Esta quinta-feira, 18, promete fortes emoções para os amantes da ginástica artística e rítmica, além da natação na etapa estadual da 60ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc). É que a luta por medalhas destas modalidades começam pra valer.

A ginástica rítmica terá como palco o ginásio do Sesi, em São José, com 10 municípios participantes. O inicio das apresentações começam a partir das 9 horas. O torneio se estende até sábado, dia 20.

Já as disputas da ginástica artística serão no ginásio da escola Municipal Barreirão, em São José. Nesta quinta-feira é dia de treinamento com as disputas começando na sexta-feira, dia 19, a partir das 9 horas. A luta por medalha se estende até sábado, dia 20.

A piscina  do Clube 12 de Agosto, em Florianópolis, será o local do torneio da natação.  Entre quinta e sexta-feira, a partir das 9 horas, atletas disputarão por um lugar no ponto mais alto do pódio.

 

Cerimônia de abertura

 

O ginásio da Arena Multiuso será o palco da cerimônia de abertura, dia 20, com início às 19 horas, tendo como tema artístico abordando a história, a cultura, a arte e o povo de São José.

Para a edição 2021 dos Jasc, 7.500 atletas se inscreveram para as competições classificatórias desde as etapas microrregionais, passando por nove etapas regionais até chegar à etapa estadual. Em São José, brigarão por medalhas 3.500 atletas de 176 municípios.

A etapa estadual dos Jasc é uma promoção do Governo de Santa Catarina, por intermédio da Fesporte, em parceria com a prefeitura de São José e demais municípios que serão sedes de modalidades específicas.

 

 

Depois de três dias de competições do judô da 60ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) entre os dias 14 a 16 de novembro, em São José, eis os campeões da modalidade.

Masculino Campeões

Ligeiro:  Felipe de Almeida, Santo Amaro da Imperatriz

Meio Leve: Matheus Pereira - Itajaí

Leve: José Neto - Chapecó

Meio Médio: Renan Pereira, São José

Médio: Alison Silva – São José

Meio Pesado: Marcelo da Silva – Tubarão

Pesado: Daniel Silva – Blumenau

Absoluto: Romário Silva – São José

Kata: Thales Ciota e Edson Lorenzet - Concórdia

Equipe: Itajaí

 

Feminino campeões

Ligeiro: Ana Nobre – São José

Meio Leve: Maria de Oliveiria – São José

Leve: Nathalia Port – Concórdia

Meio médio: Kamila Lemos – São José

Médio: Maria Portela – São José

Meio Pesado: Aline Silva

Pesado: Anny Ribeiro – São José

Absoluto: Luciana Mazetto – Videira

Kata: Kamila Lemos e Maria Amaral – São José

 

Equipe: São José 

 

 

Ao conquistar a primeira medalha de ouro para Tubarão, o judoca Marcelo Ferreira não conteve a emoção. Subir no lugar mais alto do pódio é especial, mas dessa vez foi diferente - e não é só porque ele foi campeão pela nona vez dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc). Como milhares de pessoas, o atleta perdeu um ente querido durante a pandemia. 

O tio Giovane Ferreira, que também é judoca, foi vítima da Covid-19. "Ele era meu ídolo. Sempre me espelhei nele. Tinha um coração grande.  Não conheço alguém tão carinhoso, que goste de estar perto, de conversar, de abraçar. O lugar mais aconchegante do mundo era dentro do abraço dele", escreveu Marcelo, em luto, na homenagem ao tio em maio deste ano. 

O atleta ainda não tinha voltado às competições depois da pandemia e do luto. Até hoje. Ao entrar no tatame dos Jasc  na tarde de segunda-feira (15), o judogi vestia não só o talento de Marcelo, como a trajetória do tio. Era a hora de honrá-lo. Trazer à tona as memórias que o impulsionariam em cada golpe, inclusive a lembrança dos últimos Jogos Abertos. "Foi na cidade onde o tio morava. Tinha ficado até alojado na casa dele", conta Marcelo.

Com o coração pulsando por dois, ele fez valer a pena cada ensinamento durante o confronto da categoria até 100kg. Uma disputa dura. Um final feliz. "Eu senti o abraço dele no final da luta", revelou, emocionado.  Vitória para o atleta de Tubarão, que trouxe o primeiro ouro para a Cidade Azul, logo na estreia da cidade na competição. A comemoração veio da Associação Tubaronense de Judô (ATJ) e de toda a família formada por judocas - a maioria faixa preta, como o campeão.

Texto:  jornalista Kamila Melo

 

Só deu São José no judô masculino e feminino  dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) encerrada nesta terça-feira, 16, na arena Multiuso em São José. E com isso o município da Grande Florianópolis conquistou os dois primeiros troféus de campeão de modalidade na etapa estadual da 60ª edição dos Jasc.

Entre os homens os josefenses ficaram em primeiro lugar ao somar 68 pontos nos três dias de competições. Itajaí ficou em segundo, com 59, e Tubarão fechou o pódio em terceiro lugar com 42 pontos.

Já entre as mulheres São José somou 103 pontos, seguido de Chapecó, em segundo, com 49, e Videira, em terceiro lugar com 42 pontos.  É o sexto título consecutivo das judocas de São José, mas, segundo o treinador delas, Fábio Moreira Maciel, as conquistas foram ‘suadas’.

“Conquistar pela sexta vez o troféu de campeão no judô feminino é algo histórico para São José. Só tenho agradecer a Fundação de Esporte, a prefeitura de São José, aos atletas e a todos os professores. No masculino há seis anos que tentávamos o título e sempre éramos vice e este ano conseguimos o tão almejado título”, comemorou Fábio Maciel.

 Açorito, o mascote oficial dos Jasc 2021 foi apresentado na cerimônia de premiação (Foto: Antonio Prado/Fesporte)

Na cerimônia de premiação foi apresentado o mascote oficial dos Jasc, o Açorito, que representa o gavião Açor, da região dos açores (Portugal), simbolizando os açorianos colonizadores de São José. O mascote foi escolhido por votação popular dos josefenses.

Os Jogos Abertos prosseguem a partir de quinta e sexta-feira (18 e 19) – com as disputas da natação no Clube 12 de Agosto, em Florianópolis – e finalizam dia 28, quando será conhecido o município campeão geral dos Jasc.

Clique aqui e confira o cronograma de realização das modalidades

Além do que será disputado em São José, oito modalidades terão como sedes outros municípios. É o caso do atletismo, bocha e bolão 16 e 23, que serão em Timbó; a natação e tênis em Florianópolis; o tiro em Governador Celso Ramos e Blumenau e uma prova de ciclismo, em Brusque.

Cerimônia de abertura

O ginásio da Arena Multiuso será o palco da cerimônia de abertura, dia 20, com início às 19 horas, tendo como tema artístico abordando a história, a cultura, a arte e o povo de São José.

Para a edição 2021 dos Jasc, 7.500 atletas se inscreveram para as competições classificatórias desde as etapas microrregionais, passando por nove etapas regionais até chegar à etapa estadual. Em São José, brigarão por medalhas 3.500 atletas de 176 municípios.

A etapa estadual dos Jasc é uma promoção do Governo de Santa Catarina, por intermédio da Fesporte, em parceria com a prefeitura de São José e demais municípios que serão sedes de modalidades específicas.

 

Quem foi nesta segunda-feira, 15, à Arena Multiuso, em São José,  acompanhar o segundo dia de competições do judô na etapa estadual dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) tinha um objetivo: acompanhar as lutas da atleta olímpica  Maria Portela, no peso meio médio (até 70kg), representando São José.

Afinal, não é todo dia que se tem a oportunidade de ver em ação uma atleta  bicampeã pan-americana que participou de três olimpíadas Londres  (2012), Rio (2016) e Tóquio (2020).

Mais o público não estava só. Nas cadeiras ao lado do tatame estava a campeã mundial e  olímpica do judô nas Olimpíadas do Rio, 2016, a  eslovena Tina Trstenjac, que veio ao Brasil visitar a amiga Portela. 

Ao entrar no tatame Maria Portela não desapontou os fãs: venceu todas suas três lutas por Ippon. No primeiro encontro passou por Laís Mara, de Videira, na segunda luta venceu Jenifer Jesus, de Concórdia, e na final derrotou Maria Schroll, de Chapecó.

“Minha participação aqui nos Jasc foi muito legal. Me diverti lutando e deu pra sentir a adrenalina e a vibração da galera que estava ali torcendo. Estou feliz por estar de volta. Fui campeã dos Jasc em 2005, passei um tempo fora e voltei. Participei de três olimpíadas e poder voltar para rever os amigos foi especial, bem diferente”, disse ao final a campeã.

A campeã mundial e olímpica de judô a eslovêna Tina Trstenjac (à esquerda), acompanhou a luta de Portela (Foto: Antonio Prado)

“Estou muito feliz de estar aqui e poder acompanhar minha amiga Maria Portela nesta competição. Começamos nossa amizade em 2018 quando nos encontramos em um acampamento de treino no meu país, a Eslovênia, e hoje somos como irmãs”, destacou  Tina.

A segunda-feira, segundo dia do judô, foi marcada pelas disputas nas categorias   pesado, meio pesado, médio e meio médio, ligeiro, meio leve e leve e absoluto. Nesta terça-feira, 16,  o judô finaliza com as lutas por equipe. Ao final do dia a Fesporte divulgará a listagem com os vencedores das categorias.

Os Jasc são uma promoção do Governo de Santa Catarina, por intermédio da Fesporte, em parceria com a prefeitura de São José e prefeituras de municípios sedes das modalidades específicas.

 

 

As apresentações de kata, do judô, deram início oficial às disputas da etapa estadual da 60ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) na noite deste domingo, dia 14, na arena Multiuso em São José. Seis duplas masculinas e quatro femininas brigaram por medalhas, mas no fim da competição Concórdia sagrou-se campeã com Thales Ciota e Edson Lorenzet. No Feminino a medalha de ouro ficou com Kamila Lemos e Maria Amaral.

O kata apresentado, tecnicamente chamado de Nage no kata, apresentou aos juízes, cinco seqüências técnicas de luta e nelas os árbitros avaliaram a harmonia dos golpes realizados.

Kamila e  Maria Fernanda foram ouro por São José (Foto: Antonio Prado)

“É uma alegria enorme sermos campeões, pois sabemos que os Jasc estão entre as competições mais importantes do nosso estado e é uma emoção muito grande estarmos entre os primeiros a receber a medalha de ouro”, disse o campeão josefense Edson Lorenzeti.

Estávamos treinando muito. Somos uma dupla que treina muito tempo e isso no dá  bastante sincronia e confiança  e isso ajudou muito na nossa apresentação e hoje tudo que queríamos aconteceu”, comemorou a campeã Kamila Lemos.

Eis o pódio do kata

Masculino

1º Thales Ciota e Edson Lorenzet – Concórdia

2º Guilherme Souza e Willain Pereira – Itajaí

3º  Jimmy Ribeiro e Juliano Ribeiro - Gaspar

Feminino

1º Kamila Lemos e Maria Fernanda Amaral - São José

2º Ana Heymanns e Maria Kraus - Blumenau

3º Anabel Brustolin e Nathalia Port - Concórdia

O judô prossegue nesta segunda-feira, 15, a partir das 9h com as lutas pesado, meio pesado, médio e meio médio, ligeiro, meio leve e leve e por fim absoluto. Na terça-feira, 16, finaliza com as lutas por equipe.

A principal atração desta segunda-feira é a luta da atleta olímpica Maria Portela, que luta na categoria 70 quilos por São José, pela parte da manhã.

 

Pagina 5 de 281