×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 318

Publicado em Jasc
Escrito por

Participação de estrangeiros fica mais restrita nos Jasc

Florianópolis - Uma resolução do Conselho Estadual de Esporte (CED), acatando proposição da Fesporte, altera algumas disposições de regulamentos das competições de rendimento do calendário esportivo catarinense (Jogos Abertos, Joguinhos Abertos e Olesc) já a partir do próximo ano. A mudança mais significativa torna mais restritiva a participação de atletas nascidos em outros países nos JASC.

Faça o download da Resolução do CED

A partir de 2015, o atleta estrangeiro que for inscrito para os Jogos Abertos precisará estar federado em Santa Catarina desde o ano anterior e terá que disputar antes alguma outra competição do calendário. Ou seja, um atleta que venha em 2015 para o Estado só poderá disputar os JASC de 2016, e desde que antes tenha disputado alguma outra competição do calendário (uma etapa regional dos JASC ou o Estadual da modalidade, por exemplo).

Confira abaixo a íntegra da Resolução nº 05 do CED:

O PRESIDENTE DO CONSELHO ESTADUAL DE ESPORTE, usando da competência que lhe confere o art. 11, da Lei nº 14.367, de 25 de janeiro de 2008, e tendo em vista o disposto no parágrafo único do art. 3º do Regimento Interno, aprovado pelo Decreto nº 3.540, de 15 de dezembro de 1998, de acordo com a deliberação da Plenária na Sessão Extraordinária de 16 de dezembro de 2014,

RESOLVE:

Art. 1º. Aprovar as propostas de alterações dos Arts. 36, 37, 40, 41 e 48, do regulamento geral dos Jogos Abertos de Santa Catarina – JASC, Joguinhos Abertos de Santa Catarina – JOGUINHOS e Jogos da Juventude Catarinense – OLESC, conforme segue:

I – O Art. 36 passa a ter a seguinte redação: Art. 36. As inscrições de atletas, técnicos e dirigentes, nos eventos, serão efetivadas por meio do Sistema de Cadastro de Atletas, mediante apresentação da Relação Nominal, ao Integrador Esportivo, cuja responsabilidade será do dirigente municipal.

§ 1º A inscrição de atletas no evento terá validade até 31 de dezembro do ano em curso, desde que cumpridas as exigências deste Regulamento.  

§ 2º O atleta de nacionalidade estrangeira deverá estar em condição legal, conforme preveem as normas aplicáveis na Lei nº 6.815/1980, e será de inteira responsabilidade do dirigente municipal a situação do atleta no País. 

§ 3º O atleta de nacionalidade estrangeira com ou sem vínculo federativo/confederativo deverá respeitar anualmente o disposto no artigo 40 e terá acrescido como referência os mesmos quantitativos do artigo 41. Sendo obrigatória a sua filiação na respectiva entidade catarinense de administração da modalidade/federação.

§ 4º A inscrição de técnico e dirigente pode ser feita em qualquer época.

§ 5º O dirigente deverá ter, no mínimo, dezoito anos de idade.

§ 6º Na modalidade de futebol, o atleta profissional deverá realizar a reversão de sua categoria até 31 de dezembro do ano anterior à realização do evento.

§ 7º A inscrição de atleta menor de dezoito anos será de inteira responsabilidade do município, e o dirigente municipal deverá manter em seu poder os documentos que a autorizem.

II – O Art. 37 passa a ter a seguinte redação: Art. 37. O atleta poderá inscrever-se no evento somente por um município.

§ 1º O atleta com inscrição por duas ou mais representações municipais, no mesmo evento, terá sua inscrição suspensa.

§ 2º No caso de um dos municípios envolvidos apresentarem documento de liberação do atleta, este passará a ter condição de participação, respeitando-se o prazo de até 24 horas que antecedem o início da modalidade na etapa. 

§ 3º Não havendo acordo entre os municípios visando à liberação do atleta, o TJD é o órgão competente para apreciação.

III – O Art. 40 passa a ter a seguinte redação: Art. 40. O atleta oriundo de entidade de administração esportiva/federação/confederação nacional ou internacional, que não as estabelecidas no Estado de Santa Catarina, poderá participar dos JASC, Joguinhos e da OLESC desde que transferido para a respectiva entidade catarinense de administração do esporte no ano anterior ao da competição e, depois de transferido, participe de uma competição do calendário oficial da respectiva entidade/federação, naquele ano, promovido pelo sistema esportivo catarinense público ou privado e permaneça federado/confederado no estado até a data de realização do evento para qual foi inscrito.

Parágrafo único. O atleta que tenha participado de competição promovida por federação de outro estado no ano em curso, será considerado como federado/confederado e não poderá participar dos Joguinhos e OLESC.

IV – O Art. 41 passa a ter a seguinte redação: O Art. 41.  Nos Jogos Abertos de Santa Catarina, cada município poderá participar com até dois atletas nas modalidades e naipes de basquetebol, futebol, futsal, handebol, punhobol e voleibol e um atleta nas modalidades e naipes de atletismo, bocha, bolão 16, bolão 23, karatê, ciclismo, ginástica artística, ginástica rítmica, judô, natação, remo, tênis, tênis de mesa, tiro armas curtas, tiro armas longas, tiro ao prato, taekwondo, triathlon, vôlei de praia e xadrez, oriundo de entidade de administração esportiva nacional ou internacional, que não as estabelecidas no Estado de Santa Catarina, desde que efetue sua transferência para entidade catarinense de administração esportiva/federação, com a homologação da respectiva confederação, até o dia 20 de outubro do ano da competição, Resolução nº 03/CED/2012.  

SEÇÃO III

OLESC – JOGOS DA JUVENTUDE CATARINENSE

V – O Art. 48 passa a ter a seguinte redação: Art. 48.  O atleta deverá estar matriculado até 31 de março do ano em curso e frequentando regularmente as aulas, em estabelecimento da rede oficial de ensino do Estado de Santa Catarina.

§ 1º O aluno/atleta beneficiado pelo Art. 42 deverá estar matriculado e frequentando regularmente, estabelecimento de ensino pertencente à rede oficial de qualquer estado/país. Caso o aluno/atleta esteja matriculado e frequentando estabelecimento da rede oficial de ensino de outro país, não há necessidade de se observar a data mencionada no caput do artigo.

§ 2º É responsabilidade do dirigente municipal, apresentar o comprovante de matrícula e frequência escolar do aluno/atleta, quando solicitado pela Fesporte/CD/TJD, que estipulará o prazo para apresentação dos documentos. 

§ 3º O aluno/atleta transferido e amparado pela lei 9394/97, poderá participar desde que matriculado em estabelecimento da rede oficial de ensino de origem, respeitando a data do caput do artigo.

Art. 2º Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação.

Florianópolis, SC, 18 de dezembro de 2014. 

Alexandre Beck Monguilhott - Presidente do CED

 

 

Publicado em Geral
Escrito por

Fesporte é homenageada por apoio ao Desporto Universitário

Florianópolis - Depois de ser reconhecida recentemente pelos organizadores do Troféu Gustavo Kuerten de Excelência no Esporte como melhor entidade do paradesporto, um reconhecimento pela conquista recente do Estado nas Paralimpíadas Escolares, em São Paulo, a Fesporte recebeu nesta semana mais um reconhecimento por sua atual gestão esportiva. Desta vez a homenagem veio da Federação Catarinense do Desporto Universitário (FCDU), que completou na última segunda-feira (15) 70 anos de fundação, que culminou com uma solenidade na Assembleia Legislativa de Santa Catarina. A Fesporte recebeu, na ocasião, um troféu como homenagem especial. Nos dizeres do troféu o agradecimento: “A FCDU reconhece a sua importância no desenvolvimento do desporto universitário catarinense”.

Na ocasião o presidente da Fesporte, Marcelo Kowalski, recebeu o troféu das mãos de Manoel Rebelo, presidente da FCDU, e Luciano Cabral, presidente da Confederação Brasileira de Desporto Universitário (CBDU). “Nos últimos meses a Fesporte vem recebendo muitas mensagens de reconhecimento de dirigentes esportivos, municípios e entidades por seu trabalho. Agora, mais um da FCDU. Isso é gratificante, pois nos dá mais ânimo para continuarmos trabalhando pelo esporte catarinense”, enfatizou Marcelo Kowalski.

Considerada referência nacional, a Federação Catarinense do Desporto Universitário (FCDU)  homenageou na comemoração dos seus 70 anos, além da Fesporte, ex-dirigentes, atletas, instituições universitárias, entre outros parceiros da fundação. 

Criada em 11 de fevereiro de 1944, como Federação Atlética Catarinense de Estudantes, a FCDU tem como principal objetivo incentivar e organizar o esporte universitário no Estado. Segundo Manoel Rebelo, atual presidente da entidade, Santa Catarina é considerada referência nacional. Nos últimos anos, sempre está entre os três melhores Estados do país. Em 2014, ficou em segundo lugar no ranking brasileiro, atrás apenas de Pernambuco. “Tudo isso ocorre graças ao apoio do governo estadual, por meio da Fesporte, às instituições de ensino e aos atletas”, resume Rebelo.

O presidente da Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU), Luciano Cabral, participou da solenidade. Ele reconheceu o protagonismo de Santa Catarina na área e considerou a federação local uma das melhores do país. “O esporte universitário atua não apenas na formação de atletas de ponta, mas também na formação de líderes, de cidadãos que serão referência no esporte e na vida”, afirma.

Um dos homenageados da noite foi Heitor Milton Pereira, um dos primeiros dirigentes da federação, ainda na década de 50. Ele foi reconhecido como Benemérito do Esporte Universitário Brasileiro pela CBDU. O homenageado relembrou das dificuldades no início das competições, quando era necessário viajar de navio para as disputas, em condições precárias. “Santa Catarina, como um estado pequeno, sempre teve a ousadia de enfrentar os grandes estados, pois sempre contou com atletas de valor”.

Mais Informações:

Antonio Prado

(48) 9696-3045

Com informações da Agência Alesc

Publicado em Geral
Escrito por

Definido o calendário do esporte catarinense em 2015

Florianópolis - O Conselho Estadual do Esporte (CED) homologou na manhã desta terça-feira (16), na Capital, a proposta elaborada pela equipe técnica da Fesporte de calendário para os eventos esportivos do próximo ano. Dessa forma, os prazos para inscrições dos municípios começam em março e os primeiros eventos de 2015 estão programados para o mês de abril. Os Jogos Abertos vão mais uma vez fechar a temporada, em novembro.

Faça aqui o download do Calendário 2015 da Fesporte

O presidente da Fesporte, Marcelo Kowalski, ressalta que o calendário foi encaminhado para apreciação do Conselho e posterior homologação antes do final do ano e com todas as etapas estaduais definidas (restam apenas algumas etapas regionais), o que gera maior tranquilidade no planejamento dos municípios. "É com satisfação que encaminhamos esta proposta ao Conselho. A equipe que recebeu a incumbência de preparar este calendário trabalhou de maneira exemplar para deixar tudo pronto no prazo e encaixando as necessidades de cada uma das sedes, o que nunca é fácil. Agora com esta homologação do CED, teremos novamente uma temporada recheada de eventos e com todas as regiões do Estado contempladas", destaca Marcelo Kowalski.

O primeiro evento do ano será uma etapa estadual, a 11ª edição dos Jogos Abertos Paradesportivos de Santa Catarina, o Parajasc. A competição vai ocorrer de 25 a 30 de abril, na cidade de São Miguel do Oeste. E novamente caberá aos Jogos Abertos (JASC) fechar o ano esportivo no Estado, com a 55ª edição ocorrendo em Joaçaba, Herval D'Oeste e Luzerna de 12 a 21 de novembro (confira abaixo todas as datas).

Responsável pelo trabalho de elaboração técnica do calendário 2015 na Fesporte, Dárcio de Saules destaca que, além das datas dos eventos, os dirigentes esportivos devem ficar atentos aos prazos para inscrições e entrega de documentações de cada uma das competições. "Há prazo suficiente para que os dirigentes municipais planejem bem as participações e não percam os prazos legais", disse Dárcio.

Calendário 2015 - Eventos estaduais e nacionais

11º Parajasc - 25 a 30 de abril - São Miguel do Oeste

8º Jasti - 16 a 21 de maio - Criciúma

6º Parajesc - 17 a 21 de junho - Chapecó

Jesc 12-14 Anos - 18 a 21 de julho - Caçador

28º Joguinhos Abertos - 25 de julho a 1º de agosto - Itajaí

Jogos Escolares da Juventude 12-14 Anos - 3 a 12 de setembro - Fortaleza-CE

Jesc 15-17 Anos - 25 a 29 de setembro - São Miguel do Oeste

15ª Olesc - 2 a 11 de outubro - Curitibanos

24º Moleque Bom de Bola - 28 de outubro a 1º de novembro - Lages

Jogos Escolares da Juventude 15-17 Anos - 5 a 14 de novembro - Londrina-PR

55º Jogos Abertos (JASC) - 12 a 21 de novembro - Joaçaba, Herval D'Oeste e Luzerna

Paralimpíadas Escolares - 23 a 28 de novembro - São Paulo-SP

Calendário 2015 - Todas as etapas

1) 55º Jogos Abertos - JASC

Estadual: 12 a 21/11 - Joaçaba, Herval D'Oeste e Luzerna

Regionais: Leste-Norte - 16 a 21/10 - Canoinhas

               Oeste - 16 a 21/10 - Piratuba

               Centro-Oeste - 23 a 28/10 - Rio do Sul

               Sul - 23 a 28/10 - A Definir

Microrregionais: 1/7 a 16/8

2) 28º Joguinhos Abertos

Estadual: 25/7 a 1/8 - Itajaí

Regionais: Centro-Oeste - 19 a 23/6 - Fraiburgo

               Sul - 19 a 23/6 - São José

               Leste-Norte - 26 a 30/6 - A Definir

               Oeste - 26 a 30/6 - São Lourenço do Oeste

Microrregionais: 13/4 a 10/5

3) 15ª Olesc

Estadual: 2 a 11/10 - Curitibanos

Regionais: Leste-Norte - 4 a 8/9 - São Bento do Sul

               Oeste - 4 a 8/9 - Maravilha

               Centro-Oeste - 11 a 15/9 - Presidente Getúlio

               Sul - 11 a 15/9 - A Definir

Microrregionais: 1 a 31/7

4) 11º Parajasc

Estadual: 25 a 30/4 - São Miguel do Oeste

5) 8º Jasti

Estadual: 16 a 21/5 - Criciúma

Microrregionais: 13 a 30/4

6) 24º Moleque Bom de Bola

Estadual: 28/10 a 1/11 - Lages

Regionais: Centro-Oeste - 13 a 17/10 - Capinzal

                Sul - 13 a 17/10 - Nova Veneza

                Oeste - 20 a 24/10 - Tunápolis

                Leste-Norte - 20 a 24/10 - Ibirama

Microrregionais: 1/7 a 27/9

7) Jesc 12 a 14 Anos

Nacional: 3 a 12/9 - Fortaleza-CE

Estadual: 18 a 21/7 - Caçador

Regionais: Leste-Norte - 5 a 9/6 - A Definir

               Oeste - 5 a 9/6 - Itapiranga

               Centro-Oeste - 12 a 16/6 - A Definir

               Sul - 12 a 16/6 - Balneário Piçarras

Microrregionais: 13/4 a 10/5

8) Jesc 15 a 17 Anos

Nacional: 5 a 14/11 - Londrina-PR

Estadual: 25 a 29/9 - São Miguel do Oeste

Regionais: Leste-Norte - 21 a 25/8 - A Definir

               Oeste - 21 a 25/8 - A Definir

               Centro-Oeste - 28/8 a 1/9 - A Definir

               Sul - 28/8 a 1/9 - Balneário Piçarras

Microrregionais: 1/7 a 16/8

9) 6º Parajesc

Nacional: 23 a 28/11 - São Paulo-SP

Estadual: 17 a 21/6 - Chapecó

10) 16º Festival Dança Catarina

Regionais: Leste-Norte - 23 e 24/10 - Gaspar

               Centro-Oeste - 16 e 17/10 - A Definir

               Oeste - 6 e 7/11 - Campo Erê

               Sul - 27 e 28/11 - A Definir

Microrregionais: 11/7 a 30/9 

Mais informações:

Rodrigo Braga

Ass. Comunicação Fesporte

48 8802-7742

Publicado em Jasc
Escrito por

Primeira medalha dos Jasc, de 1960, é doada à Fesporte

Florianópolis - Um exemplar de uma medalha de ouro da prova dos 200 metros rasos, do atletismo da primeira edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) de 1960, em Brusque, foi doada na tarde desta segunda-feira (15) à Fesporte. A medalha pertenceu ao atleta Laércio Vargas, de Tijucas, falecido em 1979, e que disputou as três primeiras edições dos Jasc por Blumenau. A doação foi feita pelo filho do ex-atleta, Hercílio Vargas, ao presidente da Fesporte, Marcelo Kowalski.

Além da histórica medalha de ouro, Vargas cedeu para a Fesporte mais 19 medalhas, entre ouro prata e bronze, que ainda precisam ser catalogadas, mas sabe-se que algumas de ouro foram conquistadas na segunda-edição dos Jasc, em 1961, em Florianópolis.

À esquerda a medalha de ouro da primeira edição dos Jasc de 1960 e a atual medalha da competição realizada em Itajaí em 2014 (Foto: Antonio Prado) 

O filho de Laércio Vargas não sabe exatamente quantas medalhas o pai conquistou, mas sabe que são muitas já que o velocista disputava, além dos 200 metros, as provas dos 100 metros e dos 400 com barreiras, e ainda os 1.500 metros e o revezamento 4x100, já que na época os atletas disputavam várias provas e até modalidades diferentes.

“Estou doando este material para a Fesporte para preservar a memória do meu pai, que deu a vida pelo esporte. Igual a esta medalha da primeira edição eu tinha outras que foram extraviadas quando as deixava em exposição em escolas”, disse o acadêmico de História, que destacou que em se comparando com as medalhas dos Jasc de hoje, a de 1960 era bem pequena: “pouco maior que uma moeda de 1 real”,enfatiza.

A medalha de ouro dos 200 metros do atletismo pertenceu a Laércio Vargas, de Tijucas, que disputou a primeira edição dos Jasc, em 1960, por Blumenau. Na foto a carteira do atleta com assinatura (Foto Reprodução: Antonio Prado)  

“É um material fantástico, de valor inestimável, pois é parte de nossa história esportiva”, disse Marcelo Kowalski, agradecido. Segundo o presidente da Fesporte, a próxima ação será confeccionar um quadro com as medalhas conquistadas por Laércio Vargas, com destaque para a primeira de ouro dos Jasc, de 1960, e colocá-lo exposto na sede da instituição, em Florianópolis. “É muito importante preservar a memória histórica do esporte catarinense. Se hoje Santa Catarina chegou a um nível esportivo que é destaque no cenário brasileiro, é graças ao esforço de atletas como Laércio Vargas”.

As medalhas se juntarão a um grupo de documentos (entre os quais carteirinhas de atletas da primeira edição dos Jasc) e fotos históricas de Laércio Vargas que foram doadas à Fesporte há 14 anos por Hercílio Vargas.

Você tem algum material histórico dos Jasc ou de alguma outra competição do calendário catarinense e também gostaria de doar ao acervo da Fesporte? Entre em contato pelos telefones 48 3665-6126 ou 48 3665-6100.

Mais Informações

Antonio Prado

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

(48) 9696-3045

 

Publicado em Geral
Escrito por

Fesporte teve um ano muito bom, avalia Marcelo Kowalski

Florianópolis - Dezembro, último mês de 2014, hora de avaliar as principais ações da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte) durante o ano. Para o presidente da instituição, Marcelo Kowalski, 2014 foi um período de grandes realizações. “Durante os 5 meses que estou como presidente da Fesporte, acho que nossas ações esportivas foram bastante positivas. Tivemos, por exemplo, a melhor edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) dos últimos anos, com o público voltando aos ginásios e competições de bom nível técnico”, avalia o dirigente.

Kowalski enumera também outras ações que, segundo, ele, contribuíram  para que 2014 fosse considerado um ano positivo: “Com o apoio da Fesporte, Santa Catarina foi campeã da etapa nacional das Paralimpíadas Escolares superando Rio de Janeiro e São Paulo, o que fez nossa instituição a ganhar o Troféu Gustavo Kuerten de Excelência Esportiva", destaca. 

Marcelo Kowalski relembra ainda outros momentos de destaque da Fesporte em 2014, como por exemplo:

– Criação do Troféu Amigo da Fesporte, que homenageou grandes esportistas catarinenses;

- Retomada da premiação com a medalha Rodolfo Sestrem, que em parceria com a Acesc e participação da imprensa esportiva tem o objetivo de premiar e reconhecer os atletas-destaque dos Jasc;

– Realização de seminários regionais esportivos com dirigentes municipais, cujas propostas nortearam o calendário esportivo da Fesporte para 2015;

- Elaboração antecipada do calendário esportivo da Fesporte, visando a melhor organização dos municípios nos eventos esportivos estaduais;

- Participação destacada de Santa Catarina, com apoio da Fesporte, nas etapas nacionais dos Jogos Escolares da Juventude 12 a 14  e 15 a 17 anos com um total de 74 medalhas para o Estado, rivalizando com Rio de Janeiro e São Paulo pelas primeiras colocações;

- Consolidação de eventos como Jogos Abertos de Santa Catarina da Terceira Idade (Jasti), Jogos Abertos Paradesportivos de Santa Catarina (Parajasc) e Jogos Escolares Paradesportivos de Santa Catarina (Parajesc) ao ponto de o presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro Andrew Parsons dizer no IV Congresso Paradesportivo Internacional, realizado recentemente em Florianópolis, que o Paradesporto de Santa Catarina é referência para o Brasil;

- Fortalecimento da parceria entre Fesporte e municípios na organização dos eventos esportivos;

- Distribuição de kits esportivos às escolas visando incentivar crianças e adolescentes a praticarem esporte na escola;

- Fortalecimento da marca Fesporte por meio do site e redes sociais oficiais da instituição (mais de 1,5 milhão de acessos durante o ano; 300 mil acessos apenas durante os Jogos Abertos de Santa Catarina).    

Para Marcelo Kowalski levando em consideração que grande parte do dos cinco meses em que está à frente da Fesporte foi dentro do período eleitoral e, portanto, com pouca margem financeira para gerenciar os projetos, as conquistas esportivas se tornaram ainda mais significativas. 

“Gerenciar uma instituição como a Fesporte, que é responsável em organizar eventos esportivos por todo o Estado, não é fácil. Conseguimos nosso sucesso nos nossos eventos, graças ao empenho de nossos funcionários, dos nossos integradores esportivos e do apoio do governador Raimundo Colombo, que tem nos ajudado sempre neste trabalho árduo que é conduzir a política pública do esporte catarinense”, ressalta o presidente.

Mais Informações:

Antonio Prado

(48) 9696-3045

Publicado em Geral
Escrito por

Fesporte é premiada no Troféu Gustavo Kuerten 2014

Florianópolis - A noite desta terça-feira (09) foi de muitas comemorações no meio esportivo. Para aqueles que participaram da cerimônia de entrega do Troféu Gustavo Kuerten de Excelência no Esporte, no Teatro Pedro Ivo, em Florianópolis, o momento foi um misto de emoção e alegria, especialmente para os premiados nas 15 categorias. 

A Fesporte foi uma das premiadas (confira a lista completa abaixo), na catagoria melhor entidade do paradesporto, um reconhecimento pela conquista recente do Estado nas Paralimpíadas Escolares, em São Paulo. O diretor administrativo da Fesporte, Celso Dorian de Oliveira, recebeu o troféu. Trata-se de um justo reconhecimento por uma conquista que sem dúvida orgulha a Fesporte e todos que trabalham pelo paradesporto no Estado", destacou o diretor.

Esta foi a sexta edição do Troféu Gustavo Kuerte, criado em 2008. Os finalistas passaram por longo processo seletivo, que começou com a indicação feita pelas entidades esportivas. Depois, o Conselho Estadual de Esporte elegeu dois nomes, com base no desempenho no ano corrente, e outros três foram escolhidos por votação popular online. Por fim, coube ao Conselho Curador do Troféu a difícil missão de definir quem brilharia na noite de gala do esporte catarinense.

Celso Dorian de Oliveira, diretor da Fesporte, recebeu o prêmio de melhor entidade do paradesporto. Abaixo, Guga se emocionou ao falar sobre a premiação e a trajetória dele no esporte, e sugeriu que escolas também sejam reconhecidas nas próximas edições. Fotos: Rodrigo Braga

 

Estrela da noite, o tenista Gustavo Keurten falou sobre esperança e persistência aos atletas que participaram da cerimônia. "O sonho tem que estar sempre presente. Minha trajetória mostra que é sempre possível chegar lá", afirmou. Emocionado, o maior atleta catarinense na história também sugeriu que no próximo ano entre na premiação uma categoria que reconheça escolas que ajudam a fortalecer o esporte de base. "É preciso valorizar esse esforço fundamental", disse Guga.

Os vencedores desta edição:

- O melhor atleta: Pedro Barros, Skate

- A melhor atleta: Fernanda Delgado, natação

- O melhor atleta paradesportivo: Rodrigo Alexandre Silvério, atletismo

- A melhor atleta paradesportiva: Sheila Finder, atletismo

- O melhor atleta de futebol profissional: Tiago Volpi, Figueirense

- O (a) atleta-revelação: Ana Giulia Pereira Zortea, natação

- O (a) atleta-revelação paradesportivo: Felipe Figueiredo Formentim, tênis de mesa

- A melhor entidade esportiva: Afesc – Associação das Federações Esportivas de SC

- A melhor entidade paradesportiva: Fesporte

- O (a) melhor técnico (a): James Curtipassi, atletismo

- O (a) melhor técnico (a) do paradesporto: Rosicler Ravache, atletismo

- A melhor equipe esportiva: Nova Trento, voleibol

- A melhor equipe paradesportiva: Afadefi – Basquete em cadeira de rodas

- O (a) melhor árbitro (a): Paulo César Guimarães Jr, ginástica artística

- O (a) melhor árbitro (a) do paradesporto: André Luis da Cunha – Basquete em cadeira de rodas

Publicado em Geral
Escrito por

Vencedores do Troféu Gustavo Kuerten sairão nesta terça

Florianópolis -  Será realizada  nesta terça-feira, 9 de dezembro, a cerimônia de premiação do Troféu Gustavo Kuerten de Excelência no Esporte. O evento será a partir das 20h, no Teatro Pedro Ivo, na capital. O Troféu foi criado por meio do Decreto 1.279, de 16 de abril de 2008, com objetivo de homenagear atletas, entidades, técnicos e equipes catarinenses que tiveram destaque especial ao longo do ano. O evento tem o apoio do Governo de Santa Catarina por meio da Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte e Fesporte.

“É uma forma de valorizar e incentivar cada vez mais nossos atletas. Santa Catarina tem grandes talentos que merecem destaque”, afirma o secretário estadual de Turismo, Cultura e Esporte, Filipe Mello. Para o presidente da Fesporte, Marcelo Kowalski, Santa Catarina é um referência esportiva para o Brasil e os desportistas, juntamente com os gestores, são os responsáveis por essa posição de destaque.  "E nada mais justo que homenagear as pessoas que fazem o esporte em nosso Estado", enfatiza o presidente da Fesporte.

Categorias premiadas em 2014:

- o melhor atleta

- a melhor atleta

- o melhor atleta paradesportivo

- a melhor atleta paradesportiva

- o melhor atleta de futebol profissional

- o (a) atleta-revelação

- o (a) atleta-revelação paradesportivo

- a melhor entidade esportiva

- a melhor entidade paradesportiva

- o (a) melhor técnico (a)

- o (a) melhor técnico (a) do paradesporto

- a melhor equipe esportiva

- a melhor equipe paradesportiva

- o (a) melhor árbitro (a)

- o (a) melhor árbitro (a) do paradesporto

 

Publicado em Geral
Escrito por

Novos comendadores do esporte tomam posse

Florianópolis - Na noite desta terça-feira (2), o Conselho Estadual de Esporte (CED), com apoio da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte e da Fesporte, homenageou personalidades e instituições com a entrega da Comenda do Mérito Esportivo 2014. O título é outorgado anualmente aos que se destacam ou prestam relevantes serviços ao esporte catarinense e nacional.

A cerimônia, realizada no auditório Antonieta de Barros, na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, reuniu autoridades, amigos e familiares dos novos comendadores. Foram agraciados neste ano Carlos Eduardo Ramos de Camargo (técnico de natação/Florianópolis), João Batista Fermino (dirigente esportivo/Imbituba), Maria Helena Kraeski (técnica de ginástica rítmica/Florianópolis), Pedro de Oliveira Lopes (dirigente esportivo/Balneário Camboriú), Sylvio Roberto Munhoz (dirigente esportivo/vôlei/São Bento do Sul) e a Federação Catarinense de Futebol.

Na ocasião, também foi entregue a medalha Marcílio Krieger, conferida pelo Tribunal de Justiça Desportiva de Santa Catarina, ao advogado Luiz Trindade Cassettari, que desde os anos 70 atua na área do Direito Securitário e Desportivo. Cassettari recebeu a condecoração da mãos do presidente do TJD/SC, Aldo Massih Junior. A medalha leva o nome da maior expressão do direito esportivo catarinense, falecido em fevereiro de 2010.

O presidente da Fesporte, Marcelo Kowalski, foi um dos rersponsáveis pela entrega da medalha e do diploma aos novos comendadores do esporte catarinense, e ressaltou a importância da homenagem. "O currículo aqui apresentado fala por estas pessoas e entidades, todas fizeram muito ao longo de suas trajetórias para o engrandecimento do esporte catarinense e brasileiro, então são todas muito merecedoras desta honraria", disse Kowalski.

Em seu pronunciamento, o presidente do Conselho Estadual de Esportes, Alexandre Monguilhott, salientou a necessidade de ampliar o apoio do Estado e do realinhamento do esporte com a educação. “São duas áreas que estão interligadas e se fortalecem juntas. Precisamos retomar projetos conjuntos fundamentais para a sociedade”, frisou.

O secretário estadual de Turismo, Cultura e Esporte, Filipe Mello, congratulou os homenageados pela contribuição no aperfeiçoamento do esporte. “Aprendemos com vocês, que têm uma trajetória exemplar como profissionais e desportistas”, disse.  

Mello também destacou que o esporte, além de ajudar a formar cidadãos, tem um papel relevante para a economia catarinense. Ele citou quatro eventos apoiados pelo Governo do Estado – WQS Mundial de Surf, Battle of the Paddle, Iron man, realizados na Capital, e o Campeonato Brasileiro de Motocross em Canelinha, nos quais foram investidos R$ 12 milhões e geraram um retorno de R$ 30 milhões para o Estado. “Várias outras áreas são beneficiárias desses investimentos, como a saúde, a segurança pública e o turismo”, acrescentou.

Pagina 438 de 457