Publicado em Olimpíadas escolares
Escrito por

SC disputa dois bronzes no encerramento das OE

Cuiabá - As equipes de handebol feminino e de basquete masculino de Santa Catarina foram derrotadas nesta sexta-feira (7) pelas semifinais das duas modalidades das Olimpíadas Escolares 15-17 anos, em Cuiabá (MT). Neste sábado, último dia da competição, os dois times voltam à quadra para disputar a medalha de bronze.

Invictas na fase classificatória, as meninas do handebol da escola Roberto Grant, de São Bento do Sul, perderam por 20 a 16 para o Colégio Jemina Goes (CE).  À tarde, o basquete masculino do Colégio Evangélico, de Jaraguá do Sul, foi superado pelo Santa Dorotéia (DF) por 54 a 50. Os jaraguaenses encerraram os dois quartos da partida perdendo por nove pontos. Na segunda metade do jogo, eles tentaram a virada, mas não conseguiram tirar a diferença. "Chegamos a virar, e estávamos um ponto à frente faltando um  minuto. Mas erramos três ataques e eles não perdoaram. Eles tinham um time mais alto, fizemos um jogo de superação, mas no final não deu", lamentou o técnico Rafael Mueller. As derrotas das duas equipes mantêm Santa Catarina na 2ª Divisão do handebol feminino e do basquete masculino das Olimpíadas Escolares 15-17 anos.

“Nunca erramos tanto no ataque”, lamentou o técnico Marcelo Campos. “Agora é uma questão de honra ficar em terceiro lugar”, disse Campos. O primeiro período terminou 12 a 6 para a equipe cearense. No segundo, as catarinenses fizeram 10 a 8. “A Kinberly (goleira) foi muito bem no segundo tempo, mas erramos muitas bolas de ataque. Se tivéssemos acertado um arremesso quando estava 17 a 15, a história poderia ter sido outra”, comentou Campos. A artilheira do time, mais uma vez, foi a armadora direita Ana Almeida, que marcou seis gols. Na disputa pelo bronze, o time de Concórdia enfrenta a equipe da Paraíba, que já foi derrotada pelas catarinenses na etapa classificatória.

Santa Catarina disputa as Olimpíadas Escolares com 162 atletas de 31 cidades e de 71 escolas estaduais, municipais e particulares. Os catarinenses disputam as modalidades de atletismo, basquete, ciclismo, futsal, handebol, judô, natação, taekwondo, tênis de mesa, vôlei de quadra e de praia e xadrez, todos no masculino e no feminino, além da ginástica rítmica feminina.

Maior e mais importante competição estudantil do país, as Olimpíadas Escolares são organizadas e realizadas pelo COB em parceria com o Ministério do Esporte e confederações olímpicas. O governo do Estado, por intermédio da Fesporte, fornece a todos os integrantes da delegação catarinense passagens terrestres, agasalho completo com duas camisetas, além de atendimento fisioterápico, complementação alimentar, como cereais e frutas, e água mineral e suco para hidratação.

Publicado em Olesc
Escrito por

Sua excelência, o integrador esportivo

Sabe aquele elemento essencial para que tudo funcione bem em determinada função? Quando falamos da estrutura que envolve todo o esporte amador de Santa Catarina, essa peça que não pode faltar é o integrador esportivo.

São eles que organizam as competições na base, ou seja, nas cidades. E não é apenas uma cidade, são várias. Os integradores se espalham pelo Estado usando como base as Secretarias de Desenvolvimento Regional (SDR). São 36, cada um deles responsável por, em média, 10 municípios e todas as competições que elas estão envolvidas.

Gladimir Dutra da Cunha é um dos 36 integradores em ação pelo Estado. Responsável pela região da SDR de Concórdia, cuida no dia a dia de cerca de 2 mil jovens atletas de 7 municípios. Há 10 anos na função, ele destaca o retorno da população para o trabalho que é feito. “Temos uma responsabilidade de orientar, passar informações, auxiliar no que for preciso os pequenos municípios, principalmente. E eles devolvem todo esse esforço com muita gratidão, é muito legal”, conta Gladimir.

Ivete Tirelli é integradora na área da SDR de Palmitos, que engloba oito municípios. Ela lembra que, para equipes de cidades pequenas, chegar à fase regional de uma competição, como a que está ocorrendo em Chapecó, já é motivo para muita alegria. “As pequenas cidades valorizam demais esses eventos, são as Olimpíadas deles. Por isso, não podemos permitir que esse envolvimento acabe jamais”, reforça.

A correria para fazer tudo funcionar perfeitamente também é a rotina diária de Lenuir Oliveira, integrador da região de Xanxerê. São 14 municípios com eventos programados praticamente durante o ano todo. Mas é nessa época que o trabalho, que já é corrido, vira uma verdadeira maratona. “Hoje estou aqui cuidando apenas do pessoal do vôlei, em etapas regionais como essa em Chapecó o trabalho fica bem mais tranquilo, tem mais gente para dar suporte. Mas também estou com a cabeça nos Jesc, no Moleque (Bom de Bola), nas microrregionais dos Jasc. Preciso controlar tudo, não dá para esquecer nenhum detalhe”, explica.

Apesar da correria e das dificuldades do dia a dia, Lenuir, Gladimir e todos os demais integradores são enfáticos ao definir o que move essa função, tão determinante para o esporte catarinense: a satisfação de ver uma equipe se desenvolvendo, os jovens se tornando atletas, tirando lições para toda a vida. “Uma vitória deles nas quadras, nas pistas, nas piscinas, também é uma vitória nossa. Nos sentimos um pouco pai e mãe de cada um deles”, diz Lenuir Oliveira.

Engrenagem fundamental

Para o diretor de Esporte da Fesporte, Marcelo Kowalski, o sucesso e o nível de participação nos eventos catarinenses não seria possível sem a figura do integrador na base. “Tenho eles como a ponta da lança da Fesporte, aqueles que nos representam em cada cantinho e fazem a engrenagem toda girar. A Fesporte só consegue chegar a tantos municípios graças aos integradores”, destaca.

Osvaldo Junklaus é um dos responsáveis pela organização dos eventos de alto rendimento da Fesporte, e começou a trabalhar na entidade em 1991, justamente como integrador. Mais uma razão para ele destacar a importância da função como essencial para o sucesso do esporte amador catarinense, um modelo que outros estados tentam copiar. “Sem eles, os integradores, com certeza não chegaríamos às fases principais dos eventos com tanta participação. São eles os fomentadores na base, aqueles que aproximam a estrutura da Fesporte de cada um dos pequenos municípios catarinenses”, reitera Junklaus, que acrescenta: “O modelo de sucesso que temos hoje em Santa Catarina é mérito deles, que batem de porta em porta arrebanhando atletas e incentivando a prática esportiva. Sem eles, não seria possível termos as fases microrregionais dos torneios, o que mudaria drasticamente o cenário que temos hoje”.

Informações adicionais:

Rodrigo Braga

(48) 8802-7742

Publicado em Moleque
Escrito por

Etapa estadual do Moleque Bom de Bola 2013 chega às semifinais neste sábado

Canoinhas - As meninas de Caçador, Camboriú, Criciúma e Papanduva; e os garotos de Camboriú, Chapecó, Maravilha e Pomerode, têm uma importante decisão na manhã deste sábado. As oito equipes classificadas para as semifinais da etapa estadual do Bom de Bola 2013 jogam pelo direito de disputar a final, no domingo, do maior campeonato escolar de futebol de Santa Catarina.

As duas semifinais femininas começam às 9h. Na Associação Atlética Fuck, o Colégio Rogacionista, de Criciúma, primeiro lugar do Grupo A, pega a EEB Alinor Corte, de Papanduva, segundo do Grupo B. A outra vaga na final será disputada entre a EEBM Clotilde Ramos Chaves, de Camboriú, líder do Grupo B, e o CNEC Marcos Olsen, de Caçador, segundo do A, no Estádio Municipal Benedito Therezio de Carvalho Júnior.

Às 10h15min, os meninos começam a decidir quem chega à final de domingo. Na Associação Atlética Fuck, o atual campeão, CE Recriarte, de Camboriú, enfrenta a EBM Professor Curt Brandes, de Pomerode. No Estádio Municipal, um duelo do Oeste: a EEB Bom Pastor, de Chapecó, e o CE Universo do Saber, de Maravilha, que se enfrentaram na final da regional oeste, em Itapiranga, com vitória dos chapecoenses..

Quem for derrotado pela manhã disputa o terceiro lugar, às 14h. As meninas, na Associação Atlética Fuck, e os meninos, no estádio municipal. As finais estão marcadas também para o estádio municipal, no domingo. A decisão feminina começa às 8h30min, e a masculina, às 10h.

Publicado em Joguinhos
Escrito por

Joinville conquista Joguinhos Abertos pela oitava vez

Curitibanos - Joinville conquistou neste sábado (8), em Curitibanos, o título de campeão geral da 25ª edição dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina. A cidade do Norte catarinense somou 148 pontos, contra 96 de Blumenau. Criciúma ficou na terceira posição, com 86 pontos; Florianópolis e Itajaí totalizaram 70.

Assista aqui ao vídeo da cerimônia de premiação dos campeões gerais dos 25º Joguinhos Abertos de SC

Ouça aqui boletim de rádio sobre o final dos 25º Joguinhos

Acesse aqui os boletins dos 25º Joguinhos

A conquista foi a oitava de Joinville na história dos Joguinhos. A última foi em 2010, em Criciúma. Em 2011, o título foi de Blumenau. Joinville confirmou o troféu de campeão geral da 25ª edição dos Joguinhos ao vencer Blumenau por 52 a 51 na final do basquete masculino. Ao longo dos Joguinhos, Joinville ganhou cinco troféus de primeiro lugar; três de segundo colocado e sete de terceiro.

Carlos Israel, gerente técnico da Fundação de Esportes, Lazer e Eventos de Joinville (Felej), disse que a vitória do município foi resultado de um planejamento. “Ano passado ficamos em terceiro lugar. Então reunimos todos os treinadores e fizemos uma reavaliação, principalmente naquelas modalidades que desapontaram. Com isso conseguimos corrigir o problema e felizmente hoje somos campeões”, contou.

No sábado ainda ocorreram as finais do futebol e do futsal masculino e do handebol e do vôlei feminino, além das decisões masculina e feminina do caratê e da ginástica artística. No futebol, o título ficou com Brusque, que venceu Criciúma nos pênaltis por 8 a 7 após o tempo regulamentar terminar empatado em 0 a 0. No futsal masculino, Jaraguá bateu São Miguel do Oeste por 3 a 1 e garantiu a primeira posição. No handebol feminino, o ouro ficou com Criciúma que bateu Concórdia na final por 23 a 16. E na final do vôlei feminino, que encerrou as disputas dos 25º Joguinhos, as meninas de Nova Trento conquistaram o bicampeonato e o único troféu para o município ao derrotarem Joaçaba na final por 3 sets 0.

Na ginástica artística só deu Blumenau, que conquistou o bicampeonato entre os homens e o tri entre as mulheres. No caratê foi Jopinville que predominou, vencendo entre os homens e as mulheres.

Os 25º Joguinhos Abertos de Santa Catarina começaram dia 30 de agosto com a participação de 3,7 mil atletas de 15 a 18 anos em 16 modalidades. Em novembro ou dezembro deste ano será definida a cidade que sediará a competição em 2013. Os Joguinhos Abertos de Santa Catarina são uma promoção do Governo do estado, com realização da Fesporte e apoio das prefeituras.

Informações adicionais:

Eduardo Correia

Telefone: (48) 8802-7742

Publicado em Jesc12-14
Escrito por

Xanxerê e Concórdia recebem os Jesc 12-14 anos

Xanxerê/Concórdia - Os Jogos Escolares de Santa Catarina (Jesc) 12-14 anos movimentam desta quarta-feira (19) até o próximo domingo (23) duas cidades catarinenses: Xanxerê (sede da regional Oeste) e Concórdia (etapa Centro-Oeste). Depois, entre os dias 26 e 29, Rodeio, que abrigará as disputas da região Leste-Norte, e Araranguá, as do Sul, vão complementar a rodada de fases classificatórias para a disputa estadual, que ocorrerá em julho, em São Miguel do Oeste. Em todas as etapas, desde as municipais, os Jesc 12-14 anos vão envolver um total de 149.538 alunos de 1.251 escolas catarinenses – o equivalente a 59,6% das 2.097 escolas existentes no Estado para esta faixa etária.

As cerimônias de abertura das regionais Oeste e Centro-Oeste serão realizadas nesta quarta-feira (19), às 19h. A de Xanxerê será no ginásio Ivo Sguissardi enquanto que a de Concórdia terá como palco o ginásio Ivo Silveira. A partir de quinta-feira, os estudantes disputarão o titulo do badminton, basquete, futsal, handebol, tênis de mesa, vôlei e xadrez. O campeão de cada modalidade garante vaga para a etapa estadual, de 24 a 27 de julho, em São Miguel do Oeste. Os Jesc são uma promoção do governo do Estado, com realização da Fesporte e apoio das Secretarias de Desenvolvimento Regional (SDRs) e das prefeituras.

Segundo Ademar Silva, diretor técnico dos Jogos Escolares de Santa Catarina, o evento é importante não somente para revelar futuros atletas, mas também para proporcionar aos estudantes participantes um intercâmbio esportivo. “Muitos destes atletas nunca teriam oportunidade de viajar e conhecer outros lugares do Estado se não fosse por meio do esporte. Então, também neste ponto de vista, os Jesc cumprem o seu papel”, destaca o dirigente.


Informações adicionais:

Antonio Prado

(48) 3665-6126

(48) 9696-3045

Publicado em Jasti
Escrito por

Truco consagra Formosa do Sul e Timbó nos Jasti

Itá - O truco chegou ao seu final no início da noite desta sexta-feira (17) nos Jogos Abertos da Terceira Idade (Jasti) em Itá consagrando dois municípios. No masculino, Formosa do Sul sagrou-se campeã, enquanto que entre as mulheres a proeza foi de Timbó. A modalidade iniciou na quarta-feira com a participação de 150 atletas de 37 municípios.

Na final desta sexta-feira, Formosa do Sul foi campeã com Ermelindo Dalla Cort e Vilmar Rech. A dupla venceu por 2 a 0 a Arlindo Genoato e Elemar Baierle, de Águas de Chapecó. Monte Castelo terminou a competição em terceiro lugar.

Apesar de ser reserva no time campeão Jenir Zanchet era um dos que  mais festejava. Não largava o troféu do título. “É uma grande honra para nós de um município tão pequeno conquistar este troféu”, resumia Jenir no pódio. “Nossa cidade é próxima a São Lourenço do Oeste, tem cerca de dois mil habitantes. Lá, todos sabem que estamos aqui e vai ser uma grande festa da população essa conquista”, acredita Vinícius Gris, o técnico campeão.

Entre as mulheres o título foi definido em chave única com o sistema de disputa todos contra todos. No final o título ficou com a dupla de Timbó formada por Isabel Doicatti  e Iracy Bauer. Elas venceram oito dos nove jogos disputados e haviam vencido o torneio em 2010 nos Jasti de Barra Velha. “Isso aqui é emoção total. Dedico este título ao meu técnico Émerson Jubi, que está de aniversário hoje”, diz Iracy. O segundo lugar ficou com Herval do Oeste com a dupla formada por Oneides Shindler e Salete Dal Pizzol  e o terceiro com Faxinal dos Guedes com Ibraima Baldissera e Lurdes Speroto.

Os Jasti começaram na terça-feira (14) com a participação de 1.740 competidores de 151 municípios catarinenses disputando titulo na dança coreográfica, dança de salão bocha, bolão 23, canastra, dominó e truco. Os Jasti terminam neste sábado e são uma promoção do Governo do Estado, com realização da Fesporte e apoio das secretarias de Desenvolvimento Regional (SDRs) e da prefeitura de Itá.

Informações adicionais

Antonio Prado

Telefones: (48) 9696-3045

twitter.com/fesporte

Publicado em Jesc15-17
Escrito por

SC vence o atletismo, a natação e o judô dos JABs

Criciúma – Santa Catarina conquistou neste sábado (1º) os títulos do atletismo, da natação e do judô dos 22º Jogos Abertos Brasileiros (JABs), que ocorrem até terça-feira (4), em Criciúma, no Sul do Estado. Além de Santa Catarina, delegações do Rio Grande do Sul, Paraná, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Espírito Santo e Ceará disputam os JABs. Na terça-feira serão conhecidos os campeões do vôlei, handebol, basquete e futsal.

Os atletas catarinenses venceram as disputas masculinas e femininas do atletismo, natação e judô. No total foram seis troféus e 68 medalhas de ouro, 38 de prata e 19 de bronze. Na pontuação geral, que considera apenas os troféus de 1º, 2º ou 3º lugar, SC soma 54 pontos, seguido de Goiás e Mato Grosso, ambos com 37. Nesta segunda-feira serão disputadas as semifinais das modalidades coletivas; e na terça-feira, as finais.

No sábado, Santa Catarina venceu nove das 10 provas do atletismo. A joinvilense Tamiris de Liz, integrante da equipe de atletismo do Brasil nas Olimpíadas de Londres e que no dia anterior havia vencido os 100m rasos, ganhou novo ouro nos 200m. A equipe feminina de atletismo de Santa Catarina foi comandada pelo técnico Roberto Bortolotto, treinador que revelou a velocista olímpica Ana Paula Lemos. “Em todas as provas, nossas atletas saíram com medalhas. Isso, além da importância deste evento, oferece um estímulo para as competições do restante do ano”, destacou Bortolotto.

Na natação, os catarinenses também conquistaram, no sábado, nove ouros em 10 disputas. A criciumense Fátima Laurindo saiu da piscina do clube Mampituba com seis vitórias nos dois dias de competição. Na sexta, ela havia vencido os 100m livre, os 50m borboleta e integrado as equipes campeãs do revezamento 4x50m e dos 4x100m livre. Já no sábado, ganhou o ouro nos 50m livre e no revezamento 4x100m 4 estilos. “Os tempos foram de acordo com as minhas expectativas, ainda mais por estar numa equipe tão tradicional da natação como a do nosso estado”, comemorou a nadadora de 16 anos. “A competição foi de bom nível. Apesar da ausência de atletas de São Paulo, especialmente, Santa Catarina confirmou com atletas como a Fátima Laurindo, a Eloísa Drapzinski ou o Eduardo Seeger Duarte, que está muito bem na natação”, avaliou Marcelo Costa, coordenador da modalidade nos JABs.

No judô, o sábado foi de disputas por equipes, e Santa Catarina venceu entre os torneios masculino e feminino. Na pontuação geral da modalidade, os judocas catarinenses somaram 86 pontos nos dois dias de lutas; seguidos por Mato Grosso do Sul, com 70; e Goiás, 54. Entre as mulheres, SC ficou com 85 pontos, tendo Mato Grosso do Sul em segundo, com 54; e Mato Grosso em terceiro, com 50.

Os 22º Jogos Abertos Brasileiros são disputados por cerca de 1,1 mil atletas e têm o objetivo de promover o intercâmbio esportivo entre os estados, proporcionar boas relações entre dirigentes, técnicos e atletas e apontar o surgimento de novos talentos no cenário desportivo nacional. Os JABs em Santa Catarina serão organizados pelo Governo do Estado, por meio da Fesporte em parceria com a prefeitura de Criciúma.


Informações adicionais:

Eduardo Correia

(48) 8802-7742

Publicado em Jasc
Escrito por

Fogo simbólico dos 53º Jogos Abertos será aceso nesta sexta-feira, em Brusque

Brusque - A tradição do fogo simbólico será acesa nesta sexta-feira (25), dando início ao clima de Jogos Abertos de Santa Catarina (JASC) 2013. A cerimônia, como reza a tradição, será no berço dos Jogos, Brusque, a partir das 19h na Arena. Depois disso, o fogo passará por algumas cidades até a abertura da 53ª edição dos JASC, dia 20 de novembro, em Blumenau.

Um dos criadores dos JASC e organizador da cerimônia, o comendador Rubens Facchini conta que a intenção é manter viva a tradição. "É um dos momentos mais importantes dos Jogos, e queremos que ela passe através das gerações. Ensinar aos jovens de hoje o valor de rituais como esse", disse Facchini.

Outros momentos importantes no simbolismo dos JASC também vão ocorrer na cerimônia. Por exemplo, a entrega da bandeira oficial dos JASC ao prefeito de Blumenau, Napoleão Bernardes, por parte do secretário de Turismo, Cultura e Esporte, Valdir Walendowski, e do presidente da Fesporte, Erivaldo Nunes Caetano Junior, o Vadinho. O prefeito de Blumenau e o presidente da CCO dos 53º JASC, Sérgio Galdino, também receberão a bandeira do fogo simbólico das mãos do prefeito de Brusque, Paulo Eccel.

O aguardado acendimento do fogo simbólico será feito por Elisa Schlösser Niebuhr, filha do criador dos JASC, Arthur Schlösser.

Depois disso, o fogo passará por algumas cidades como forma de divulgação da edição 2013 dos Jogos Abertos, que vão ocorrer de 20 a 30 de novembro, em Blumenau. O trajeto, no entanto, ainda passará por definições, como explica o organizador Rubens Facchini: "A previsão de chuva para os próximos dias nos fez alterar algumas coisas, pois os eventos geralmente são em locais abertos, em praças. Mas acredito que na semana que vem já estará tudo normal", ressaltou.

Mais informações:

Rodrigo Braga

Ass. Comunicação Fesporte

48 8802-7742

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Pagina 410 de 417