×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 328

Publicado em Parajasc
Escrito por

Troféus no goalball e atletismo marcam 2ª feira nos Parajasc

A segunda-feira (27), o terceiro dia dos Jogos Paradesportivos de Santa Catarina (Parajasc), em São Miguel do Oeste, foi marcada pela definição de cinco troféus de campeão: um no goalball e quatro distribuídos entre o atletismo para deficientes auditivos (DA) e deficientes intelectuais (DI), ambos no masculino e feminino. 

Clique aqui e veja o boletim oficial com programação e resultados

Clique aqui e confira as fotos dos Parajasc 2015 no Flickr da Fesporte

Clique aqui e veja mais fotos dos Parajasc no Facebook da Fesporte 

Na classificação geral do atletismo DA os troféus ficaram na região Oeste do Estado. A equipe feminina de São Miguel do Oeste faturou seu primeiro troféu de ouro. A prata foi para Quilombo e o bronze para Concórdia. No masculino do mesmo segmento, Chapecó levou o primeiro lugar. Em seguida Caçador e Videira também comemoraram os troféus de prata e bronze, respectivamente.

No atletismo DI feminino a classificação geral ficou: Itajaí, Quilombo e Presidente Getúlio. No masculino, Itajaí também faturou o ouro, seguido de Jaraguá do Sul (prata) e Concórdia (bronze).

Já na final do goalball, Xaxerê venceu Blumenau por 12 a 7 e levou o ouro. 

Terça-feira será de decisões

A terça-feira (28) promete muitas emoções nos Parajasc. O atletismo se encerra com a definição dos campeões no segmento deficiente visual (DV) e físico (DF), a partir das 8 horas na pista do Regimento da Cavalaria Mecanizada.

Outra modalidade que se encerra nesta terça-feira é o tênis de mesa, cujas partidas ocorrem também pela manhã no ginásio da Escola Estadual Alberico Azevedo.

Nas demais modalidades as disputam entram no momento decisivo.  Na programação dos Parajasc consta o atletismo, natação, tênis de mesa, xadrez, futsal, ciclismo, goalball, handebol em cadeira de rodas, natação, xadrez, basquete para cadeirantes e bocha paralímpica. 

Os Parajasc são uma promoção do Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte e Prefeitura de São Miguel do Oeste. O evento se encerra na quinta-feira, dia 30.

Mais Informações

Antonio Prado

(48) 9696- 3045

 

Publicado em Parajasc
Escrito por

Municípios recebem os primeiros troféus do Atletismo dos Parajasc 2015

 

Os primeiros troféus da modalidade de atletismo dos Jogos Abertos Paradesportivos de Santa Catarina (Parajasc), foram entregues nesta segunda-feira, 27, em São Miguel do Oeste. As provas, realizadas na pista de atletismo do 14º Regimento de Cavalaria Mecanizada (14º RC Mec), reuniram atletas de Deficiência Intelectual (DI) e Auditiva (DA).Na classificação geral do atletismo DA os troféus ficaram na região Oeste do Estado. A equipe feminina de São Miguel do Oeste faturou seu primeiro troféu de ouro. A prata foi para Quilombo e o bronze para Concórdia. No masculino do mesmo segmento, Chapecó levou o primeiro lugar. Em seguida Caçador e Videira também comemoraram os troféus de prata e bronze, respectivamente.

 

No DI feminino, a classificação geral ficou: Itajaí, Quilombo e Presidente Getúlio. No masculino, Itajaí também faturou o ouro, seguido de Jaraguá do Sul (prata) e Concórdia (bronze).A atleta, Amanda Groth, de Concórdia, comemorou o troféu de terceiro lugar geral no DA feminino. Afinal, ela venceu duas das três provas que competiu: arremesso de peso (3º lugar) e lançamento de disco (2º lugar). Mesmo sem o ouro no peito, o rosto da jovem de 18 anos estampava a alegria em participar pela segunda vez dos Parajasc. “É com orgulho que represento um município. E saio daqui com um exemplo de valor maior de cada deficiente, pois somos todos capazes”, afirma.

 

Além de atleta, Amanda também ajudou as competidoras das provas com a interpretação em língua de sinais. O que se via durante a competição, era uma jovem tranquila, competindo por amor pelo esporte e pela vida. “É necessário um intérprete ou legenda e eu gosto muito de ajudar, até porque eles também me ajudam”, comenta a atleta.Para ela, os Parajasc representam um aprendizado, principalmente por ter o contato com várias deficiências, e não apenas a auditiva. “Eu fico um pouco nervosa quando vou jogar, penso que vou perder. Mas aqui eu vi os atletas downs, por exemplo. Eles não ficam nervosos, eles pensam que vão ganhar, que vão jogar. Participar com outros atletas já é uma vitória para eles. Esse exemplo eu levo comigo”, garante Amanda.  

 

Confira a entrevista em vídeo com Amanda aqui.

 

Os Jogos Abertos Paradesportivos são uma promoção do Governo do Estado, por meio da Fesporte, com apoio da Prefeitura de São Miguel do Oeste da Secretaria de Desenvolvimento Regional de São Miguel do Oeste (SDR).

 

 

Informações adicionais para a imprensa:

Gisele Vizzotto 
Secretaria de Estado de Des Reg São Miguel do Oeste 
E-mail:  O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Telefone: (49) 3631-2901

Publicado em Parajasc
Escrito por

Xanxerê leva ouro no Goalball

Silêncio em quadra é a marca da modalidade esportiva chamada Goalball. Nos Parajasc o esporte não está entre os mais procurados, porém o público que assiste e os jogadores são fiéis. Em quadra a semana começou com vitória. A equipe de Xaxerê venceu Blumenau e levou o ouro. O resultado final foi de 12X7.

 Foto: Epa Machado/Fesporte

No total 3 equipes masculinas participaram, Xanxerê, Blumenau e Florianópolis. Os paratletas que competiram têm deficiência visual ou baixa visão. O que não impediu Ricardo Becker de ser o artilheiro do time campeão, só na final foi dono de sete gols.“O segredo é acreditar e ter força de vontade para alcançar bons resultados” ressalta o paratleta.

O coordenador do jogo Roger Lima Scherer explicou como funciona o esporte. Segundo ele o tampão nos olhos são vendas homologadas pela Federação Internacional de Desporto para Cegos (IBSA) que anulam qualquer informação visual do jogador.A modalidade desportiva é coletiva, originariamente concebida para a prática de pessoas com deficiência visual, podendo, no entanto, ser jogada por quaisquer indivíduos, desde que para isso estejam equipados com as vendas. “Cada jogo de Goalball tem a duração útil de 20 minutos, divididos em duas partes de 12 minutos cada, com 3 minutos de intervalo, e é disputado por duas equipes de três elementos, num campo de jogo que deverá ter 18 m x 9 m e duas balizas de 9 m de comprimento por 1.30 m de altura. O objetivo consiste na marcação de gols através de lançamentos de uma bola que contém guizos no seu interior” conclui.

Confira a entrevista em vídeo aqui  do artilheiro Ricardo e do coordenador do jogo Roger Lima Scherer.

Oficina

Na próxima terça-feira a Fesporte  promoverá uma oficina de Goalball no Ginásio de Esportes do Colégio La Salle Peperi, localizado na rua Doutor Guilherme José Missen, no centro de São Miguel do Oeste-SC. As aulas começam às 10h.  Para o diretor de esportes da Fesporte Luciano Nilzo Heck, é uma forma de promover integração e estimular a prática esportiva. “ Vamos fazer uma simulação e oferecer treinamento aos estudantes. Se a idéia pioneira tiver bons resultados, o objetivo é estender a oficina para outras modalidades” encerra.

Assessora de imprensa:

Pamela Marin

(48)88027742

Publicado em Parajasc
Escrito por

Maior velocista brasileira participa dos Parajasc

Adria Rocha dos Santos de 40 anos tem uma trajetória esportiva que somente os maiores atletas e ídolos mundiais conquistaram.  A mineira que reside em Santa Catarina há 11 anos, participa pela primeira vez dos Parajasc. Está entre as velocistas cegas mais rápidas do mundo, é considerada a maior medalhista da história do esporte paralímpico brasileiro. A paratleta perdeu a visão em decorrência da retinose pigmentar e do astigmatismo de nascença, o que não foi obstáculo para a realização do sonho de se tornar campeã.

Desde criança sempre gostou de correr, mas começou a levar o esporte a sério aos seus 14 anos, em Curitiba onde disputou a primeira prova oficial, a segunda competição foi na paraolimpíada de Seul, capital e a maior metrópole da  República da Coréia,  onde a menina brincalhona e bem humorada ganhou duas medalhas de prata nos 100m e nos 400m. Mas a conquista que mais marcou sua carreira foi em Sydney na Austrália em 2000, quando atingiu sua melhor marca. A velocista fez  os 100 metros em 12s 34, os 200 metros em 24s 99  e os 400 em 57s 46. Números que jamais sairão da memória. “Todas as medalhas que conquistei são importantes, mas em Sydney foi a paraolimpíada em que mais sofri para alcançar bons resultados, com certeza serão sempre lembrados com carinho, pois fazem parte da minha história como paratleta” conta Adria orgulhosa.

Especialista nos 100m, 200m e 400m sempre treinou forte, com o objetivo de conseguir bons resultados em cada disputa. Hoje com 43 medalhas nacionais paralímpicas e 75 internacionais Adria encerrou carreira nas provas de velocidade, mas nas corridas de rua ela ainda continua.

A paratleta garante que vai levar uma medalha para Joinville, município onde reside. Ela participará dos 100 metros, 200 e 400 metros na próxima terça-feira em São Miguel do Oeste na pista de corrida do exército, local das provas de atletismo. O horário ainda não foi definido pela equipe técnica da Fesporte.

Assista aqui a entrevista em vídeo concedida à TVFesporte.

Para o presidente da Fesporte, Marcelo Kowalski, é uma honra receber celebridades de nível internacional nos Parajasc 2015. “A presença de Adria nos jogos é uma forma de incentivar os iniciantes e mostrar que com dedicação tudo é possível. Em nome do Governador Raimundo Colombo e pela Fesporte dou boas vindas à paratleta”.

 

Assessora de Imprensa:

Pamela Marin

(48)88027742

 

Publicado em Parajasc
Escrito por

Natação faz a alegria dos 92 nadadores nos Parajasc

O dia foi puxado para os 92 paratletas dos 19 municípios que disputaram a natação dos Jogos Paradesportivos de Santa Catarina (Parajasc) neste domingo (26) na piscina da Escola Estadual Portonovo, de Itapiranga. Mas, depois de cerca de nove horas de competição, os semblantes de cansaço deram lugar a alegria no pódio com as medalhas no peito. Ao final do dia os mais felizes foram os nadadores dos municípios campeões por seguimentos: Deficiência Intelectual (DI), visual (DV), auditiva (DA) e física (DV).

Brusque venceu no DI feminino e masculino. No DV feminino, o ouro foi para Itajaí e no masculino Joinville. No DA feminino e masculino, a cidade de Joinville faturou o primeiro lugar. A equipe joinvilense também levou o ouro no DF masculino e feminino. 

No universo dos muitos atletas, histórias bonitas e curiosas. Alguns vivenciaram fatos já costumeiros, os chamados veteranos. Outros curtiam as novidades e o deslumbramento, eram os novatos.

Descrição da foto: Gustavo Simas, de Brusque, sorrindo, morde a medalha de ouro conquistada nos 100 metros livres para deficiente visual

Entre as nadadoras mais experientes inclui-se Adriana Luiza, 42 anos, de Joinville, que conquistou três medalhas de ouro no segmento DF: nos 100 metros livre, nos 100 metros peito e nos 50 metros. Participando dos Parajasc desde 2008 ela revelou que ganhar as medalhas não foi novidade. “As provas foram tranquilas para mim. Vim para participar e saio com três medalhas”.

“ É primeira vez que participo desta competição e estou curtindo muito esta experiência. É muito melhor do que eu imaginava”, diz Gustavo Simas, 19 anos, de Brusque, medalha de ouro nos 100 metros livres para cegos. “Estava nervoso na primeira etapa, mas depois que caí na piscina para o aquecimento o nervosismo foi embora”, admitiu.

 Os Parajasc são uma promoção do Governo de Santa Catarina por meio da Fesporte em parceria com a prefeitura de São Miguel do Oeste.

Mais Informações

Antonio Prado

(48) 9696-3045

 

Publicado em Parajasc
Escrito por

Segundo dia dos Parajasc define os primeiros campeões

O domingo, 26, foi o primeiro dia de competições da11ª edição dos Jogos Abertos Paradesportivos de Santa Catarina, os Parajasc e duas modalidades já definiram seus campeões: ciclismo e natação. A abertura oficial do evento ocorreu no sábado, 25, juntamente com a classificação de atletas e congressos técnicos. Os jogos seguem até a quinta-feira, 30.

Clique aqui e baixe o boletim 2

Ao todo, serão disputadas dez modalidades: atletismo, basquete, natação, handebol, bocha, xadrez, tênis, goalball, futsal e ciclismo - dividido entre deficientes auditivos (DA), intelectuais (DI), físicos (DF) e visuais (DV).

No primeiro dia de competições, na classificação geral do ciclismo (DV) feminino, Itajaí levou o ouro; Florianópolis a prata e Joinville o bronze. No masculino ficou São José em primeiro, Itajaí em segundo e Joinville em terceiro.

Na natação, os campeões foram definidos por segmentos: Brusque venceu no DI feminino e masculino. No DV feminino, o ouro foi para Itajaí e no masculino Joinville. Na DA feminino e masculino, a cidade de Joinville faturou o primeiro lugar. A equipe joinvilense também levou o ouro no DF masculino e feminino.

Ainda no primeiro dia de competições, estrearam outras seis modalidades: bocha DA, DV, DI e DF cadeirante e paralímpica, atletismo DA e DI, basquetebol DF, futsal DA e DI, goalball e tênis de mesa. Na segunda-feira, 27, terceiro dia dos Parajasc, iniciam as competições das modalidades de atletismo DF e DV, xadrez, basquetebol DI, bocha DF andante e handebol DF cadeira de rodas.

Informações adicionais para a imprensa:

Gisele Vizzotto 

Secretaria de Estado de Des Reg São Miguel do Oeste 

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Telefone: (49) 3631-2901

 

Publicado em Parajasc
Escrito por

Municípios de Itajaí e São José levam ouro no paraciclismo

Os principais atletas do paraciclismo catarinense se reuniram neste fim de semana para disputar a tão esperada prova dos Parajasc. A competição ocorreu no último domingo em São Miguel do Oeste, onde 14 paratletas disputaram os melhores tempos nas categorias masculino e feminino. De acordo com o presidente da Fesporte, Marcelo Kowalski, é um momento de integração e revelação de talentos. “Os Parajasc sempre nos mostram exemplos de pessoas que superam seus limites e isso é muito importante para a socialização dos paratletas, tanto que Santa Catarina conta com grandes nomes no ciclismo, fico feliz em saber que a Fesporte faz parte da história de cada vencedor que passou pelos jogos”esclarece.

Durante a prova cada competidor pedalou por 1.300 metros em bicicletas especiais para duas pessoas, nela montam o guia e o paratleta. Antes da largada o coordenador da prova Jair Damásio faz uma checagem geral e passa as orientações necessárias para que não haja erro. “É importante que todos os equipamentos de segurança estejam em dia e lembro os competidores sobre a relargada, ou seja, até os primeiros 200 metros da prova a pessoa pode retornar e largar de novo se tiver algum problema. Passando disso, o paratleta deve concluir a prova normalmente” ressalta.

Dicas que Maria Pinheiro já está cansada de saber.A paraciclista de Itajaí começou a participar dos Parajasc em 2010 e hoje é referência na modalidade. Com 31 anos ela participa das quatro etapas nacionais da Copa Brasil de Paraciclismo. Em 2013 fez parte da Seleção Brasileira. Ela se orgulha em falar que é difícil voltar para casa sem medalhas nas competições, tanto que levou ouro nos Parajasc 2015. “Eu acredito no meu potencial, não é porque tenho baixa visão que vou me sentir inferior às outras pessoas. E peço para aqueles que estão começando, que acreditem em si, quando nos esforçamos e acreditamos nos resultados, com certeza conquistamos”.

 O seu colega também de Itajaí Alvacir Paulo da Silva, é outro exemplo de superação. O paraciclista descobriu o dom de pedalar, num evento dos Parajasc há nove anos.Ele já foi dependente químico e não esconde, pois hoje os resultados conquistados em provas mostram a importância do esporte na sua vida. “Como eu tive fé e consegui, sei que muitos podem seguir o mesmo caminho e se tornarem campeões” fala emocionado. Alvacir é dono da prata na Copa do Brasil de Paraciclismo de 2014.

Assista aqui a entrevista com os paratletas em vídeo.

Atletas de São José comemoram medalhas.

 

Os Parajasc seguem até o dia 30 de abril em São Miguel do Oeste.Até lá os 1.700 paratletas com deficiência física (DF), auditiva (DA), visual (DV) e intelectual (DI) vão disputar medalhas em modalidades como: Atletismo, natação, tênis de mesa, xadrez, futsal, ciclismo, goalball, handebol em cadeira de rodas, natação, xadrez, basquete para cadeirantes e bocha paralímpica.

 

Resultados paraciclismo:

Feminino:

Primeiro lugar: Maria Pinheiro - Itajaí/ Tempo:2.1838

Segundo lugar: Denise Aparecida Godoy – Itajaí/Tempo:2.2989

Terceiro lugar: Eva de Jesus Pereira- Florianópolis/Tempo:23089

Masculino:

Primeiro lugar: Luciano da Rosa – São José/Tempo: 1.5753

Segundo lugar: Alvacir Paulo da Silva – Itajaí/ Tempo: 2.2656

Terceiro lugar: Adriano Lourenço- Joinville/Tempo:2.3282

 

Assessora de Imprensa: Pamela Marin

(48)88027742

Publicado em Parajasc
Escrito por

Atletas se confraternizam na abertura dos Parajasc

São Miguel do Oeste - O clima levemente frio na Praça Walmir Bottaro Daniel, na noite deste sábado (24), no centro de São Miguel do Oeste, não foi capaz de diminuir o entusiasmo dos paratletas que lotaram o espaço destinado ao cerimonial de abertura da 11ª edição dos Jogos Abertos Paradesportivo de Santa Catarina (Parajasc). Abraços, encontros e aperto de mãos compuseram o clima de confraternização entre os paratletas compartilhado com o primeiro momento da abertura: uma criança saindo de dentro de um coração estilizado entoando uma canção de boas vindas.

Baixe aqui o boletim 1 com a programação

Clique aqui e confira as fotos dos Parajasc 2015

Os aplausos do momento personificaram o sentimento de alegria dos presentes. E entre eles o presidente da Fesporte Marcelo Kowalski, prefeito de São Miguel do Oeste João Carlos Valar e o deputado estadual Maurício Skudlark. Os Parajasc são uma promoção do Governo de Santa Catarina por meio da Fesporte em parceria com a Prefeitura de São Miguel do Oeste.

Presidente da Fesporte Marcelo Kowalski destacou que os atletas são exemplos (Foto: Epa Machado)

“Os Parajasc são mais que medalhas, são conquistas de novos amigos” disse Skudlark aos presentes. “Os atletas dos Parajasc são exemplos para todos nós. Que o sonho de cada um seja alcançado nesta semana” destacou Marcelo Kowalski. “Paixão pela vida. Esses são os jogos da grande caminhada de vocês, que são especiais” completou o prefeito Carlos Valar.

As palavras das autoridades foram aplaudidas, assim como o juramento do atleta proferido por Danilo Tonet, da  Bocha DF, e o acendimento da pira olímpica por Jair de Souza, do atletismo. Ambos de São Miguel do Oeste. Por fim, o que se viu foi uma nova celebração entre os atletas com deficiência física (DF), auditiva (DA), visual (DV) e intelectual (DI).

Eles, a partir deste domingo (26), começam, até o dia 30, o sonho de serem campeões do atletismo, natação, tênis de mesa, xadrez, futsal, ciclismo, goalball, handebol em cadeira de rodas, natação, xadrez, basquete para cadeirantes e bocha paralímpica. 

Assista aqui em vídeo a reportagem completa sobre a abertura dos Parajasc 2015.

Mais Informações

Antonio Prado

(48) 9696-3045

Pagina 432 de 460