×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 318

Publicado em Jasti
Escrito por

Coordenador dos Jasti, Marcelo Kowalski, avalia o evento

Canoinhas - Na tarde desta sexta-feira (17), a imprensa que cobre a 7ª edição dos Jogos Abertos da Terceira Idade (Jasti) de Santa Catarina, em Canoinhas, esteve na Comissão Central Organizadora (CCO) do evento para conhecer a estrutura onde a equipe da Fesporte organiza o evento. Também estiveram no local o prefeito de Caçador, Beto Faria, o secretário regional da 26ª SDR, Ricardo Pereira Martim, e o deputado estadual Antônio Aguiar, autor da lei que criou os Jasti.

Em nome da Fesporte, o diretor de esporte e coordenador-geral dos Jasti, Marcelo Kowalski, fez uma avaliação bastante positiva da edição dos Jogos, que se encerram neste sábado (17). Veja, em vídeo, a avaliação de Marcelo Kowalski sobre os 7º Jasti.

Veja aqui o vídeo

 

Publicado em Jasti
Escrito por

Dupla de Marias ensina "o segredinho" do dominó

Canoinhas - Enquanto aguardava pelas adversárias nas oitavas de final do dominó, Maria Conceição Moreira, 61 anos, fazia contas ao lado da parceira e irmã Maria da Glória, 63. Restavam quatro jogos para o troféu, o que gerou um frio na barriga na dupla de São Francisco do Sul. Mal sabiam o que as pedrinhas do dominó reservavam para elas ao longo do dia.

“Só por estar aqui participando deste evento que valoriza tanto nós da Terceira Idade, já me sinto vencedora. Mas se der para levar uma medalha para casa, melhor, né?”, sorriu Dona Maria Conceição, estreante nos Jogos (a irmã mais velha disputa os Jasti pela terceira vez).

Quando as adversárias chegaram à mesa, mais descontração. Benta de Melo Loteri, 61, e Evônia Eleotério, 63, representam a pequena Presidente Nereu, no Alto Vale. Entre desejos de boa sorte, piadas e tentativas de fotos jogando as peças do dominó para cima, para desespero dos fiscais, elas ensinaram um segredo da modalidade: “Não adianta só saber jogar, é preciso estar em um dia bom. Se as pedras ajudarem, dá tudo certo”.

No fim, naquela partida (e no dia) a sorte estava ao lado da dupla de São Chico, e elas seguiram em frente para continuar sonhando em levar o troféu para casa. Mais tarde, venceram Ituporanga nas quartas, Orleans na semifinal e vão fazer a final da modalidade contra Itajaí. A decisão será neste sábado, a partir das 9h, no Salão Paroquial da Igreja Matriz.

Mais informações:

Rodrigo Braga

Ass. Comunicação Fesporte

48 8802-7742

Publicado em Jasti
Escrito por

Mais idoso dos Jasti dança com 88 anos e muita disposição

Canoinhas - O nome é complicado, mas a história é um exemplo: Seu Wadissuavo Milack, de Criciúma, tem 88 anos e recebeu uma placa do governador Raimundo Colombo na abertura dos Jasti, terça-feira (13), por ser o atleta mais idoso da 7ª edição.

De origem polonesa, tem dificuldade para falar o que pensa. Mas se expressa perfeitamente através da dança, modalidade que pratica há mais de 10 anos e nem pensa em parar. "É uma honra e alegria para mim que participo desde o início dos Jogos da Terceira Idade e estou contente em poder continuar. Ainda tenho forças para seguir em frente", destacou o atleta.

 A equipe do Seu Wadissuavo, de Criciúma, não conseguiu a classificação para a fase final da dança coreográfica, o que os deixou apenas dois dias em Canoinhas. Mas ainda assim foi uma das atrações dos Jasti, por ser composta apenas por casais (sete no total) com mais de 82 anos de idade. O diretor de esporte da Fesporte e coordenador-geral dos Jogos, Marcelo Kowalski, considerou a participação da equipe como um dos marcos do espírito que os Jasti representa. “Todos eles têm mais de 50 anos de casados, participam por amor ao que fazem, a dança. É absolutamente inspirador para quem está entrando na Terceira Idade e acha que as oportunidades estão diminuindo”, disse Marcelo.

 

A participação curta também não foi motivo para desânimo do Seu Wadissuavo: “Importante é estar nos Jogos, sentir esse clima bom e rever os amigos. Já me sinto vencedor por ter chegado até aqui”, ensinou o veterano dançarino.

Mais informações:

Rodrigo Braga

Ass. Comunicação Fesporte

48 8802-7742

Publicado em Jasti
Escrito por

A energia de Dona Terezinha contagia a dança nos Jasti

Canoinhas - Se fosse para escolher um único personagem entre os quase 2 mil atletas para representar o espírito da Terceira Idade nos Jogos Abertos da Terceira Idade (Jasti), que terminam neste sábado (17), em Canoinhas, sem dúvida seria esta figuraça fantasiada de burrinho do filme Shrek.

Dona Terezinha Klaumann, de Ituporanga, tem 61 anos e meio (segundo ela mesmo faz questão de frisar), e virou popstar no palco da dança coreográfica. Primeiro, pelo talento: na quarta-feira, primeiro dia da dança, ela ajudou a classificar a equipe entre as 10 finalistas e venceu a categoria de melhor dançarina individual.

Mas, principalmente, pelo carisma: a fantasia nem era a melhor acabada do time da cidade do Alto Vale do Itajaí, mas as piruetas, poses e coices no ar de Dona Terezinha fizeram nove em 10 presentes ao ginásio do Colégio Sagrado Coração de Jesus querer uma foto ao lado dela para recordação.

O segredo da disposição de fazer inveja em muito jovens? “Eu amo o que faço, sempre foi assim, desde os tempos das primeiras piruetas na fanfarra da escola”, contou Dona Terezinha.  Ituporanga não levou medalha por equipe, mas certamente voltou para casa com uma das estrelas dos Jasti 2014.

 

Mais informações:

Rodrigo Braga

Ass. Comunicação Fesporte

48 8802-7742

Publicado em Jasti
Escrito por

Chapecó é o primeiro campeão dos Jasti com dança coreográfica

Canoinhas - Saiu na dança coreográfica, na noite desta quinta-feira (15), o primeiro campeão da 7ª edição dos Jogos Abertos da Terceira Idade (Jasti) de Santa Catarina que estão sendo realizados em Canoinhas. E o titulo foi de Chapecó, na dança coreográfica, com a apresentação da obra “Vigília”, do grupo Allegro, que recebeu a nota de 9.72. É a quarta vez que as chapecoenses vencem a competição. Nesta quinta (16) a programação prossegue com a disputa da dança de salão às 19 horas no ginásio do Colégio Sagrado Coração de Jesus.

Veja aqui o vídeo da apresentação de Chapecó nos Jasti

 O segundo lugar da dança coreográfica ficou com Agrolândia, que obteve a nota 9.68, com a dança “Festa do Interior”, do Grupo Municipal Dançart. Já o terceiro lugar, com uma nota final de 9.56, foi conquistado por Arabutã com a dança “Apareceu o campeão da cidade”, do Grupo Sonnenstral Wolkstansgrupp.

No pódio muita festa dos campeões. Para a coreógrafa Damiana Melo, de Chapecó, a conquista do título pelo seu município foi uma surpresa. “Confesso que não esperava. Achava que no máximo ficaríamos em terceiro lugar, pois o nível das apresentações das outras cidades eram muito fortes. No final foi uma surpresa positiva”, disse em meio às lágrimas de emoção.

Chapecoenses encantaram com a obra "Vigília" e conquistaram o público (Foto: Antonio Prado)

A competição da dança coreográfica revelou os melhores da modalidade nos dois dias de disputa, segundo os jurados. Melhor coreógrafo: Rosane Simione Fachini, de Ibirama. Melhor bailarino: Inácio Nuss, de Guabiruba. Melhor bailarina: Terezinha Klausmann, de Ituporanga. Melhor figurino: Florianópolis e grupo simpatia, escolhido pelos jurados foi de Agrolândia.

A noite desta quinta-feira (16) a competição prossegue com as disputas de dança de salão às 19 horas no ginásio do Colégio Sagrado Coração de Jesus. Serão 31 municípios brigando pelo título. Os Jasti são promovidos pela Fesporte em parceria com a prefeitura de Canoinhas e terminam neste sábado, dia 17. Além da dança os 1.600 atletas de 157 municípios,  com idade a partir de 60 anos, disputam as modalidades de truco, canastra, dominó, bocha e bolão 23.

Informações adicionais

Antonio Prado

(48) 9696-3045

Publicado em Jasti
Escrito por

Coordenador-geral elogia os Jasti em Canoinhas

Canoinhas - Desde a abertura dia 13, até esta quinta-feira (15), os Jogos Abertos da Terceira Idade (Jasti), em Canoinhas, entra no seu terceiro dia de realização. Após este período o coordenador geral da competição Marcelo Kowalski faz uma avaliação positiva do evento. “Desde que chagamos aqui em Canoinhas observamos um comprometimento da prefeitura local e dos moradores em realizar os melhores Jasti da história e creio que essa meta está sendo cumprida”, avalia o dirigente. A competição é realizada em parceria entre Fesporte e prefeitura de Canoinhas e termina neste sábado, dia 17.

Kowalski disse também que a organização dos Jasti está surpreendendo positivamente os integrantes da Fesporte. “Os locais de competições, os alojamentos, tudo está saindo de acordo com que havíamos planejado”, garante Marcelo, que destaca como ponto altos da competição até o momento, a abertura, dia 13, que levou cerca de 3 mil pessoas ao ginásio do Colégio Sagrado Coração de Jesus. “Aquilo ali foi fantástico. Vimos as pessoas vibrando, o governador Raimundo Colombo participando e elogiando, enfim, feliz com o evento. E por fim, um show maravilhoso com o cantor Wanderley Cardoso, que agradou em cheio os idosos”.

Marcelo Kowalski, que também é diretor de esportes da Fesporte, esteve nesta quinta-feira nos locais de competições observando o andamento das partidas e ouvindo os participantes. “Ouvi muitos agradecimentos dos idosos. Tem gente de todo o Estrado de Santa Catarina. Alguns deles saindo pela primeira vez de seu município e encantado por conhecer novas culturas por meio do esporte”.

Coordenador geral dos Jasti, Marcelo Kowalski visita locais de competições (Foto Antonio Prado)

Isso, segundo Marcelo, não há dinheiro que pague. “Com os Jasti todos ganham: o município, que incrementa seu comércio local e ganha com o turismo, o idoso, que se sente valorizado ao representar o seu município, e o Estado que exerce o seu dever de proporcionar cidadania por meio de uma ação esportiva”, conclui Marcelo Kowalski.

Os Jasti têm a participação de 1.600 atletas com idade a partir de 60 anos de 157 municípios. São modalidades do evento: dança coreografada, dança de salão, canastra, truco, dominó, bocha e bolão 23.

Informações Adicionais

Antonio Prado

(48) 9696-3045

Publicado em Jasti
Escrito por

Marcelo Kowalski elogia Jasti em Canoinhas

Canoinhas - Desde a abertura dia 13, até esta quinta-feira (15), os Jogos Abertos da Terceira Idade (Jasti), em Canoinhas, entra no seu terceiro dia de realização. Após este período o diretor geral da competição Marcelo Kowalski faz uma avaliação positiva do evento. “Desde que chagamos aqui em Canoinhas observamos um comprometimento da prefeitura local e dos moradores em realizar os melhores Jasti da história e creio que essa meta está sendo cumprida”, avalia o dirigente. A competição é realizada em parceria entre Fesporte e prefeitura de Canoinhas e termina neste sábado, dia 17.

Kowalski disse também que a organização dos Jasti está surpreendendo positivamente os integrantes da Fesporte. “Os locais de competições, os alojamentos, tudo está saindo de acordo com que havíamos planejado”, garante Marcelo, que destaca como ponto altos da competição até o momento, a abertura, dia 13, que levou cerca de 3 mil pessoas ao ginásio do Colégio Sagrado Coração de Jesus. “Aquilo ali foi fantástico. Vimos as pessoas vibrando, o governador Raimundo Colombo participando e elogiando, enfim, feliz com o evento. E por fim, um show maravilhoso com o cantor Wanderley Cardoso, que agradou em cheio os idosos”.

Marcelo Kowalski, que também é diretor de esportes da Fesporte, esteve nesta quinta-feira nos locais de competições observando o andamento das partidas e ouvindo os participantes. “Ouvi muitos agradecimentos dos idosos. Tem gente de todo o Estrado de Santa Catarina. Alguns deles saindo pela primeira vez de seu município e encantado por conhecer novas culturas por meio do esporte”.

Isso, segundo Marcelo, não há dinheiro que pague. “Com os Jasti todos ganham: o município, que incrementa seu comércio local e ganha com o turismo, o idoso, que se sente valorizado ao representar o seu município, e o Estado que exerce o seu dever de proporcionar cidadania por meio de uma ação esportiva”, conclui Marcelo Kowalski.

Os Jasti têm a participação de 1.600 atletas com idade a partir de 60 anos de 157 municípios. São modalidades do evento: dança coreografada, dança de salão, canastra, truco, dominó, bocha e bolão 23.

Informações Adicionais

Antonio Prado

(48) 9696-3045

Publicado em Jasti
Escrito por

Plasticidade e harmonia marcam a dança coreográfica

Canoinhas - O primeiro dia de competição dos Jogos Abertos da Terceira idade (Jasti) de Santa Catarina, nesta quarta-feira (14), em Canoinhas, foi marcado pela disputa inicial pelo troféu de campeão da dança coreográfica. 25 municípios se apresentaram na primeira etapa classificatória modalidade no ginásio do Colégio Coração de Jesus. Dez se classificaram para a final desta quinta-feira (15), às 19 horas no mesmo local. As apresentações foram marcadas bela beleza plástica e harmonia.

Depois das apresentações os jurados definiram os dez municípios classificados para a grande final desta quinta-feira: Chapecó, São José do Cedro, Joinville, Florianópolis, Ituporanga, Timbó, Balneário Camboriú, Arabutã, Xanxerê e Agrolandia. Nesta sexta-feira será a vez da dança de salão entrar em cena às 19 horas no ginásio do Colégio Sagrado Coração de Jesus.

Os Jasti são uma promoção da Fesporte em parceria com a Prefeitura de Canoinhas. Terminam no sábado (17) com a participação de 1.600 atletas com idade a partir de 60 anos de 157 municípios. Além da dança coreografada e a dança de salão estão em disputa dos títulos de canastra, truco, dominó, bocha e bolão 23.

Informações adicionais

Antonio Prado

(48) 9696-3045

Pagina 410 de 449