×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 328

Publicado em Parajasc
Escrito por

Para Edinho, da bocha, vencer não tem limites

A cédula de identidade profissional do Conselho Regional de Educação Física (CREF) do Paraná é exibida com orgulho pelo paratleta Edson Cesar Slonski, o Edinho, de Porto União. O documento representa a luta do portador de paralisia cerebral para conseguir a tão sonhada graduação. Hoje, além de atleta da bocha paralímpica, ele também é treinador e contribui para que Porto União seja um dos municípios com maior número de atletas na modalidade. Da turma de 11 paratletas de bocha do Edinho, cinco estão participando dos Jogos Abertos Paradesportivos de Santa Catarina (Parajasc), em São Miguel do Oeste. 

Clique aqui e veja o boletim oficial com programação e resultados

Clique aqui e confira as fotos dos Parajasc 2015 no Flickr da Fesporte

Clique aqui e veja mais fotos dos Parajasc no Facebook da Fesporte 

Este é o quarto Parajasc que Edinho participa, na classe BC1 da bocha paralímpica (entenda as classes: http://www.ande.org.br/bocha-p-pessoas-com-paralisia-cerebral-severa). Na competição estadual ele nunca levou o ouro, mas guarda experiências que, para ele, significam mais do que as medalhas. “É muito bom estar aqui, fazer novas amizades. Um ajuda o outro. A bocha é uma família”, afirma Edinho. 

Em seu currículo ele carrega importantes títulos, como o de campeão nacional da bocha paralímpica, em 2001, em Curitiba. Em 2011 também ficou campeão por equipe, em São Paulo. Em 1998 e 2001, ele participou do Mundial da Bocha, na Argentina e em Portugal, respectivamente. 

Na memória, que funciona perfeitamente, ele tem gravadas as participações em todos os brasileiros já realizados. “Não faltei em nenhum”, garante, lembrando as suas 16 participações no campeonato. Na Copa América de 2001, nos Estados Unidos, o paratleta também conquistou a prata no trio e o quarto lugar no individual. 

Quem pensa que as atividades, títulos e conquistas do Edinho, param por aí, se enganou. Ele também é escritor de poesia, treinador e atleta da modalidade petra e palestrante. “Sem limites para a superação” é o tema da palestra do paratleta, e também, seu lema de vida. E ao invés de cobrar pelos eventos, Edinho pede doações de kits para os seus alunos poderem competir.

Bocha Paralímpica  

A modalidade começou ainda no domingo, 26, e segue até a próxima quinta-feira, 30, último dia dos Parajasc. A coordenadora da arbitragem da modalidade, Elisabeth Albano, lembra que 57 atletas de 22 municípios estão participando dos Jogos deste ano. “A cada ano, o número de paratletas aumenta. Isso demonstra o crescimento da modalidade”, comenta. Ela, que também é árbitra da Associação Nacional de Desporto para Deficientes (ANDE), explica que, ao todo, são realizados 105 jogos nos cinco dias de competições. 

Os Jogos Abertos Paradesportivos são uma promoção do Governo do Estado, por meio da Fesporte, com apoio da Prefeitura de São Miguel do Oeste da Secretaria de Desenvolvimento Regional de São Miguel do Oeste (SDR).

 Informações adicionais para a imprensa:

Gisele Vizzotto 

Secretaria de Estado de Des Reg São Miguel do Oeste 

E-mail:   O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Telefone: (49) 3631-2901

 

Publicado em Parajasc
Escrito por

Terça-feira de premiações no atletismo

A terca-feira foi de muitos aplausos na pista de atletismo do 14º Regimento de Cavalaria Mecanizada (14º RC Mec) em São Miguel do Oeste. As premiações iniciaram às 9h30 e encerraram no fim do dia. Foram mais de 70 pódiuns organizados pela equipe técnica da Fesporte para receber os vencedores das provas de 100 metros rasos, lançamento de dardo, salto em distância, arremesso de disco, salto em altura, 400 metros rasos, arremesso de peso,  e lançamento de disco. Os resultados oficiais poderão ser acessados pelo site da Fesporte à partir da próxima quarta-feira no boletim oficial.

Depois de distribuir muitos autógrafos, a paratleta Adria Rocha dos Santos de 40 anos dona de uma trajetória esportiva que somente os maiores atletas e ídolos mundiais conquistaram foi buscar o ouro. A sua primeira participação nos Parajasc vai ficar na memória da paratleta. A mineira que reside em Joinville há 11 anos, está entre as velocistas cegas mais rápidas do mundo, é considerada a maior medalhista da história do esporte paralímpico brasileiro. Adria competiu na prova dos 100, 200 e 400 metros rasos feminino.“Estou muito contente em poder estar aqui com essas pessoas de uma alegria contagiante e podendo levar medalhas para Joinville, agradeço muito o apoio de todos e me sinto muito bem por poder estar entre pessoas com exemplos tão significantes para o atletismo” conta ela com sentimento de euforia após receber a medalha.

Assista aqui a entrevista em vídeo de Adria durante sua participação nos Parajasc.

Além de celebridades, o atletismo também viu pessoas que participam pela primeira vez dos Parajasc. Foi o caso de Adriana Kuster representando Lages. A paratleta com deficiência visual de 14 anos, fez bonito na prova de 100 metros rasos. Mesmo sem muita preparação conquistou o bronze com muito orgulho. Já Marcos Ferrari Maurílio é veterano nos jogos, ganhou no total 5 medalhas durante participações anteriores nos Parajasc, e a sua mais recente participação  por Maravilha lhe deu oportunidade de levar ouro para o município.

 

Durante os cinco dias de competições toda a guarnição do 14º Regimento de Cavalaria Mecanizada (14º RC Mec) do Exército acompanhou e prestou todo apoio logístico necessário aos deficientes. Os trabalhos no local seguem até a próxima quarta-feira, dia em que encerram as competições da modalidade.

 

 

 

Assessora de Imprensa:

Pamela Marin

(48)88027742

 

Publicado em Parajasc
Escrito por

Tênis de mesa define seus campeões em São Miguel

A terça-feira (28) foi dia de definição do tênis de mesa dos Jogos Paradesportivos de Santa Catarina (Parajasc).  Ao final do dia foram conhecidos os campeões pelos segmentos de deficiência física (DF), auditiva (DA) e intelectual (DI) no masculino e feminino após as disputas por duplas e individuais.

Entre as diversas campeãs individuais do dia, uma das mais felizes era Silvana Aparecida Rodrigues, de Itajaí, 32 anos, ouro individual DF ao vencer na final Dina Regina Abreu, de Joinville, uma das favoritas. “Eu estava perdendo por 2 sets a zero, empatei e consegui virar para 3 a 2. Foi uma vitória da fé, pois eu confiei em mim mesmo para vencer”, disse a atleta que tem imobilidade no braço e na perna direita por conta de um AVC quando tinha 19 anos.

Confira os municípios campeões

DF – Masculino

1 – Criciúma – 35 pontos

2 – Joinville – 28 pontos

3 –Blumenau – 22 pontos

DF – Feminino

1 – Itajaí – 32 pontos

2 – Joinville – 20 pontos

3 – Blumenau – 14 pontos

DI – Masculino

1 – Itajaí – 37 pontos

2 – Itapoá – 35 pontos

3 – Brusque – 28 pontos

DI – Feminino

1 - Itajaí – 40 pontos

2 – Joinville – 34 pontos

3 – Brusque – 30 pontos

DA – Masculino 

1 – Joinville – 40 pontos

2 – Caçador – 32 pontos

3 – Videira – 27 pontos

DA – Feminino

1 – Joinville e Caçador – 37 pontos

2 – não houve devido ao empate 1ª colocação

3 – Blumenau – 27 pontos

Mais Informações

Antonio Prado

(48) 9696-3045

 

Publicado em Geral
Escrito por

A TV Fesporte transmite ao vivo sobre os Parajasc

A partir das 18 horas desta terça-feira a TV Fesporte transmite ao vivo de São Miguel do Oeste, pelo site da Fesporte, entrevistas e reportagens sobre os Parajasc

Clique aqui e assista

Publicado em Parajasc
Escrito por

Chapecó é campeã do handebol DF por antecipação

A equipe masculina de handebol para deficientes físicos (DF) de Chapecó sagrou-se campeã por antecipação da modalidade na tarde desta terça-feira (28), nos Jogos Paradesportivos de Santa Catarina (Parajasc) em São Miguel do Oeste. No sistema de disputa de chave única, em que todos jogam entre si, os chapecoenses venceram seu segundo jogo na competição a Criciúma por 2 sets a zero com parciais iguais de 4 a 3.

Clique aqui e veja o boletim oficial com programação e resultados

Clique aqui e confira as fotos dos Parajasc 2015 no Flickr da Fesporte

Clique aqui e veja mais fotos dos Parajasc no Facebook da Fesporte 

O handebol dos Parajasc para deficientes físicos é disputado no sistema de sets. Os dois primeiros têm a duração de 10 minutos e no set desempate o tempo é de cinco minutos.

Com este resultado os chapecoenses já não podem mais ser alcançados por seus adversários na rodada desta quarta-feira (29), quando encerra-se a modalidade. O time do Oeste jogará com Joinville apenas para cumprir tabela.

Após a vitória, na quadra do ginásio de esporte da Escola Estadual São Miguel, os chapecoenses vibraram muito. “Já esperávamos esta vitória”, admitiu  Ademir Moro, armador do time campeão. “Nosso foco é o Campeonato Brasileiro, que deverá ser disputado em outubro, talvez em Curitiba”, completou.

É segundo título da modalidade de Chapecó. O município foi campeão no ano passado. No jogo posterior Itajaí venceu Joinville por 2 a 0 (com parciais de 8 a 1 e 7 a 1). Os Parajasc são uma promoção do Governo de Santa Catarina por meio da Fesporte em parceria com a Fesporte.

Mais Informações

Antonio Prado

 

(48) 9696-3045

Publicado em Parajasc
Escrito por

Alunos conhecem a modalidade Goaball em Oficina da Fesporte

 

Na manhã desta terça-feira, dia 28, alunos do Colégio La Salle Peperi tiveram a oportunidade de vivenciar a prática da modalidade Goalball, da qual participam pessoas cegas ou com baixa visão.A iniciativa é da Fesporte, que através de um Projeto Piloto, realiza pela primeira vez a experiência com a comunidade durante o Parajasc, a fim de oportunizar aos cidadãos a vivência e as dificuldades que são sentidas pelos cegos no dia a dia.

A oficina foi desenvolvida pelo coordenador da modalidade no Parajasc, Roger Scherer, junto com professores de Educação Física. “Além de difundir a modalidade durante os jogos, a intenção da Federação é que as pessoas possam conviver com a realidade dos cegos”, comentou.Os alunos ouviram com atenção as dicas e, na seqüência, realizaram exercícios com os olhos vendados e se guiaram ao som da bola, palmas e outros indicadores sonoros.

Scherer ressalta que a Fesporte realizou a oficina, incluindo teoria e prática, com educadores da modalidade durante a última edição do Parajesc. Ele lembra que as equipes do Goaball do Brasil, no masculino e feminino, são destaque em nível mundial.

 

 

Karla Utzig

Jornalista Prefeitura SMOeste/SC

49 3631 2030

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

Publicado em Parajasc
Escrito por

Troféus no goalball e atletismo marcam 2ª feira nos Parajasc

A segunda-feira (27), o terceiro dia dos Jogos Paradesportivos de Santa Catarina (Parajasc), em São Miguel do Oeste, foi marcada pela definição de cinco troféus de campeão: um no goalball e quatro distribuídos entre o atletismo para deficientes auditivos (DA) e deficientes intelectuais (DI), ambos no masculino e feminino. 

Clique aqui e veja o boletim oficial com programação e resultados

Clique aqui e confira as fotos dos Parajasc 2015 no Flickr da Fesporte

Clique aqui e veja mais fotos dos Parajasc no Facebook da Fesporte 

Na classificação geral do atletismo DA os troféus ficaram na região Oeste do Estado. A equipe feminina de São Miguel do Oeste faturou seu primeiro troféu de ouro. A prata foi para Quilombo e o bronze para Concórdia. No masculino do mesmo segmento, Chapecó levou o primeiro lugar. Em seguida Caçador e Videira também comemoraram os troféus de prata e bronze, respectivamente.

No atletismo DI feminino a classificação geral ficou: Itajaí, Quilombo e Presidente Getúlio. No masculino, Itajaí também faturou o ouro, seguido de Jaraguá do Sul (prata) e Concórdia (bronze).

Já na final do goalball, Xaxerê venceu Blumenau por 12 a 7 e levou o ouro. 

Terça-feira será de decisões

A terça-feira (28) promete muitas emoções nos Parajasc. O atletismo se encerra com a definição dos campeões no segmento deficiente visual (DV) e físico (DF), a partir das 8 horas na pista do Regimento da Cavalaria Mecanizada.

Outra modalidade que se encerra nesta terça-feira é o tênis de mesa, cujas partidas ocorrem também pela manhã no ginásio da Escola Estadual Alberico Azevedo.

Nas demais modalidades as disputam entram no momento decisivo.  Na programação dos Parajasc consta o atletismo, natação, tênis de mesa, xadrez, futsal, ciclismo, goalball, handebol em cadeira de rodas, natação, xadrez, basquete para cadeirantes e bocha paralímpica. 

Os Parajasc são uma promoção do Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte e Prefeitura de São Miguel do Oeste. O evento se encerra na quinta-feira, dia 30.

Mais Informações

Antonio Prado

(48) 9696- 3045

 

Publicado em Parajasc
Escrito por

Municípios recebem os primeiros troféus do Atletismo dos Parajasc 2015

 

Os primeiros troféus da modalidade de atletismo dos Jogos Abertos Paradesportivos de Santa Catarina (Parajasc), foram entregues nesta segunda-feira, 27, em São Miguel do Oeste. As provas, realizadas na pista de atletismo do 14º Regimento de Cavalaria Mecanizada (14º RC Mec), reuniram atletas de Deficiência Intelectual (DI) e Auditiva (DA).Na classificação geral do atletismo DA os troféus ficaram na região Oeste do Estado. A equipe feminina de São Miguel do Oeste faturou seu primeiro troféu de ouro. A prata foi para Quilombo e o bronze para Concórdia. No masculino do mesmo segmento, Chapecó levou o primeiro lugar. Em seguida Caçador e Videira também comemoraram os troféus de prata e bronze, respectivamente.

 

No DI feminino, a classificação geral ficou: Itajaí, Quilombo e Presidente Getúlio. No masculino, Itajaí também faturou o ouro, seguido de Jaraguá do Sul (prata) e Concórdia (bronze).A atleta, Amanda Groth, de Concórdia, comemorou o troféu de terceiro lugar geral no DA feminino. Afinal, ela venceu duas das três provas que competiu: arremesso de peso (3º lugar) e lançamento de disco (2º lugar). Mesmo sem o ouro no peito, o rosto da jovem de 18 anos estampava a alegria em participar pela segunda vez dos Parajasc. “É com orgulho que represento um município. E saio daqui com um exemplo de valor maior de cada deficiente, pois somos todos capazes”, afirma.

 

Além de atleta, Amanda também ajudou as competidoras das provas com a interpretação em língua de sinais. O que se via durante a competição, era uma jovem tranquila, competindo por amor pelo esporte e pela vida. “É necessário um intérprete ou legenda e eu gosto muito de ajudar, até porque eles também me ajudam”, comenta a atleta.Para ela, os Parajasc representam um aprendizado, principalmente por ter o contato com várias deficiências, e não apenas a auditiva. “Eu fico um pouco nervosa quando vou jogar, penso que vou perder. Mas aqui eu vi os atletas downs, por exemplo. Eles não ficam nervosos, eles pensam que vão ganhar, que vão jogar. Participar com outros atletas já é uma vitória para eles. Esse exemplo eu levo comigo”, garante Amanda.  

 

Confira a entrevista em vídeo com Amanda aqui.

 

Os Jogos Abertos Paradesportivos são uma promoção do Governo do Estado, por meio da Fesporte, com apoio da Prefeitura de São Miguel do Oeste da Secretaria de Desenvolvimento Regional de São Miguel do Oeste (SDR).

 

 

Informações adicionais para a imprensa:

Gisele Vizzotto 
Secretaria de Estado de Des Reg São Miguel do Oeste 
E-mail:  O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Telefone: (49) 3631-2901

Pagina 410 de 438