Passados dois dias de competição em Rio do Sul, Blumenau continua na liderança do quadro de pontuação que definirá o campeão-geral da 61ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina. O município do Médio Vale do Itajaí soma 34 pontos, cinco a mais do que Florianópolis. Em terceiro está Itajaí com 27. Rio do Sul com o ponto conquistado no tiro ao prato está com nove em sexto lugar.

 A ginástica artística masculina teve como campeã Itajaí, com Blumenau em segundo e Joinville ficando com a medalha de bronze. No feminino o troféu foi conquistado por Florianópolis. Itajaí ficou em segundo e Blumenau em terceiro. Os blumenauenses não competiram no tiro ao prato. O troféu ficou com Tubarão. Criciúma conquistou a medalha de prata e Araranguá, com a de bronze.

O bolão 16 nos dois naipes foi realizado no período de 4 a 6 deste mês, em Timbó e Indaial. No masculino a equipe de Blumenau levou o caneco, o único até agora nestes Jasc. Rio do Sul ficou com a medalha de prata e Timbó conquistou a de bronze. Já no naipe feminino Florianópolis ficou com o título. Blumenau ficou em segundo e Indaial em terceiro.

Texto: Orlando Pereira/Especial/FMD

O sábado foi de fortes emoções no tiro ao prato e na ginástica artística dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc). As duas modalidades encerraram suas competições definindo seus campeões.

Na ginástica artística  masculina Itajai sagrou-se campeã geral ao somar 200,5 pontos, seguida de Blumenau, em segundo, com 189,2 e Joinville em terceiro lugar com 151, 7 pontos. Os itajainenses consagraram também o ginasta Rodrigo Sampaio dos Santos, como o melhor atleta da competição ao conquistar a medalha de ouro no individual geral.

 No feminino o titulo de campeão geral ficou com Florianópolis, que somou 181,8 pontos, com Itajaí, em segundo lugar, com 173,8 e Blumenau, fechando o pódio em terceiro lugar com 171, 3 pontos. Amanda Paulino de Lima, de Florianópolis, foi medalha de ouro no individual geral tornando-se a melhor ginasta da competição.

Pódio do campeão geral feminino da ginástica artística: Florianópolis (1º), Itajaí (2º) e Blumenau (3º) Foto: Divulgação Fesporte

Pódio do campeão geral masculino da ginástica artística: Itajaí (1º), Blumenau (2º) e Joinville (3º) Foto: Divulgação Fesporte

Já no tiro ao prato o troféu de campeão foi de Tubarão, que venceu as duas modalidades de tiro ao prato: o single e o double com direito aos dois melhores atletas do torneio, com Jucinei da Rosa Machado (double) e  Leandro Cardoso Martins (single).

Na classificação geral do troféu de campeão Tubarão somou 13 pontos, seguido de Criciúma, em segundo, com 8, e Araranguá, em terceiro com 5.

Ao final da entrega das medalhas e troféus os tubaronenses eram só alegria. “Estamos muito felizes com essa conquista de Tubarão, conseguimos todos os troféus e medalhas possíveis. Estou bastante emocionado com esse resultado que conseguimos”, disse Jucinei, que  tem no currículo o titulo de campeão mundial no single e Double.

O tiro nos Jasc continua na segunda-feira, dia 14, com a prova de carabina apoiada, já na modalidade armas longas, e finaliza na quinta-feira, dia 17, com o torneio de carabina seta.

A etapa estadual dos Jasc é uma promoção do Governo de Santa Catarina, por intermédio da Fesporte, em parceria com o município de Rio do Sul.

 

Arquibancada lotada do Estádio Municipal Alfredo João Krieck antes mesmo do início das apresentações foi um prenúncio de sucesso da festa da abertura oficial da 31ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) na noite de quinta-feira, 11, em Rio do Sul. E o início das apresentações artísticas – com a qualidade das coreografias – mostrou ao público que valeu a pena ir até o estádio.

 Ao centro do gramado, o palco montado foi perfeito para as apresentações dos grupos de dança Andreia Mendes, de Timbó, e do Centro Cultural Lilly Bremer, de Rio do Sul. Os alunos do Centro Cultural Lilly Bremer apresentaram uma dança que remetia a influência afro e indígena. Já o Grupo de Andrea Mendes, que conquistou no último final de semana o hexacampeonato brasileiro de hip-hop, apresentou rítmicos que também encantaram o público.

Cultura indígena também esteve nas apresentações artísticas (Foto: Antonio Prado)

O ponto alto foi o acendimento do fogo simbólico dos Jasc. Os atletas rio-sulenses Luís Henrique Schneider (lançamento do disco), Douglas Werner Heckman (tiro esportivo), Vanessa Feliciano (xadrez), Edmilson Gutz dos Santos (karatê) e Armelindo Schlup (bolão 23) entraram no Estádio Alfredo João Krieck conduzindo respectivas tochas. Eles colocaram o fogo em uma espécie de tulipa que se abriu e depois fechou, com a pira sendo acesa.

Atletas de Rio do Sul no desfile das delegações (Foto: Antonio Prado)

Entres as diversas autoridades presentes estiveram o prefeito de Rio do Sul, José Thomé, e o presidente interino da Fesporte, Marcelo Brigadeiro. Em seu discurso o prefeito destacou a importância da pratica esportiva: “O esporte desenvolve as pessoas, pois gera disciplina e proporciona hábitos de vida saudável e os Jasc proporcionam isso, e é por isso que estamos felizes em sediar o maior evento esportivo de nosso estado”, disse Thomé.

O presidente interino da Fesporte, Marcelo Brigadeiro, discursa na solenidade de abertura (Foto: Antonio Prado)

Marcelo Brigadeiro, por sua vez, enfatizou o trabalho dos funcionários da Fesporte a da prefeitura de Rio do Sul na realização do evento. “É importante agradecer a gestão do presidente da Fesporte, Kelvin Soares, pois é a gestão que mais investiu no esporte de Santa Catarina, principalmente com ações de destaque como Pide (Projeto de Iniciação Desportiva Escolar) e o Bolsa- atleta, que eram reivindicações antigas da comunidade escolar”, disse para em seguida, juntamente com o prefeito Thomé, declarar oficialmente aberta a 61ª edição dos Jasc.

A etapa estadual dos Jasc é uma promoção do Governo de Santa Catarina, por intermédio da Fesporte, em parceria com o município de Rio do Sul.

Nesta 61ª edição dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc), em Rio do Sul, a Fesporte disponibilizará os resultados da competição em tempo real, por meio da Fesporte Digital (fesporte.digital.esp.br) 

Acesse aqui

A plataforma foi desenvolvida pela Placarsoft e permitirá que os usuários, além de acessar os resultados em tempo real,  acesse serviços como quadro de medalhas, pontuação geral, boletins, agenda dos jogos do dia, súmulas das partidas, fotos para downloads para imprensa, entre outros serviços.

Para o bom funcionamento do processo, a Placarsoft montou um time composto por três  técnicos em TI para alimentar, a partir da Comissão Central Organizadora (CCO) dos Jasc, o Sistema Fesporte Digital.

A plataforma Fesporte Digital pode ser acessada também dentro da própria CCO no Clube de Caça e Tiro, por meio de um totem touch screen, montado na entrada do prédio.

 

Técnicos da Placarsoft alimentam a plataforma Fesporte Digital na CCO dos Jasc (Foto: Antonio Prado)

Dentro dos dez dias de competições da etapa estadual dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) cerca de 6.500 atletas desfilarão seus talentos, entre 10 a 20 de novembro, nas praças esportivas de Rio do Sul. Neste universo de competidores, há um seleto grupo de craques campeões mundiais e atletas olímpicos. Atletas, cuja atenção dos torcedores estão voltado para eles, afinal não é todo dia que se tem o privilégio de ver ao vivo um fora-de-série.

A seguir um pouco do que o torcedor pode vivenciar nos Jasc em Rio do Sul.

Um atletismo de estrelas

No atletismo Luis Henrique Schneider e Felipe Lorenzon (ambos de Rio do Sul) dominam as provas do lançamento do disco e peso. O desafio será derrotar Darlan Romani, de Concórdia, campeão mundial indoor.

No peso feminino, Milena Jaqueline Sens, de Rio do Sul, quer manter o recorde absoluto da competição. De Joinville vem Leticia Oro Melo, terceira colocada no mundial de Oregon, EUA, na prova do salto em distância. 

Simone Ponte Ferraz (atleta olímpica), dos 3.000 metros com obstáculos, vai competir por Jaraguá do Sul. Matheus Corrêa, atleta olímpico de Blumenau, disputa a marcha atlética. 

Rodrigo do Nascimento, de Itajaí, venceu o revezamento 4x100 com a Seleção Brasileira.

Olímpicas na natação

A natação será um palco de estrelas, com favoritismo nos dois naipes: entre as mulheres virão Natália de Luca, costas, atleta internacional, incluindo Olimpíada; Alessandra Marchioro, recordista internacional; Graciele Herman, 100 e 50 livres, também internacional, com Olimpíada; Leonardo Venturini, 50 e 100 livres vice mundial, campeão brasileiro; , todos nadando por Itajaí. 

Futsal de qualidade

O futsal masculino rio-sulense está invicto no campeonato catarinense, mas enfrentará Jaraguá e Jec/Krona adversários de Liga Nacional. No feminino as estrelas são as lageanas das Leoas da Serra.

Campeãs mundiais na bocha

Na bocha a grande atração serão as campeãs mundiais de 2012 Ingrid Schulz (Caçador) e Diva Sebenello (Itajaí), campeãs mundiais em 2022. 

Seleção brasileira no karatê

Praticamente toda Seleção Brasileira de Karatê disputa os Jasc por vários municípios. Evento é considerado uma competição nacional entre os atletas. O astro do Rio do Sul é Edmilson Gutz, que acaba de ganhar o sexto título brasileiro. É tricampeão pela Liga Mundial e cinco vezes campeão brasileiro. O atleta olímpico Vinicius Figueira e Valéria Kumizaki (bicampeã pan-americana (ambos de Itajaí), são destaques da modalidade. 

Basquete da liga nacional

O basquete tem força nas equipes da Liga Nacional nos dois naipes: o  feminino de Blumenau é campeão 11 vezes consecutivas dos Jasc.  No masculino, Brusque, Blumenau e Joinville vêm do campeonato brasileiro.  No vôlei feminino o time da Superliga é de Brusque. O de Rio do Sul pode passar de fase. No masculino o favoritismo é do Blumenau/Apan.

Campeonato brasileiro no futebol feminino

O futebol feminino tem Avaí/Kinderman, que participa do campeonato brasileiro, como grande favorito, disputando o título com Criciúma, finalista do campeonato catarinense, o adversário mais forte.

Campeão brasileiro no tênis de mesa

Tênis de mesa, Diogo Silva, atual campeão brasileiro adulto, além de Cazuo Matsumoto, ao lado de outra ex-atleta olímpica, Ligia Silva, são estrelas da modalidade, que disputarão a competição por Concórdia.

 Medalhista olímpico no tiro

No tiro de armas curtas Julio Almeida com mais de 15 medalhas internacionais, e Philipe Chateaubriand, primeiro atirador brasileiro classificado para Paris 2024, competem por Rio do Sul. Felipe Wu, atleta medalhista olímpico do Brasil, é de Chapecó, principal adversário.

A etapa estadual da 61ª edição dos Jasc é uma promoção do Governo de Santa Catarina, por intermédio da Fesporte, em parceria com a o município de Rio do Sul.

 

 

 

Com dez equipes, número mínimo exigido pelo regulamento dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) para haver pontuação, o Tiro ao Prato começou na manhã desta quinta-feira, 10, na Associação Caça e Tiro Rio do Sul.

Houve desistência de alguns municípios por quererem que a modalidade fosse disputada em local com quatro pedanas - local onde ficam os atletas, já que em Rio do Sul há apenas duas. Mas os organizadores, e demais municípios, avaliaram que a realidade não atrapalharia o andamento e a qualidade da competição.

Participam desta edição Rio do Sul, Araranguá, Balneário Camboriú, Braço do Norte, Criciúma, Pomerode, Pouso Redondo, Rio Fortuna, São Lourenço do Oeste e Tubarão, medalha de prata em 2021. 

O tiro finaliza quinta-feira, dia 17, após a realização de oito modalidades de tiro, incluindo armas longas e carabina deitada. A etapa estadual dos Jasc é uma promoção do Governo de Santa Catarina, por intermédio da Fesporte em parceria com o município de Rio do Sul.

 

 

 

Pagina 6 de 270