Os Jogos Escolares de Santa Catarina que realizam  a sua etapa estadual da categoria 12 a 14 anos, entre os dias 12 a 18 de julho em Blumenau, contará com o expressivo número de 673 escolas participando das competições de dezenas de modalidades. 

O evento que marca o calendário esportivo e educacional do Estado envolverá ainda a participação de 3.376  estudantes competindo intensamente e  vivendo assim sonhos que somente o esporte proporciona.

Os Jogos Escolares de Santa Catarina realizam neste ano de 2024 a sua 40a edição, outra estatística que demonstra o fato de Santa Catarina ser um estado referência no esporte e na educação ao longo das décadas, construindo histórias que se iniciaram no esporte escolar de diferentes regiões catarinenses. 

"Este número  de escolas inscritas para os Jogos Escolares de Santa Catarina demonstra o poder do impacto que o esporte tem nas instituições de ensino locais e a história fala por si só já que estamos perto de realizar a 40a edição do Jesc.  Para a Fesporte e para o governo do estado de Santa Catarina é uma grande satisfação ver milhares de catarinenses tão jovens representando com muito orgulho a sua instituição e principalmente buscando títulos e medalhas" explica o presidente da Fesporte, Freibergue Nascimento.

"O nosso agradecimento a todos os professores que trabalham diariamente incentivo a prática esportiva aliada a educação e este evento em Blumenau será um grande marco para o esporte catarinense" finaliza.

As delegações chegam em Blumenau para a disputa dos Jogos Escolares de Santa Catarina no dia 12 de julho e as competições iniciam oficialmente no dia 13 de julho.  

Neste sábado, 06 de julho de 2024, a Fundação Catarinense de Esporte completa 31 anos de história trabalhando pelo esporte de Santa Catarina.

O nosso sincero agradecimento a todos que em mais de três décadas contribuíram para o desenvolvimento do esporte do nosso estado que é repleto de grandes conquistas, a principal delas a formação de milhões de catarinenses.

O futuro é muito promissor para o esporte de Santa Catarina e que venham muitos e muitos anos celebrando emoções que somente o esporte nos proporciona, assim como foram nestes 31 anos.

Parabéns Fesporte!!!!!! 

 

O presidente da Fesporte, Freibergue Nascimento, prestigiou na sexta-feira (05), a inauguração do Instituto de Judô Brasil-Japão, localizado no município de Santo Amaro da Imperatriz

O projeto foi construído com recursos do governo japonês, governo do estado de Santa Catarina, prefeitura do município de Santo Amaro da Imperatriz e Associação Desportiva Cultural Samurai.

O judô integra o quadro de modalidades de muitos esportivos realizados pela Fesporte e a modalidade tem forte impacto na formação de milhares de jovens catarinenses.

Fundado no Japão por Jigoro Kano, educador japonês ainda no ano de 1882, o judô tem como principal objetivo fortalecer o físico, a mente e o espírito de forma integrada, além de desenvolver técnicas de defesa pessoal.

 

A Confederação Brasileira de Vôlei divulgou hoje a lista de convocadas da seleção feminina para as Olimpíadas de Paris e que conta com a presença da catarinense de Nova Trento, Rosamaria Montibeller.

Esta será a segunda edição de Olimpíadas da carreira da atleta que participou da campanha do vice-campeonato que resultou na medalha de prata edição de Tóquio em 2021. 

Rosamaria Montibeller atualmente com 30 anos, defende a seleção brasileira desde o ano de 2015 e neste período uma grande história foi construída no vôlei internacional. Foram três títulos de campeonato sul-americano (2017, 2021 e 2023), campeã do Grand Prix em 2017, dois vice-campeonatos, entre outros resultados expressivos.

Tabela

A seleção brasileira de vôlei feminino está no grupo B das Olimpíadas de Paris e na primeira fase irá enfrentar as seleções do Japão, Quênia e Polônia. Participam do torneio 12 seleções divididas em três grupos onde as duas melhores seleções de cada chave e os dois melhores  segundo colocados avançam para a fase quartas de final.

A seleção brasileira de vôlei feminino busca o tricampeonato do torneio olímpico para repetir a façanha dos anos de Pequim 2008 e Londres 2012 quando foi medalha de ouro.

História

Rosamaria de 30 anos é natural do município de Nova Trento na Grande Florianópolis e atualmente com  30 anos defende  o Denso Airybees do Japão. 

O município de Nova Trento é inspirado em uma das regiões da Itália mais tradicionais no vôlei e a atleta catarinense evoluiu bastante rápido chegando a seleção brasileira juvenil no ano de 2010 quando conquistou o título do campeonato sul-americano infanto-juvenil. Pouco depois, o ataque bastante poderoso de Rosa, como é conhecida a atleta, chamou a atenção do cenário nacional da modalidade e foi contratada pelo São Caetano, clube pelo qual se profissionalizou em 2011. 

No vôlei profissional brasileiro, Rosamaria permaneceria ainda até o ano de 2019 passando por outras equipes como Campinas, Esporte Clube Pinheiros, Minas Tênis Clube e Dentil Praia Clube. 

A chegada ao cenário internacional do vôlei  foi  no ano de 2019 onde passou quatro anos atuando na Itália e passando por equipes como Bartoccini Perugia, Pomi Casalmaggiore,  Igor Gorgonzola Novara e Unet E-Work Busto Arsizio, até a chegada ao Japão no ano de 2023, clube que defende até a atualidade. 

 

 

 

 

 

 

Revelada pelo Moleque Bom de Bola, a atleta catarinense de Rio Fortuna, Ketlen Wiggers entrou para a história do futebol feminino brasileiro ao chegar a marca de 200 gols com a camisa do Santos Futebol Clube. A marca foi atingida na rodada do último fim de semana na goleada do Santos sobre o São José pelo placar de 5 a 1. A atacante atualmente com 32 anos é natural do município de Rio Fortuna e uma das maiores revelações da história do futebol feminino de Santa Catarina. 

De quebra, a goleadora catarinense se tornou também a maior artilheira da história do futebol feminino do histórico clube paulista ao qual a mesma iniciou a sua história ainda no ano de 2007.

“Pedi muito a Deus que fosse aqui na Vila Belmiro, onde fiz muita história, e contra o São José, que foi a primeira equipe que fiz meu primeiro gol como profissional. Completar os 200 pra mim é muito especial. Quero agradecer a todos que estiveram comigo neste dia, a nação Santista por todo o apoio. Obrigada por tudo! Santos Sempre Santos”, declarou a craque santista logo após a partida em entrevista para o site oficial do clube.

A conquista de Ketlen é histórica não só para as Sereias da Vila, mas para o futebol feminino. Alexia Putellas, eleita melhor jogadora do mundo em 2021 e 2023, é a maior artilheira da história do Barcelona, onde atua desde 2012. Putellas, porém, ainda não alcançou a marca de Ketlen, e balançou as redes pelo Barça 189 vezes até o momento.

Embaixadora do estadual feminino

Além da atuação de destaque no futebol mundial, Ketlen também tem a sua participação no desenvolvimento da modalidade no Brasil já que foi nomeada embaixadora de   uma edição de campeonato catarinense feminino realizado em São Ludgero.

Títulos

No clube em que fez história, Ketlen já obteve vários resultados de destaque ao longo da sua carreira como a Taça Libertadores da América Feminina em 2009, além do campeonato brasileiro de 2017, três edições de campeonato paulista, entre outras conquistas.

Seleção Brasileira

Pela seleção brasileira, disputou três  edições de campeonato mundial sub-20 nos anos de 2008, 2010 e 2012, somando também três partidas pela seleção brasileira principal.

 

 

O catarinense de Concórdia (SC), Darlan Romani, confirmou durante o Troféu Brasil de Atletismo a sua classificação para as Olimpíadas de Paris que acontecem entre 26 de julho a 11 de agosto. A principal competição do atletismo brasileiro foi realizado no Centro de Treinamento do Comitê Paralímpico Brasileiro em São Paulo (SP).

Darlan Romani compete na prova de arremesso de peso e esta será a terceira edição de jogos olímpicos de sua carreira já que estreou na edição do Rio de Janeiro em 2016 quando conquistou um honroso quinto lugar logo na estreia. Em Tóquio 2021, Darlan se superou e obteve um resultado melhor ainda terminando a competição na quarta colocação. 

O atleta atualmente com 33 anos é uma das grandes referências do esporte de Santa Catarina e entre as conquistas da carreira foi campeão mundial indoor em 2022, em Belgrado na Sérvia, além de duas medalhas de ouro em jogos pan-americanos nas edições de 2019 em Lima no Peru, repetindo o feito no ano passado quando foi campeão na edição de Santiago no Chile. 

Darlan Romani confirmou a classificação para sua terceira Olimpíada com a 12ª vitória no Troféu Brasil. Assim como ocorreu em 2023, ele venceu com índice olímpico. 

Em sua última tentativa, o arremessador de 33 anos fez 21m52cm, superando a marca exigida de 21m50cm. Esse foi o melhor resultado de Darlan na temporada, que deixa a competição direto para a Espanha, onde fará o treinamento final para os Jogos Olímpicos.

Jogos Abertos de Santa Catarina

Nos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc), Darlan Romani também fez história no esporte catarinense já que no ano de 2022, na edição de Rio do Sul se consagrou campeão atingindo a marca de 19m.61cm.

História

Darlan Romani  iniciou na modalidade arremesso de peso com apenas 13 anos de idade quando a prefeitura local organizava competições da modalidade e logo nos primeiros anos passou a se destacar com marcas extremamente que já impressionavam e nos anos seguinte a carreira deste talentoso atleta catarinense escreveu a sua própria história.

 

 

Pagina 3 de 16