Terça, 07 Julho 2020 12:28

Em 1991, Pecos assume Dide, mas esbarra em burocracias Destaque

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)
Pecos relembra a criação da Dide e a lentidão burocrática Pecos relembra a criação da Dide e a lentidão burocrática Foto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

FESPORTE 27 ANOS - PARTE 2

Nessa semana comemorativa aos 27 anos de Fesporte, vamos contando um pouco mais de sua história. Em especial, relatamos desta vez, nas palavras de Adalir Pecos Borsatti, o que mais que impulsionou a criação da Fundação Catarinense de Esporte.

“Fato curioso: nesse encontro, perante o grupo, o governador surpreendeu (pois ninguém imaginava) me convidando (Adalir Pecos Borsatti) para dirigir o esporte de seu governo. Salientou que muitas pessoas da política e do esporte só falavam em meu nome para o esporte. Confesso que fiquei lisonjeado e surpreso, porém respondi que eu tinha compromissos, já com muitos anos de trabalho, com a empresa Sadia e Prefeitura Municipal de Concórdia. Ele respondeu: Isso a gente resolve... E o assunto ficou por isso. 

“Quando voltei para minha cidade no dia seguinte, já circulava a notícia do convite. Na sequência, fui chamado pela direção da Sadia e pelo Prefeito de Concórdia, dizendo que tinha havido contato do governador e que eu deveria assumir o cargo e me colocariam à disposição. Vim para a capital e assumi o cargo de Diretor de Desportos da SED em 15 de março de 1991.

“Nesse processo, sem autonomia própria, nós dependíamos das decisões, burocracia e grandiosidade da SED. Tudo era muito demorado, complicado para liberações, etc., e nós já tínhamos um extenso calendário de eventos. O que nos favoreceu em parte foi a dinâmica do Secretario da Educação, a quem credito muitos feitos.”

Acompanhe, no decorrer da semana, a continuação da história da Fesporte. Veja amanhã os passos para a transformação, de Diretoria de Esporte para Fundação Catarinense de Desportos.

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte 

Lido 377 vezes Última modificação em Terça, 07 Julho 2020 22:08

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.