Publicado em Geral
Escrito por

Fesporte recebe visita de Odilon Morona

 

Nesta terça-feira (23), a Fesporte recebeu uma visita especial  na sede da Comissão Central Organizadora (CCO), dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina 2024.

Odilon Morona, natural do município de Caçador e um dos fundadores deste evento esportivo veio parabenizar e celebrar que 36 anos depois da primeira edição realizada em Curitibanos, os Joguinhos seguem com o seu propósito de desenvolver o esporte em nosso estado. 

Este histórico e importante personagem do esporte catarinense contou como foi a realização das primeiras edições, as dificuldades encontradas na época mas que foram todas superadas para que o governo do estado de Santa Catarina prosseguisse com a realização das competições por mais de três décadas. 

Professor de educação física, destacou a importância que a união do esporte com a educação sempre tiveram no desenvolvimento do esporte de Santa Catarina em um legado construído por profissionais da época e que segue até os dias de hoje.

“Me lembro que nos reunimos no ano de 1987em Siderópolis para organizar as primeiras edições da história que realizaram a primeira edição em 1988 em Curitibanos a segunda edição em Lages e a terceira foi na cidade de Tubarão. Naquela época o momento do esporte catarinense era muito difícil porque muitos  municípios não tinham estrutura física e nem de estrutura para receber competições ou até mesmo mandar as suas equipes para outras cidades para competir” explica Odilon.

Segundo o professor, em comparação com outros estados do Brasil, Santa Catarina atualmente possui uma estrutura bastante positiva e que veio crescendo com o passar dos anos, tornando Santa Catarina atualmente como um dos melhores estados a nível de organização esportiva do país com eventos que acontece há décadas em território estadual.

União

“Naquela época em que estávamos organizando as primeiras edições dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina, o que nos favorecia muito era a questão da união que havia entre nós. Ficávamos em alojamentos nos ajudávamos muito e conseguimos assim iniciar a história deste evento que prossegue até os dias de hoje. Este apoio também envolvia os atletas porque naquela época a secretaria de esporte e turismo já oferecia bolsa para auxiliar eles para que conseguissem competir. 

“Hoje eu acredito que com a entrada de grandes empresas no mercado, as opções deles aumentou bastante e isso também foi um fator muito  bom para os atletas que hoje vivem uma realidade bem diferente. Desde os primórdios dos Joguinhos, o que a gente procurava passar aos atletas era que eles já deviam ter essa disciplina que o esporte transmite”

A 36ª edição da história dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina a qual contou com a visita ilustre de Odilon Morona realiza o seu calendário de competições até o próximo domingo, dia 28 de julho.

Assessoria de Comunicação da Fesporte

 

Jornalista Guilherme Brazzalle

 

E-mail:  O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  

 

Telefone: (48) 99190-9994

Publicado em Geral
Escrito por

Tênis de mesa de Chapecó homenageia Cleberson Silva

 

A equipe masculina de tênis de mesa de Chapecó promoveu uma bonita homenagem na celebração do título geral dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina que estão sendo realizados no município de Caçador. Durante a cerimônia de premiação realizada na manhã desta terça-feira (23) na Arena Multiuso da Uniarp, os atletas e comissão técnica homenagearam Cleberson Silva, jornalista e técnico da modalidade e que deixou um legado enorme para o tênis de mesa do oeste do estado. 

Cleberson faleceu no fatídico acidente da Chapecoense ocorrido no dia 28 de novembro de 2016 e até os dias atuais o seu nome é lembrado no esporte de Chapecó, mais especialmente na modalidade tênis de mesa.

“Para nós é especial homenagear o Cleberson que é um personagem muito especial para o esporte de Chapecó. Conquistar este título na classificação na classificação geral do naipe masculino e poder homenagear o Cleberson é especial para nós. Ele foi responsável por fundar o clube de tênis de mesa de Chapecó participando diretamente da formação de muitos atletas desta modalidade. Então este título é especialmente dedicado a ele” explica o técnico Gian.

Tênis de mesa encerra competições nos Joguinhos Abertos de Santa Catarina

Após cinco dias de intensas disputas, as competições de tênis de mesa dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina foram encerradas na manhã desta terça-feira com a disputa da competição por equipes realizadas nos naipes masculino e feminino. Na soma de pontos da classificação geral, Florianópolis celebrou o título da classificação geral do naipe feminino.

Pouso Redondo celebra aniversário do município com medalha de ouro

Neste dia 23 de julho quando o município de Pouso Redondo celebra 66 anos de história, a dupla de tênis de mesa do município catarinense, Laira e Ana acompanhada pelo técnico Vinícius celebraram a data com a medalha de ouro na competição por equipes.

celebra o aniversário mostra todo o seu carinho por seu município natal.

“Hoje é um dia muito especial para o nosso município né?  A gente tem um carinho e uma responsabilidade enorme de estar aqui nos Joguinhos representando Pouso Redondo e encerrar as competições conquistando o título torna esta edição dos Joguinhos ainda mais especial para nós. O município está em festa e nós estamos em festa com esta medalha de ouro conquistada aqui nos Joguinhos Abertos de Santa Catarina” celebrou a atleta.

As competições dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina seguem em disputa até o dia 28 de julho.

Publicado em Geral
Escrito por

Segundo ano do skate nos Joguinhos Abertos de SC

 

Uma das  modalidades que mais evoluiu em Santa Catarina nos últimos anos no estado, o skate realizou na segunda-feira (22) o seu primeiro dia de competições na edição 2024 dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina.

As competições da categoria bowl nos naipes masculino e feminino, foram realizadas no GreenFall Skate Park, localizado no município de Curitibanos (SC), mesmo local que recebeu a estreia da modalidade na edição dos Joguinhos no ano passado. 

Santa Catarina possui alguns dos melhores skatistas do mundo como os atletas olímpicos Pedro Barros, Isadora Pacheco e Yndiara Asp e que certamente são grandes inspirações para atletas bastante jovens que disputam os Joguinhos Abertos de Santa Catarina atualmente.

Mesmo apesar da pouca idade, competidores que estiveram presentes nas em Curitibanos já demonstravam ter o espírito que esta modalidade transmite e mesmo competindo uns contra os outros, os atletas  preservaram durante todo o dia  o espírito de amizade que caracteriza a chamada “família skateboard”.

Resultados

A manhã foi dedicada às competições do naipe feminino que disputaram de forma direta a bateria final e que terminou com título da atleta representante do município de Itapema, Ana Clara Cardoso de Aguiar.

A grande campeã reverencia a inclusão de jovens meninas na modalidade e destacou  as já consolidadas skatistas catarinenses que abriram as portas para que muitas outras chegassem às competições de skate como aconteceu com a própria.

“Primeiro parabenizar a Fesporte e a Federação Catarinense de Skate por colocar o esporte  nos Joguinhos Abertos de Santa Catarina e dizer que foi uma competição muito bem organizada e dedicada para nós que somos atletas e apaixonados por esta modalidade. Como atleta do naipe feminino eu sei do poder de inclusão que o skate tem de abrir as portas para muitas mulheres chegarem a este esporte e quebrarem qualquer tipo de preconceito. Temos grandes referências no skate de Santa Catarina como a Isa Pacheco e a Yndiara Asp e eu pretendo seguir este mesmo caminho delas e quem sabe com muito treinamento e participações em competições viver o que elas conseguiram viver graças ao skate” afirmou a campeã.

No masculino, a competição presenciou um bicampeão que foi o atleta de Garopaba, Luiz Carlos Chiattoni Manica que estreou com título em 2023 e na mesma pista repete a conquista de 2024.

“Para a história do skate e para a história dos Joguinhos Abertos é muito importante a modalidade estar aqui, isso nos incentiva muito porque é uma grande competição estadual e estavam aqui representantes de diversos municípios, o que mostra que a modalidade está indo cada vez mais longe no estado. Eu comecei a andar graças ao meu pai e meus tios que sempre foram ligados ao skate e hoje estarão muito feliz com o meu bicampeonato” celebrou Luiz Carlos.

Nesta edição dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina, o skate realiza ainda as competições da categoria street que acontecem em Caçador. Os treinos livres acontecem na terça-feira (23), competições classificatórias na quarta-feira (24) e as baterias finais serão disputadas na quinta-feira (25).

 

Publicado em Geral
Escrito por

As gêmeas do handebol nos Joguinhos Abertos de SC

 

Uma história de família marca as competições de handebol nos Joguinhos Abertos de Santa Catarina que acontecem no município de Caçador. As irmãs gêmeas Renata Garcia e Bruna Garcia mostram nas partidas em que atuam que o laço familiar não se separa nem no momento das competições.

Atualmente, as irmãs alcançaram um alto patamar no cenário do handebol mundial e ambas integram o quadro da Federação Internacional de Handebol (IHF). Recentemente, a dupla de árbitras e irmãs gêmeas retornaram do campeonato mundial júnior que foi realizado na Macedônia. 

A história da família Garcia no handebol é tão curiosa que as duas árbitras tem uma terceira irmã gêma, Gabriela, também árbitra da modalidade e que atua em competições nacionais de handebol.

“Eu e as minhas irmãs somos trigêmeas e fomos atletas de handebol e com isso a gente já vivencia as competições de handebol desde bastante novas na modalidade que faz parte da nossa família. Se a gente imaginava chegar a este ponto de árbitra internacional eu respondo que não. Porque quando começamos ainda crianças a nossa  meta era ser apenas atleta” explica Renata.

Bruna reforça a sua identificação com a modalidade handebol do naipe feminino e destaca que como profissionais de modalidade hoje no Brasil, o seu grande sonho é ver o Brasil voltar a ser campeão mundial da modalidade. 

“Eu particularmente tenho uma identificação maior com o handebol feminino, acho ele muito mais técnico e tático do que o handebol masculino. Eu percebo a adesão de atletas da categoria feminina chegando 'sim à  modalidade e o meu grande sonho para um futuro próximo é ver o Brasil conquistar um campeonato mundial da modalidade, independente de qual naipe de competição esteja disputando, seja ele masculino ou feminino” ressalta.

Apoio emocional

O apoio emocional direcionado a atletas e profissionais do esporte, também é ressaltado pelas irmãs árbitras de handebol que ressaltam que contam com um apoio de uma profissional especializada para ter o suporte necessário no momento de entrar em quadra, seja pelos Joguinhos Abertos de Santa Catarina, ou por qualquer outra competição internacional da modalidade. 

“Irmã já briga naturalmente né? E na quadra muitas vezes acontece de a gente se desentender, porém nada fora do normal do esporte e pouco depois a gente sabe que já está tudo bem. Além disso a gente conta com um apoio de uma profissional especializada em psicologia que nos atende de forma online mas também muitas vezes viaja até o local de competição para nos prestigiar e dar assistênica e isso é muito positivo pois nos deixa muito preparadas no momento das competições” finaliza Bruna.

A entrevista para a Fesporte foi concedida poucos minutos depois de atuarem juntos na partida de handebol masculino dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina, entre as equipes de Chapecó e Itajaí.

 Assessoria de Comunicação da Fesporte

 

Jornalista Guilherme Brazzalle

E-mail:  O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  

Telefone: (48) 99190-9994

 

Publicado em Geral
Escrito por

Comendador do esporte de SC nos Joguinhos Abertos

 

Um nome histórico do esporte catarinense atua na organização dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina. José Acácio dos Santos, o lendário Pepe, funcionário da Fesporte desde o ano a fundação da entidade, ainda no ano de 1993,  aos 73 anos não perde a disposição para deixar a sua contribuição ao esporte catarinense.

Pepe atuou 40 anos como árbitro de futsal e se tornou um dos maiores nomes da história desta modalidade em nosso país. Entre diversas homenagens recebidas ao longo da vida, recebeu a principal honraria da carreira que foi ser nomeado como Comendador do Esporte de Santa Catarina. 

Nesta edição de  2024 dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina, o ex-treinador fala da importância da união entre governo do estado e município-sede para que o evento seja realizado com a devida organização e contribua na formação de milhares de atletas catarinenses.

“Sempre que a gente chega a um evento como os Joguinhos Abertos de Santa Catarina a expectativa é a melhor possível. Eu penso que tudo funciona bem quando houver uma união entre governo do estado de Santa Catarina e os  municípios-sede do nosso estado que há muitos anos recebem os eventos esportivos realizados pela Fesporte. É muito importante estar aqui neste ano pois os Joguinhos tem muita história no estado e para mim é um grande prazer” explica. 

Desde o longevo ano de 1993, passaram-se 31 anos na história do esporte catarinense e todos eles contando com a participação de Pepe nesta história que é repleta de títulos e desenvolvimento do esporte como explica o nome histórico do esporte catarinense. 

“Com certeza nas últimas décadas o esporte de Santa Catarina cresceu e se desenvolveu muito e muitos atletas que hoje são profissionais um dia passaram por esta experiência que é disputar os Joguinhos Abertos de Santa Catarina e conseguiram seguir carreira no esporte. Esperamos que hoje nas competições deste ano, a história se repita já que Santa Catarina é um grande celeiro de talentos das mais variadas modalidades esportivas. 

Reconhecimento 

José Acácio dos Santos é reverenciado diariamente por servidores da Fesporte e diversas outras pessoas da comunidade esportiva do estado de Santa Catarina e quando questionado o que o futsal significa na sua vida foi simples, direto e sincero na resposta.

“O futsal é tudo na minha vida. Tudo que um dia eu conquistei para mim e para minha família eu devo a esta modalidade”

No meio da arbitragem de futsal o ex-árbitro também é reverenciado por profissionais da atualidade que tem em José Acácio dos Santos uma grande referência para seguir carreira na arbitragem do futsal catarinense e brasileiro. 

 

 Assessoria de Comunicação da Fesporte

 

Jornalista Guilherme Brazzalle

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  

Telefone: (48) 99190-9994

 

 

 

Publicado em Geral
Escrito por

Resiliência marca as provas de ciclismo nos Joguinhos

Resiliência marca as provas de ciclismo nos Joguinhos Abertos de Santa Catarina

O ciclismo também realizou parte de sua programação de competições válidas pelos Joguinhos Abertos de Santa Catarina neste sábado (20). As provas ocorreram no Parque das Araucárias e diversos competidores ressaltaram os principais ensinamentos e características desta modalidade, a arte da resiliência, de nunca desistir e de cair e se levantar. 

Segundo os mesmos competidores, os dias de provas que marcam a presença da modalidade nos Joguinhos Abertos de Santa Catarina são também as principais do calendário da modalidade no estado de Santa Catarina. 

“Os Joguinhos Abertos de Santa Catarina vieram para ensinar. Então penso que para mim, para meus companheiros de equipe do ciclismo de Brusque e para toda a gurizada que está aqui na competição, aproveitem muito pois é uma experiência muito agregadora em nossa carreira. Eu completei 18 anos neste ano, então esta edição de Joguinhos será a última da minha carreira. Restará para mim neste calendário os Jogos Abertos de Santa Catarina e pretendo chegar lá com todos os ensinamentos que tive a oportunidade de adquirir disputando os Joguinhos Abertos” explica o atleta Paulo, representante do município de Brusque. 

No feminino a atleta Juliana reforça que já passou por diversas situações no ciclismo que fizeram com  que mesmo apesar da pouca idade, já se sentisse uma atleta muito preparada para os desafios que esta modalidade coloca no caminho dos atletas.

“Eu já passei por várias situações no ciclismo já que pedalo há muito tempo e então estou absolutamente preparada para todas as situações que a modalidade coloca em nosso caminho. Os Joguinhos Abertos são muito importante para a nossa visibilidade e nós que somos atletas de base temos que aproveitar ao máximo tudo que este evento oferece para a nossa carreira dentro do ciclismo. Cada vez que eu participo de um evento de ciclismo da grandeza dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina, o principal ensinamento que levo para a minha vida é que nunca devemos desistir. 

Seguindo toda a programação das respectivas categorias que integram as provas de ciclismo dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina 2024, as competições acontecem até a próxima terça-feira (23).

 

 Assessoria de Comunicação da Fesporte

 

Jornalista Guilherme Brazzalle

 

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  

 

Telefone: (48) 99190-9994

Publicado em Geral
Escrito por

Atleta haitiano disputa Joguinhos Abertos de SC

a equipe de Joinville, o atleta haitiano Fetson, realiza no Brasil o sonho de prosseguir com a carreira no futebol mundial e disputa os Joguinhos Abertos de Santa Catarina pela cidade em que escolheu para morar em solo brasileiro. Ao desembarcar em Santa Catarina, o meio-campista se apresentou ao Joinville Esporte Clube e logo foi aprovado nos testes, atuando hoje na equipe da categoria juvenil que representa a cidade nas competições do Joguinhos.

“Eu me mudei para o Brasil com a minha família quando tinha apenas dez anos de idade e desde então já estou há seis anos aqui porque o futebol brasileiro é referência no mundo e aprendo muito. Claro que para um estrangeiro que vem de um país como o Haiti, o impacto cultural nesta mudança é enorme mas consegui me adaptar o mais rápido possível a isso graças ao futebol” explica o atleta.

Cultura

Outra característica que chama a atenção em Fetson,  é o fato de o mesmo falar cinco idiomas: francês, português, espanhol, crioulo haitiano e inglês, fazendo Fetson ser admirado e elogiado por companheiros e comissão técnica da equipe em que atua.

“Eu aprendi o português muito rápido que foi fundamental para me adaptar ao Brasil e hoje tenho a facilidade de conseguir falar cinco idiomas e neste mundo tão globalizado que vivemos é muito importante. Como falei anteriormente, o impacto da mudança do Haiti para o Brasil foi grande mas acredito que é com esse aprendizado dentro e fora de campo que vou vencer e conseguir um dia realizar o meu sonho de ser um jogador profissional” finaliza.

Fetson entrou no segundo tempo da partida de estreia de sua equipe que ficou no empate com a equipe de Luzerna válida pela primeira fase do futebol de campo dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina.

 

Publicado em Geral
Escrito por

1º dia de competições dos Joguinhos Abertos de SC

 

Esta sexta-feira (19), foi o primeiro dia de competições dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina, edição de 2024 que acontece no município de Caçador. Logo no primeiro dia de programação, algumas modalidades já estiveram em disputa como o vôlei masculino que realizou parte de sua rodada no Clube Caçadorense de Bocha. 

Estão previstas para serem realizados durante os Joguinhos Abertos de Santa Catarina deste ano, um total de 19 modalidades envolvendo a participação de 110 municípios catarinenses e aproximadamente quatro mil envolvidos nas competições, entre atletas, técnicos dirigentes e demais participantes. 

Os Joguinhos Abertos de Santa Catarina tem um contexto histórico extremamente importante no estado de Santa Catarina, tanto no processo de formação de atletas e principalmente por ser um evento que anualmente faz parte do calendário esportivo do estado.

O técnico da equipe de vôlei, do município de Santo Amaro da Imperatriz, Eduardo, ressaltou a importância da competição minutos antes da estreia de sua equipe diante de Chapecó.

“Os Joguinhos Abertos de Santa Catarina  já revelaram diversos grandes atletas para o vôlei brasileiro e até mesmo para o vôlei internacional e eu considero uma etapa importantíssima na carreira de vivência de milhares de atletas catarinenses. Antes mesmo de entrar em quadra aqui nesta partida de estreia, fizemos uma vídeo-chamada com um atleta nosso que atualmente atua em São Paulo e nos passou uma mensagem extremamente importante de motivação para a nossa equipe” explicou o profissional.

O alto nível das competições, também é uma marca histórica dos Joguinhos Abertos,  como ressaltou o técnico da equipe de Chapecó, Evandro que venceu a sua partida de estreia por 3 sets a 0 diante da equipe de Santo Amaro da Imperatriz.

“O nível de competição dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina sempre foi alto. Chegam aqui a esta etapa as melhores equipes do estado na modalidade e certamente este ano não será diferente pois falando especificamente do vôlei, é uma modalidade que inicia com jogadores de muita qualidade e deixam o torneio ainda mais forte” detalha o treinador. 

Outras competições que estiveram em disputa nesta sexta-feira em Caçador, foram handebol, basquete masculino, futsal feminino, handebol masculino, tênis de mesa e vôlei de praia, estes dois últimos nos naipes masculino e feminino. 

A etapa estadual dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina segue em disputa no município de Caçador até o dia 28 de julho. 

 

Assessoria de Comunicação da Fesporte

Jornalista Guilherme Brazzalle

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.  

 

Telefone: (48) 99190-9994

 

 

 

 

Pagina 1 de 438