Publicado em Jasti
Escrito por

Jasti e Parajesc com novas datas

Atenção dirigentes! A Gerência de Esporte de Participação (Gepar) da Fesporte informa que a etapa estadual dos Jogos Abertos da Terceira Idade (Jasti) tem nova data. Agora a competição será realizada entre os dias 2 a 6 de julho em São Bento do Sul e não mais em maio como estava previsto. A mudança foi um pedido do município sede para fazer ajustes de infraestrutura.

Em relação as etapas microrregionais dos Jasti a Gepar comunica que será feita apenas uma seletiva na modalidade bocha e que em breve será divulgada a forma de disputa.  As demais modalidades inscritas estão classificadas diretamente para a etapa estadual.

Parajesc: data de inscrição estendida

Quanto aos Jogos Escolares Paradesportivos de Santa Catarina (Parajesc) a Gepar informa que a data de inscrição foi estendida para o prazo entre os dias 5 até às 23h59min do 16 de maio. A data anterior era até dia 30 de abril. A etapa estadual dos Parajesc será entre 2 a 5 de junho em Itajaí

 

Publicado em Jasti
Escrito por

Jasti com novo prazo final de inscrição

Os Jogos Abertos da Terceira Idade (Jasti) estão com um novo prazo final de inscrição. Agora os dirigentes esportivos têm até o dia 17 abril para efetuar o processo. Segundo o gerente de esporte de participação da Fesporte, Wilian Scheffer Santos, a data anterior era dia 10 de abril.

“Atendemos a uma solicitação dos representantes municipais, que pediram a ampliação do prazo, já que o Sistema Oficial de Inscrição da Fesporte foi implantado recentemente e todos estão em processo de adaptação”, finaliza Wilian Santos. 

 

Publicado em Jasti
Escrito por

Regulamento Geral dos Jasti já publicado no site da Fesporte

Já está publicado no site da Fesporte o Regulamento Geral dos Jogos Abertos da Terceira Idade (Jasti).  Clique aqui e baixe o documento. O Regulamento é o conjunto das disposições que regem os Jasti em todas as etapas e trata, entre outras questões, da definição das modalidades que farão parte dos jogos.

A novidade para a temporada 2022 dos Jasti é a inclusão de novas modalidades como o beach tennis, atletismo, basquete e voleibol master. Confira a relação de modalidades por naipe.

Masculino: atletismo, basquete, beac htennis, bocha, bolão23, canastra, dominó, truco, voleibol adaptado e voleibol master.

Feminino: atletismo, basquete, beach tennis, bocha, bolão 23, canastra, dominó, truco, voleibol adaptado e voleibol master.

Livre: Dança coreográfica livre e dança Popular

Casal: Dança de salão e beach tennis

A etapa estadual dos Jasti está programada para acontecer entre os dias 24 e 28 de maio, na cidade de São Bento do Sul.

 

Publicado em Jasti
Escrito por

Fesporte aprova instalações para os Jogos da Terceira Idade

Fesporte aprova instalações para os Jogos da Terceira Idade, em Criciúma

A equipe da Fesporte concluiu, nesta semana, as avaliações sobre a visita técnica, realizada em Criciúma, no dia 8 de Julho, para a realização dos Jogos abertos da Terceira Idade 2021. O balanço foi bastante positivo, o que deixou os dirigentes da Fesporte animados para a realização do evento, programado para acontecer entre os dias 2 e 5 de dezembro. “Avaliamos como positiva a visita, pois as instalações estão em ótimas condições para a realização dos JASTI”, destacou Luiz Henrique Bittencourt, representando a Fesporte.

As gerências de Esporte de Participação, Esporte de Rendimento e de Esporte de Base e inclusão, estiveram representadas na visita técnica pelos respectivos gerentes da Fesporte: Luis Henrique Bitencourt, Luciano Heck e Josélia Teixeira. Eles foram recebidos por Luiz Manoel Alexandre Netto, Presidente da Fundação Municipal de Esportes de Criciúma e pela coordenadora dos jogos, Solange Lima.

Foram visitados e aprovados os seguintes locais: Ginásio de Esportes,Teatro Municipal, Centro de Eventos e Parque das Nações – Canchas de Bocha e Bolão.

As inscrições para os JASTI começam no dia 02 de agosto.

Publicado em Jasti
Escrito por

Veteranos aguardam Jasti e exibem conquistas nacionais

Enquanto os Jasti (Jogos Abertos da Terceira Idade) não acontecem, atletas veteranos ficam na expectativa, à espera de uma nova edição para buscar títulos e vão exibindo seu melhor momento na terceira idade.

É o caso dos atletas de voleibol Jackson Ayres Nuerberg (66) e Adilson Mello (65), conhecidos como Jack e Didi, ou ainda Jacksauro e Didipower, que foram peças importantes na conquista do vôlei masculino na última edição dos Jasti, quebrando a hegemonia de três títulos da equipe de Treze Tílias.

Jack contou que inicialmente a experiência nos Jasti seria apenas para aquela edição, mas ele gostou tanto que resolveu ficar permanentemente na equipe. Acompanhado na decisão por Didi, garante que Florianópolis terá uma equipe bastante forte para a próxima edição dos Jasti, que aconteceria em abril, em Criciúma, e em decorrência do Covid-19, pode acontecer em dezembro, conforme proposta de calendário apresentada pela Fesporte.

Tamanha ansiedade não é por menos. É que competições máster no Brasil vão se intensificando cada vez mais, e nossos atletas se qualificando. Depois da conquista do vôlei nos Jasti, Jack e Didi trouxeram títulos inéditos para Santa Catarina no vôlei de praia máster. Foram campeões nas duplas e nos quartetos do Brasileiro de Saquarema, no Rio de Janeiro. Repetiram a dose na Copa Sudeste, no Espírito Santo, nas categorias acima de 59 e acima de 63 anos.

Jack e Didi trazem títulos inéditos para SC no Brasileiro de Vôlei de Praia Máster

Agora a dupla se prepara para participar do Campeonato Pan-Americano de Vôlei Máster, prevista para acontecer ainda este ano, na capital fluminense. Classificada, a dupla corre atrás de patrocínio para bancar os custos, e se mostra cada vez mais disposta a não dar chances aos concorrentes no vôlei de quadra dos Jasti.

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

Publicado em Jasti
Escrito por

Jasti tem novo recorde de inscrições em 2020

Encerrado na sexta-feira (6) o prazo de encaminhamento do termo de compromisso para participação dos municípios nos Jogos Abertos da Terceira Idade (Jasti), apontou-se um novo recorde de inscrições. A 13ª edição do evento na etapa microrregional terá a participação de 241 municípios, que representam 81,7% dos municípios catarinenses. O prazo de encaminhamento da relação nominal deverá ser encaminhado até o dia 27 de março. A estimativa é de que cerca de 6 mil atletas totalizem a participação na etapa microrregional. 

Mesmo sem contar mais com o handebol no quadro de modalidades, há sete municípios a mais inscritos em relação a 2019, que registrou 234 (aumento de 3%), edição que já havia superado 2018, que teve o registro de 217 municípios (73,5% de todo o estado). 

“As políticas públicas do esporte catarinense devem chegar a todos os municípios, por isso temos nos empenhado em avaliar os métodos para envolvermos os municípios nas ações da Fesporte, em especial, por intermédio dos coordenadores esportivos que atuam nas 36 microrregiões, e o sucesso tem se mostrado na elevação de participantes em praticamente todos os nossos eventos”, comentou Rui Godinho, presidente da Fesporte.

Os eventos da etapa microrregional começam a ser realizados a partir de 30 de março e têm até 17 de abril para concluir as 36 microrregiões. São nove modalidades em disputa: bocha, bolão 23, canastra, dominó, dança coreográfica livre, dança popular, dança de salão (categorias A e B), truco e voleibol adaptado à terceira idade. Nas modalidades de dança, apenas uma equipe se classifica para a etapa estadual, que acontece em Criciúma, de 25 a 30 de abril. Nas demais modalidades, classificam-se duas. 

Na última quarta-feira (4), Godinho esteve em Criciúma, onde, acompanhado do gerente de Esporte de Participação, Luiz Fernando Bezerra, e o gerente de Comunicação e Marketing, Jefferson do Amaral, para reunião com o presidente da Fundação Municipal de Esporte, Nicola Martins, para tratar de alinhamentos para a realização da etapa estadual e para vistoriar espaços de competição e de organização do evento.

Dirigentes da Fesporte e da FME de Criciúma fazem reunião de alinhamento para realização dos Jasti 2020

 

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

Publicado em Jasti
Escrito por

Assista aos melhores momentos dos Jasti 2019

Confira os melhores momentos da 12ª edição dos Jogos Abertos da Terceira Idade de Santa Catarina (Jasti) realiza de 19 a 24 de maio em Gaspar com a participação de 2.300 idosos. Promoção Fesporte em parceria com a prefeitura de Gaspar e apoio da Unifiq e Círculo.

Publicado em Jasti
Escrito por

Jasti encerram, em Gaspar, com festa dos campeões

O grito de campeão soou nas quadras de Gaspar nesta sexta-feira, 24, último dia da etapa estadual da 12ª edição dos Jogos Abertos da Terceira Idade de Santa Catarina (Jasti). Foram definidos os vencedores da canastra, dominó, voleibol, bocha e bolão 23. A competição, promovida pelo Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte, em parceria com  a prefeitura de Gaspar, começou dia 19, com congresso técnico, com a participação de 2.300 idosos, com idade a partir de 60 anos de 178 municípios.

Nesta sexta-feira, as disputas de mesa foram bastante equilibradas. No dominó masculino, Luiz Alves foi campeão com a dupla Osni Kreff e Osni Betold e ainda Orlando Kreff. “Foi a primeira vez que participei dos Jasti, e este título foi espetacular”, disse o campeão Kreff, de 60 anos.

A dupla Renilton Torteli e Anelson Colluso, de Água Doce, conquistou o título na canastra masculina com a participação de José Brugnara. Já a canastra feminina o troféu de campeão ficou com Dolores Londo e Zilda Ludwig, de Timbó. Trude Gertrude completou o time.

Entre as mulheres a conquista do dominó ficou com Lindamira Aparecida e Mariza Rodrigues, de Biguaçu. “Essa minha conquista foi emocionante porque é a primeira vez que Biguaçu é campeã no dominó”, festejou a campeã Lindamira. 

Ao fim dos Jasti, o presidente da Fesporte, Rui Godinho, se disse satisfeito com o resultado final do evento. “Estão de parabéns os atletas, minha equipe da Fesporte e a prefeitura de Gaspar pela parceria. Tivemos dias incríveis, jogos de auto nível e uma sinergia bastante positiva entre os competidores”, destacou.

Floripa e Caçador vencem no voleibol

Na decisão do voleibol masculino, no ginásio da escola Ivo de Aquino, Florianópolis desbancou Treze Tílias, que já vinha embalado com dois títulos (2017 e 2018). A equipe da capital fez 2 a 0 (15/12 e 15/13) e levantou o caneco pela primeira vez na competição. Brusque ficou na terceira colocação, ao vencer Pomerode por 2 a 0 (15/11 e 15/6).

O time campeão jogou com Adilson Mello, Alaercio Silvy, Antônio Dutra, Dionízio Colombi, Elio Furtado, Ireno da Rosa, Jackson Greinert, Joel Fagindes, Luiz Brunatto, Manilo Bianchini, Marcelino Pontes, Murilo Pereira, Roberto Scalabrin, Rubens Bock, Sidnei da Rosa e Sidnei Junckes.

No feminino, também houve conquista inédita. Caçador, que já havia chegado perto nas duas edições anteriores, com um vice em 2017 e um terceiro lugar em 2018, bateu Joinville por 2 a 0 (15/13 e 15/7), ocupando o primeiro lugar no pódio. Balneário Camboriú, campeão na edição anterior, ficou com o terceiro lugar, vencendo Florianópolis por 2 a 0 (15/5 e 15/6). 

A equipe caçadorense jogou com Eliane França, Elza Bellaver, Erlete Battochio, Eva França, Ivonete Bazzanella, Maria Salete Werlang, Mariza Bueno, Neide Baú, Neusa Cordeiro, Orilda dos Anjos, Raquel Moro, Samara Moro, Sarita Loss e Yeda Driessen.

No cerimonial de premiação, o presidente Rui Godinho, fez entrega de troféus de honra ao mérito aos atletas destaques: à jogadora de vôlei da equipe de Brusque, com 83 anos, Ruth Hoffmann, que atuou nos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) desde a primeira edição, de 1960 a 1972, e teve sete títulos; e ao jogador de vôlei de Florianópolis, Dionízio Colombi, atleta mais velho da competição, com 93 anos.

 

Texto: Antonio Prado e Heron Queiroz

Publicado em Jasti
Escrito por

Floripa e Joaçaba conquistam título na dança de salão

 A modalidade de dança dos Jogos Abertos da Terceira Idade de Santa Catarina (Jasti) encerrou na noite desta quinta-feira (23), no Ginásio Prefeito João dos Santos, em Gaspar, com o concurso de dança de salão. Florianópolis e Joaçaba foram os grandes vencedores. 

Na categoria A (60 a 69 anos), a dupla Florianópolis, com Margarete de Souza e João Alcides Rocha, ficou em primeiro lugar, com a média de 9,72 pontos. Em segundo, ficou a dupla formada por Judite Ross e Osmar de Azevedo, de Portobelo, com 9,58. E em terceiro, Lorena Michels e Aderbal de Souza, de Gravatal, com 9,47.

Na categoria B (a partir de 70 anos), Joaçaba ficou em primeiro, com a dupla Nilza Talgem e Leocrides Colla, com 9,6 pontos. Em segundo, ficou o casal chapecoense, Catarina e Nelson Dalmoro, com 9,58. Em terceiro, ficaram Maria Rowena Damann e Wenceslau Berk, de Ituporanga, com 9,55 pontos.

Outra modalidade que encerrou foi o truco. Na decisão do feminino, Catanduvas venceu Caçador por 2 a 0. Em terceiro, foi Jaraguá do Sul, que bateu Quilombo por 2 a 0. No masculino, Tangará fez 2 a 0 sobre Descanso, ficando com o título. Zortéa ficou em terceiro ao vencer Itá pelo mesmo placar.

Os Jasti ainda têm mais um dia de competições. Nesta sexta-feira, encerram-se as demais modalidades: bocha, bolão 23, canastra, dominó e voleibol.

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

 

 

 

Publicado em Jasti
Escrito por

Da edição 1 dos Jasc, Ruth é uma lenda do voleibol nos Jasti

A manhã de quinta-feira, 23, penúltimo dia dos Jogos Abertos da Terceira Idade (Jasti) em Gaspar, poderia ser um dia triste para dona Ruth Hoffmann, 83 anos, jogadora de voleibol de Brusque, pois ela acabara de perder a partida por 2 a 0 para Balneário Camboriú pelas oitavas de final e estava desclassificada da competição. Mas, ao invés de tristeza, a simpática senhora estava feliz, pois sabia que tinha cumprido o seu papel, que era participar de forma saudável da competição.

“Em três jogos, na etapa inicial, vencemos dois (Presidente Getúlio e Criciúma) e perdermos uma (na estreia para Pomerode) e nas oitavas de final fomos desclassificadas com a derrota de 2 a 0 para Balneário Camboriú, mas não tem problema, pois um evento como os Jasti é muito importante para pessoas com a minha idade. As pessoas ficam muito contentes em fazer atividade física fazendo o que gosta, como jogar voleibol”, diz com convicção.

Quem ver dona Ruth falar com desenvoltura pode pensar que ela é apenas uma pessoa instruída. Mas, ao saber da história dela, tem-se a certeza que ela é mais que isso. Dona Ruth é, na verdade, uma personagem histórica do voleibol catarinense e do esporte, de um modo geral do estado. Ano passado foi vice-campeão dos Jasti.

Ruth Hoffman participou da primeira edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) em 1960, em Brusque, sendo a primeira campeã do voleibol da história da competição que disputou até o ano de 1972.  Antes, porém, nos anos de 1957, 1958 e 1959, participou, como atleta de voleibol de Brusque, dos Jogos Abertos do Interior de São Paulo. A viagem foi patrocinada pelo empresário brusquense Arthur Schlösser e serviu de experiência para  que ele criasse os Jasc em 1960.

A brusquense foi campeã do voleibol dos Jasc de 1960, 1961, 1963, 1966, 1969, 1970 e 1971. Venceu o Torneio Universitário Catarinense em 1959 e 1960. Participou do X e XI Campeonato Brasileiro de Voleibol e em 1962 foi convocada para a Seleção Brasileira, mas estava grávida de seu primeiro filho não pôde atender a convocação.

Em 1996 Ruth Hoffmann foi condecorada com a Comenda do Mérito Esportivo pelo Conselho Estadual de Esporte, a maior honraria do setor esportivo, designada à pessoas com relevantes serviços prestados ao esporte catarinense.

A etapa estadual dos Jasti, que termina nesta sexta-feira, é uma promoção do Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte, em parceria com a prefeitura de Gaspar. O apoio é da Unifique e da Círculo.

Texto: Antonio Prado

 

Publicado em Jasti
Escrito por

Helen "Chiquinha" Rocha: a mensageira dos sorrisos

Manhã desta quinta-feira (23), integrantes da equipe de organização da Fesporte nos Jasti preparava-se para deixar o alojamento, no bairro Coloninha, para ir à Comissão Central Organizadora (CCO), quando passava uma garotinha fantasiada de Chiquinha, conhecida personagem da série infantil “Chaves”, de Roberto Bolaños. “Oi, Chiquinha!”, cumprimentou a equipe admirada com sua presença, ao que ela respondeu com um sorriso largo.

Mal se podia esperar que estivesse passando aquela que seria uma importante personagem do dia nos Jogos Abertos da Terceira Idade (Jasti) em Gaspar. Depois de a equipe de imprensa fazer cobertura das competições de canastra e dominó, voltou ao bairro Coloninha, na Escola de Educação Básica Ivo de Aquino, para cobrir o voleibol. E lá estava ela de novo: a “Chiquinha”. Tratava-se de Helen Rocha, menina de 12 anos, que, ao saber da presença dos participantes dos Jasti na sua comunidade, resolveu se fantasiar da famosa personagem, cuja roupa tinha em sua casa, e homenagear os idosos ressaltando a importância deles com entrega de pequenos papeis com mensagens singelas.

Até o momento, havia entregado cerca de 50 mensagens, como “Jesus te ama”, “A idade da juventude” e “Vocês são importantes para a sociedade”. Equipes de dança de Florianópolis e de voleibol de Balneário Camboriú, Brusque e de Treze Tílias foram algumas das que receberam a ação da pequena notável.

Estudante do sétimo ano da Escola Ivo de Aquino, onde a mãe, Cleonice Rocha, trabalha como faxineira, Helen, aos 12 anos, transborda carisma e maturidade ao falar de sua vida. “Só quero dar sorrisos a eles [os idosos]. Isso já me faz feliz”, disse a jovem, natural de Campos Novos, residente em Gaspar desde os dois anos de idade.

Helen prepara mensagens em papeizinhos coloridos   Foto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

“Ela é tudo de bom, um orgulho para nós. No mundo de hoje, com tantas dificuldades, consideramos um presente divino termos Helen num ambiente familiar com muito diálogo e amor”, destacou a mãe Cleonice, uma das maiores incentivadoras, ao lado do pai Eroni Rocha.

                              Veja o vídeo da Helen em ação

Sobre seu futuro, Helen acha que ainda tem muito tempo para pensar e decidir. “Quando a gente é criança,sonha sempre ser algo, mas ainda não me decidi. Gosto de cantar, mas é importante conhecer mais coisas para tomar decisão”. Antes ainda de a equipe de comunicação da Fesporte acompanhar a entrega de mensagens aos atletas da terceira idade, Helen explicou: “Faço isso porque não era para eu estar aqui. Tive um tumor no pâncreas há dois ou três anos. Fiquei cinco horas e meia numa cirurgia, uma semana na UTI e mais um tempo no quarto, até ficar curada. Hoje quero ver as pessoas felizes".

Depois disso, a menina foi fazer o que gosta: levar mensagens e sorrisos, abraçar forte muita gente e transbordar o ambiente dos Jasti de emoção.

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

Publicado em Jasti
Escrito por

Santiago do Sul vence na dança livre com "A Notícia"

Não faltou emoção na noite de apresentações de danças na categoria livre dos 12os Jogos Abertos da Terceira Idade de Santa Catarina (Jasti). Grupos representantes de 16 municípios concorrentes ao título protagonizaram uma disputa bastante equilibrada, arrancando risos e lágrimas da plateia presente no Ginásio Prefeito João dos Santos, em Gaspar, nessa quarta-feira (22).

Temas dos mais diversos foram abordados nas coreografias, desde o sentimento de maternidade, amor e infância a críticas sociais, isolamento e até a morte. Decisão difícil para o corpo de jurados, formado por experientes profissionais da dança atuantes em Santa Catarina. 

Por fim, com 9,62 pontos, o Grupo de Dança da Terceira Idade de Criciúma foi terceiro colocado, com a coreografia “Solitude”, de Anderson Felisberto. Na segunda posição, com 9,78 pontos, ficou o Grupo Ronaldo Rodrigues, de Florianópolis, com “Rainhas da Noite”, do coreógrafo Ronaldo Rodrigues. E com 9,87 pontos, a grande vencedora foi a coreografia “A Notícia”, das coreógrafas Ângela e Kerli, do Grupo Art Dance, de Santiago do Sul.

Na quinta (23), acontece a última noite de danças dos 12os Jasti, com a dança de salão, modalidade que se divide em duas categorias: uma de 60 a 69 anos e outra a partir dos 70 anos de idade, envolvendo casais de 28 municípios. As demais modalidades seguem até sexta-feira (24).

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

Pagina 1 de 18