Prado

Cinco jogos, cinco vitórias. Este foi o saldo da rodada de estreia dos catarinenses nos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs) nesta terça-feira, 22, em Salvador, BA.  O Time SC teve vitórias expressivas. As meninas das Leoas da Serra, do futsal da Uniplac, de Lages, golearam por 14 x a Ufac, do Acre, com Amandinha, a melhor do mundo, anotando quatro gols.

O basquete masculino da Unoesc, de Joinville, passou fácil pela Unime, da Bahia e fez 106 a 47.

As universitárias do handebol da UNC, de Concórdia, estavam inspiradas em quadra e a vitória de 35 a 17 sobre a Uniateneu, do Ceará, foi o retrado da superioridade técnica do time catarinense.

Quem também fez bonito na rodada inicial foram os meninos do handebol da Univali, de Itajaí, que construíram uma vitória tranquila de 51 a 16 diante da Unifap, do Amapá.

E o voleibol feminino da Unochapecó, de Chapecó, seguiu o mesmo script de vitórias ao passar pelas meninas da Unama, do Pará, com um  3 a 0 com parciais de 25/22, 25/22 e 25/17.

Nesta quarta-feira, 22, há as estreias do caratê, judô e vôlei de praia e na quinta-feira, 23, a natação. Com as vitórias nas modalidades coletivas os times catarinenses entram em quadra nesta quarta-feira com motivação renovada.

Os JUBS são organizados pela Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU) e a  delegação de Santa Catarina é gerenciada pela Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte) e Federação Catarinense do Desporto Universitário (FCDU). 

Texto: Antonio Prado/Ascom Fesporte

 

Rui Godinho, presidente da Fesporte, participou nesta terça-feira, em Salvador (BA), do Fórum Nacional de Secretários Estaduais de Esporte. O evento ocorreu paralelo à programação dos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs), onde o dirigente esteve acompanhando a estreia da delegação catarinense na competição.

Os participantes tiveram 10 minutos para expor as principais ações de políticas públicas que seus estados estão realizando no campo do esporte. Ao palestrar, Rui Godinho falou sobre os 10 eventos promovidos pela Fesporte, que atendem mais de 330 mil atletas, além de defender a importância não somente de se usar o esporte como forma de inclusão social, mas também como elemento que fortalece a economia de um modo geral.

“A inclusão social que o esporte proporciona, principalmente aos mais carentes, é extremamente importante, mas não devemos nos esquecer de que o esporte traz dividendos ao fortalecer economia das cidades em que os eventos são realizados, além de proporcionar emprego e renda de forma direta e indireta às famílias”, destacou Godinho.

Presidente da Fesporte, Rui Godinho (azul) Foto: Antonio Prado/Fesporte

Um dos pontos polêmicos foi a informação da redução de 50 por cento do orçamento para o esporte em 2020 anunciado pelo Secretário Especial Adjunto do Esporte do Ministério da Cidadania, coronel Marco Aurélio Souto de Araújo, primeiro palestrante do dia. O corte, segundo ele será de R$ 400 para R$ 220 milhões por conta de contingenciamento de recursos. Após contestações, o assessor de comunicação do Ministério, Luiz Roberto Magalhães fez a intervenção conciliadora, aceita por todos, inclusive pelo Secretário Marco Aurélio. Sugeriu que os secretários procurassem em seus estados os atletas campeões olímpicos e mundiais, para que formem uma comissão, peçam audiência ao presidente Bolsonaro e façam contatos na Câmara e no Senado. “O apelo dos atletas causará muita repercussão podendo sensibilizar o presidente e os congressistas, além de provocar grande impacto junto à mídia, que certamente vai perseguir o assunto”, concluiu Luiz Roberto.

O Fórum, realizado no Novo Hotel, teve a presença de inúmeras autoridades entre as quais  Alim Rachid, vice-presidente da Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU) e Antônio Hora Filho, presidente da Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE).

Texto: Antonio Prado/Ascom Fesporte

 

Com um contingente de 178 pessoas (141 atletas, 26 técnicos e 11 oficiais), a delegação de Santa Catarina viaja nesta segunda-feira, 21, para Salvador (BA), para participar da etapa nacional dos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs). A competição reunirá até dia 28 cerca de 2.500 universitários de todos os 26 estados mais o Distrito Federal. Já nesta segunda, a partir das 19h, haverá a cerimônia de abertura no ginásio do Centro Pan-americano de judô. As disputas começam nesta terça-feira, 22.

Uma das estrelas do Time SC é  Amandinha, eleita por cinco vezes a melhor jogadora de futsal do mundo, que disputará a competição com o time campeão mundial Leoas da Serra pela Uniplac, de Lages.  A competição será organizada pela Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU) e a  delegação de Santa Catarina será gerenciada pela Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte) e Federação Catarinense do Desporto Universitário (FCDU). 

Estarão nas disputas as modalidades de basquete, basquete 3x3, caratê, futsal, handebol, vôlei, vôlei de praia, jogos eletrônicos, judô, natação e trabalho acadêmico. Segundo o presidente da FCDU  Manoel Rebelo a expectativa é superar a performance dos catarinenses de 2018. “Ano passado conquistamos  56 medalhas, sendo 24 de ouro, 10 de prata e 22 de bronze e nesta edição da Bahia temos todas as condições de superar esta marca”, atesta o dirigente.

Para Rui Godinho, presidente da Fesporte, gerenciar a delegação catarinense nos JUBs, juntamente com a FCDU, era um desejo desde o início de sua gestão, iniciada em janeiro deste ano. “Quando assumimos a Fesporte nosso objetivo era apoiar e fortalecer o esporte escolar e universitário.  E estamos conseguindo. Já estamos em fase final de elaboração de anteprojetos de lei que beneficiam este setor com bolsa atleta, por exemplo. Acreditamos que a junção  esporte e educação são meios para a construção de campeões e cidadãos”, enfatiza Godinho.

Por questões de logística o atletismo dos JUBs foi realizado nos dias 12 e 13 de setembro em Fortaleza (CE). Santa Catarina participou com 13 atletas e obteve 16 medalhas sendo oito de ouro, seis de prata e duas de bronze.  

A saída da delegação catarinense do aeroporto Hercílio Luz, em Florianópolis, nesta segunda-feira, está dividida em três etapas: 7h, 12h e 15h.

Confira as universidades que formam o Time SC

Basquete masculino – Unisociesc (Joinville)  

Basquete masculino 3x3 - Unisociesc (Joinville)

Basquete feminino 3 x3 - Unisociesc  (Jaraguá do Sul)

Basquete masculino  3x3 UFSC (Florianópolis)

Basquete  feminino indor –  Unochapecó (Chapecó) 

Futsal masculino – Unochapecó (Chapecó)

Futsal Feminino – Leoas da Serra/Uniplac (Lages)

Handebol masculino – Univalli (Itajaí)

Handebol feminino – UnC (Concórdia)

Voleibol masculino  - Unoesc (Chapecó)

Voleibol feminino – Unochapecó (Chapecó)

Vôlei de praia masculino – Univali (Itajaí)

Vôlei de praia feminino – UFSC (Florianópolis)

Jogos eletrônicos Futebol FIFA – Udesc (Florianópolis)

Jogos eletrônicos LOL – UFSC  (Florianópolis)

Judô masculino  - Unisul (Palhoça)

Judô feminino – Unisul (Palhoça)

Caratê feminino – Univali (Itajaí)

Natação masculina – Univali (Itajaí), Unesc (Criciúma), Unisul (Palhoça), Udesc e UFSC (Florianópolis)

Natação feminina – Unisociesc (Joinville), UFSC (Florianópolis, Furb (Blumenau), Unisul (Palhoça)

Trabalho acadêmico – Udesc e UFSC (Florianópolis)

Texto: Antonio Prado/Ascom Fesporte

Contato: 48 9 9949-5255/ 9 9169-8810

O Festival Dança Catarina, etapa regional Centro-Oeste, encerrou com chave de ouro na noite deste sábado (19). O evento sediado no Município de Campos Novos, nos dias 18 e 19, contou com a participação de 26 unidades escolares de 17 cidades: Alto Bela Vista, Bom Retiro, Caçador, Campo Alegre, Canoinhas, Concórdia, Curitibanos, Fraiburgo, Irineópolis, Joaçaba, Lages, Ponte Alta do Norte, Santa Cecília, São Bento do Sul, São José do Cerrito, Urubici e Campos Novos.

O evento é promovido pelo Governo do Estado de Santa Catarina, através da Fundação Catarinense de Esportes- Fesporte e coordenado pela Supervisão Regional de Educação em parceria com a Prefeitura. De acordo com a comissão organizadora, mais de 550 bailarinos se apresentaram nos palcos desta etapa, tanto na categoria competitiva, quanto na categoria mostra.

Para muitos bailarinos dançar nos palcos do Dança Catarina é a realização de um sonho, pois a mega estrutura de som, iluminação, palco e uma banca de alto nível de jurados oferecida pela Fesporte, faz com que eles se sintam ainda mais prestigiados e valorizados.

O Prefeito Silvio Alexandre Zancanaro ressaltou a alegria em sediar um evento desta magnitude. “O Dança Catarina é o maior Festival de Dança Escolar, que neste ano completa 20 anos, sendo esta a primeira vez que o Município sedia uma Etapa Regional. O que vimos aqui foram verdadeiros espetáculos, com nível técnico muito alto. Este evento ficará marcado em nossa história e desde já nos colocamos à disposição para receber o evento novamente em nossa cidade, pois essa parceria entre Administração Municipal, Governo do Estado, Fesporte e Supervisão Regional de Educação foi um sucesso”, pontuou.

Confira os resultados da segunda noite do evento:

Categoria Juvenil Dança Popular e Folclórica

1° lugar

Escola: EEB Horácio Nunes

Coreografia: Cantos e danças da região de Rzeszow

Coreógrafo (a): Quelson Brito

Município: Irineópolis

2° lugar

Escola: EEB Irmã Irene

Coreografia: Negrinho do Pastoreio

Coreógrafo (a): Marinei Pedon

Município: Santa Cecília

3° lugar

Escola: EEB Mauro Gonçalves Farias

Coreografia: Chacarrera do tempo

Coreógrafo (a): Rosangela Muniz

Município: São José do Cerrito

Destaques da Categoria

Bailarina: Marcela da Silva de Freitas

Bailarino: Diogo Waden

Grupo: Chacarrera do Tempo

Coreógrafo (a): Quelson Marcelo Brito

Categoria Infantil Dança Livre

1° lugar

Escola: EEB Ilza Amaral de Oliveira

Coreografia: Meu presente me condena

Coreógrafo (a): Diana Demartini Martins

Município: Lages

2° lugar

Escola: EEB Teixeira de Freitas

Coreografia: “Des-encontro”

Coreógrafo (a): Janaína Jurk

Município: Alto Bela Vista

3° lugar

Escola: Colégio Santa Rosa de Lima

Coreografia: Charming

Coreógrafo (a): Anderson da Costa

Município: Lages

Destaques da Categoria

Bailarina: Gabriela Dias Lara

Bailarino: Gustavo Richard

Grupo: EEB Irmã Irene

Coreógrafo (a): Diana Demartini Martins

Categoria Juvenil Dança de Salão

1° lugar

Escola: EEB Araújo Figueiredo

Bailarinos: Douglas Siqueira e Ana Paula de Lima

Coreógrafo (a): Maria Helena Werlang

Município: Urubici

2° lugar

Escola: EEB Teixeira de Freitas

Bailarinos: Diogo Vuaden e Marina Hoffmann

Coreógrafo (a): Andréia Rosana

Município: Alto Bela Vista

3° lugar

Escola: EEB Frei Rogério

Bailarinos: Luiz Fernando Rocha e Bruna Turchetto

Coreógrafo (a): Robson Cichacz

Município: Ponte Alta do Norte

Destaques da Categoria

Bailarina: Milena de Souza

Bailarino: Douglas Siqueira

Coreógrafo (a): Maria Helena Werlang

Texto: Débora Tibes Fagundes/ Ascom Prefeitura de Campos Novos

A 15ª edição dos Jogos Abertos Paradesportivos de Santa Catarina, os Parajasc, encerrou neste sábado (19) em Caçador. Joinville confirmou a hegemonia e levou o sétimo título geral da competição. 

Os joinvilenses somaram, no quadro geral 37 pontos, sendo campeões no segmento Deficiente Visual (DV) e vice-campeões nos segmentos Deficiente Auditivo (DA), Físico (DF) e Intelectual (DI). Itajaí, somando 34 pontos, ficou com o troféu de vice-campeão geral sendo campeão nos seguimentos DF e DI, mas com apenas um vice-campeonato, o do segmento DV, contra três vice-campeonatos dos joinvilenses.  Chapecó fechou o quadro de pontuação em terceiro lugar com 19 pontos sendo campeão no segmento DA.

Confira a classificação por segmento

Deficiência Visual

1º - Joinville – Campeão no atletismo masculino e feminino e na natação masculino e feminino

2º - Itajaí – Campeão no ciclismo feminino

3º - Florianópolis – Campeão no golbol masculino

 Deficiência Auditiva

1º - Chapecó – campeão no atletismo e no xadrez masculino e na bocha feminino

2º - Joinville – Campeão no atletismo e natação, ambos no feminino

3º - Blumenau – Campeão natação masculino

 Deficiência Física

1º - Itajaí – Campeão no atletismo e no xadrez masculino e na bocha feminina e mista

2º - Joinville – Campeão na natação masculino e feminino, tênis de mesa feminino, basquete cadeirante misto e tênis de mesa feminino 

3º - Blumenau – Campeão atletismo femino

 Deficiência Intelectual

1º - Itajaí – Campeão no basquete e tênis masculino e na bocha e no tênis feminino

2º - Joinville – Campeão na  natação masculino e feminino

3º - Brusque – Vice campeão no basquete e bocha masculino

Na programação do último dia do evento, no sábado, dia 20 , ficou em disputa somente cinco provas em duas modalidades esportivas: a bocha, nos segmentos de deficiente intelectual (DI), masculino e feminino, e deficiente físico (DF), para cadeirante e para andante, ambos no masculino, e o xadrez para deficientes visuais (DV).

Na sexta-feira (19), foram 19 encerramentos, considerando gêneros e segmentos do atletismo basquete, bocha, bocha paralímpica, futsal, tênis de mesa e ciclismo. Cerca de 2 mil atletas, de 71 municípios competiram nesta edição dos Parajasc, que teve início no último dia 14. 

Os boletins serão publicados no site da Fesporte, ao fim de cada dia de competição, com toda a programação e resultados (clique aqui para acessar) Os Parajasc são promovidos pelo Governo do Estado – @governosc – e realizados por intermédio da Fesporte, em parceria com o Município de Caçador.

Texto: Heron Queiroz/Ascom/Fesporte

 

Em uma conversa espontânea com o gerente de participação da Fesporte Luiz Fernando Bezerra Salum, Marcos Miranda, classificador funcional do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) elogiou a 15ª edição dos Jogos Abertos Paradesportivos de Santa Catarina, os Parajasc, realizada em Caçador, onde ele esteve participando. Confira o vídeo.

Pagina 1 de 221