Prado

Por Antonio Prado

Integrantes da Fesporte, por meio do Projeto Fesporte Social, entregaram a  representantes de Indaial e Timbó, nesta sexta-feira, 7, em Indaial, durante a Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc), dezenas de brinquedos para serem distribuídos à famílias de baixa renda atendidas pelos Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) dos dois municípios.

A doação dos brinquedos faz parte da ação Natal Solidário, instituída pela Fesporte recentemente. A doação teve a participação de funcionários da Fesporte, técnicos, dirigentes e atletas que participam da Olesc. A iniciativa do Natal Solidário na Olesc partiu da Assessoria de Comunicação da Fesporte, que levou a ideia para a presidência da instituição com a participação da diretoria de esportes. 

“Agradeço a Fesporte pela iniciativa. Muitas crianças de nossa cidade ficarão felizes neste natal com esta iniciativa”, disse Ademir Packer, secretário de esportes de Indaial.

Representantes de Indaial, Timbó e Fesporte durante cerimônia de entrega de brinquedos (Foto: Antonio Prado)

“Aproveitar a Olesc para fazer esta iniciativa foi um momento oportuno, pois estamos aproveitando um evento que se organiza próximo ao natal para doar presentes para crianças mais necessitadas”, destacou Márcio Elisio, presidente da Fundação de Esporte de Timbó.

“Queremos fazer mais ações desta natureza nos eventos da Fesporte, pois o esporte é um canal importante não somente para a integração social das pessoas, mas também poder ser um instrumento de solidariedade. E doar brinquedos para pessoas de baixa renda é um ato solidário”, destaca a presidente da Fesporte, professora Natália Lúcia Petry.

O ato de entrega de brinquedos teve a participação de Ademir Packer, Márcio Elisio, além dos representantes das Fesporte Jeferson Ramos Batista, diretor de Esporte; e Mauricio Scharf, coordenador geral da Olesc.

 

Por Antonio Prado

A sexta-feira, 7, penúltimo dia de disputas do judô da Olesc, foi marcada pela liderança incontestável de Itajaí no masculino e feminino. Entretanto, somente após as lutas por equipe neste sábado, é que serão definidos os campeões gerais da modalidade.

Itajaí lidera no masculino com 55 pontos, seguido de Blumenau, com 38, e Florianópolis, em terceiro lugar com 27 pontos.

Entre as mulheres Itajaí está com 39 pontos e Joinville, vem logo em seguida, em segundo lugar com 28 pontos. e Florianópolis fecha em terceiro lugar com 25 pontos.

Entre as medalhas de ouro do dia dos itajaienses destaque para Pietro Trindade, que venceu por ipon na final a Igor Nascimento, de Blumenau, na categoria menos 64 quilos.

A itajaiense Maria Beatriz foi ouro a derrotar por um wazari a Midian Oliveira, de Florianópolis. “É meu primeiro ano de Olesc e já levar uma medalha de ouro é muito gratificante”, comemorou Maria Beatriz.

“Essa medalha de ouro foi muito importante para o meu crescimento de meu judô e tive a felicidade de vencer todas as minhas cinco lutas, quatro por ippon” admitiu o campeão Pietro.

 

 

Por Antonio Prado

A presidente da Fesporte, professora Natália Lúcia Petry, recebeu na manhã desta sexta-feira, 7, no plenário da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), em Florianópolis, o prêmio Destaque Esportivo – Padrão de Excelência, destinado para personalidades que se destacaram no esporte e no jornalismo esportivo durante 2018.

Foram agraciados com a outorga, criada em 2013 pela Rádio AL, 16  atletas, ex-atletas, árbitros e profissionais da comunicação.

“Quero estender esta homenagem a toda a equipe da Fesporte, que tem me apoiado e se dedicado ao cumprimento das nossas ações esportivas, e também a todos aqueles que fazem do esporte catarinense ser o que é. Se sou digna em receber esta homenagem, é porque tenho o companheirismo de muita gente comprometida com projetos de desenvolvimento socioesportivo de Santa Catarina”.

Natália e o filho Vinícius durante a cerimônia (Foto: Divulgação)

Natália lembra que 2018 foi ano especial principalmente para o esporte escolar de Santa Catarina. “Recentemente conquistamos 72 medalhas nos Jogos Escolares da Juventude, em Natal, ficando entre os três primeiros lugares do Brasil. E no mesmo período conquistamos 92 medalhas nas Paralimpíadas Escolares, em São Paulo, sendo o estado vice-campeão geral da competição”.

A presidente da Fesporte continua: “Entre uma competição e outra fomos considerados pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) e Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) como um estado referência para o Brasil no esporte escolar e no paradesporto escolar. Por tudo isso o ano de 2018 foi bastante positivo para o esporte de Santa Catarina”, finalizou Natália.

 

Edenilson Leandro, especial para a Fesporte

Na primeira movimentação de modalidade coletiva desta sexta-feira (7), penúltimo dia da Olesc 2018 em Indaial e Timbó, as equipes de Palma Sola e Blumenau se classificaram para a grande final do handebol feminino.

A disputa pelo troféu será às 10h15 deste sábado (8), no ginásio da Associação de Servidores Municipais de Timbó.

Nas semifinais realizadas nesta sexta pela manhã, Palma Sola derrotou Itajaí por 26 a 22 e Blumenau derrotou Tubarão por 20 a 17.

A rodada final começa às 9 horas, com a disputa de 3º lugar entre Itajaí e Tubarão.

Edenilson Leandro, especial para a Fesporte

Seis troféus foram entregues nesta quinta-feira (6) em mais um dia de definição de campeões da Olimpíada Estudantil Catarinense, em Indaial e Timbó. Na contagem de pontos que vai definir a cidade campeã da Olesc 2018, Blumenau saltou para 90 e continua firme na liderança.

Itajaí teve um dia com duas conquistas e se manteve na segunda colocação, agora com 66 pontos. Joinville pulou para terceiro, com 62. 

Nesta sexta-feira (7), penúltimo dia de competições da Olesc, somente o judô será encerrado, definindo mais dois campeões.

As definições da quinta começaram pelo tênis. Joinville fez as duas finais. No masculino, venceu Florianópolis por 2 a 0 e conquistou o troféu. Brusque ficou em terceiro. No feminino, a disputa se prolongou. Pela manhã, Itajaí derrotou Joinville por 2 a 1, forçando um novo confronto à tarde - caso as joinvilenses tivessem vencido, seriam campeãs pela manhã.

No jogo da tarde, Itajaí voltou a vencer Joinville por 2 a 1 e comemorou, ao final de estafante jornada, a conquista do troféu. Na terceira colocação ficou Criciúma.

Itajaí foi destaque do dia na Olesc ao ganhar dois dos seis troféus em disputa. O outro a cidade conquistou na natação masculina, somando 99 pontos ao final de dois dias de competição. Em segundo ficou São Bento do Sul, com 90; e em terceiro, Blumenau, com 69. Na natação feminina, Tubarão venceu com 114 pontos, com Joinville em segundo (107) e Concórdia em terceiro (102).

Depois de seis dias de muitos movimentos nos tabuleiros, o xadrez também definiu os campeões. Lebon Régis venceu o masculino ao somar 97 pontos, com Blumenau em segundo (81 pontos) e Florianópolis em terceiro (76). No feminino, Florianópolis conquistou o troféu, com 91 pontos. Braço do Norte ficou em segundo (81) e Blumenau em terceiro (73). O xadrez reuniu 50 equipes nos dois naipes.

A Olesc 2018 é uma promoção do governo de Santa Catarina, por intermédio da Fesporte, em parceria com as prefeituras de Timbó e Indaial.

Quando os nadadores de Itajaí Arthur Matos, Bruno Safanelli, Davi Pereira e Lucas Machado caíram na piscina da Pame para disputar os dois revezamentos, o 4x100 livre e o 4x100 medley, nesta quinta-feira, 6, em Indaial, eles tinham um propósito: nadar o mais rápido possível e conseguir não somente a medalha de ouro, mas também o troféu de campeão geral da modalidade que se encerrou nesta quinta. E foi o que aconteceu. 

As duas vitórias nessas provas foram fundamentais para os itajaienses fecharam a competição em primeiro lugar, no masculino, com 99 pontos. São Bento do Sul, que antes da decisão estava um ponto atrás dos campeões (81 a 80) terminou em segundo lugar com 90 pontos. Blumenau ficou em terceiro lugar com 69 pontos.

Na disputa entre as mulheres destaque para Isabela Mazuco, ouro nos 200 metros livres, nos 100 metros costas e no revezamento 4x100 livre, além de prata nos 100 metros livre e no revezamento 4x100 medley.

A performance de Isabela foi determinante para Tubarão levar o troféu de campeão no feminino com 114 pontos, deixando em segundo lugar Joinville, com 107. Concórdia ficou em terceiro no quadro de classificação com 102 pontos.

“Este título vem sendo almejado desde 2006 com essa garotada e graças a Deus conseguimos este objetivo agora em 2018. Tudo foi bem planejado”, destacou o treinador de Tubarão, André Lemos.

“A conquista do troféu de campeão geral da natação masculina por Itajaí é devido a um trabalho sério na base”, revela o treinador Leandro Peixoto. Ele se refere ao Projeto Social Nadar, mantido pela prefeitura há três anos e que em 2018 já atendeu 3.218 crianças entre 7 a 12 anos, sendo considerado o maior núcleo de natação gratuita do país.

Nesta edição da Olesc não houve registro de recordes na natação,  já que se inaugurou uma nova ordem de provas em piscinas de 25 metros, visto que nos dois últimos anos as disputas foram realizadas em piscinas de 50 metros.

A 18ª edição da Olesc marcou a despedida do treinador da natação feminina de Jaraguá do Sul Ronaldo Fructuozo, que deixa o comando das atletas depois de 23 anos de serviços. “Já estou cansado, acho que já era hora de parar e curtir um pouco a família”, revelou. 

A Olesc 2018 é uma promoção do governo de Santa Catarina, por intermédio da Fesporte, em parceria com as prefeituras de Timbó e Indaial.

 

Pagina 1 de 190