×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 328

Terça, 30 Junho 2015 14:41

130 mil medalhas chegam na Fesporte por ano Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(2 votos)
130 mil medalhas chegam na Fesporte por ano José Meurer/Fesporte

Mexer com as mesmas coisas todos os dias para algumas pessoas pode ser monótono e um pouco chato, mas para Maria Alice Fernandes Neta, de 56 anos, ainda é motivo de orgulho e emoção. São 130 mil medalhas e troféus das competições da Fesporte que ela passa horas encaixotando, conferindo e organizando todos os anos.

O material fica armazenado em uma sala ao lado do prédio em que trabalha. São medalhas de ouro, prata e bronze, além de troféus, os quais separa por categoria para premiar os atletas vencedores. Os símbolos que representam a vitória, emocionam a servidora. “Só de lembrar que estou aqui há 21 anos fazendo o que eu amo já me deixa feliz, me emociono em todas as competições que participo das premiações, mas o que eu amo fazer é mexer com as medalhas, são meus xodós”, brinca Maria Alice.

Natural de Curitiba, mas criada em Lages, começou a trabalhar na Federação Catarinense de Atletismo (FCA) realizando entrega de medalhas nas premiações dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc), e desde 1994 está na Fesporte integrando a Comissão permanente de Licitação da Fesporte, além de desempenhar o trabalho de conferência e organização do cerimonial de premiação dos eventos realizados pela Casa. “Nós realizamos licitações para várias empresas, eles enviam as medalhas e troféus, colocamos em diferentes sacolas e distribuímos para os integradores das 36 SDRs”, explica.

 

 

 

Texto: José Meurer

Assessoria de Comunicação Fesporte

Jornalista: Pamela Marin

(48)99286860

 

Lido 2364 vezes Última modificação em Terça, 30 Junho 2015 15:14