×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 318

Publicado em Dança Catarina
Escrito por

Dança Catarina atinge mais de 40 mil pessoas em 2013

Florianópolis - Ao final da temporada, a coordenadora do Festival Escolar Dança Catarina fez uma avaliação positiva do evento em 2013. “Ainda estamos fechando o número exato de estudantes-bailarinos que participaram do festival este ano, mas já sabemos que 40 mil pessoas estiveram no evento, incluindo aí publico, estudantes, professores e gente da organização”, enfatiza Mapi Cravo. No início da competição, em setembro, a projeção dos organizadores era de 10 mil estudantes (7 a 15 anos) de 400 escolas públicas municipais e estaduais de Santa Catarina beneficiados.

Em 2013, o Dança Catarina esteve em 36 municípios congregando 32 etapas classificatórias microrregionais e quatro regionais (Sul, Oeste, Leste-Norte e Centro-Oeste). “É um evento que está consolidado e que a cada ano cresce mais”, destaca Mapi Cravo. Esta opinião é compartilhada pelo coreógrafo João Biasotto, coordenador técnico do festival. “O nível técnico evoluiu bastante nos últimos três anos, tudo isso por conta dos cursos preparatórios que o festival oferece aos professores dos municípios que sediam o evento. Só este ano foram 12 cursos”, destaca.

As competições do Dança Catarina começaram em setembro, com as etapas microrregionais, finalizando com as quatro etapas regionais em novembro. As disputas ocorreram nas modalidades de dança livre (subdivididas em contemporânea, moderna e danças urbanas), danças populares folclóricas, dança de salão e jazz. Os vencedores de cada etapa regional, além de medalhas, conquistaram a possibilidade de se apresentar no Festival de Dança de Joinville em 2014.

O Dança Catarina tem como objetivo a continuidade ao processo pedagógico vivenciado nas escolas, principalmente nas aulas de educação física, além de firmar a escola como centro esportivo, cultural e de lazer. Outra meta, explica Mapi Cravo, é promover o intercâmbio esportivo, educacional e cultural entre os participantes. O Festival Dança Catarina é uma promoção do Governo de Santa Catarina, com realização da Fesporte e apoio da SDRs e das prefeituras. No próximo ano, o Dança Catarina completa 15 anos, e promete ainda mais novidades.

Informações adicionais

 

Antonio Prado

 

(48) 9696-3045

Publicado em Geral
Escrito por

Araranguá é campeã geral da 43ª edição do JERVA

Araranguá - Com 175 pontos, o município de Araranguá foi o grande campeão da 43ª edição dos Jogos Escolares da Região do Vale do Araranguá – JERVA, com jogos realizados em Araranguá entre os dias 29 de novembro e 8 de dezembro, promovidos pelo Governo do Estado, Fesporte, Secretaria do Desenvolvimento Regional de Araranguá e apoio da Prefeitura de Araranguá. O segundo lugar ficou para o município de Sombrio, que somou 133 pontos, e Turvo ficou na terceira colocação, com 66 pontos.   

 

Entre as modalidades disputadas por alunos/atletas de 10 municípios do Extremo-Sul estavam futsal, vôlei, atletismo, xadrez, tênis de mesa, futebol de campo, vôlei de praia, basquete e handebol. Paralelo ao JERVA foi realizada a 5ª edição dos Jogos Paradesportivos (Parajerva), com a participação de alunos de 9 Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apaes).

De acordo com o integrador esportivo da 22ª SDR, Rogério Henrique Gonçalves, as competições foram consideradas positivas. “Foram momentos importantes de integração entre os cerca de 1.200 alunos atletas. Parabéns a todas as equipes e em especial ao município de Araranguá, que conquistou o título de campeão geral”, concluiu.

Campeões por modalidade

 

Futsal Masculino

 

Campeão: Sombrio

Vice Campeão: Araranguá

3º Lugar: Turvo

 

Futsal Feminino

Campeão: Sombrio

Vice Campeão: Passo de Torres

3º Lugar: Araranguá

 

Vôlei Masculino

Campeão: Araranguá

Vice Campeão: Sombrio

3º Lugar: Passo de Torres

 

Vôlei Feminino

Campeão: Turvo

Vice Campeão: Araranguá

3º Lugar: Sombrio

 

Handebol Masculino

Campeão: Sombrio

Vice Campeão: Araranguá

3º Lugar: Turvo

 

 Handebol Feminino

Campeão: Araranguá

Vice Campeão: Meleiro

 

Basquete Masculino

Campeão: Sombrio

Vice Campeão: Araranguá

3º Lugar: Turvo

 

Basquete Feminino

Campeão: Araranguá

Vice Campeão: Turvo

 

Tênis de Mesa Masculino

Campeão: Araranguá

Vice Campeão: Balneário Arroio do Silva

3º Lugar: Passo de Torres

 

Tênis De Mesa Feminino

Campeão: Araranguá

Vice Campeão: Balneário Gaivota

3º Lugar: Passo de Torres

 

Atletismo Masculino

Campeão: Araranguá

Vice Campeão: Sombrio

3º Lugar: Passo de Torres

 

Atletismo Feminino

Campeão: Araranguá

Vice Campeão: Sombrio

3º Lugar: Passo de Torres

 

Xadrez Masculino

Campeão: Araranguá

Vice Campeão: Sombrio

3º Lugar: Passo de Torres

 

Xadrez Feminino:

Campeão: Sombrio

Vice Campeão: Araranguá

 

Futebol de Campo

Campeão: Araranguá

Vice Campeão: Sombrio

3º Lugar: Turvo

 

Volei de Praia Masculino

Campeão: Araranguá

Vice Campeão: Sombrio

3º Lugar: Passo de Torres

 

Volei de Praia Feminino

Campeão: Turvo

Vice Campeão: Sombrio

3º Lugar: Passo de Torres

 

Assessoria de Imprensa – 22ª SDR/ Governo de SC

Texto: Leneza Della Krás (JP 02388)

Contato: (48) 3529.0053/ 8842.7307

 

 

Publicado em Parajesc
Escrito por

SC conquista 118 medalhas nas Paralimpíadas Escolares

“Este ano tivemos a melhor participação de Santa Catarina em uma edição das Paralimpíadas Escolares”. A convicção é de João Cascaes, chefe da delegação catarinense que participou do evento esportivo no período de 24 a 30 de novembro, em São Paulo. No final da competição, Santa Catarina ficou em terceiro lugar na classificação geral, com 364 pontos, conquistando 118 medalhas: 57 de ouro, 37 prata e 24 de bronze. O Estado ficou atrás apenas do Rio de Janeiro, primeiro lugar com 548 pontos, e São Paulo, o segundo colocado com 503 pontos. Em 2012, os catarinenses também ficaram em terceiro lugar.

“Levando em consideração que participamos com uma delegação de 137 pessoas, sendo 89 atletas, e o Rio de Janeiro com 548 e São Paulo com 503, fomos muito bem. Além do mais, Santa Catarina participou em sete modalidades, enquanto que cariocas e paulistas estiveram em dez”, destaca Cascaes. A participação Santa Catarina nas Paralimpíadas escolares teve a chancela do Estado por meio da Fesporte.

SC Campeã no atletismo, bocha paralímpica e tênis de mesa

O dirigente exalta as participações dos catarinenses, principalmente no atletismo, bocha paralímpica e tênis de mesa, modalidades em que terminaram a competição em primeiro lugar. “Só no atletismo foram 36 medalhas de ouro, 21 de prata e 10 de bronze”, diz. Na natação e no tênis em cadeira de rodas, Santa Catarina ficou em quarto lugar. E no futebol sete ficou com sexta colocação, mas revelou o vice-artilheiro do torneio: Canderoy da Conceição, aluno da Escola Estadual Alexia Bittencourt, de Joinville, que marcou 18 gols, um a menos que o goleador máximo da competição.  

Também foi destaque no time catarinense das Paralimpíadas Pámela Maiara Castro Lorenz, aluna da Escola Municipal Donícia Maria da Costa, de Florianópolis, que foi escolhida pelos organizadores atleta revelação por conquistar duas medalhas de ouro no judô na categoria acima de 52 quilos, o que contribuiu para que os catarinenses ficassem na quinta posição na modalidade.

As Paralimpíadas Escolares 2013 tinham como objetivo incentivar a prática de esportes e a inclusão de pessoas com deficiência. O evento contou com a participação de 2.800 pessoas, entre atletas, treinadores e assistentes de todos os estados brasileiros. Foram disputadas as modalidades de atletismo, natação, tênis de mesa, judô, tênis em cadeira de rodas, vôlei sentado, futebol para cegos, futebol para paralisados cerebrais, judô, goalball, bocha, natação e tênis de mesa.

Participaram do eventos estudantes com deficiência física, visual ou intelectual, com faixa etária de 12 a 19 anos, regularmente matriculados em escolas do ensino fundamental, médio ou especial. As instituições são da rede pública ou particular com reconhecimento do Ministério da Educação.

 

Informações adicionais

Antonio Prado

(48) 9696-3045

Publicado em Geral
Escrito por

Festa dos novos comendadores e destaques do esporte em SC

Florianópolis - O Conselho Estadual de Esportes fez a entrega na quinta-feira (5), no teatro Ademir Rosa (CIC), na Capital, da Comenda do Mérito Desportivo a pessoas, clubes ou entidades que colaboraram com o esporte ao longo das suas trajetórias. Os homenageados receberam a tradicional medalha de lapela, distintivo e diploma.

Foram cinco os agraciados, além de uma instituição esportiva. As indicações foram feitas por conselheiros do CED, os padrinhos, e os nomes precisaram ser aprovados por maioria no Conselho. Dois dos agraciados são ligados à Fesporte: José Acácio dos Santos, o Pepe, e Lilian de Fátima Pinto. A trajetória deles no esporte catarinense já foi contada aqui no site.

Os ganhadores da Comenda do Mérito Esportivo 2013:

 - Rubens Fredel

 - Clóvis Nagel Gütz

- Edson Heusi

- Lilian de Fátima Pinto

- José Acácio dos Santos

- Avaí Futebol Clube

 

Atletas de destaque são homenageados com Troféu Gustavo Kuerten

Também foram conhecidos na mesma cerimônia os 14 vencedores da terceira edição do troféu Gustavo Kuerten de Excelência no Esporte. O secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Valdir Walendowsky, falou sobre a iniciativa que valoriza os atletas: “O Estado quer mostrar que incentiva o esporte, e o Troféu Gustavo Kuerten é uma maneira de demonstrar o quão importante o esporte é na formação de valores na nossa sociedade. Queremos que Santa Catarina seja reconhecida pela excelência no esporte”, afirmou.

O tenista Gustavo Kuerten enfatizou a paixão pelo esporte. “É um privilégio ter meu nome nesse troféu. O esporte é minha vida e espero que meus filhos tenham esse mesmo entusiasmo”, destacou o ex-número um do tênis mundial e tricampeão de Roland Garros.

Neste ano, a escolha se deu em duas etapas: votação popular, pela Internet, e votação do Conselho Estadual de Esportes e júri técnico. O Troféu Gustavo Kuerten de Excelência no Esporte foi criado por meio do Decreto 1.279 de 16 de abril de 2008 com objetivo de homenagear atletas, entidades, técnicos e equipes catarinenses que tiveram destaque especial ao longo do ano.

Os vencedores do Troféu Gustavo Kuerten 2013:

Melhor atleta: Jucian Rafael Alcântara Pereira

Melhor atleta: Vanessa Feliciano Ebert

Melhor atleta paradesportivo: Roberto Alcalde Rodrigues

Melhor atleta paradesportiva: Sheila Finder

Melhor atleta do futebol profissional: Rafael Costa dos Santos

Atleta revelação: Bruna Maria Cestrem

Atleta revelação do paradesporto: Pablo Felipe da Silva

Melhor entidade esportiva: Iate Clube de Santa Catarina Veleiros da Ilha

Melhor entidade paradesportiva: Associação de Apoio às Famílias de Deficientes Físicos

Melhor técnico (a): Jeberton Luis Fermino

Melhor técnico (a) do paradesporto: Rosicler Ravache

Melhor equipe esportiva: Equipe xadrez masculino de menores de Blumenau

Melhor equipe paradesportiva: Tubarões de Floripa

Melhor árbitro: Marcia Zanon Benetti

Medalha Marcílio César Ramos Krieger

Na terceira homenagem da noite, a medalha Marcílio César Ramos Krueger, o agraciado deste ano pelo Tribunal de Justiça Desportiva foi o advogado Valed Perry, jurista carioca nascido em 1920, ex-atleta de futebol na década de 1930, conhecido por ser um dos maiores incentivadores do esporte nacional. Dentre suas contribuições destaca-se a redação do anteprojeto do Decreto 53.820/1964, assinado pelo Presidente João Goulart, norma pioneira em assegurar direitos aos atletas brasileiros. 

Publicado em Geral
Escrito por

teste

teste de categoria

Publicado em Geral
Escrito por

Reunião definirá calendário da Fesporte para o próximo ano

Florianópolis - Integrantes da diretoria de esportes da Fesporte se reunirão na próxima segunda-feira (9) e terça-feira (10), na sede da entidade, na Capital, juntamente com integrantes das gerências de esportes de rendimento, de base e inclusão e gerência de participação, para definirem o calendário de eventos da Fesporte para o ano de 2014.

A expectativa é que na próxima quarta-feira (11) o calendário seja encaminhado ao Conselho Estadual de Esporte para que seja homologado pelos conselheiros. Segundo Marcelo Kowalski, diretor de esporte da Fesporte, trata-se de um passo importante para organizar os eventos do próximo ano com a maior antecedência possível. Ele antecipa que eventos como Parajasc e Jasti devam ocorrer em março e maio, respectivamente, como uma forma de melhorar a distribuição das competições durante o ano. “Vamos chamar também alguns integradores esportivos para ajustes nos calendários dos eventos escolares”, concluiu.

Osvaldo Juncklaus, técnico da gerência de esportes de rendimento, admite a possibilidade de eventos como a etapa estadual da Olesc ou dos Joguinhos possam ser realizadas no mês de junho. “A ideia é desafogar o calendário do segundo semestre, que está inchado”, explica Juncklaus.

A Fesporte dispõe de um calendário anual de eventos esportivos oficiais do Estado composto por 10 grandes eventos – cerca de 300 no total, entre microrregionais, regionais, estaduais e etapas nacionais, distribuídos no seguimento do esporte de rendimento, de base e inclusão e esportes de participação. No rendimento, há os Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc), Joguinhos Abertos de Santa Catarina e os Jogos da Juventude Catarinense (Olesc).

No âmbito escolar, há os Jogos Escolares de Santa Catarina (Jesc) na faixa etária de 12 a 14 anos e também de 15 a 17 anos, além do Campeonato Catarinense Escolar de Futebol, o Moleque Bom de Bola, e o Festival Escolar Dança Catarina. No rol dos eventos de esportes de participação estão no calendário da Fesporte os Jogos Paradesportivos de Santa Catarina (Parajasc), os Parajesc e os Jogos da Terceira Idade (Jasti).

Na reunião do CED durante os 53º Jasc, em Blumenau, os conselheiros homologaram boa parte das sedes das etapas estaduais dos eventos da Fesporte: Os Jasc ocorrerão em Itajaí no próximo ano, e em Joaçaba, Herval D’Oeste e Luzerna em 2015. Também na próxima temporada, os Joguinhos serão em Caçador, a Olesc em Criciúma, o Moleque Bom de Bola em Camboriú, o Parajasc em Chapecó e o Jasti em Canoinhas.

Informações Adicionais

 

Antonio Prado

 

(48) 9696-3045

Publicado em Geral
Escrito por

SC ganha nesta quinta os novos comendadores do esporte

Florianópolis - Ele tem 40 anos de vida dedicada ao esporte catarinense. Ela, também. José Acácio dos Santos, o Pepe, 63 anos, e Lílian de Fátima Pinto, 60, juntos, somam 80 anos de dedicação ao esporte de Santa Catarina. Tanto amor pelo que fazem será oficialmente reconhecido nesta quinta-feira (5), quando ambos se tornarão comendadores esportivos de Santa Catarina. A cerimônia começa às 19h, no auditório do CIC, na Capital.

A indicação de Pepe e Lilian (e de outros nomes de destaque no esporte catarinense) foi feita pelos integrantes do Conselho Estadual de Esporte (CED) em agosto. A honraria é concedida a desportistas com relevantes serviços prestados ao esporte. Pepe é funcionário da Fesporte desde a criação da entidade, em 1993, e faz parte da gerência de esporte de rendimento. Lílian está na instituição desde 2008 e faz parte da gerência de esporte de participação.

“Pepe foi o melhor árbitro de futsal de Santa Catarina que vi atuar”. A constatação é do colunista do Grupo RBS, Roberto Alves. “Ele era o único que conseguia aliar conhecimento técnico com a informalidade na hora de atuar. Conseguia ser enérgico quando era necessário e, ao mesmo tempo, brincalhão em alguns lances. Os técnicos e os jogadores o adoravam e tinham respeito por ele”, completa Alves. Para exemplificar, ainda enfatiza. “Quando apitava um jogo em que o lateral era do time de Florianópolis, ele dizia: ‘Calma, esta é nossa’”, diverte-se o colunista.

A história de José Acácio é comum a muitos garotos: negro, vindo do morro do Mocotó, em Florianópolis, passou dificuldades na infância. Para sobreviver, chegou a ser faxineiro, lavador de carros e, nas horas vagas, ia até o Sesc “papar um lanche”, como diz. Mas o esporte, aos 16 anos, abriu uma nova janela de oportunidades, e o garoto não desperdiçou. No futebol de várzea defendeu times como Caramuru e Fluminense da Prainha, chegando inclusive a ser juvenil do São Paulo, da Capital. E no futsal jogou no 9 de Julho, Coesa, entre outros. O curioso é que Pepe era goleiro e atleta de linha.

Entretanto, foi no futsal, como árbitro, que alcançou o sucesso e o respeito de todos. A carreira começou aos 17 anos de idade, como auxiliar de arbitragem da Federação Catarinense de Futsal, e só parou em 2007. No período, transformou-se em um dos melhores árbitros de futsal da história de Santa Catarina e construiu um currículo que guarda diversas finais nacionais desde que entrou para o quadro nacional de arbitragem pela antiga Confederação Brasileira de Desportos (CBD), hoje CBF.

No auge, apitou inúmeras partidas de futsal dos JASC, ação iniciada em 1970. A partir de 2007, passou a coordenar a arbitragem da competição. Amante também do carnaval, principalmente da Protegidos da Princesa, Berbigão do Boca e do Bloco Sou Mais Eu, Pepe é querido por todos. “Sua história no esporte catarinense e nacional ao longo de mais de 40 anos é referência não somente na arbitragem, mas também no dia a dia do esporte”, concluiu Osvaldo Juncklaus, colega de trabalho e conselheiro do CED que o indicou como novo comendador.

Lílian Pinto

Indicada pela conselheira Michele de Souza Serejo para ser comendadora, a vida de Lílian de Fátima Pinto, assim como a de Pepe, é uma simbiose com o esporte. Nascida em Curitiba (PR), veio para Santa Catarina em 1975, logo que se formou em Educação Física pela Universidade do Paraná, pois o Estado era o único que dispunha do curso para alunos de 1ª a 4ª série. Foi para Joaçaba acompanhando o esposo, Edimar de Oliveira Pinto, o Edinho, que fora atuar como atleta. Desde então atuou como professora de educação física, técnica de vôlei e atletismo, atividades ligadas a Comissão Municipal de Esportes (CME) da prefeitura de Joaçaba.

Em 1988, entrou para o quadro de funcionários do Estado, sendo uma das três mulheres no grupo de 23 educadores educacionais, cuja função era implementar as ações esportivas do Governo do Estado nos municípios catarinenses, ação hoje desenvolvida pelos integradores esportivos. “Minha jurisdição de ação contemplava 26 municípios nos arredores de Joaçaba”, lembra Lílian.

De 1988 a 2013, Lilian já desempenhou inúmeras ações em prol do esporte catarinense: foi integradora esportiva de Joaçaba, diretora de esportes da Fesporte, conselheira do CED, participou das discussões da implantação de eventos como Joguinhos Abertos de Santa Catarina, Moleque Bom de Bola, Jogos Abertos Paradesportivos de Santa Catarina (Parajasc) e também auxiliou na criação do Conselho Regional de Educação Física de Santa Catarina (Cref/SC), criado em 1998.

Perguntada sobre quais os momentos que lhe marcaram no esporte, Lílian é taxativa: “Foram as aberturas dos eventos que organizei, principalmente a primeira edição dos Joguinhos, em Curitibanos, em 1988”. Para o comendador esportivo Simão Carione, 73 anos, 50 dos quais dedicados ao esporte e que conhece Lilian há mais de 30 anos, ela é um exemplo de pessoa e de profissional. “A Lilian é dedicada, inteligente, humilde e se não sabe, pergunta. Trabalhei com ela na Fesporte, onde ela foi minha diretora, e percebi nela uma grande capacidade técnica administrativa na função”, finaliza Carione.

Além de Pepe e Lilian, também serão agraciados com a Comenda do Mérito Esportivo, durante a cerimônia de entrega do Troféu Gustavo Kuerten de Excelência Esportiva, os desportistas Rubens Fredel, Edson Heusi, Clóvis Nagel Gütz e o Avaí Futebol Clube como entidade. 

Informações adicionais:

Antonio Prado

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

48 9696-3045

Publicado em Jasc
Escrito por

Pela 40ª vez, Blumenau é campeã dos Jogos Abertos

Blumenau – Maior vencedora da história dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc), Blumenau precisou esperar por longos seis anos para colocar o sonhado 40º troféu na galeria de conquistas. A agonia acabou neste sábado (30), com a confirmação do título em casa na 53ª edição dos Jasc, no último dia de disputas.

A disputa foi intensa com Itajaí, que repete o vice-campeonato do ano passado, em Caçador, e entra como favorita ao troféu na edição de 2014, quando sediará os 54º Jasc. A cidade litorânea chegou a abrir 49 pontos de frente no início da semana, mas Blumenau foi buscar e na sexta-feira já estava na liderança do quadro, com confortável vantagem. A confirmação da conquista veio no sábado pela manhã, com o troféu no futebol: 3 x 0 sobre Florianópolis no Caça e Tiro Velha Central.

Itajaí ainda mostrou poder de reação levando três dos oito troféus do dia na sequência (tênis de mesa masculino e feminino e o futsal masculino da primeira divisão, em uma emocionante decisão por pênaltis contra Chapecó) e derrubou a desvantagem de 33 para 5 pontos, mas não foi suficiente. Nas últimas disputas, Blumenau tinha confortável vantagem e apenas administrou, com direito a mais dois troféus, no basquete masculino (79 a 71 em Joinville) e no ciclismo, e a dois vices ­_ vôlei masculino (derrota por 3 a 2 para Chapecó) e handebol feminino (derrota na prorrogação para a rival Concórdia: 23 a 22).

No fim, 312 pontos para os campeões contra 266 de Itajaí. Florianópolis foi a terceira colocada (147), Joinville terminou em quarto lugar (137) e Chapecó em quinto, com 104 pontos.

Festa no encerramento

Na cerimônia de encerramento dos Jasc 2013, na sequência da conquista do basquete masculino sobre Joinville, no Galegão, muita alegria dos blumenauenses na entrega do troféu de campeão-geral, em homenagem à cidade-sede (réplica da prefeitura municipal) e nome do ex-presidente da Fesporte Edimar de Oliveira Pinto, o Edinho, que morreu no início de 2013. Ao fim da cerimônia, a delegação fez um desfile em caminhão do corpo de bombeiros pelas ruas de Blumenau.

Blumenau, dona de expressiva hegemonia nos Jogos Abertos, não levantava o caneco desde os Jogos de 2007, em Jaraguá do Sul (em 2008, em Pomerode, Timbó e Rio dos Cedros, os Jasc foram cancelados em função da tragédia no Vale do Itajaí). Depois disso, passou a apostar nos pratas da casa e viu Florianópolis conquistar o tetracampeonato (2009 a 2012, sendo que no ano passado, em Caçador, terminou em quarto lugar, pior classificação da cidade em todos os tempos). Sequência que se rompeu neste sábado, com Blumenau, enfim, alcançando a 40ª conquista na história.

 

Classificação final dos Jasc 2013

1º Blumenau – 312 pontos

2º Itajaí – 266pts

3º Florianópolis – 147pts

4º Joinville – 137pts

5º Chapecó – 104pts

6º Criciúma – 84pts

7º Rio do Sul – 54pts

8º Brusque – 54pts

9º Concórdia – 54pts

 

10º Caçador – 45pts

Pagina 444 de 468