. O ciclista destacou a atitude nobre de Médici, que também parou para esperar a equipe fazer a troca e seguirem na liderança juntos. O momento também foi lembrado pelo coordenador da modalidade nos Jasc, João Carlos Andrade, em sua fala durante a cerimônia de entrega das medalhas.

Outra ocorrência quase no fim da prova assustou o público. O atleta de Timbó, Valcemar da Silva, 47 anos, ao fazer a última curva junto com o pelotão principal, acabou escorregando e caindo junto às grades de proteção que separaram a calçada da pista. Ele teve luxações em uma das mãos, joelho e ombros, foi atendido pela equipe de emergência, encaminhado ao hospital e passa bem.

O coordenador técnico da equipe de Florianópolis, Diones Chianelatto, destacou o desempenho da capital: “Isso é resultado de um trabalho que fazemos desde o Jasc 2014, quando conseguimos a vice-liderança. Queremos vencer. Viemos pra Joaçaba pra ganhar, mas sempre prezando o respeito ao adversário e o espírito esportivo”, finaliza.

 

Próximas provas de ciclismo (com largada sempre às 9 horas):

- Downhill, segunda, no Clube Atlético Comercial;

- Bicicross, terça, sede campestre do Clube 10 de maio.

 

Texto:Ana Paula Flores

 

 

 

 

 

Lido 2597 vezes Última modificação em Domingo, 13 Dezembro 2015 16:44