Prado

Campeão entre os homens, Gustavo Freitas, o Maninho, tem longa história no ciclismo de Santa Catarina. O representante de Içara disputa os Jogos Abertos desde 1991, quando ainda não havia a disputa da categoria marathon. Como treinador de Içara nos Joguinhos, Maninho, de 43 anos, soma 14 medalhas de ouro. 

O experiente Ricardo Pscheidt, de Joinville, garantiu a medalha de prata na prova, que teve percurso de 50 quilômetros em 1.080 metros de subida no Morro Azul, em Timbó. Com o bronze, finalizou Jair dos Santos, de Rio do Sul.

No feminino, vitória de Tânia Neguerbon, de São José. Campeã do Brasil Ride, a atleta, que compete por São José, foi a primeira a cruzar a linha de chegada após os 32,5 quilômetros de percurso. Aos 33 anos, a ciclista conquistou sua segunda medalha nos Jasc. Ano passado, em Caçador, ficou com a medalha de prata.

Em Timbó, Tamires Radatz, de Florianópolis, conquistou a medalha de prata. Ana Panini, de Blumenau, ficou com a medalha de bronze. Hoje é dia de disputa das provas de cross country, na Rodovia SC 416, em Timbó.

Marathon (XCM)

Masculino, 50 km

Ouro: Gustavo Freitas – Içara

Prata: Ricardo Pscheidt – Joinville

Bronze: Jair Fernando dos Santos – Rio do Sul

 Feminino, 32,5 km

Ouro: Tânia Clair Pickler  Neguerbon – São José

Prata: Tamires Fanny Radatz – Florianópolis

Bronze: Ana Luísa Kork Panini – Blumenau

Texto: Olavo Moraes

Passava um pouco das 9h30 desta sexta-feira, 1º, na piscina da Pame,em Indaial, quando o sistema de som anunciou a primeira medalha da etapa estadual dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc). Amanda Schumacher de Oliveira, de Joinville, cravou 5min8s9 e venceu a prova dos 400 metros medley. 

“É muito gratificante ser a primeira medalhista da competição e ajudar o nosso município na arrancada de pontuação. Isso traz confiança para o grupo inteiro né. Fiquei feliz, pois foi o meu melhor tempo da vida. É uma prova desgastante, mas ao mesmo tempo satisfatória em saber que todo o esforço valeu a pena”, ressaltou a campeã.

Já entre os homens o primeiro medalhista de ouro, na mesma prova, foi Leonir Dias Marino, de Tubarão, que venceu com o tempo de 4min31s35. “Foi uma prova muito dura e vencer é sempre bom para quebrar o gelo. Tem que ser uma prova bem distribuída para chegar no final com um pouco de gás. Encaixei bem os estilos costa e peito, que são essenciais para esta prova e graças a Deus consegui um resultado excelente”.

Leonir disse que comemorava o feito visto que veio crescendo na prova gradativamente a cada ano. “Em 2017 fui terceiro nesta prova. Em 2018 fiquei em segundo e este ano fui campeão. Trabalhei muito para este resultado”, comemorou o campeão.

A natação, que começou nesta sexta-feira, termina neste sábado, 2. Florianópolis é a atual campeã no masculino e Joinville no feminino. A etapa estadual dos Jasc é uma promoção do Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte, em parceria com as prefeituras de Timbó, Indaial e Pomerode.

Texto: Antonio Prado/Ascom Fesporte 

 

A quinta-feira 31, em Timbó, Pomerode e Inadaial foi dia dos últimos ajustes para o início da etapa estadual da 59ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc). No Pavilhão de Eventos Henry Paul, em Timbó, por exemplo, a movimentação foi intensa com os cerca de 300 bailarinos da Fundação Municipal de Esporte de Timbó realizando o último ensaio para a cerimônia de abertura, que ocorre nesta sexta-feira, 1º , às 20 horas, no mesmo local.

Inclusão, diversidade e história dos três municípios-sede serão os temas centrais da cerimônia, que convergirão para o slogan dos Jogos: “Tudo começa com um sonho”. Para a professora Simone Sebold de Souza, responsável pela festa da cerimônia, quem for ao pavilhão de eventos de Timbó verá uma festa que contará a história de Timbó, Indaial e Pomerode passando pelos primeiros habitantes indígenas e também pelas colonizações alemã e italiana, típicas dos três municípios.

Apesar da abertura ser às 20 horas, já no início da manhã tem inicio as competições. Estão previstos 80 jogos na primeira rodada que inclui as modalidades de basquete, bocha, bolão 16, bolão 23, futebol, futsal, handebol, punhobol, tênis, tênis de mesa e voleibol. Também estreiam no primeiro dia as modalidades de ciclismo, com a prova de maraton e natação.

Os Jasc, em sua etapa estadual, são uma realização do Governo de Santa Catarina, por intermédio da Fesporte em parceria com as prefeituras de Indaial, Pomerode e Timbó.

Texto: Antonio Prado/Ascom Fesporte

 

A expectativa é total para a comunidade esportiva catarinense para o início da etapa estadual da 59ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) a ser realizada entre os dias 1º e 10 de novembro nas cidades de Timbó, Indaial e Pomerode.

Durante os dez dias de competição serão cerca de 4.800 atletas disputando 26 modalidades esportivas: atletismo, basquete, bocha, bolão 16, bolão 23, ciclismo, caratê, futebol, futsal, ginástica artística, ginástica rítmica, handebol, judô, natação, punhobol, remo, taekwondo, tênis, tênis de mesa, tiros, triatlo, vôlei, vôlei de praia e xadrez e ainda jitsuo (provisória). Na programação haverá também a exibição do boxe.

Os Jasc são a maior competição de esporte amador do Estado e uma das mais importantes e antigas do país. Ao longo de mais de 50 anos de existência a competição já revelou inúmeros talentos como Gustavo Kuerten, o Guga (tênis), Luisa Matsuo (ginástica rítmica),Tiago Splitter (basquete), Ana Moser e Nathália Zílio (vôlei) Fabiana Beltrame (remo), Fernando Scherer, o Xuxa (natação), entre outros e ainda continuam a revelar nos últimos anos como as velocistas Tamires de Liz e Ana Cláudia Lemos, no atletismo, ambas atletas olímpicas.

Em mais de cinco décadas de Jogos Abertos de Santa Catarina, o que começou como uma confraternização de pessoas, em 1960, se transformou hoje em um megaevento, que envolve diretamente cerca de 2.500 profissionais na organização do evento e atrai a mídia do Estado todo.

Para o presidente da Fesporte, Rui Godinho da Mota, vivenciar os Jasc, seja como atleta, dirigente, organizador ou colaborador, é experimentar o universo esportivo em sua plenitude. É ser ator de uma competição consagrada como uma das melhores do Brasil, palco de atletas olímpicos, da seleção brasileira e anônimos.

 “Os Jasc são a oportunidade de vermos e praticar não somente bons jogos em quadra, mas vermos e experimentar o esporte como elemento da manutenção para uma vida saudável.  É vivência, por meio do esporte, de valores necessários para o convívio em sociedade como a tolerância, a inclusão e o respeito”, destaca o presidente da Fesporte.

A cerimônia de abertura está programada para o dia 1º novembro às 20 horas no Pavilhão de Eventos Henry Paul, em Timbó (Rua: Juluis Scheidmantel, s/n – Centro).

A etapa estadual dos Jasc é uma promoção do Governo de Santa Catarina, por intermédio da Fesporte, em parceria com as prefeituras de Indaial, Timbó e Pomerode. A estimativa dos organizadores é que o evento gere no comércio local das três cidades cerca de 15 milhões de reais. 

Texto: Antonio Prado/Ascom Fesporte

 

Funcionários públicos de diferentes regiões do Estado se reuniram na Associação Atlética do Banco do Brasil (AABB), em Florianópolis, para a primeira edição dos Jogos de Integração dos Servidores de Santa Catarina (Jisc). O evento, organizado pela Fesporte, teve as modalidades de futebol 7, vôlei misto, tênis de mesa masculino e feminino, dominó e canastra. 

O governador Carlos Moisés, a vice-governadora Daniela Reinehr e secretários de Estado prestigiaram os Jogos. Coube ao chefe da Casa Civil, Douglas Borba, carregar a tocha e acender a pira da celebração. 

“Essa é uma oportunidade para que os servidores possam confraternizar em meio a uma disputa saudável. O clima foi de muita amizade e descontração”, afirmou o governador. 

Por volta de 9h30, a vice-governadora Daniela Reinehr declarou aberta a competição, que se estendeu até o fim da tarde. “Hoje nós comemoramos o Dia do Servidor e estar aqui é celebrar esse momento da melhor maneira”. 

Resultados 

Geral 

1 - Iprev

2 - Secretaria de Estado da Administração

3 - Secretaria de Estado da Saúde

Futebol 7 

1 - Corpo de Bombeiros Militar 

2 - Casa Civil

3 - Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável 

Vôlei Misto 

1 - Secretaria de Estado da Administração 

2 - Procuradoria Geral do Estado 

3 - Iprev

Dominó

1 - Secretaria de Estado da Saúde 

2 - Iprev

3 - Secretaria de Estado da Administração 

Canastra 

1 - Iprev

2 - Procuradoria Geral do Estado

3 - Secretaria de Estado da Administração 

Tênis de Mesa Masculino 

1 - Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade

2 - IMA

3 - Procuradoria Geral do Estado 

Tênis de Mesa feminino 

1 - Secretaria de Estado da Administração 

2 - Iprev

3 - Secretaria de Estado da Educação

Texto: Secom Govern SC

A 67ª edição dos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs) chegou ao final neste domingo, 27, em Salvador, BA, com um saldo positivo para Santa Catarina. Nos cinco dias de competição foram conquistados 53 medalhas no total sendo 15 ouro, 19 de prata e 19 bronze.

Neste domingo os catarinenses estiveram em cinco finais nas modalidades coletivas, sendo campeões no voleibol masculino e nas demais foi medalha de prata. Conquistou ainda um bronze no handebol feminino.

A medalha de ouro veio com o voleibol masculino da Unoec, de Chapecó, que enfrentou na final a Uniatenu, do Ceará. Os Chapecoenses fizeram uma partida tranquila fechando o jogo em 3 a 0 com parciais de  25/17, 25/20 e 25/17.

“Essa conquista representa a recompensa de um trabalho de um ano inteiro, treinando dois períodos por dia de segunda a sexta. Não foi fácil chegar até aqui. Somos bicampeões e ano que vem buscaremos mais um título”, dizia ao fim do jogo o chapecoense Pedro, o aniversariante do dia.

No jogo das Leoas da Serra/Uniplac/Lages, pelo futsal feminino, a surpresa esteve em quadra com as lageanas perdendo por 6 a 0 para a Unip, de São Paulo. O time pegou três gols logo no inicio do jogo e ao usar a goleira linha viu placar ser ampliado por meio de inúmeros contra-ataques.

Confira os demais placares das finais

O basquete masculino - Unisociesc, de Joinville 53X 68 Unicesumar, do Paraná.

Handebol masculino da Univali, de Itajaí 21 X23 UNG/SP

Voleibol feminino da Unochapecó/Chapecó 0 X 3 Unifor/CE (Parciais de 18/25, 15/25 e 18/25)

Na disputa do terceiro lugar no handebol feminino as meninas da UnC/Concórdia ficaram com a medalha de bronze ao vencer a Uninassau, de Pernambuco por  34 a 28.

Os Jubs foram organizados pela Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU) e a  delegação de Santa Catarina foi gerenciada pelo Governo de Santa Catarina, por intermédio da  Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte) e Federação Catarinense do Desporto Universitário (FCDU). 

A competição começou dia 22 com a delegação catarinense formada por um contingente de 178 pessoas (141 atletas de oito universidades, 26 técnicos e 11 oficiais).  Santa Catarina participou nas modalidades de atletismo, basquete, basquete 3x3, futsal, handebol, vôlei, jogos eletrônicos, judô, natação e trabalho acadêmico.

A delegação catarinense foi representada pelas seguintes universidades/modalidades:

Atletismo (seleção universitária)

Basquete masculino – Unisociesc (Joinville)  

Basquete  feminino –  Unochapecó (Chapecó) 

Basquete masculino 3x3 - UFSC (Florianópolis)

Basquete feminino 3x3 - Unisociesc  (Jaraguá do Sul)

Futsal masculino – Unochapecó (Chapecó)

Futsal Feminino – Leoas da Serra/Uniplac (Lages)

Handebol masculino – Univalli (Itajaí)

Handebol feminino – UnC (Concórdia)

Voleibol masculino  - Unoesc (Chapecó)

Voleibol feminino – Unochapecó (Chapecó)

Vôlei de praia masculino – Univali (Itajaí)

Vôlei de praia feminino – UFSC (Florianópolis)

Jogos eletrônicos Futebol FIFA – Udesc (Florianópolis)

Jogos eletrônicos LOL – UFSC  (Florianópolis)

Judô masculino  - Unisul (Palhoça)

Judô feminino – Unisul (Palhoça)

Natação masculina – Univali (Itajaí), Unesc (Criciúma), Unisul (Palhoça), Udesc e UFSC (Florianópolis)

Natação feminina – Unisociesc (Joinville), UFSC (Florianópolis, Furb (Blumenau), Unisul (Palhoça)

Trabalho acadêmico – Udesc e UFSC (Florianópolis)

Ao fazer uma análise dos catarinenses na competição o presidente da FCDU Manoel Rebelo se disse satisfeito. “Além da conquista das medalhas, nosso grande feito este ano foi iniciar uma parceria com o governo estadual, por meio da Fesporte. Por isso quereremos agradecer a Feporte pelo apoio ao esporte universitário”, disse Rebelo.

Para Rui Godinho, presidente da Fesporte, apoiar atletas universitários é apoiar cidadania e a educação. “Estes atletas que disputaram os JUBs, na Bahia, estudam em uma faculdade devido ao esporte. Alguns, se não fossem o esporte, não teriam condições de pagar seus estudos. E o esporte proporciona isso. Então, é mais do que justo o governo estadual apoiar estes atletas por meio da FCDU”, finalizou Godinho.

Texto: Antonio Prado/Ascom Fesporte

Contato: 48 9 9949-5255/ 9 9169-8810

Pagina 10 de 232